A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistemas de gestão da segurança alimentar- NBR ISO 22000 Requisitos para qualquer organização na cadeia produtiva de alimentos Profª: Bruna Gratão.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistemas de gestão da segurança alimentar- NBR ISO 22000 Requisitos para qualquer organização na cadeia produtiva de alimentos Profª: Bruna Gratão."— Transcrição da apresentação:

1 Sistemas de gestão da segurança alimentar- NBR ISO Requisitos para qualquer organização na cadeia produtiva de alimentos Profª: Bruna Gratão

2 ISO Aplicação TODA a cadeia produtiva de alimentos independentemente do tamanho e complexidade Inclui organizações envolvidas diretamente ou indiretamente em uma ou mais etapas da cadeia Desde produtores de alimentação animal, varejistas, produção primária, serviços de alimentação Produtores de equipamentos, produtos de higienização e embalagens

3 ISO Elementos-chave Comunicação interativa Gestão de Sistema Programa de pré-requisitos Princípios de APPCC- segundo o Codex Alimentarius

4 OBJETIVO Harmonizar os requisitos da segurança alimentar, pelos operadores da cadeia alimentar. Especifica os requisitos para um sistema de segurança alimentar, combinando os elementos chave, que asseguram a segurança dos gêneros alimentícios ao longo da cadeia alimentar.

5 Elementos Chave - permitem assegurar a segurança dos gêneros alimentícios ao longo da cadeia alimentar até ao consumo final. Comunicação interativa - rastreabilidade, integração na cadeia alimentar. Sistema de gestão - ferramenta de gestão,integrável com outros referenciais de gestão.

6 Programas de pré-requisitos - bases indispensáveis à implementação do APPCC (exemplo: BPF) Princípios do APPCC - 7 princípios consagrados no Codex Alimentarius

7 7 PRINCÍPIOS DO APPCC Princípio 1: identificação e avaliação dos perigos – medidas preventivas Princípio 2: identificação dos pontos críticos de controle (PCC) Princípio 3: estabelecimento dos limites críticos Princípio 4: estabelecimento dos procedimentos de monitoração

8 7 PRINCÍPIOS DO APPCC Princípio 5: estabelecimento das ações corretivas Princípio 6: estabelecimento dos procedimentos de verificação Princípio 7: estabelecimento dos procedimentos de registros

9 ISO Estrutura da norma Gestão de recursos Planejamento e produção de alimentos seguros Validação, verificação e melhoria do sistema de gestão da segurança de alimentos

10 ISO Estrutura da norma Sistema de gestão da segurança de alimentos Requisitos gerais Requisitos de documentação Controle de documentos e de registros Especificar os produtos ou categorias de produtos, processos e locais de produção que são abrangidos pelo sistema de gestão da segurança alimentar

11 ISO Estrutura da norma Responsabilidade da direção Comprometimento da direção Política de segurança de alimentos Planejamento do sistema Responsabilidade e autoridade Pessoal designado deve ter responsabilidade e autoridade definidas para iniciar e registrar ações

12 ISO Estrutura da norma Coordenador da equipe de segurança de alimentos Comunicação Prontidão e resposta emergenciais Análise crítica pela direção Interface com o gerenciamento de crises

13 Fornecedor Cliente Equipe Subcontratado Autoridades Consumidor Fluxo de informações que impactam a segurança alimentar

14 ISO Estrutura da norma Infra-estrutura Ambiente de trabalho Interface com BPF

15 ISO Estrutura da norma Planejamento e produção de alimentos seguros Programa de pré-requisitos (PPR) termos equivalentes: BPA, BPP, BPF, BPH

16 ISO Estrutura da norma Etapas preliminares para possibilitar a análise de perigos Análise de perigos O perigo deve ser avaliado conforme a severidade de efeito/probabilidade de sua ocorrência A metodologia usada para análise de perigos deve ser descrita e o resultado da avaliação dos perigos à segurança de alimentos devem ser registrados

17 ISO Estrutura da norma As medidas de controle devem ser classificadas de acordo com a necessidade de serem gerenciadas através de PPR operacional ou pelo Plano APPCC

18 PPRO PLANO APPCC Procedimentos que demonstrem que estão implementados Registros de monitoramento Limites críticos razão para a escolha documentada Correções e ações corretivas quando os limites críticos forem excedidos

19 Correção- ação para eliminar uma não conformidade detectada Ação corretiva- Ação para eliminar a causa de uma não conformidade detectada ou outra situação indesejável Correção X Ação corretiva

20 ISO Estrutura da norma Atualização de informação preliminar e documentos especificando PPR e o plano APPCC Planejamento de verificação Sistema de rastreabilidade Controle de não-conformidades Tratamento de produtos potencialmente inseguros

21 ISO Estrutura da norma disposição de produtos não-conformes Reprocessamento ou processamento dentro ou fora da organização Destruição e/ou disposição como descarte

22 ISO Estrutura da norma Validação,verificação e melhoria do sistema de gestão da segurança de alimentos Validação da combinação das medidas de controle Controle de monitoramento e medição calibração

23 ISO Estrutura da norma Verificação do sistema de gestão Melhoria Auditorias internas, avaliação de resultados de verificações individuais, análise dos resultados das atividades de verificação


Carregar ppt "Sistemas de gestão da segurança alimentar- NBR ISO 22000 Requisitos para qualquer organização na cadeia produtiva de alimentos Profª: Bruna Gratão."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google