A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Regina L. G. Simões M I C R O S S E G U R O S Ferramenta de Inclusão Social.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Regina L. G. Simões M I C R O S S E G U R O S Ferramenta de Inclusão Social."— Transcrição da apresentação:

1 Regina L. G. Simões M I C R O S S E G U R O S Ferramenta de Inclusão Social

2 Microsseguro Microsseguro é a proteção para pessoas de baixa renda contra perdas específicas em troca de pagamentos de prêmios regulares e proporcionais ao tipo e ao custo dos riscos envolvidos. Craig Churchill. International Labour Organization....é a proteção para a população de baixa renda contra riscos específicos em troca de pagamentos de prêmios regulares proporcionais à probabilidade e ao custo do risco envolvido. Microsseguro é a provisão para cobrir um segmento específico do mercado, isto é, as pessoas de baixa renda IAIS Issues Paper(2007)Microsseguro é a provisão para cobrir um segmento específico do mercado, isto é, as pessoas de baixa renda IAIS Issues Paper(2007)

3 Microsseguro: Ferramenta de Inclusão Social Ressurge vinculado às operações de microcrédito p/ mercado de baixa renda. Ressurge vinculado às operações de microcrédito p/ mercado de baixa renda. Fronteira entre serviços financeiros e proteção social, incorporando elementos de ambos. Fronteira entre serviços financeiros e proteção social, incorporando elementos de ambos. Microcrédito ajuda as pessoas a progredir. Microcrédito ajuda as pessoas a progredir. Microsseguro ajuda-as a proteger seus ganhos. Microsseguro ajuda-as a proteger seus ganhos.

4 Grupo de Trabalho Conjunto sobre Microsseguro IAIS-CGAP IAIS – Associação Internacional de Supervisores de Seguros IAIS – Associação Internacional de Supervisores de Seguros CGAP – Consultative Group to Assit the Poor - consórcio de agências de desenvolvimento, públicas e privadas – acesso aos serviços financeiros aos pobres de países em desenvolvimento CGAP – Consultative Group to Assit the Poor - consórcio de agências de desenvolvimento, públicas e privadas – acesso aos serviços financeiros aos pobres de países em desenvolvimento Paper sobre Microsseguros Paper sobre Microsseguros

5 Mercados de Seguros Tradicional e Potencial Mercado de Seguros Potencial Indigentes Não pobres vulneráveis à pobreza Moderadamente pobres Muito Pobres Ricos Não pobres Público alvo do micro-crédito e do microsseguro Extremamente pobres – sem condições de acesso a micro-crédito e microsseguro Acesso a serviços financeiros de alto nível Clientes de seguros tradicionais Linha da Pobreza Mercado de Seguro Tradicional Indigentes Não pobres vulneráveis à pobreza Moderadamente pobres Muito Pobres Ricos Não pobres Público alvo do micro-crédito e do microsseguro Extremamente pobres – sem condições de acesso a micro-crédito e microsseguro Acesso a serviços financeiros de alto nível Clientes de seguros tradicionais Linha da Pobreza fonte: Microinsurance Centre

6 1. Público Alvo pessoas ignoradas pelos setores comerciais e por programas sociais de seguro governamentais ( foco na extensão da proteção social). pessoas ignoradas pelos setores comerciais e por programas sociais de seguro governamentais ( foco na extensão da proteção social). pessoas na economia informal - fluxos de capital variáveis (foco na oferta de serviços financeiros vitais). pessoas na economia informal - fluxos de capital variáveis (foco na oferta de serviços financeiros vitais).

7 2. Perfil do Consumidor vulneráveis a riscos vulneráveis a riscos baixo nível educacional (deconhecem e/ou não confiam na instituição do seguro) baixo nível educacional (deconhecem e/ou não confiam na instituição do seguro) região em que habita: áreas isoladas ou centros urbanos? região em que habita: áreas isoladas ou centros urbanos? atividade e renda: sub-empregados, economia informal, sujeitos à sazonalidade, renda irregular atividade e renda: sub-empregados, economia informal, sujeitos à sazonalidade, renda irregular

8 3. Motivos da escassez de produtos de microsseguro informação insuficiente do potencial do mercado de baixa renda; informação insuficiente do potencial do mercado de baixa renda; carência de canais de distribuição; carência de canais de distribuição; pré-conceito por parte dos profissionais de seguros; pré-conceito por parte dos profissionais de seguros; entendimento limitado sobre o seguro por pessoas de baixa renda; entendimento limitado sobre o seguro por pessoas de baixa renda; ambiente regulatório inadequado. ambiente regulatório inadequado.

9 4. Partes Interessadas: Seguradores (provedores de microsseguro) Seguradores (provedores de microsseguro) Canais de Distribuição Canais de Distribuição Associações da indústria e sociais e profissionais Associações da indústria e sociais e profissionais Provedores de infra-estrutura: treinamento, assistência técnica, pesquisa, banco de dados... Provedores de infra-estrutura: treinamento, assistência técnica, pesquisa, banco de dados... Reguladores, supervisores, governo... Reguladores, supervisores, governo... Doadores e agências de desenvolvimento... Doadores e agências de desenvolvimento...

10 4.1 Provedores e Canais de Distribuição Provedores: seguradoras, governos, cooperativas, mútuas, provedores de seguro saúde,... Provedores: seguradoras, governos, cooperativas, mútuas, provedores de seguro saúde,... canais de distribuição: cooperativas, associações, ONGs, bancos e sociedades de micro-crédito, corretores, agentes comunidades de base, provedores de serviços... canais de distribuição: cooperativas, associações, ONGs, bancos e sociedades de micro-crédito, corretores, agentes comunidades de base, provedores de serviços... supervisão formal ou programa informal ? supervisão formal ou programa informal ?

11 4.2 Supervisor subordinação a mais de um supervisor subordinação a mais de um supervisor não se enquadra no âmbito de atuação de nenhum regulador (ONGs ou associações religiosas) não se enquadra no âmbito de atuação de nenhum regulador (ONGs ou associações religiosas) limitações de recursos do supervisor limitações de recursos do supervisor Desafio: adaptar a legislação, equilibrando aspectos promocionais (inovações, requisitos de capital diferenciados, etc...) com aspectos prudenciais (criação de fundos, proteção ao segurado, etc...). Desafio: adaptar a legislação, equilibrando aspectos promocionais (inovações, requisitos de capital diferenciados, etc...) com aspectos prudenciais (criação de fundos, proteção ao segurado, etc...).

12 Produtos mais comuns de microsseguros no mundo: Prestamista Prestamista Vida/Acidentes Pessoais Vida/Acidentes Pessoais Vida + Caderneta de Poupança Vida + Caderneta de Poupança Bens Bens Dotal Dotal Saúde Saúde Agrícola (Rural) Agrícola (Rural)

13 Diferenças: TradicionalMicrosseguro Pagto de Prêmios Em geral, bancos Em dinheiro ou associados a outros serviços financeiros Regularidade de Prêmios RegularesPodem se adaptar a fluxos de caixa irregulares Papel de agentes, corretores e intermediários Responsáveis por vendas Responsáveis pela venda e relacionamento com o cliente, podendo incluir coleta de prêmios e regulação de sinistro

14 Diferenças (cont.): TradicionalMicrosseguro Conhecimento do produto Conhecimento razoável Desconhecimento ou dificuldade de entendimento SubscriçãoProcedimentos complexos Inexistência ou declaração de saúde IndenizaçõesPredominância de valores altos Valores muito baixos PrecificaçãoCom base na idade/risco específico Com base no grupo ApóliceDocumento complexo e detalhado Documento simplificado e fácil de entender

15 Microsseguro e/ou Seguro Popular no Brasil: Inserido nos objetivos da política de governo brasileiro para microfinanças

16

17

18

19

20 Política do Governo para Microsseguros Produtos e serviços financeiros adaptados à realidade da população de baixa renda e dos micro-empreendedores formais e informais: seguros simplificados e de baixo custo (SUSEP) Produtos e serviços financeiros adaptados à realidade da população de baixa renda e dos micro-empreendedores formais e informais: seguros simplificados e de baixo custo (SUSEP) Área Rural: criação de um seguro de produção e renda para agricultores familiares (MDA) Área Rural: criação de um seguro de produção e renda para agricultores familiares (MDA)

21 Ações da SUSEP Final de início das discussões internas p/ criação de produtos simplificados e de baixo custo Final de início das discussões internas p/ criação de produtos simplificados e de baixo custo 21/09/ Circular SUSEP 267/ seguro de vida coletivo popular - diretrizes e Condições Gerais. 21/09/ Circular SUSEP 267/ seguro de vida coletivo popular - diretrizes e Condições Gerais. 17/11/ Circular SUSEP 306/ seguro popular de automóveis - Condições Gerais. 17/11/ Circular SUSEP 306/ seguro popular de automóveis - Condições Gerais.

22 Incentivos Paralelos Novos canais de distribuição: bankassurance (ATMs), internet, call centers, contas de luz, água, eletricidade,... Novos canais de distribuição: bankassurance (ATMs), internet, call centers, contas de luz, água, eletricidade,... Norma de Ouvidorias – criação de ouvidorias nas seguradoras Norma de Ouvidorias – criação de ouvidorias nas seguradoras Programas de Educação Financeira: cartilha SUSEP/FUNENSEG Programas de Educação Financeira: cartilha SUSEP/FUNENSEG Redução do IOF Ramo Vida – 7% p/ 0% Redução do IOF Ramo Vida – 7% p/ 0%

23 Características de Produtos Protocolados – Vida Público alvo: consumidor c/ renda inferior a R$ 1.000,00 (US$ 500) ou 3 salários mínimos Público alvo: consumidor c/ renda inferior a R$ 1.000,00 (US$ 500) ou 3 salários mínimos Coberturas básicas: morte natural e acidental Coberturas básicas: morte natural e acidental Adicionais: auxílio funeral, farmácia, cesta básica Adicionais: auxílio funeral, farmácia, cesta básica Prêmios mín: R$ 6 (US$ 3) / IS mín: R$ (US$1.500) Prêmios mín: R$ 6 (US$ 3) / IS mín: R$ (US$1.500)

24 Características de Produtos Protocolados - Automóveis Veículos entre 10 e 20 anos Veículos entre 10 e 20 anos Critérios de aceitação mais rígidos (revista obrigatória /menor índice de aceitação) Critérios de aceitação mais rígidos (revista obrigatória /menor índice de aceitação) Serviços reduzidos Serviços reduzidos Franquia maior – segurado atua como fiscal junto às oficinas – preferência pela rede credenciada Franquia maior – segurado atua como fiscal junto às oficinas – preferência pela rede credenciada Prêmios < aos seguros tradicionais Prêmios < aos seguros tradicionais

25 Resultados Obtidos As Normas da SUSEP estimularam as discussões sobre MI e sensibilizaram o mercado – tema desconhecido antes de 2004 As Normas da SUSEP estimularam as discussões sobre MI e sensibilizaram o mercado – tema desconhecido antes de 2004 Desempenho positivo – nº de apólices e sinistralidade - dos produtos de Vida inspirou outros ramos ( residenciais, automóveis...). Desempenho positivo – nº de apólices e sinistralidade - dos produtos de Vida inspirou outros ramos ( residenciais, automóveis...).


Carregar ppt "Regina L. G. Simões M I C R O S S E G U R O S Ferramenta de Inclusão Social."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google