A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de Ct&I Vitória-ES, 08/03/2013.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de Ct&I Vitória-ES, 08/03/2013."— Transcrição da apresentação:

1 Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de Ct&I Vitória-ES, 08/03/2013

2 A construção de uma cultura digital

3 O papel da inclusão digital para construção da cidadania

4 O modelo de cidade digital do MC Objetivos A melhoria da qualidade e transparência na gestão pública A democratização do acesso O fomento à economia criativa e sustentável A criação e desenvolvimento de conteúdos A construção de ambientes de colaboração em redes abertas

5 Modelo de cidade digital do MC

6 Linha do tempo FEV/2013 Contratação RNP para capacitação AGO/2011 Instituição do Projeto Cidades Digitais OUT/2011 Criação do Grupo de Trabalho Cidades Digitais DEZ/2011 e JAN/2012 Consulta pública do termo de referência para licitação ABR/2012 Publicação da chamada pública para seleção de prefeituras NOV/2012 Intenção de registro de preços para aplicativos de e-gov DEZ/2012 Contratação de empresa para Implantação da infraestrutura JAN/2013 Assinatura dos ACT JUL/2012 Divulgação das 80 prefeituras selecionadas SET/2012 Publicação do edital para implantação da infraestrutura FEV/2013 PAC -2 R$100 M

7 Infraestrutura

8 Modelo de cidade digital do MC Durabilidade Simplicidade Escalabilidade Interoperabilidade

9 Modelo de cidade digital do MC Modelo tecnológico

10 Modelo de cidade digital do MC Principais componentes Ponto de Acesso Público

11 Modelo de cidade digital do MC Principais componentes Ponto de Acesso de Governo

12 Modelo de cidade digital do MC Principais componentes Ponto de Enlace e Acesso Social

13 Modelo de cidade digital do MC Principais componentes Solução de Gerenciamento da Infraestrutura

14 Principais ações para implantação das cidades digitais Contratação das empresas integradoras Licença para uso de postes Contratação de backhaul Licença de Serviço Limitado Privado (SLP)

15 Aplicativos

16 Modelo de cidade digital do MC Melhoria na gestão pública Transparência

17 Aplicativos Licitação de empresa para implantação Módulos: Financeiro, Tributário, Educação e Saúde; – Implantação; – Migração; – Treinamento; – Hospedagem; – Suporte Assistido por 12 meses.

18 Formação

19 Modelo de cidade digital do MC Apropriação tecnológica Desenvolvimento local

20 Capacitação Formação técnica para servidores nível tático e operacional (RNP) Formação para servidores do escalão estratégico (UnB) Formação da população Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) PRONATEC/ Cidades Digitais Universidade de Brasília (UnB)

21 Formação técnica para servidores (RNP) Objetivos Servidores municipais capacitados a: Operar e gerenciar as Redes Avançadas (tático) e Realizar manutenção básica da rede de fibras e dos pontos de acesso (operacional). Resumo da metodologia Capacitações: 11 cursos, sendo 10 presenciais e 01 por EaD vagas para profissionais indicados ao MC pelas 80 Prefeituras; Acompanhamento da Implantação da Infraestrutura de Redes: em modo presencial - com 02 visitas técnicas a cada município - e remoto - utilizando recursos e ambientes virtuais. Elaboração da Metodologia de Cidades Digitais.

22 Formação para o escalão estratégico (UnB) Objetivos Promover e facilitar a reflexão e a troca de aprendizados sobre o uso das TIC na gestão municipal para o acompanhamento da implantação e sua sustentabilidade. Conduzir o Planejamento e a Gestão Estratégica do Projeto (requisitos, implementações, desdobramentos e implicações). Eficiência e transparência da gestão pública, incremento do desenvolvimento local e promoção da inclusão sócio- digital. 02 encontros formativos e Tutoria a distância para aprofundamento de temas relacionados ao potencial das TIC na gestão municipal. Resumo da metodologia

23 Formação para a população - PRONATEC/ Cidades Digitais Objetivo Garantir a universalização do acesso às TICs e seu uso qualificado pelo cidadão em geral. Resumo da Metodologia Oferta gratuita de diversos cursos presenciais com assistência estudantil (curso, transporte e alimentação). Cursos com duração mínima de 160 horas, executados e certificados por Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia ou pelos Serviços Nacionais de Aprendizagem.

24 Capacitação – Compromissos da Prefeitura Formação técnica para servidores (RNP) Formação do escalão estratégico (UnB) Formação da população (PRONATEC) Indicar os servidores municipais Recepcionar equipes de acompanhamento Indicar os servidores municipais Recepcionar equipes de acompanhamento Indicar gestor local Assinatura do Termo de Compromisso Indicar gestor local Assinatura do Termo de Compromisso Indicar 02 servidores Colaborar com as ações de formação no município Indicar 02 servidores Colaborar com as ações de formação no município

25 Sustentabilidade Conexão do backbone até o município (PEAS): Telebrás (e.g.) Contratação do link de acesso à internet: Município Recursos para manutenção da Rede: – Orçamento municipal – Parcerias com outras instituições públicas ou privadas – Concessão de uso da infraestrutura para exploração comercial da rede, resultando em retorno financeiro e/ou técnico para manutenção e operação da rede

26 Papel das prefeituras Disponibilizar uma equipe gestora local para ser capacitada; Contribuir com a logística para implantação da infraestrutura de conexão, disponibilizando local apropriado para instalação dos equipamentos; Providenciar junto a órgãos públicos e demais concessionárias eventuais licenças e autorizações necessárias à implantação e uso da Rede; Contratar e manter, sob a orientação do Ministério das Comunicações, o link para acesso a Internet.

27 Secretarias Estaduais CTI Redes Digitais da Cidadania: apoiar projetos de inclusão digital com a participação dos departamentos de extensão das universidades federais e estaduais; 11 estados conveniados; R$ 23 M repassados para FAPs; Projetos de extensão nas cidades digitais: MPEs, Cultura, Agricultura familiar, Qualificação de pontos públicos etc

28 Obrigado! Américo T. Bernardes Departamento de Infraestrutura para Inclusão Digital Secretaria de Inclusão Digital (SID/MC) Informações: (61)


Carregar ppt "Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de Ct&I Vitória-ES, 08/03/2013."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google