A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ORIENTAÇÕES PARA PAIS, ALUNOS E EDUCADORES NO COMBATE AO VÍRUS H1N1.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ORIENTAÇÕES PARA PAIS, ALUNOS E EDUCADORES NO COMBATE AO VÍRUS H1N1."— Transcrição da apresentação:

1 ORIENTAÇÕES PARA PAIS, ALUNOS E EDUCADORES NO COMBATE AO VÍRUS H1N1

2 ORIENTAÇÕES GERAIS 1 - Pedimos aos pais que não mandem seus filhos à escola caso apresentem os sintomas de Síndrome Gripal (Febre repentina, tosse ou dor de garganta, dor de cabeça ou dores articulares)

3 ORIENTAÇÕES PARA PAIS, ALUNOS E EDUCADORES NO COMBATE AO VÍRUS H1N1 2 - Não se automedicar. A automedicação pode mascarar sintomas, retardar o diagnóstico e até causar resistência ao vírus, além de trazer sérios riscos à saúde. 3 - Hidratar-se com freqüência (beber pelo menos dois litros de água por dia), evitando usar os bebedouros.

4 ORIENTAÇÕES PARA PAIS, ALUNOS E EDUCADORES NO COMBATE AO VÍRUS H1N1 4 - Cobrir o nariz e a boca com lenço de papel ao tossir ou espirrar. Após utilizar o lenço, descartá-lo no lixo e lavar as mãos com água e sabão. Se estiver longe de uma torneira, usar produtos à base de álcool para limpar as mãos. 5 - O uso da máscara não evita a contaminação. Pelo contrário, a máscara só funciona se for usada o tempo todo e trocada a cada duas horas. Ela pode ajudar em casos muito específicos, quando a pessoa se expõe a situações de maior risco, como em hospitais.

5 ORIENTAÇÕES PARA PAIS, ALUNOS E EDUCADORES NO COMBATE AO VÍRUS H1N1

6 NAS CRECHES E ESCOLAS

7 ORIENTAÇÕES PARA PAIS, ALUNOS E EDUCADORES NO COMBATE AO VÍRUS H1N1 1 – Lavar bem as mãos com água e sabão. (principalmente, antes de comer e antes e depois de usar os sanitários). Evitar levar as mãos aos olhos, boca ou nariz.

8 ORIENTAÇÕES PARA PAIS, ALUNOS E EDUCADORES NO COMBATE AO VÍRUS H1N1

9 Etapas para lavagem das mãos: Retirar acessórios (anéis, pulseiras, relógio) que acumulam microorganismos não removidos com a lavagem das mãos; Abrir a torneira; Molhar as mãos sem encostar-se na pia; Aplicar de 3 a 5 ml (ou conforme recomendação do fabricante) de sabão líquido nas mãos;

10 ORIENTAÇÕES PARA PAIS, ALUNOS E EDUCADORES NO COMBATE AO VÍRUS H1N1 Ensaboar as mãos, formando espuma, friccionando-as por 15 a 30 segundos, atingindo todas as suas faces (palma, dorso, espaços interdigitais, articulações, unhas e extremidades dos dedos – Fig. 9); Enxaguar, deixando a água penetrar nas unhas e nos espaços interdigitais. Retirar toda a espuma e os resíduos do sabão sem deixar respingar água na roupa e no piso; Secar as mãos com papel toalha descartáveis. Se a torneira for manual, usar o mesmo papel toalha para fechá-la, evitando contato das mãos limpas com a torneira;

11 ORIENTAÇÕES PARA PAIS, ALUNOS E EDUCADORES NO COMBATE AO VÍRUS H1N1 2 - Desenvolver atividades lúdicas com as crianças, ensinando a técnica correta de lavagem de mãos. Orientar a etiqueta da tosse: quando tossir ou espirrar cubra a boca ou nariz com lenço de papel ou com seu braço e não com as mãos; 3 – Os professores devem orientar a restrição do contato físico evitando as filas dos alunos de mãos dadas, assim como abraços e beijos.

12 ORIENTAÇÕES PARA PAIS, ALUNOS E EDUCADORES NO COMBATE AO VÍRUS H1N1 4 - Evitar compartilhar objetos de uso pessoal, como celulares, garrafas dágua, lanches, roupas ou material escolar em geral (lápis, caneta, borracha, livros didáticos etc.) e contato físico (beijos, abraços, aperto de mãos etc).

13 ORIENTAÇÕES PARA PAIS, ALUNOS E EDUCADORES NO COMBATE AO VÍRUS H1N1 5 - Aumentar a freqüência da limpeza dos sanitários dotando-os de: - papel toalha; - papel toalha; - sabonete líquido; - sabonete líquido; - Papel higiênico (o qual não deve ser manipulado por terceiros); - Papel higiênico (o qual não deve ser manipulado por terceiros); - lixeira com saco de lixo descartável, tampa, e acionamento por pedal. - lixeira com saco de lixo descartável, tampa, e acionamento por pedal. Obs. As escolas que ainda não disponham dos equipamentos acima descritos deverão adotar medidas de alternativas, tais como, toalhas e sabonetes individuais, remoção sistemática do lixo dos sanitários (freqüente),

14 ORIENTAÇÕES PARA PAIS, ALUNOS E EDUCADORES NO COMBATE AO VÍRUS H1N1 6 – Manter os ambientes ventilados, orientando a manutenção das portas e janelas abertas. 7 – Desativar os bebedouros, devendo ser utilizado somente recipientes individuais ou descartáveis. Recomendamos que cada aluno traga sua garrafinha com água, que deverá ser abastecida antes do 1º horário e no recreio;

15 ORIENTAÇÕES PARA PAIS, ALUNOS E EDUCADORES NO COMBATE AO VÍRUS H1N1 8 - Programar o recreio em horários alternados. 9 – Aumentar a freqüência de higienização dos colchonetes, nas creches, após a utilização dos mesmos. Recomenda-se a troca diária das fronhas, foco de contaminação, já que é comum a criança babar quando dorme. 10 – Higienizar todos os brinquedos após o uso.

16 ORIENTAÇÕES PARA PAIS, ALUNOS E EDUCADORES NO COMBATE AO VÍRUS H1N Orientações caso a criança apresente sintomas de Síndrome Gripal na escola: - retirá-la da sala de aula, mantê-la em ambiente separado, disponibilizar máscara cirúrgica para a criança e para o cuidador (este é um dos únicos momentos em que se deve usar o acessório para evitar traumas ou pânico); - retirá-la da sala de aula, mantê-la em ambiente separado, disponibilizar máscara cirúrgica para a criança e para o cuidador (este é um dos únicos momentos em que se deve usar o acessório para evitar traumas ou pânico); - comunicar aos pais para conduzi-la à assistência de saúde (Unidade Básica de Saúde ou local de assistência mais próximo). - comunicar aos pais para conduzi-la à assistência de saúde (Unidade Básica de Saúde ou local de assistência mais próximo).

17 ORIENTAÇÕES PARA PAIS, ALUNOS E EDUCADORES NO COMBATE AO VÍRUS H1N1

18 12 – Orientar para que uma só pessoa cuide do aluno ou funcionário com suspeita de Síndrome Gripal (início súbito de febre, acompanhada de tosse ou dor de garganta), observando a lavagem das mãos após cada cuidado. *Atenção: Período da transmissão da Influenza - Adulto: 01 dia antes até o 7º dia do início dos sintomas. - Adulto: 01 dia antes até o 7º dia do início dos sintomas. - Crianças (menores de 12 anos): 1 dia antes até o 14º dia do início dos sintomas. - Crianças (menores de 12 anos): 1 dia antes até o 14º dia do início dos sintomas.

19 ORIENTAÇÕES PARA PAIS, ALUNOS E EDUCADORES NO COMBATE AO VÍRUS H1N1 13 – Orientar os responsáveis pelo estabelecimento para que notifiquem à Secretaria de Saúde – Subsecretaria de Vigilância em Saúde caso observem um aumento do número de crianças doentes com síndrome gripal ou absenteísmo pela mesma causa. 14 – Realizar periodicamente limpeza das caixas dágua e filtro dos bebedouros Manter o controle do lixo – segregação/acondicionamento/destinação adequados.

20 ORIENTAÇÕES PARA PAIS, ALUNOS E EDUCADORES NO COMBATE AO VÍRUS H1N1 16 – Processar de forma adequada o preparo e armazenamento dos alimentos. 17 – Programar normas e rotinas de limpeza e desinfecção dos ambientes, mobiliários e utensílios de uso permanente Programar educação permanente dos recursos humanos (colaboradores).

21 ORIENTAÇÕES PARA PAIS, ALUNOS E EDUCADORES NO COMBATE AO VÍRUS H1N1 REFERÊNCIAS 1 – Brasil, Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Gabinete Permanente da Emergência de Saúde Pública, Protocolo de Manejo Clínico e Vigilância Epidemiológica da Influenza de 05/08/2009. Disponível em 2 – Orientação de Condutas de Assistência e Vigilância Epidemiológica. Disponível em

22 ORIENTAÇÕES PARA PAIS, ALUNOS E EDUCADORES NO COMBATE AO VÍRUS H1N1 Comitê de Enfrentamento a Gripe Influenza A (H1N1) Comitê de Enfrentamento a Gripe Influenza A (H1N1) SECRETARIA DE SAÚDE PREFEITURA DE JUIZ DE FORA 2009


Carregar ppt "ORIENTAÇÕES PARA PAIS, ALUNOS E EDUCADORES NO COMBATE AO VÍRUS H1N1."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google