A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

VÍRUS DA IMUNODEFICIÊNCIA HUMANA (HIV). HIV Histórico - 1981: (CDC) - aparecimento de uma nova doença. Em oito meses apareceram, na área de Los Angeles,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "VÍRUS DA IMUNODEFICIÊNCIA HUMANA (HIV). HIV Histórico - 1981: (CDC) - aparecimento de uma nova doença. Em oito meses apareceram, na área de Los Angeles,"— Transcrição da apresentação:

1 VÍRUS DA IMUNODEFICIÊNCIA HUMANA (HIV)

2 HIV Histórico : (CDC) - aparecimento de uma nova doença. Em oito meses apareceram, na área de Los Angeles, cinco casos de uma pneumonia extremamente rara, causada por um protozoário (Pneumocystis carinii). - Infecção oportunista que até aquele momento só tinha sido detectada em pessoas com alto grau de comprometimento do sistema imune (câncer, drogas imunossupressoras). - Entre 1967 e 1979 foram diagnosticados apenas dois casos desta infecção. Repentinamente, 5 casos em homossexuais masculinos.

3 Histórico -Ao mesmo tempo, o CDC recebeu 26 casos de Sarcoma de Kaposi, (câncer que envolve os vasos sanguíneos da pele ou órgão internos). -Em 1982, cientistas apontaram como causa do aparecimento destas doenças até então raras, a depleção das células CD , denominada de AIDS - Maioria homossexuais homens - Logo após, hemofílicos e usuários de drogas injetáveis - Em 1982 primeiros diagnósticos no Brasil (SP/RJ) -1983: isolamento do HIV

4 1983: O vírus da imunodeficiência humana (HIV) foi reconhecido como o agente causador da AIDS Luc Montagnier, (Instituto Pasteur França) e Robert Gallo (NIH- USA)

5 1. Características Gerais É um retrovírus, membro da subfamília Lentiviridae. Apresenta um nucleóide cilíndrico no vírion maduro. Não é oncogênico. Infecta células do sistema imune. O pró-vírus permanece associado a células. A replicação é altamente espécie- específica.

6 HIV 1. Características Gerais Provoca doença crônica lentamente progressiva. É totalmente inativado por tratamento com desinfetante doméstico a 10%; etanol a 50%; isopropanol a 35%; Nonidet P40 1%; Lysol a 0,5%; paraformaldeído a 0,5% ou H 2 O 2 a 0,3%, por 10 min. a temperatura ambiente. É inativado por extremos de pH. É inativado em líquidos ou soro a 10% por aquecimento a 56 C, durante 10 minutos.

7 HIV 2. Estrutura e Composição Genoma constituído de RNA, composto de três genes necessários para replicação viral(gag, pol e env.). O gene env codifica as proteínas do envoltório viral. Seu produto SU(gp 120) fixa o vírus a molécula CD4 e co-receptores, determina tropismos para linfócitos e macrófagos e induz a produção de anticorpos neutralizantes, e TM( gp 41) que facilita a penetração do vírus nas células- alvo.

8 Estrutura morfológica do HIV 100 nm diâmetro 100 nm diâmetro 72 complexos de glicoproteínas de superfície 72 complexos de glicoproteínas de superfície Envelope viral é proveniente da célula hospedeira Envelope viral é proveniente da célula hospedeira

9 HIV 2. Estrutura e Composição A proteína rev é necessária para a expressão das proteínas estruturais virais. Apresenta seis genes adicionais que regulam a expressão viral e são importantes na patogenia in vivo. A proteína tat-fase inicial da replicação e atua na transativação. Presença da enzima de replicação no interior do vírus-transcriptase reversa. Presença de proteases importantes para produção de vírus infecciosos.

10

11 HIV 2. Estrutura e Composição

12 O vírus HIV - Lentivirus, uma das 3 sub-famílias dos retrovírus. - Lentivirus, uma das 3 sub-famílias dos retrovírus.

13 HIV 3. Classificação HIV-1, com nove subtipos (A-I) HIV-2, com cinco subtipos (A-E)

14 HIV 4. Patogenia Características importantes: O vírus é transmitido por troca de fluidos orgânicos. O vírus persiste no hospedeiro por definitivo, podendo estar em níveis baixos. O vírus apresenta alta taxa de mutação. A infecção evolui lentamente através de estágios específicos. Às vezes, é necessário vários anos para o desenvolvimento da doença.

15 HIV 4. Patogenia Receptores do Vírus: CD4 presente em macrófagos e linfócitos T. Quimiocinas CCR5- macrofagotrópica CXCR4- linfocitotrópica

16 HIV 4. Patogenia Receptores do Vírus:

17

18

19 HIV 4. Patogenia Estágios evolutivos

20

21 4. Patogenia Estágios da Infecção: Infecção Primária: Ocorre replicação viral e viremia (detectada em cerca de 8-12 semanas) Disseminação do vírus para órgãos linfóides: 50 a 75% desenvolvem síndrome semelhante à Mononucleose aguda, em 3 a 6 semanas. Latência clínica: Alta taxa de replicação viral, com aparecimento de sintomas ou a doença, podendo perdurar por 10 anos. (> cópias ml AIDS antes 10 anos) Doença clínica: Expressão elevada do vírus e surgimento de doenças oportunistas. Morte.

22 Evolução da Doença Fase sintomática ou AIDS Infecções oportunistas Infecções oportunistas bactérias, fungos, vírus, protozoários Neoplasias pouco comuns Neoplasias pouco comuns Sarcoma de Kaposi, câncer cervical Alterações neurológicas Alterações neurológicas encefalopatias, demência

23 HIV 5. Diagnóstico Laboratorial Isolamento do vírus: Co-cultura Sorologia: ELISA: sensibilidade e especificidade > 98% Western blot: Detecta anticorpos contra proteínas do HIV com peso molecular específico Detecção do ácido nucléico ou dos antígenos virais. PCR RT-PCR.

24 HIV 6. Tratamento: Highly Active Anti Retroviral Treatment (HAART) Redução da mortalidade em 40-70% Redução da mortalidade em 40-70% Redução da hospitalização em 80 % Redução da hospitalização em 80 % Aumento da qualidade e tempo de vida Aumento da qualidade e tempo de vida

25

26 HIV Prevenção, Tratamento e Controle Vacinas contra HIV Agentes antivirais Medidas de controle Educação sanitária.

27 HIV 6. Epidemiologia Distribuição mundial. Na década de 90 houve aumento significativo no número de casos de HIV em mulheres e contato heterossexual. É transmitido pelo contato sexual, sangue ou seus derivados contaminados e por via vertical. A presença de outras DST aumenta em até 100 vezes o risco de transmissão sexual do HIV.

28 HIV 7. Epidemiologia As taxas de transmissão vertical variam de 13 a 42%. O risco estimado de transmissão após único contato com fluidos infectados pelo HIV é de < 0,1%.

29 NÚMERO ESTIMADO DE MORTES PROVOCADAS PELA AIDS NO MUNDO TODO ( )

30 A epidemia da AIDS em milhões de indivíduos HIV + 45 milhões de indivíduos HIV + 5 milhões de novas infecções/ano 5 milhões de novas infecções/ano 3 milhões de mortes/ano 3 milhões de mortes/ano 95% em países em desenvolvimento 95% em países em desenvolvimento > casos notificados no Brasil > casos notificados no Brasil Fonte: UNAIDS

31 A global view of HIV infection 38.6 million people [ million] living with HIV, Unaids, 2006

32 Casos de aids, Santa Catarina, Fonte: CNDST/AIDS, MS

33


Carregar ppt "VÍRUS DA IMUNODEFICIÊNCIA HUMANA (HIV). HIV Histórico - 1981: (CDC) - aparecimento de uma nova doença. Em oito meses apareceram, na área de Los Angeles,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google