A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ISOLAMENTO. Isolamento UNIDADES DE DOENÇAS TRANSMISSÍVEIS ISOLAMENTO = é a segregação de pessoas infectadas durante o período de transmissibilidade da.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ISOLAMENTO. Isolamento UNIDADES DE DOENÇAS TRANSMISSÍVEIS ISOLAMENTO = é a segregação de pessoas infectadas durante o período de transmissibilidade da."— Transcrição da apresentação:

1 ISOLAMENTO

2 Isolamento UNIDADES DE DOENÇAS TRANSMISSÍVEIS ISOLAMENTO = é a segregação de pessoas infectadas durante o período de transmissibilidade da moléstia, em local e condições que evitem a transmissão direta e indireta do agente infeccioso, prevenindo assim a propagação da doença. O Ministério da Saúde recomenda que uma parte dos leitos disponíveis nos hospitais gerais seja reservada ao atendimento de pacientes portadores de doenças transmissíveis.

3 Isolamento UNIDADES DE DOENÇAS TRANSMISSÍVEIS A Unidade de Isolamento ideal deve ser: ser constituída de um quarto privativo, dotado de pia ou lavatório para a lavagem das mãos e de objetos, vaso sanitário e chuveiro, localizado em área proibida ao tráfego estranho ao serviço; contar com o mínimo de mobiliário possível: cama, criado-mudo, cadeira e mesa de refeições; levar em conta, em termos de instalação, também a natureza da infecção, as condições do paciente, a disponibilidade de recursos humanos treinados, além de adequar-se à estimativa da demanda para o dimensionamento da área física.

4 Isolamento UNIDADES DE DOENÇAS TRANSMISSÍVEIS A Unidade de Isolamento ideal deve ser: Muitos hospitais, entretanto, não dispõem dessas condições ideais, e o isolamento é feito em quarto comum e não privativo. Mesmo assim é importante que a enfermagem desenvolva as técnicas corretas de atendimento, para garantir o menor risco possível de disseminação da doença, tanto entre os demais pacientes (infecção cruzada) quanto entre o pessoal do atendimento hospitalar. Por isso, toda a equipe hospitalar deve receber treinamento especifico quanto às técnicas de isolamento.

5 Isolamento UNIDADES DE DOENÇAS TRANSMISSÍVEIS Técnicas de Isolamento Higiene das Mãos É essencial para a prevenção e o controle de doenças transmissíveis. A pessoa que vai assistir um paciente deve lavar as mãos antes e após o atendimento. Uso do Avental De uso pessoal, o avental deve ser colocado imediatamente após a entrada no quarto. Se ele não for descartável, é preciso vesti-lo e despi-lo com técnicas adequadas, para evitar a veiculação de microorganismos do quarto para outros ambientes.

6 Isolamento

7 UNIDADES DE DOENÇAS TRANSMISSÍVEIS Técnicas de Isolamento Uso de Luvas As luvas devem ser trocadas após cada contato direto com o paciente ou com material infectado. Se forem reaproveitáveis, elas devem ser deixadas de molho em solução desinfetante; se forem descartáveis, elas devem ser colocadas no lixo do próprio quarto. Uso de Gorro Os cabelos devem ser protegidos da contaminação através de aerossóis e gotículas de sangue e saliva, principalmente quando de procedimentos cirúrgicos, com a utilização de gorros descartáveis, que devem ser trocados quando houver sujidade visível. Isolamento

8

9 Técnicas de Isolamento Uso de Máscara As máscaras devem ser de preferência descartáveis. Elas são de uso pessoal e destinam-se a cobrir o nariz e a boca de quem entra em contato com o paciente. Devem ser colocadas após o gorro (se usar) e antes dos óculos de proteção e devem ser removidas enquanto o profissional estiver com luvas e desprezadas no próprio lixo do quarto, entretanto se a máscara for a N95 (usar em isolamento para aerossóis) tem durabilidade individual de 7 dias devendo ser guardadas (critérios de cada CCIH do serviço de saúde). Isolamento

10

11 Técnicas de Isolamento Uso de Óculos Os óculos de proteção com vedação lateral ou protetores faciais de plástico, devem ser usados durante o tratamento de qualquer paciente, para proteção ocular contra acidentes ocupacionais e contaminação proveniente de aerossóis ou respingos de sangue ou saliva. Após o uso devem ser lavados e desinfetados quando apresentarem sujidade.

12 Isolamento

13 Técnicas de Isolamento Uso de Bota ou Sapato fechado Artigos de utilização individualizada, que oferecem proteção à pele do profissional. Devem possuir solados antiderrapantes. Coleta de Roupas Usadas O recolhimento das roupas usadas nas unidades de isolamento deve ser feito utilizando-se a técnica de ensacamento duplo (ou técnica do duplo saco). Isolamento

14 Técnicas de Isolamento Transporte do Paciente Ao transportar o paciente em maca ou cadeira de rodas, só é necessário protegê-lo com lençol e máscara, se for portador de doença que requer isolamento total, respiratório ou de proteção. Coleta do Lixo O recolhimento deve ser feito em saco especial. Isolamento

15 Técnicas de Isolamento Destino de Utensílios Alimentares De preferência, devem ser descartáveis; caso não sejam, devem ser acondicionados junto com os restos alimentares, utilizando-se a técnica do duplo saco. Pesagem do Paciente Deve ser realizada por duas pessoas: uma delas fica do lado de fora e leva a balança até a porta do quarto, envolvendo-a com lençol; a outra entra no quarto, conduz o paciente até a porta, protege a base da balança com papel-toalha e ajuda o paciente a se posicionar para a pesagem. A pessoa que está do lado de fora procede à pesagem e anota os dados no prontuário; a outra auxilia o paciente a descer da balança e o acomoda no leito, recolhe o papel-toalha e o lençol e os coloca no lixo e no hamper do quarto respectivamente. Isolamento

16 Desinfecção de Materiais, Equipamentos e Utensílios em geral Esses objetos devem ficar de inicio mergulhados em solução desinfetante; posteriormente devem ser lavados ou limpos com pano embebido nessa solução e enviados à Central de Material, duplamente ensacados. Isolamento

17 Desinfecção Concorrente Procedimento de realização diária. Todas as superfícies (cama, criado-mudo, cadeira, mesa de refeições, suporte de soro, hamper, bacias, comadres e papagaio) devem ser lavadas e desinfetadas. As paredes e o chão devem ser limpos com o mesmo desinfetante. Os panos de limpeza, de uso privativo de cada quarto, devem ser enviados para a lavanderia em saco duplo. Desinfecção Terminal Realizada após a alta, transferência ou óbito do paciente, após a retirada das roupas de cama, do lixo, etc., utilizando- se a técnica de ensacamento duplo; lavam-se todas as superfícies.

18 Tipos de Isolamento Isolamento Total ou Rigoroso Tem o propósito de evitar a transmissão de infecção altamente contagiosa, que pode se disseminar através do ar ou vias de contato. Isolamento Respiratório Tem o propósito de evitar a transmissão de doenças infecciosas à pequena distância, através do ar – transmissão por gotículas, que ficam suspensas no ar. Isolamento

19 Tipos de Isolamento Isolamento Protetor Tem o propósito de proteger o paciente não infectado e com baixa resistência. Isolamento Entérico ou Precauções Entéricas Tem o propósito de evitar as infecções transmitidas por contato direto ou indiretas com as fezes infectadas e objetos ou artigos por elas contaminados.

20 Tipos de Isolamento Precauções com Pele e Feridas O propósito é evitar as infecções causadas pelo contato direto com feridas ou com objetos contaminados por secreções de lesões cutâneas infectadas. Precauções com Drenagem/Secreção de Materiais O propósito é evitar as infecções quer sejam transmitida por contato direto ou indireto, com material purulento, ou drenagem de algum local do corpo que esteja infectado. Precauções com Sangue, Fluidos Corporais ou Líquidos Orgânicos O propósito é evitar a contaminação por transmissão por contato direto ou indireto com sangue ou fluidos orgânicos infectados. Isolamento

21 OBRIGADA!


Carregar ppt "ISOLAMENTO. Isolamento UNIDADES DE DOENÇAS TRANSMISSÍVEIS ISOLAMENTO = é a segregação de pessoas infectadas durante o período de transmissibilidade da."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google