A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Gramática Prof. Celso

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Gramática Prof. Celso"— Transcrição da apresentação:

1 Gramática Prof. Celso

2 Concordância Nominal – I ->Conceito: regras que indicam a relação entre um NOME (geralmente substantivo) e seus DETERMINANTES (artigo, adjetivo, numeral, pronome). -> Estudaremos a Regra Geral de concordância e daremos bastante atenção aos casos especiais.

3 Regra Geral Os determinantes devem concordar em gênero (masculino/feminino) e em número (singular/plural) com o nome a que se ligam. Os determinantes devem concordar em gênero (masculino/feminino) e em número (singular/plural) com o nome a que se ligam. Ex.: Os livros que comprei são muito bons. A revista que li ontem não era cara.

4 Regras Especiais Há casos, porém, em que a aplicação da regra geral poderá gerar dúvidas. Veremos, na sequência, alguns deles. Há casos, porém, em que a aplicação da regra geral poderá gerar dúvidas. Veremos, na sequência, alguns deles. I- UM ADJETIVO PARA QUALIFICAR DOIS OU MAIS SUBSTANTIVOS: 1. Se o adjetivo estiver posposto aos substantivos, há duas possibilidades: a) O adjetivo fica no plural, prevalecendo o masculino caso um dos substantivos seja desse gênero. Ex.: O aluno demonstrou inteligência e perspicácia fabulosas. O aluno demonstrou talento e poder de concentração fabulosos. O aluno demonstrou talento e inteligência fabulosos.

5 Regras Especiais b) O adjetivo concorda com o substantivo mais próximo, apesar de referir-se a todos. Ex.: O aluno demonstrou inteligência e perspicácia fabulosa. O aluno demonstrou poder de concentração e talento fabuloso. O aluno demonstrou talento e inteligência fabulosa.

6 Regras Especiais 2. Se o adjetivo estiver anteposto aos substantivos, deve concordar com o mais próximo. Ex.: Você escolheu má hora e lugar para a reunião. Você escolhe mau lugar e hora para a reunião.

7 Regras Especiais II- UM SUBSTANTIVO QUALIFICADO POR DOIS OU MAIS ADJETIVOS: ->Neste caso, há duas possibilidades de concordância: a) O substantivo fica no singular e se repete o artigo antes de cada adjetivo. Ex.: O intelectual estudou muito a literatura grega e a francesa. A carne brasileira está conquistando o mercado europeu e o argentino.

8 Regras Especiais b) O substantivo vai para o plural e o artigo não se repete antes de cada adjetivo. Ex.: O intelectual estudou muito as grega e francesa. Ex.: O intelectual estudou muito as literaturas grega e francesa. A carne brasileira está conquistando os mercados europeu e argentino.

9 Regras Especiais III- NUMERAIS ORDINAIS ANTEPOSTOS A UM ÚNICO SUBSTANTIVO (PRIMEIRO, SEGUNDO ETC.) -> Neste caso, há duas possibilidades de concordância: a) Foram avaliados os livros didáticos da quinta e oitava série. b) Foram avaliados os livros didáticos da quinta e oitava séries.

10 Regras Especiais IV- PALAVRAS CUJO COMPORTAMENTO, EM TERMOS DE CONCORDÂNCIA, COSTUMAM PROVOCAR DÚVIDAS. 1) Palavras que se comportam como adjetivos, sendo, portanto, variáveis.: -mesmo;-incluso; -próprio;-quite; -anexo;-obrigado. Ex.: As alunas mesmas fizeram as inscrições. Enviei anexas as notas fiscais que você pediu. Enviei anexos os cupons fiscais que você solicitou. A telefonista disse obrigada e desligou. A aluna e seus colegas disseram obrigados ao professor e deixaram a sala.

11 Regras Especiais 2) Palavras que se comportam como advérbios, sendo portanto, invariáveis. -menos;-alerta; Ex.: Havia menos pessoas na reunião do que era previsto. Devemos permanecer sempre alerta.

12 Regras Especiais 3) Palavras que ora se comportam como adjetivos (quando se ligam a substantivos), ora como advérbios (quando não se ligam a substantivos). -meio;-muito; -bastante;-pouco; -só;-alto/baixo; Ex.: Comigo ela nunca tem meias palavras. As alunas chegaram ao fim da prova meio cansadas. Elas choraram bastante ao receber a notícia. Elas tinham bastantes razões para chorar.

13 Regras Especiais V- NAS EXPRESSÕES COMPOSTAS PELO VERBO SER E UM ADJETIVO (É PROIBIDO, É BOM, É NECESSÁRIO...). -> Há duas formas de concordância: 1. Se o núcleo do sujeito não vem precedido de determinante, estas expressões ficam invariáveis. Ex.: Fruta é bom para a saúde. É proibido apostas aqui.

14 Regras Especiais 2. Se o núcleo do sujeito vem precedido de um determinante, estas expressões concordam com o sujeito. Ex.: Determinadas frutas são boas para a saúde. São proibidas as apostas aqui.

15 Próxima aula... - Concordância Verbal. - Aguardem!


Carregar ppt "Gramática Prof. Celso"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google