A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FACULDADES INTEGRADAS DO CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DOS CAMPOS GERAIS - CESCAGE Patologia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FACULDADES INTEGRADAS DO CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DOS CAMPOS GERAIS - CESCAGE Patologia."— Transcrição da apresentação:

1 FACULDADES INTEGRADAS DO CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DOS CAMPOS GERAIS - CESCAGE Patologia

2 1 - IDENTIFICAÇÃO Disciplina: Patologia Geral Período: 3 e 4º Ano: 2006 Carga horária total: 54 –Aulas teóricas: 36 –Aulas práticas: 18

3 2 - EMENTA Conceitos fundamentais –processos gerais de patologia –repercussões funcionais, –evolução e –conseqüência sobre os tecidos, órgãos, sistemas e ao organismo como um todo. Doenças em geral –origens e condições do organismo. –início e desenvolvimento dos estados mórbidos.

4 Patologia Significa estudo das doenças (do grego pathos = doença, sofrimento e logos = estudo, doutrina) ciência que estuda as causas das doenças, os mecanismos que as produzem, as sedes e as alterações morfológicas e funcionais que apresentam.

5 estudo das lesões comuns ás diferentes doenças causas (etiologia) mecanismos patogenéticos (patogênese) alterações morfológicas (anatomia patológica) transtornos funcionais (fisiopatologia)

6 a variedade de lesões observadas nas doenças não é muito grande. –fato de os mecanismos de agressão às moléculas serem comuns aos diferentes agentes agressores –com freqüência as defesas do organismo são inespecíficas, no sentido de que são as mesmas frente a diferentes estímulos.

7 Análise das Doenças Humanos Observação, Integração, e Interpretação

8 Processo de aprendizagem condução avaliação sistematica desenvol- vimento planejamento prática de ensino conteúdos educacionais objetivos educacionais

9 Memorizando informação (Processo de aprendizagem - domínio psicomotor - domínio afetivo - domínio cognitivo ) relações de compreensão (compreensão) Aplicando habilidades (aplicações de Habilidades intelectuais) Aplicando habilidades genéricas (resolução de problemas)

10 alterações morfológicas (anatomia patológica) causas (etiologia) mecanismos patogenéticos (patogênese) transtornos funcionais (fisiopatologia)

11 Mecanismos de lesão e adaptação celular Alterações morfológicas, moleculares e/ou funcionais Processo Saúde-Doença

12 Integração Patologia Ciências BásicasCiências Clínicas Interpretação Diagnóstico Terapêutica Prognóstico Observação Pesquisa Investigação Ciência

13

14 Primeira etapa I 1. Introdução a Patologia 2 II 2. Noções Gerais em Injúria e Morte Celular 2 III 3. Mecanismos de Adaptação Celular 2 IV 4. Introdução A Biologia Molecular 4.1 Crescimento celular 4.2 Diferenciação celular 4.3 Ciclo celular 4.4 Distúrbios do crescimento, nomenclatura, classificação e exemplos 3

15 Segunda etapa V 5. Inflamação Aguda 6 VI 6. Inflamação Crônica 2 VII 7. Reparo 2 VIII 8. Desordens Hemodinâmicas 8.1 Isquemia 8.2 Edema 8.3 Trombose 8.4 Embolias 8.5 Estado de Choque 6

16 Terceira etapa IX 9. Neoplasia 6 X 10. Doenças Infecciosas 2 XI 11. Patologia Nutricional 3 XII 12. Patologia Ambiental 2 XIII 13. Desordens Genéticas 2 XIV 14. Doenças da Imunidade 2

17 Seminários Atividades I SEMINÁRIO I Câncer do colo do útero 1 Atividades II SEMINÁRIO II Câncer de próstata 1 Atividades III SEMINÁRIO III Câncer do cólon 1 Atividades IV SEMINÁRIO IV Câncer de Mama 1 Atividades V SEMINÁRIOI V Obesidade 1 Atividades VI SEMINÁRIOI VI Diabetes 1 Atividades VII SEMINÁRIOI VII Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica 1 Atividades VIII SEMINÁRIOI VIII Imunodepressão 1

18 Estudo de caso Casos clínicos 42 anos, sexo feminino, evangélica, casada, natural e residente de Castro – Pr. diarista QP.: procura atendimento ambulatorial encaminhada pelo clínico com diag. Radiológico de nódulo pulmonar em lobo superior esquerdo (LSE). HMA.: paciente referindo sintomas gripais, quando procurou atendimento em outubro de 2005, solicitado Rx de tórax para investigação com nódulo pulmonar. Nega dispnéia e emagrecimento, nega febre persistente; expectoração mucóide escassa e esporádica. HMP.:nega patologias prévias HMF.: pai e mãe com HAS falecidos há dois e treze anos por AVC HGO.: Gesta III, Para 0, Cesárea II, Aborto I CHV.: tabagismo – 10cigarros/dia por 10, parou há 10 anos, nega etilismo. Faz uso de ACHO RS.: sem particularidades

19 Conhecimento específico FORMAÇÃO UNIVERSITÁRIA – GRADUAÇÃO Curso de Medicina, Setor de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Paraná, Curitiba. FORMAÇÃO UNIVERSITÁRIA - PÓS- GRADUAÇÃO Residência Médica em Anatomia Patológica, Departamento de Patologia Médica, Hospital de Clínicas, Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

20 1996 Estágio Prático Voluntário no Serviço de Anatômia Patológica do Hospital de Clínica, sob a orientação do Dr. Luiz Fernando Bleggi Torres. Universidade Federal do Paraná. Carga horária: 400 horas, 1º semestre de 1996, Curitiba Estágio Supervisionado no Serviço de Anatômia Patológica, Seção de Neuropatologia e Microscopia Eletrônica do Hospital de Clínicas sob a orientação do Dr. Luiz Fernando Bleggi Torres. Universidade Federal do Paraná. Carga horária: 400 horas. 2º semestre de 1996, Curitiba Estágio Supervisionado no Serviço de Anatômia Patológica, Seção de Neuropatologia e Microscopia Eletrônica do Hospital de Clínicas sob a orientação do Dr. Luiz Fernando Bleggi Torres. Universidade Federal do Paraná Período. Carga horária: 400 horas. 1º semestre de 1997, Curitiba Estágio Supervisionado no Serviço de Anatomia Patológica, Seção de Neuropatologia e Microscopia Eletrônica do Hospital de Clínicas sob a orientação do Dr. Luiz Fernando Bleggi Torres. Universidade Federal do Paraná. Carga horária: 400 horas. 2º semestre de 1997, Curitiba Estágio Supervisionado no Serviço de Anatômia Patológica, Seção de Neuropatologia e Microscopia Eletrônica do Hospital de Clínicas. sob a orientação do Dr. Luiz Fernando Bleggi Torres Universidade Federal do Paraná. Carga horária: 400 horas. 1º semestre de 1998, Curitiba Estágio eletivo no Departamento de Patologia do Baylor College of Medicine e The Methodist Hospital– Houston, Texas, USA.

21 Indicadores de Produção Científica CV – Lattes (junho 2006) Trabalhos publicados em anais de eventos (Resumo) 61 Artigos publicados em periódicos (Completo) 23 Participações em eventos (Encontro)15 Participações em eventos (Congresso)10 Orientações em andamento (Iniciação Científica) 1 Participações em eventos (Simpósio)1 Participações em eventos (Seminário)1

22 Motivação para a disciplina Mestrado no Programa de Pós-Graduação em Clínica Cirúrgica do Setor de Ciências da Saúde, Hospital de Clínicas, Universidade Federal do Paraná.

23


Carregar ppt "FACULDADES INTEGRADAS DO CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DOS CAMPOS GERAIS - CESCAGE Patologia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google