A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

HIPERSENSIBILIDADES Danos ao hospedeiro causados por imunidade pré-existente ao próprio ou a antígenos exógenos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "HIPERSENSIBILIDADES Danos ao hospedeiro causados por imunidade pré-existente ao próprio ou a antígenos exógenos."— Transcrição da apresentação:

1 HIPERSENSIBILIDADES Danos ao hospedeiro causados por imunidade pré-existente ao próprio ou a antígenos exógenos

2 Tipos de reações de hipersensibilidade Tipo I: anafilática ou imediata Tipo II:citotóxica Tipo III:Imune complexos Tipo IV:mediada por células ou tardia Tipo I: anafilática ou imediata Tipo II:citotóxica Tipo III:Imune complexos Tipo IV:mediada por células ou tardia

3 TIPO I OU IMEDIATA

4

5 Possíveis causas do aumento dos níveis de IgE no soro IgE Infecções Helmínticas (vermes) Doenças atópicas Asma alérgica Eczema alérgico Febre do feno Doenças diversas Aspergilose broncopulmonar Mieloma de IgE Imunodeficiências Síndrome da hiper IgE

6 Doenças atópicas: órgãos ou tecidos afetados

7 Sumário relacionando a patologia, os alérgenos, a via de entrada e as reações de hipersensibilidade do tipo 1

8

9 Produtos de ativação de mastócitos Histamina: bronquioconstrição, secreção de muco, permeabilidade vascular, vasodilatação Tripsina: proteólise Cininogenase: cininas - permeabilidade vascular, vasodilatação, edema Histamina: bronquioconstrição, secreção de muco, permeabilidade vascular, vasodilatação Tripsina: proteólise Cininogenase: cininas - permeabilidade vascular, vasodilatação, edema Mediadores pré-formados

10 Produtos de ativação de mastócitos Mediadores pré-formados ãLeucotrienos B4: atrai neutrofilos e basófilos ãLeucotrieno C4 & D4: igual a histamina mas x mais potente ãProstaglandina D2: cininas - permeabilidade vascular, vasodilatação, edema ãLeucotrienos B4: atrai neutrofilos e basófilos ãLeucotrieno C4 & D4: igual a histamina mas x mais potente ãProstaglandina D2: cininas - permeabilidade vascular, vasodilatação, edema

11 Liberação generalizada de mediadores e anafilaxia sistêmica Liberação localizada de mediadores e dermatite localizada Rinite alérgica (vias superiores) e asma (vias inferiores) por contração da musculatura lisa Antígeno se difunde causando urticária, e a contração da musculatura lisa causa vômito e diarréia

12 Testes cutâneos para alergia

13 Princípios da imunoterapia

14 Tratamentos para alergias ãSintomáticos Bloqueio dos receptores Antihistamínicos, antileucotrienos Broncodilatores β-agonistas (inalados) ãEvitar a degranulação de mastócitos Inibir o influxo de Ca (Cromolin sódico) Fosfodiesterases (teofilinas) ãImunoterapia ãDessensibilização ãAdministração de Anti-IgE(Fc) ãSintomáticos Bloqueio dos receptores Antihistamínicos, antileucotrienos Broncodilatores β-agonistas (inalados) ãEvitar a degranulação de mastócitos Inibir o influxo de Ca (Cromolin sódico) Fosfodiesterases (teofilinas) ãImunoterapia ãDessensibilização ãAdministração de Anti-IgE(Fc)

15 Infecções helmínticas também levam a aumento de IgE: OVO DE SCHISTOSSOMA RECOBERTO POR EOSINÓFILOS SENSIBILIZADOS POR IgE

16 TIPO II OU CITOTÓXICA Alergias a medicamentos Urticária crônica

17 Hipersensibilidade tipo II induzida por medicamentos

18 ãAlvo: Eritrócitos (eritropenia): Penicilina, clorpromazina, fenacetina ãAlvo: Granulócitos (granulocitopenia): Quinidina, amidopiridina ãAlvo: Plaquetas (plaquetopenia): sulfonamidas, tiazidas ãAlvo: Eritrócitos (eritropenia): Penicilina, clorpromazina, fenacetina ãAlvo: Granulócitos (granulocitopenia): Quinidina, amidopiridina ãAlvo: Plaquetas (plaquetopenia): sulfonamidas, tiazidas Exemplos de fármacos-indutores de hipersensibilidade tipo II

19 Hipersensibilidade tipo 2: anticorpos dirigidos contra hemácias do feto

20 Hipersensibilidade Tipo II com anticorpos dirigidos a hemácias: lise e fagocitose

21 Hipersensibilidade tipo II: anticorpos dirigidos a componentes celulares próprios

22 TIPO III OU MEDIADA POR IMUNE COMPLEXOS

23 Tipos de doenças mediadas por imune complexos autoimunidadeAntígenos próprios rins, articulações, arterias,pele Infecção persistente bactérias, vírus, parasitas, etc. Órgão infectado, rins Antígenos inalados mofo, plantas, antigenos animais,etc pulmões material injetado soro rins, pele, arterias, articulações causa antígeno Sítio de deposição

24 Reação de Arthus

25 Type III hypersensitivity Doença do soro mediada por imune- complexos

26 Doença do soro

27

28

29 TIPO IV OU TARDIA

30 Hipersensibilidade do Tipo IV ãReação retardada ã36 a 48 horas ãCaracterizada por endurecimento e edema ãTambém conhecida como mediada por células (linfócitos) ãTeste tuberculínico é o exemplo mais comum ãReação retardada ã36 a 48 horas ãCaracterizada por endurecimento e edema ãTambém conhecida como mediada por células (linfócitos) ãTeste tuberculínico é o exemplo mais comum

31 Reações de hipersensibilidade retardada Antígeno persistente estímulo crônico infecção macrófagos, células epitelióides fibroblastos coceira dias granuloma intradérmico: tuberculínico, lepromina, etc. LT, monócitosEndurecimento local horas Tuberculínico epiderme: metais, venenos de plantas, borracha, latex LT, macrófagos tardios eczema horas Dermatite de contacto Antígeno e local CélulasAparência clínica TempoTipo

32 TESTE TUBERCULÍNICO

33 Teste Tuberculínico (PPD) É injetado no tecido subcutâneo proteínas do M. tuberculosis; As pessoas com imunidade contra a bactéria produzem reação inflamatória local 24 a 72h após; Os peptídeos são apresentados aos macrófagos que estimulam células T de memória que induzem inflamação local.

34 Dermatite de Contacto: reação ao couro Células dendríticas epidermais apresentam o antígeno (associado a moléculas do MHC II) para linfócitos T, dirigindo a diferenciação destes para Th1. Algumas das células Th1 sensibilizadas penetram na circulação e permanecem como células de memória por um longo período. Na próxima exposição ao antígeno estas células serão mais facilmente ativadas.

35 HERA VENENOSA Pentadecacatecol: Como os haptenos são muito pequenos para serem antigênicos, após penetrarem na epiderme eles se ligam covalentemente a proteínas do corpo e desencadeiam uma reação imune. Consequências: Eritema; Infiltrado celular; Vesículas e Abscessos intra-epidérmicos

36 Hipersensibilidade tipo IV: dermatite de contacto, granuloma, tuberculínico

37 Tipo-IV Tipo-III Tipo-IITipo-ICaracterística Comparando as 4 reações de hipersensibilidade TB, venenos de plantas, granulomas Doença do fazendeiro; Doença do soro; Lupus Eritroblastose fetal, Miastenia gravis Febre do feno, asma Exemplos AnticorpoIgEIgG, IgM não Antígeno exógenocélulas exógeno Exógeno ou próprio Tempo de resposta min. Min-h3-8 h h ou mais Aparência alergia Lise & necrose Eritema & edema Eritema mastócitos e eosinófilos Ac e complemento Histologia PMN e complemento Monócitos & linfócitos LT Anticorpo Mediador


Carregar ppt "HIPERSENSIBILIDADES Danos ao hospedeiro causados por imunidade pré-existente ao próprio ou a antígenos exógenos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google