A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Os personagens da figura estão representando uma situação hipotética de cadeia alimentar. Suponha que, em cena anterior à apresentada, o homem tenha se.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Os personagens da figura estão representando uma situação hipotética de cadeia alimentar. Suponha que, em cena anterior à apresentada, o homem tenha se."— Transcrição da apresentação:

1 Os personagens da figura estão representando uma situação hipotética de cadeia alimentar. Suponha que, em cena anterior à apresentada, o homem tenha se alimentado de frutas e grãos que conseguiu coletar. Na hipótese de, nas próximas cenas, o tigre ser bem-sucedido e, posteriormente, servir de alimento aos abutres, tigre e abutres ocuparão, respectivamente, os níveis tróficos de a) produtor e consumidor primário. b) consumidor primário e consumidor secundário. c) consumidor secundário e consumidor terciário. d) consumidor terciário e produtor. e) consumidor secundário e consumidor primário.

2 (Cesgranrio-RJ) O gráfico representa as densidades, ao longo do tempo, de duas populações que vivem em determinada área: uma população de coelhos e outra de gatos do mato. Os coelhos servem de alimento para os gatos–do mato. O exame desse gráfico proporcionou três interpretações: I. A semelhança entre os ciclos das duas populações indica que ambos ocupam o mesmo nicho ecológico. lI. A não coincidência dos ciclos das duas populações mostra que a densidade da população de coelhos não influencia a densidade da população de gatos do mato. III. Oscilações de populações do tipo representado no gráfico são comuns na natureza, quando se trata de espécies em que uma serve de presa e a outra é a predadora. Assinale: a) se somente I for correta; b) se somente III for correta; c) se somente I e III forem corretas; d) se I, II e III forem corretas; e) se somente II e III forem corretas.

3

4

5 Os vaga-lumes machos e fêmeas emitem sinais luminosos para se atraírem para o acasalamento. O macho reconhece a fêmea de sua espécie e, atraído por ela, vai ao seu encontro. Porém, existe um tipo de vaga-lume, o Photuris, cuja fêmea engana e atrai os machos de outro tipo, o Photinus fingindo ser desse gênero. Quando o macho Photinus se aproxima da fêmea Photuris, muito maior que ele, é atacado e devorado por ela. BERTOLDI, O. G.; VASCONCELLOS, J. R. Ciência & sociedade: a aventura da vida, a aventura da tecnologia. São Paulo: Scipione, 2000 (adaptado). A relação descrita no texto, entre a fêmea do gênero Photuris e o macho do gênero Photinus, é um exemplo de a) comensalismo. b) inquilinismo. c) cooperação. d) predatismo. e) mutualismo.

6

7

8

9 (UFSCAR) Os gráficos mostram os resultados das curvas de crescimento das espécies Paramecium caudatum e Paramecium bursaria (gráfico A) e das espécies Paramecium caudatum e Paramecium aurelia (gráfico B), quando estas espécies foram cultivadas no mesmo frasco Analisando os gráficos, responda: a) o que se pode dizer dos nichos ecológicos explorados pelas espécies de Paramecium constantes dos gráficos A e B? b) como se explicam os resultados das curvas de crescimento das espécies Paramecium caudatum e Paramecium bursaria (gráfico A), quando cultivadas no mesmo frasco?

10 a) Paramecium caudatum e Paramecium bursaria não ocupam o mesmo nicho ecológico como mostra o gráfico A. Paramecium caudatum e Paramecium aurelia exploram o mesmo nicho ecológico como mostra o gráfico B. b) Paramecium caudatum e Paramecium bursaria cultivados juntos se localizam em diferentes profundidades no mesmo frasco, deste modo não competem pelo espaço ou alimento.

11 Moradores sobreviventes da tragédia que destruiu aproximadamente 60 casas no Morro do Bumba, na Zona Norte de Niterói (RJ), ainda defendem a hipótese de o deslizamento ter sido causado por uma explosão provocada por gás metano, visto que esse local foi um lixão entre os anos 1960 e Jornal Web. Disponível em: Acesso em: 12 abr (adaptado). O gás mencionado no texto é produzido a) como subproduto da respiração aeróbia bacteriana. b) pela degradação anaeróbia de matéria orgânica por bactérias. c) como produto da fotossíntese de organismos pluricelulares autotróficos. d) pela transformação química do gás carbônico em condições anaeróbias. e) pela conversão, por oxidação química, do gás carbônico sob condições aeróbias.

12 (UERJ 2002) Os três pássaros abaixo, identificados pelas letras A, B e C, coexistem na mesma floresta. Cada um deles se alimenta de insetos que vivem em locais diferentes da mesma árvore, indicados pelos círculos. (A) Indique o tipo de relação ecológica existente entre esses pássaros e os insetos. (B) Explique o fato de não existir competição direta entre os pássaros.

13 (A) Predatismo. (B) Uma dentre as explicações: · Porque os pássaros exploram diferentes microambientes. · Porque o pássaro A consome os insetos das folhas, o pássaro B consome os insetos dos pecíolos e C, os insetos dos ramos principais.

14 (UERJ 2007) Em um costão da baía de Guanabara existe um tipo de cadeia alimentar que pode ser assim descrito: - a lesma-do-mar se alimenta de um determinado tipo de alga; - microcrustáceos se alimentam do muco que reveste a pele da lesma-do-mar; - pequenos peixes, como o peixe-borboleta e o paru, alimentam-se dos microcrustáceos. Identifique e descreva as relações ecológicas existentes entre: - a lesma-do-mar e a alga; - o peixe-borboleta e o paru.

15 Lesma-do-mar e alga: herbivorismo (predatismo). Ocorre entre um animal herbívoro e o vegetal do qual ele se alimenta. Peixe-borboleta e paru: competição. Ocorre quando um mesmo recurso do meio ambiente é disputado por organismos pertencentes ao mesmo nicho ecológico.

16

17 Em um ecossistema lacustre habitado por vários peixes de pequeno porte, foi introduzido um determinado peixe carnívoro. A presença desse predador provocou variação das populações de seres vivos ali existentes, conforme mostra o gráfico a seguir. A curva que indica a tendência da variação da população de fitoplâncton nesse lago, após a introdução do peixe carnívoro, é a identificada por: a) W b) X c) Y d) Z

18

19 Na fotografia a seguir, podemos identificar organismos produtores e consumidores, participantes da cadeia alimentar. Observe, agora, o esquema a seguir, que apresenta uma síntese das etapas, numeradas de 1 a 8, associadas ao consumo e à produção de carboidratos nesses organismos, incluindo as que se passam no tubo digestivo As etapas encontradas nos organismos consumidores primários mostrados na fotografia são as identificadas, no esquema, pelos seguintes números: a) 1, 2, 5, 7 e 8 b) 1, 3, 4, 5 e 6 c) 2, 3, 6, 7 e 8 d) 4, 5, 6, 7 e 8

20 Nos ecossistemas, o fluxo de energia dos organismos produtores para os consumidores pode ser representado por um diagrama. Dentre os diagramas anteriores, o que melhor representa esse fluxo na cadeia alimentar é o de número: a) I b) II c) III d) IV

21 Análise da Feema revela: peixes das lagoas da Barra estão contaminados. Tilápias, vendidas na Ceasa, têm toxina acima do recomendado para consumo. "O Globo", 06/02/2007 O lançamento de poluentes em rios e lagoas pode proporcionar, quando as condições ambientais são favoráveis, um rápido crescimento de organismos fitoplanctônicos na água. Recentemente, o complexo lagunar da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, apresentou uma dessas florações, com a presença de grandes quantidades de cianobactérias. Dentre as espécies encontradas, algumas eram produtoras de potente toxina, o que trouxe riscos à saúde da população. O conjunto de substâncias presentes na água, cujo aumento de concentração favorece o rápido crescimento de cianobactérias, é: a) sais minerais b) metais pesados c) matéria orgânica d) óxidos de enxofre

22

23 3) a) Região A, porque existe uma alta taxa de fotossíntese e uma baixa taxa de respiração. b) Ecótone.

24 O despejo de dejetos de esgotos domésticos e industriais vem causando sérios problemas aos rios brasileiros. Esses poluentes são ricos em substâncias que contribuem para a eutrofização de ecossistemas, que é um enriquecimento da água por nutrientes, o que provoca um grande crescimento bacteriano e, por fim, pode promover escassez de oxigênio. Uma maneira de evitar a diminuição da concentração de oxigênio no ambiente é: a) Aquecer as águas dos rios para aumentar a velocidade de decomposiçao dos dejetos. b) Retirar do esgoto os materiais ricos em nutrientes para diminuir a sua concentração nos rios. c) Adicionar bactérias anaeróbicas às águas dos rios para que elas sobrevivam mesmo sem o oxigênio. d) Substituir produtos não degradáveis por biodegradáveis para que as bactérias possam utilizar os nutrientes. e) Aumentar a solubilidade dos dejetos no esgoto para que os nutrientes fiquem mais acessíveis às bactérias.

25

26


Carregar ppt "Os personagens da figura estão representando uma situação hipotética de cadeia alimentar. Suponha que, em cena anterior à apresentada, o homem tenha se."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google