A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Indústria cultural: uma resenha temática a partir de contribuições selecionadas de Tolila, Yúdice e Throsby TEXTOS RESENHADOS THROSBY, David. Economia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Indústria cultural: uma resenha temática a partir de contribuições selecionadas de Tolila, Yúdice e Throsby TEXTOS RESENHADOS THROSBY, David. Economia."— Transcrição da apresentação:

1 Indústria cultural: uma resenha temática a partir de contribuições selecionadas de Tolila, Yúdice e Throsby TEXTOS RESENHADOS THROSBY, David. Economia y Cultura. Espanha: Cambridge, Cap. 7, p TOLILA, P. Cultura e Economia. SP:Iluminuras, Cap. 1, p YÚDICE, G. Economia da cultura no marco da proteção e promoção da diversidade cultural. NY: New York University, p SOBRE OS AUTORES DAS OBRAS RESENHADAS David Throsby - graduado em Ciências Econômicas pela Universidade de Sidney e doutor pela London School of Economics and Political Science. Atualmente é professor de Economia na Faculdade de Macquarie, em Sidney. Devido à sua especialização em Economia da Cultura, Throsby foi presidente da Association for Cultural Economics International (ACEI) e trabalha como consultor do Banco Mundial, da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico), da FAO (Food Agricultural Organization) e da UNESCO (Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura). Paul Tolila- obteve licenciatura em História e Ciências Econômicas na École Normale Supérieure, França. É agrégé de literatura e filosofia e professor adjunto na Université dAvigon et des Pays de Vaucluse. Além disso, é Maître de Conférence no Institut de Sciences Politiques de Paris. Dirigiu durante muitos anos o Departamento de Estudos Socioeconômicos do Ministério da Cultura da França. Por fim, é membro da Inspection Générale de IAdministration et des Affaires Culturelles. George Yúdice - Ph.D. pela Princeton University ; professor dos Estudos Americanos e de Linguagem e Literatura Espanhola e Portuguesa; diretor do VI Centro de Estudos Latino-Americanos da Universidade de Nova York, e, também, o autor de Política Cultural, co-autoria com Toby Miller (2002); e de A oportunidade de Cultura (2004). Palavras-chave: Indústria Cultural; Tecnologia; Sustentabilidade Cultural. Juliana Siqueira Franco (Graduanda em Relações Internacionais/FACAMP) Rosiane Carducci (Graduada em Relações Internacionais e Ciências Econômicas/FACAMP) TEMAS ABORDADOS A contribuição oferecida por Throsby se baseia no fundamento da teoria real do valor, apresentando as noções de valor econômico e valor cultural como princípios subjacentes para a integração dos dois campos: da economia e da cultura. O trabalho de Tolila nos oferece uma visão ampla desde o processo de desenvolvimento histórico das diferentes abordagens da cultura pela economia até impasses específicos, em especial a questão das indústrias culturais nos dias de hoje. George Yúdice oferece uma contribuição complementar, que diz respeito à Convenção para Proteção de Promoção da Diversidade e Expressões Culturais, considerada pelo autor um marco em economia da cultura. Tal evento estabeleceu princípios sobre uma abordagem específica da diversidade cultural - acolhidos por diversos países, dentre os quais o Brasil - um bom ponto de partida para as crescentes discussões sobre de sustentabilidade cultural. CONSIDERAÇÕES FINAIS Juntos, os três estudos nos permitem um considerável entendimento sobre as indústrias culturais e suas implicações no âmbito da economia da cultura. Nota-se que as contribuições dos autores enriquecem o debate e permitem um melhor entendimento dos temas discutidos atualmente, como as questões sobre peculiaridades da mensuração da atividade cultural, os novos impasses que as tecnologias trazem ao tema, o problema do domínio das indústrias culturais no mercado artístico, e a necessidade de promoção de uma sustentabilidade cultural. LEITURAS DE APOIO ARENDT, Hannah. Entre o Passado e o Futuro. 5. ed. São Paulo: Perspectiva, DEPARTMENT of Modern Languages and Literature. Disponível em:. Acesso em: 16 de junho de RAMIRES, Thiago. Indústria Cultural e o Espetáculo: os contrastes teóricos entre a Escola de Frankfurt e os Estudos Culturais Contemporâneos. Revista Anagramas, São Paulo, v. 3, n. 3, p.1-17, 03 de março de Março-maio. Disponível em:. Acesso em: 20 set DISCUSSÃO Definição de Indústria cultural: Throsby- efeito de sentido econômico, pois considera o produto cultural como capaz de gerar rendimentos e satisfazer as demandas dos consumidores. Tolila - lógica de aplicar o processo produtivo industrial no protótipo de criação artística e cultural. Yúdice- uma parte de uma ampla economia cultural, e considera a questão da imprevisibilidade da demanda cultural como um dos principais problemas da indústria cultural. Problemática: Throsby- indústria cultural nos países em desenvolvimento e a invasão de indústrias culturais internacionais nestes países. Tolila- o surgimento de tecnologias que permitem formas alternativas de acesso à cultura (pirataria e downloads, por exemplo) que é visto como um problema no campo das industriais culturais. Yúdice- indústria cultural tende a diminuir a diversidade cultural no mercado para garantir seu consumo e seu lucro


Carregar ppt "Indústria cultural: uma resenha temática a partir de contribuições selecionadas de Tolila, Yúdice e Throsby TEXTOS RESENHADOS THROSBY, David. Economia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google