A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Igreja Batista Itacuruçá Tijuca – RJ seg-feira 26/09/11 Culto 19h Pr Alcenir da Mota Isaías 36.18-20 Um Deus diferente.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Igreja Batista Itacuruçá Tijuca – RJ seg-feira 26/09/11 Culto 19h Pr Alcenir da Mota Isaías 36.18-20 Um Deus diferente."— Transcrição da apresentação:

1

2 Igreja Batista Itacuruçá Tijuca – RJ seg-feira 26/09/11 Culto 19h Pr Alcenir da Mota Isaías Um Deus diferente.

3 Deus de Promessas (Davi Sacer, Verônica Sacer e Ronald Fonseca) Clique, devagar, duas vezes para iniciar E, mais uma vez... e ao final para avançar Adoração Sei que os Teus olhos Sempre atentos permanecem em mim E os Teus ouvidos estão sensíveis para ouvir meu clamor Posso até chorar... Mas a alegria vem de manhã És Deus de perto e não de longe Nunca mudaste, Tú és fiel Deus de aliança, Deus de Promessas Deus que não é homem pra mentir Tudo pode passar, tudo pode mudar Mas Tua palavra vai se cumprir Posso enfrentar o que for Eu sei Quem luta por mim Seus planos não podem ser frustrados Minha esperança está Nas mãos do grande Eu Sou Meus olhos vão ver o impossível

4 Oremos, agradecendo Dêem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus. (1Ts 5:18) Tratamento do missionário A no Rio de Janeiro. Por todas as bênçãos derramadas sobre todos nós.

5 Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra. (2Cr 7:14) *** Oremos, pedindo e intercedendo *** Intercedamos: - pelo pastor S no Afeganistão. Pela continuidade de sua missão. - pelo missionário A; pela sua saúde; seu tratamento. - pelo trabalho missionário no Brasil e no Mundo. - pelos enfermos de nossa igreja. - pelas famílias enlutadas em nossa igreja. - pelas nossas famílias e lares. - pelas necessidades de nossos irmãos, em diversas áreas.

6 Isaías " Não deixem que Ezequias os engane quando diz que o Senhor os livrará. Alguma vez o deus de qualquer nação livrou sua terra das mãos do rei da Assíria? Onde estão os deuses de Hamate e de Arpade? Onde estão os deuses de Sefarvaim? Eles livraram Samaria das minhas mãos? Quem dentre todos os deuses dessas nações conseguiu livrar a sua terra? Como então o Senhor poderá livrar Jerusalém das minhas mãos? "

7 Meditação sobre Isaías 36 e 37 PROFETA ISAÍAS: Um Deus diferente. Li na crônica de Manuel Carlos em uma revista semanal a seguinte história contada por Pedro Bloch: Uma professora de creche observava as crianças de sua turma desenhando. Ocasionalmente, passeava pela sala para ver os trabalhos de cada criança. Quando chegou perto de uma menina que trabalhava intensamente, perguntou o que desenhava. A menina respondeu: -Estou desenhando Deus. A professora parou e disse: -Mas ninguém sabe como é Deus. Sem piscar e sem levantar os olhos de seu desenho, a menina respondeu: -Saberão dentro de um minuto.

8 Meditação sobre Isaías 36 e 37 PROFETA ISAÍAS: Um Deus diferente. Não sei como saiu Deus no desenho dessa criança. Se era grande ou pequeno, com cara de bonzinho ou de mau, se tinha braços fortes ou fracos, se possuía um amor incondicional ou não. Mas gosto de imaginar que ela tenha conseguido, de uma forma pura e infantil, retratar um Deus diferente de tantos outros, que têm sido idolatrados em nosso meio. Não creio que ela tenha desenhado os deuses Dinheiro, Poder, e muito menos o deus Sexo, que têm atraído tantas pessoas, levando-as a sacrificar a justiça, a ética, a moral e a própria família.

9 Meditação sobre Isaías 36 e 37 PROFETA ISAÍAS: Um Deus diferente. O rei Ezequias certa vez teve que retratar aos seus súditos e a si próprio o Deus a quem servia e confiava. Cercado pelo exército Assírio, o povo de Jerusalém e o rei, ouviram o seguinte: Não dêem ouvidos a Ezequias. Prestem atenção na proposta do rei da Assíria: Façam um tratado de paz comigo, juntem-se a mim! Todos vão acabar tendo uma vida boa, com bastante terra e água e muito mais. Vou estabelecer vocês em lugares amplos e abertos, com terras férteis e produtivas para todos. Mas não deixem que Ezequias os engane com suas mentiras: O Eterno vai nos salvar. Isso já aconteceu alguma vez? Algum deus na história já levou vantagem sobre o rei da Assíria? Olhem em volta de vocês. Onde estão os deuses de Hamate e Arpade? Onde estão os deuses de Sefarvaim? Os deuses de Samaria fizeram alguma coisa por ela? Mencionem um deus que já salvou suas terras de mim. Então, o que faz vocês pensarem que o Eterno poderá salvar Jerusalém?

10 Meditação sobre Isaías 36 e 37 PROFETA ISAÍAS: Um Deus diferente. O rei e todo povo ainda tiveram que ouvir este desafio: Não deixe que o Eterno, em quem você confia tão ingenuamente, engane você, prometendo que Jerusalém não cairá diante do rei da Assíria. Use a cabeça! Olhe em volta e veja o que os reis da Assíria fizeram em todo o mundo; os países devastados, um após outro! Você acha que vai escapar? Algum dos deuses desses países alguma vez interveio e os salvou, mesmo uma dessas nações que meu predecessor destruiu, Gozã, Harã, Rezefe e o povo de Éden, que viveu em Telassar? Olhe em volta. Sobrou alguma coisa do rei de Hamate, do rei de Arpade, do rei da cidade de Sefarvaim, do rei de Hena, do rei de Iva? O que fazer diante de tamanho desafio? Senaqueribe mostrou que os deuses das nações com as quais guerreou não foram páreo para o seu poderoso exército. Qual a visão de Deus que Ezequias tinha? Seria o Deus de Israel igual aos deuses daquelas nações? A fé que o rei de Jerusalém expõe demonstra que o Deus de Ezequias é diferente.

11 Meditação sobre Isaías 36 e 37 PROFETA ISAÍAS: Um Deus diferente. Quando o povo de Deus sai do cativeiro no Egito, onde havia passado mais de 400 anos, trouxe com ele anos de convívio com vários deuses. Os acontecimentos daquele momento mostram a preocupação do Eterno em manifestar sua diferença em relação aquelas divindades. Através do episódio das dez pragas isto fica muito claro. Quando as águas se transformam em sangue, ocorre um golpe no deus Hapi, o deus protetor das inundações do rio Nilo. O rio Nilo era considerado um deus e o deus Hapi intervia junto ao Nilo nas inundações. Deus resolve mostrar ao seu povo que é diferente zombando dessas divindades que não tiveram forças para impedir que suas águas apodrecessem e cheirassem mal. Os egípcios relacionavam as rãs com a deusa da fertilidade Hekt. Todos que queriam fertilidade invocavam tal divindade. O Deus verdadeiro se utiliza desse deus egípcio para invadir a cidade e causar um enorme transtorno.

12 Meditação sobre Isaías 36 e 37 PROFETA ISAÍAS: Um Deus diferente. O pó da terra considerado sagrado converteu-se em insetos muito importunadores. Esse pó sagrado foi transformado em piolhos que causavam feridas nas pessoas. Os egípcios tinham um deus chamado Belzebu, que na crença deles era poderoso para afugentar moscas. Enxames desses insetos cobriram a terra do Egito. A quinta praga, a peste nos animais, foi um golpe contra Amom, um deus adorado em todo Egito, tinha a forma de um carneiro, animal sagrado. No baixo Egito, Amom era adorado em forma de um touro, ou bode, deus protetor dos rebanhos do Egito. Tal divindade foi incapaz de proteger o rebanho egípcio. A praga das úlceras foi um duro golpe no deus Tifon. Na crença deles essa divindade protegia o povo contra qualquer ferida que fosse causada por qualquer coisa. Os sacerdotes invocavam a Tifon e as cinzas do altar dele eram jogadas em todos os doentes e nada acontecia. Os próprios sacerdotes foram os primeiros a serem infectados.

13 Meditação sobre Isaías 36 e 37 PROFETA ISAÍAS: Um Deus diferente. A deusa Serafis era a protetora da lavoura do Egito. A tempestade de trovões, raios e saraiva devastou a vegetação, destruiu as colheitas de cevada e de linha e matou os animais de todo Egito. Este tipo de tempestade era quase desconhecido dessa nação. O termo trovão em hebraico significa literalmente Vozes de Deus e aqui insinua que Deus falava em juízo contra aquela nação pagã e contra seu panteão de deuses. Além de Serafis a deusa Isis também protegia a vegetação. A praga de gafanhotos trazida por um vento oriental consumiu a vegetação que havia sobrado da tempestade de saraiva. Tanto Isis como Serafis foram impotentes para proteger os egípcios.

14 Meditação sobre Isaías 36 e 37 PROFETA ISAÍAS: Um Deus diferente. Ao acordarem em certa manhã os egípcios perceberam que as trevas encobriam todo o seu país com exceção da terra de Gósem, onde habitava os hebreus. Um homem não conseguia ver o outro mesmo que estivesse a um palmo apenas na sua frente. Foi um duro golpe em todos os deuses do Egito, especialmente contra o deus Rá, o deus solar. Os luminares celestes, objetos de culto, foram incapazes de penetrar à densa escuridão. Foi um ataque direto contra o próprio Faraó, suposto filho de Rá. A décima e última praga foi a morte dos primogênitos do Egito. Faraó que era tido como um deus vivo e respeitado como tal por todo povo, não pode impedir a morte do seu próprio filho mais velho.

15 Meditação sobre Isaías 36 e 37 PROFETA ISAÍAS: Um Deus diferente. Esse episódio tão marcante na vida do povo de Deus deixa evidente, que o Deus que estava tirando o povo da escravidão no Egito, não podia ser comparado às diversas divindades que norteavam a vida daquele povo. Passado um longo tempo depois desse evento, o rei Ezequias ainda sabia que o seu Deus era diferente dos deuses das nações que foram vencidas pelo exército assírio.

16 Meditação sobre Isaías 36 e 37 PROFETA ISAÍAS: Um Deus diferente. O profeta Habacuque (Hb ) advertiu o povo com relação a esses deuses ao afirmar: Que utilidade tem um deus esculpido tão habilmente por seu escultor? Que vantagem tem um deus de metal fundido, se tudo que diz é mentira? Que sentido há em ser um religioso fabricante de deuses que nem sabem falar? Quem vocês pensam que são, dizendo a um pedaço de pau: Acorde!, ou a uma pedra muda: Levante-se!? Não há neles nada a não ser aparência. Não há nada no seu interior.

17 Meditação sobre Isaías 36 e 37 PROFETA ISAÍAS: Um Deus diferente. O Deus retratado por aquela criança é diferente, o Deus de Ezequias também é diferente. Ele não é mudo, mas fala a verdade com seu povo. Não é surdo, mas ouve sempre o clamor daqueles que buscam nele o socorro. Esse Deus não é feito de pau, pedra, ou metal esculpido pela arte e imaginação do homem, mas o único Deus vivo, que participa intensamente da vida daqueles que o seguem. Que envia o seu filho, como representação maior do seu amor pela humanidade.

18 Meditação sobre Isaías 36 e 37 PROFETA ISAÍAS: Um Deus diferente. As ações do filho de Deus entre nós ratifica que Ele é diferente. Jesus não ambiciona riqueza, mas vive como quem não tem onde repousar a cabeça. Jesus não deseja poder, mas foge daqueles que querem coroá-lo rei dos judeus. Jesus não odeia seus inimigos, mas pede que todos amem aos seus adversários. Jesus não busca a companhia dos poderosos da sua época, mas anda com os excluídos da sociedade. Jesus dá pão a quem tem fome, água a quem tem sede. Ele concede cura aos enfermos e salvação a todos os que o buscam em sinceridade de coração. Jesus realmente é diferente, porque Deus é diferente, e Jesus é Deus.

19 *** Oração final *** Confessai, portanto, os vossos pecados uns aos outros, e orai uns pelos outros, para serdes curados. A súplica de um justo pode muito em seus efeitos (Tg 5.16) Que o amor de Deus, nosso Pai; a graça de nosso Senhor Jesus Cristo; a comunhão e a consolação do Espírito Santo, sejam com todos nós e com todos os nossos familiares: hoje e para todo o sempre, Amém.

20 Deus te abençoe ! Convidamos você a cultuar o nosso Deus também às segundas-feiras das 19:00 hs às 20:30 hs Série: Série: O que nos dizem os profetas. Aguardamos você, Pastor Alcenir da Mota Igreja Batista Itacuruçá Pça Barão de Corumbá, 49 Tijuca – RJ Tel clique


Carregar ppt "Igreja Batista Itacuruçá Tijuca – RJ seg-feira 26/09/11 Culto 19h Pr Alcenir da Mota Isaías 36.18-20 Um Deus diferente."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google