A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O Poder do Estado e a crise da identidade... Movimentos Separatista RICARDO GEOGRAFIA GERAL.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O Poder do Estado e a crise da identidade... Movimentos Separatista RICARDO GEOGRAFIA GERAL."— Transcrição da apresentação:

1 O Poder do Estado e a crise da identidade... Movimentos Separatista RICARDO GEOGRAFIA GERAL

2 Em um período conturbado e de profundas mudanças, que é a segunda metade do século XX, algumas regiões começaram a não se identificar com o seu ESTADOS Enfraquecimento do poder conflitos ESTADO Cultura x Nacionalismo O que é ser brasileiro????????

3 Dois povos os Tchecos e os eslovacos 1918 – formação 1989 – crise no socialismo do leste europeu e o enfraquecimento do partido comunista divisão pacífica, conhecida como arevolução veludo e a criação doa República Theca e da Eslováquia

4

5 Sérvia e Montenegro se libertam do Império turco Otomano Invasão da Bósnia, Croácia e Eslovênia pelo Império Austro-Húngaro Fim da I Guerra Mundial 1918 Reino da Sérvia Croácia e Eslovênia 1929 Reino da Iugoslávia Presença Russa e o aparecimento da Grande Sérvia 1942 a 1945 invasão da Itália e Alemanha MOVIMENTO DE RESISTÊNCIA

6 República Socialista da Iugoslávia Josip Tito Expulsa o ITA e ALE sem ajuda da Rússia Confisco de propriedades e reforma agrária Autonomia e socialismo Anárquico ( rep. Autônoma) Mov. Não-alinhados 1980 – Milosevic e a Grande Sérvia 1989 – Contexto de crise no leste europeu e fim da Guerra Fria – Eslovênia e Croácia Independentes Macedônia e Bósnia (gov. muçulmano e 1/3 de sérvios) Grande conflito e um genocídio (limpeza étnica) mil mortos 1995 – Tratado de Dayton Final anos 90 – Guerra de Kosovo e a criação do Exército de Libertação de Kosovo (ELK) Presença da ONU e a OTAN (exército e embargo) 2003 – Fim da Iugoslávia 2006 – ultima divisão Sérvia e Montenegro

7 República Federativa na região do Caucaso, mas que pertence a Rússia Após o fim da URSS, minorias étnicas começaram a lutar pela independência povo Cáucaso, muçulmanos – 40 mil solados russos invadem a região. Sessar fogo por pressões internacionais. Autonomia acordada para – novo conflito, invasão da república vizinha Daguestão e tentativa de implantar uma república islâmica Violento confronto: massacre, estupros e bombardeios dos russos, a ataques terroristas ao metrô de Moscou e em uma escola na Ossétia do Norte (2004) Rússia ainda não reconhece, participou inclusive da reconstrução de Grozny Estratégica: petróleos e oleodutos. Ataques recentes 2006 e 2011

8 Criado em junho de 2011, proposto em 2005 após 12 anos de guerra civil. Diferenças entre Cristianismo (sul) e muçulmanos (norte) Separação também acendeu os ânimos na região de Kordofan do Sul, que está sob controle do governo de Cartum. (norte) Povoada por minorias étnicas sem ligação com a população árabe do norte, a região quer se juntar ao novo país. Confrontos na região já provocaram o deslocamento de 60 mil moradores. A questão do petróleo é uma das questões mais sensíveis na divisão do Sudão. A maior parte das reservas fica no sul, mas quase toda a infraestrutura para refino e transporte fica no norte. Por enquanto, a receita é dividida meio a meio. Em maio, forças do Sudão do Norte entraram em Abyei. Os conflitos forçaram 170 mil pessoas a deixarem suas casas, para fugir da violência. Além de discutir uma nova divisão nos lucros, o sul e o norte também têm de dividir a dívida pública do Sudão.

9

10

11 Litoral do golfo de Biscaia entre a Espanha e a França. 2,2 milhões de hab. Idioma Basco e o exército da Pátria Basca e Liberdade(ETA) Difícil relação com a Ditadura de Francisco Franco, luta armada em 1969 Em 1979, autonomia política pelo monarca Juan Carlos e desmobilização do ETA.

12 1801 anexação da Irlanda pela Grã- Bretanha 1901 – Exército Republicano Irlandês (IRA) 1921 – Independência da parte Sul da Ilha (Irlandeses Católicos) 30 de janeiro de 1972 – Domingo sangrento 1998 – acordo da Sexta-feira Santa Inglaterra abriu o parlamento na Irlanda do Norte, mas com o número de cadeiras proporcionais aos grupos étnicos (maioria anglicano, protestantes) Enfraquecimento do grupo após o 11 de setembro

13 Movimento de Resistência indígena e camponês na região de Chiapas (sul do México) 1 de janeiro de 1994 tomada do poder local Ideal anárquico de guerrilha Exército Zapatista de Libertação Nacional (EZLN) e a criação de uma rede mundial contra o neoliberalismo. "mandar obedecendo. O que desejam os indígenas de Chiapas? Simplesmente, Justiça, Liberdade e Democracia. Na verdade são povos que desejam autonomia e direitos constitucionais que lhe assegurem a propriedade coletiva das terras indígenas. Não desejam a guerra. Paradoxalmente, pegaram em armas apenas para torná-las desnecessárias, formando um estranho exército heterogêneo, com armas de todo tipo, desde pedaços de madeira, espingardas de ar comprimido até metralhadoras de última geração, que, quando desfila, costuma levar os mexicanos, às lágrimas. Querem apenas o direito de cultivar em paz seus roçados de subsistência (milpas), e preservar suas tradições culturais ancestrais, suas danças, seus costumes, sua medicina, sua língua, sua religião, enfim tudo aquilo que os identifica como indígenas e que compõe o que se denomina de "México Profundo", segundo o antropólogo Guillermo Batalla. Enfim os indígenas mexicanos lutam por dignidade, acima de tudo – tentativa de um acordo de PAZ – direitos à legitimidade das terras indígenas e ao modo de vida massacre de Acteal – mov. Paramilitar ligado ao governo central (PRI)

14

15 Ex-colônia portuguesa, independente em 1975 e de maioria católica Anexados pela Indonésia Mov. Guerrilheiro separatista crise econômica na Indonésia levou o fim da ditadura de Suharto referendo para a independência, e novamente outro massacre. Intervenção da ONU. Timor leste e a estratégia internacional

16


Carregar ppt "O Poder do Estado e a crise da identidade... Movimentos Separatista RICARDO GEOGRAFIA GERAL."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google