A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas Outono/2008 1º FPAP Fórum Nacional.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas Outono/2008 1º FPAP Fórum Nacional."— Transcrição da apresentação:

1 Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas Outono/2008 1º FPAP Fórum Nacional em Gestão de Pessoas na Administração Pública

2 Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas *Programa de Bolsas de Estudo da Previdência Social* Eixo Temático - Desenvolvimento de Competências O Desafio do Desenvolvimento Profissional Dedílson Nunes Diretor de Recursos Humanos do INSS

3 Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas GESTÃO COM PESSOAS no INSS Desafios e Perspectivas

4 Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas PERFIL DA INSTITUIÇÃO 40 Mil servidores Administração Central GER - 05 GEX Call Center - 3 APS PREVMóvel - 68 PREVBarco - 06 PREVCidade milhões de cidadãos 40 % da população 7,10% do PIB 226 mil Atendimentos/Dia 4,5 Milhões Atendimentos/Mês 0,5 milhão de processos de benefícios despachados/Mês 25,4 milhões benefícios/Mês; R$ 14,7 bilhões por mês

5 Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas Principais Diretrizes do INSS 1)Modernizar a gestão 2)Melhorar o atendimento ao público 3)Profissionalizar a gestão Diretrizes da Diretoria de Recursos Humanos 1)Democratizar o acesso a programas de educação continuada 2)Melhorar a qualidade de vida do servidor 3)Desenvolver competências pessoais e profissionais dos servidores 4)Redimensionar os processos e a força de trabalho 5)Reestruturar a área de RH 6)Ampliar o quadro de servidores Diretrizes Estratégicas da Previdência Social - MPS 1)Melhorar a qualidade do atendimento aos beneficiários 2)Reduzir fraudes e pagamentos indevidos 3)Reduzir desperdícios e custos

6 Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas A Instituição e as Pessoas Cenário em 2007

7 Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas DISTRIBUIÇÃO DA FORÇA DE TRABALHO Fonte: SIAPE

8 Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas PERFIL ATUAL DA FORÇA DE TRABALHO Por Faixa Etária e Sexo Por Grau de Escolaridade Fonte: SIAPE

9 Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas PERFIL ATUAL DA FORÇA DE TRABALHO (possibilidade de aposentadoria) Fonte: SIAPE dez/06dez/07dez/08dez/09dez/10 Homens Mulheres Total dez/06dez/07dez/08dez/09dez/10 Homens Mulheres Total PREVISÃO POR ANO (a partir de 2006) PREVISÃO CUMULATIVA

10 Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas DIAGNÓSTICO Desenvolvimento de Pessoas Processos fragmentados e focados no operacional 2.Capacitação sem foco estratégico, atendendo a demandas pontuais 3.Falta de acompanhamento e avaliação dos processos e resultados 4.Ausência de plano de capacitação para os servidores 5.Atuação reativa e passiva, sem integração com as demais áreas da Instituição 6.Ausência de planejamento didático-pedagógico 7.Ausência de informações gerenciais e sistemas informatizados

11 Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas A Instituição e as Pessoas Cenário em 2008 Novos caminhos

12 Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas Transformações Recursos Humanos Treinamento Educação Continuada Pessoas Área de RH Área de Gestão com Pessoas InstrutoresEducadores

13 Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas Premissas 1.Educação Continuada 2.Gestão por Competências Identificação – Gestão de Carreiras Desenvolvimento de Competências Avaliação – Gestão de Desempenho 3. Responsabilidade Socioambiental 4. Gestão de Processos

14 Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas Objetivo PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDO Melhorar o desempenho profissional dos servidores, favorecendo seu acesso ao ensino formal, na ótica da educação continuada, enfatizando a eqüidade de oportunidades, a transparência das ações, a co-responsabilidade dos dirigentes com o desenvolvimento das competências dos servidores e a pluralidade do corpo funcional, com vistas à melhoria da prestação de serviços previdenciários à sociedade.

15 Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas Fundamentação Legal PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDO Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990; Decreto nº 5.870, de 8 de agosto de 2006; Decreto nº 5.707, de 23 de fevereiro de 2006; Resolução INSS/DC nº 179, de 23 de dezembro de 2004; e Portaria nº MP n° 208, de 25 de julho de Servidores do quadro efetivo de pessoal do INSS; Servidores do quadro efetivo de pessoal do INSS; Procuradores Federais do quadro da Procuradoria – Geral Federal, com exercício fixado no INSS e que exerçam suas atribuições na Procuradoria Federal Especializada junto a este Instituto; Procuradores Federais do quadro da Procuradoria – Geral Federal, com exercício fixado no INSS e que exerçam suas atribuições na Procuradoria Federal Especializada junto a este Instituto; Os ocupantes de cargos comissionados no INSS. Os ocupantes de cargos comissionados no INSS. PÚBLICO PARTICIPANTE

16 Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas Bolsas disponibilizadas (Limite orçamentário, por bolsa R$5.000,00) Bolsas disponibilizadas (Limite orçamentário, por bolsa R$5.000,00) Nº de inscrições on line Nº de inscrições válidas Nº de processos aprovados Nº de processos excluídos (PAD, estágio probatório, cedidos, cursos incompatíveis, graduação 2008) Nº total processos aprovados Graduação Pós-graduação Lato Sensu RESULTADOS DE 2007 Graduação e Pós-Graduação Lato Sensu

17 Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas CONCEDIDAS (por GER) Resultados de 2007 Graduação e Pós-Graduação Lato Sensu

18 Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA (por GER) 6,39% 13,05% 16,86% 5,95% 13,45% 44,29% Resultados de 2007 Graduação e Pós-Graduação Lato Sensu

19 Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas 1º Semestre Graduação Graduação Pós-Graduação Lato Sensu Pós-Graduação Lato Sensu 2º Semestre Nível Médio Nível Médio Pós-Graduação Stricto Sensu Pós-Graduação Stricto Sensu Bolsas disponibilizadas (Limite orçamentário, por bolsa R$5.000,00) Bolsas disponibilizadas (Limite orçamentário, por bolsa R$5.000,00) SELEÇÕES EM 2008

20 Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas Extensão da seleção aos Procuradores Federais, com exercício fixado no INSS, e para os servidores cujo vínculo com a Instituição se dá por meio de cargo comissionado; Definição das modalidades de curso contempladas no processo; Descentralização da análise dos processos para as Unidades de RH, nas GERs e GEXs; Execução e acompanhamento da seleção por meio de sistema informatizado, o que garante a eficácia do processo e o controle da gestão. SELEÇÃO PARA GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU O quê mudou em relação a 2007

21 Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas Redefinição dos cursos que compõem a grade de interesse institucional, tendo em vista as necessidades e as prioridades de capacitação do INSS; Classificação e seleção do resultado pela Comissão de Seleção da Direção Central, por meio de relatório informatizado; Retirada da restrição de servidor que esteja respondendo a PAD e em estágio probatório; Especificação das situações de ressarcimento ao erário; Constituição de acervo virtual para gestão do conhecimento organizacional do INSS. SELEÇÃO PARA GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU O quê mudou em relação a 2007

22 Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas Padecemos de uma tradição pedagógica que apenas vê educação na informação, verbalização ou no cultivo do intelecto, enquanto o trabalho sempre cultivou a totalidade do aprendizado, da constituição humana. Miguel Arroyo


Carregar ppt "Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Recursos Humanos Coordena ç ão-Geral de Desenvolvimento de Pessoas Outono/2008 1º FPAP Fórum Nacional."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google