A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Planejamento de reservas Controle dos riscos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Planejamento de reservas Controle dos riscos."— Transcrição da apresentação:

1 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Planejamento de reservas Controle dos riscos

2 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos -Riscos – definição e histórico. -Planejamento do gerenciamento de riscos. -Fontes, Identificação e Categorização de riscos. -Qualificação e Quantificação por Valor Esperado dos riscos. -Simulação de Monte Carlo. -Estratégias e Plano de resposta aos riscos. -Planejamento de Reservas. -Controle de riscos. -Gerência de Riscos como um dos Fatores Críticos de Sucesso em Projetos. EMENTA DO CURSO

3 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos

4 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Planejamento de respostas aos riscos IdentificaçãoAnálise Resposta ControlePlanejamento Etapas do processo de gestão de riscos

5 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Respostas aos riscos Fase Inicial Fases Intermediárias Fase Final Recurso/ Custo Tempo MOMENTO DA AÇÃO CONTINGÊNCIA CONTENÇÃO/ PREVENÇÃO

6 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Registro Entradas Fonte: Guia PMBOK, PMI, quarta edição, 2008 Provisão no orçamento do projeto ou um plano para mitigar riscos. Reserva Gerencial: para cobrir os riscos desconhecidos ou sem informações Reserva de Contingência: para cobrir os riscos com conhecimento parcial Fatores a Considerar: Posição no ciclo de vida Abordagem de estimativa Tipo de contrato Exposição às ameaças Influência das oportunidades Níveis de tolerância ao risco Riscos aceitos Conseqüências de estouros Lições aprendidas Decisão gerencial

7 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Fonte: Guia PMBOK, PMI, quarta edição, 2008 Condições necessárias para decidir sobre o projeto: 1.Posicionamento em Avançar ou não avançar 2.Bases financeiras definidas 3.Quais as reservas necessárias – GERENCIAL e de CONTINGÊNCIA 4.Quais os Riscos serão tratados como (CONTENÇÃO) e representam custos imediatos e/ ou negociação com o Cliente 5.Quais os Riscos serão tratados posteriormente (CONTINGÊNCIA) e que representam custos futuros Condições necessárias para decidir sobre o projeto: 1.Posicionamento em Avançar ou não avançar 2.Bases financeiras definidas 3.Quais as reservas necessárias – GERENCIAL e de CONTINGÊNCIA 4.Quais os Riscos serão tratados como (CONTENÇÃO) e representam custos imediatos e/ ou negociação com o Cliente 5.Quais os Riscos serão tratados posteriormente (CONTINGÊNCIA) e que representam custos futuros MOMENTO DE DECISÃO

8 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Registro Entradas Fonte: Guia PMBOK, PMI, quarta edição, 2008 Processo que envolve a execução do plano de gerência de risco com o objetivo de responder aos eventos de risco no desenvolvimento do projeto. Identificação Análise Resposta Controle Definir Responsabilidades Executar Projeto Planos de Contingência Atualizar Plano de Gerência de Riscos Dados de entrada Gerência de Riscos Plano de Gerência de Risco Eventos de Risco reais Identificação de Riscos adicionais Contornos Se houver mudanças no projeto, iniciar processo de Gerência de Riscos novamente. Planejamento CONTROLE DOS RISCOS - GERÊNCIA

9 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Registro Entradas Fonte: Guia PMBOK, PMI, quarta edição, 2008 Registro dos riscos Registro dos riscos Plano de gerenciamento do projeto Plano de gerenciamento do projeto Informações sobre o desempenho do trabalho Informações sobre o desempenho do trabalho Andamento das entregas Andamento das entregas Progresso no cronograma Progresso no cronograma Custo incorridos Custo incorridos Relatórios de desempenho Relatórios de desempenho Entradas Monitorar e controlar os riscos Fonte: Guia PMBOK, PMI, quarta edição, 2008

10 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Registro Entradas Fonte: Guia PMBOK, PMI, quarta edição, 2008 Reavaliação de riscos Reavaliação de riscos Auditorias de riscos Auditorias de riscos Análises de variação e tendências Análises de variação e tendências Medição de desempenho técnico Medição de desempenho técnico Análise de reservas Análise de reservas Reuniões de andamento Reuniões de andamento Ferramentas/Técnicas Monitorar e controlar os riscos Fonte: Guia PMBOK, PMI, quarta edição, 2008

11 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Registro Entradas Fonte: Guia PMBOK, PMI, quarta edição, 2008 Atualizações do registro de riscos Atualizações do registro de riscos Resultados de reavaliações de riscos, auditorias de riscos e revisões periódicas dos riscos Resultados de reavaliações de riscos, auditorias de riscos e revisões periódicas dos riscos Resultados reais dos riscos do projeto e das respostas aos riscos Resultados reais dos riscos do projeto e das respostas aos riscos Atualizações dos ativos de processos organizacionais Atualizações dos ativos de processos organizacionais Modelo do plano de gerenciamento de riscos, incluindo a matriz de probabilidade e impacto e o registro dos riscos Modelo do plano de gerenciamento de riscos, incluindo a matriz de probabilidade e impacto e o registro dos riscos Estrutura analítica dos riscos Estrutura analítica dos riscos Lições aprendidas das atividades de gerenciamento dos riscos do projeto Lições aprendidas das atividades de gerenciamento dos riscos do projeto Saídas Monitorar e controlar os riscos Fonte: Guia PMBOK, PMI, quarta edição, 2008

12 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Registro Entradas Fonte: Guia PMBOK, PMI, quarta edição, 2008 Gatilhos: Sempre que houver qualquer mudança no Projeto; Sempre que um evento de risco realmente aconteça; Sempre que o projeto atinja um ponto de decisão ou milestone;Gatilhos: Sempre que houver qualquer mudança no Projeto; Sempre que um evento de risco realmente aconteça; Sempre que o projeto atinja um ponto de decisão ou milestone; Quanto risco... Você pode assumir e permanecer responsivo? Você pode incluir no custo e permanecer competitivo? Você está disposto a assumir? Qual é a tolerância ao risco dos stakeholders? Quanto risco... Você pode assumir e permanecer responsivo? Você pode incluir no custo e permanecer competitivo? Você está disposto a assumir? Qual é a tolerância ao risco dos stakeholders? Controle de perto o progresso do projeto Execute em tempo hábil as reações aos riscos quando ocorrerem problemas ou vantagens inesperadas Avalie extensivamente a eficácia das reações aos riscos Reaja com ações adicionais, se necessário Faça um acompanhamento contínuo Controle de perto o progresso do projeto Execute em tempo hábil as reações aos riscos quando ocorrerem problemas ou vantagens inesperadas Avalie extensivamente a eficácia das reações aos riscos Reaja com ações adicionais, se necessário Faça um acompanhamento contínuo Não se Esqueça de Perguntar: Faça: CONTROLE DOS RISCOS - GERÊNCIA

13 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Registro Entradas Fonte: Guia PMBOK, PMI, quarta edição, 2008 Risco Fases Incertezas Impacto Incerteza vs. Impacto do Risco no Ciclo de Vida do Projeto Os eventos de risco se manifestam como problemas ou vantagens inesperadas durante a execução do projeto. Problema: um evento de risco negativo (conhecido ou desconhecido) que se materializa; Vantagens inesperadas: um evento de risco positivo (conhecido ou desconhecido) que se materializa; Contorno: reação não planejada (não definida antecipadamente) a um evento de risco negativo; Ação corretiva: executar a reação a um evento de risco negativo (planejada, como as contidas no plano de contingência, ou não planejada, como os contornos); CONTROLE DOS RISCOS - GERÊNCIA

14 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Registro Entradas Fonte: Guia PMBOK, PMI, quarta edição, 2008 Todos os controles das reações aos riscos e todos os dados do plano de gerencia de riscos devem ser comunicados aos: Stakeholders Membros da equipe Os Stakeholders devem entender: As implicações dos riscos e as reações O estado e os potenciais de riscos Os membros da equipe devem entender: A eficácia das reações aos riscos executadas Contornos escolhidos As percepções e direcionamento dos Stakeholders A comunicação deve ser oportuna e regular. Todos os controles das reações aos riscos e todos os dados do plano de gerencia de riscos devem ser comunicados aos: Stakeholders Membros da equipe Os Stakeholders devem entender: As implicações dos riscos e as reações O estado e os potenciais de riscos Os membros da equipe devem entender: A eficácia das reações aos riscos executadas Contornos escolhidos As percepções e direcionamento dos Stakeholders A comunicação deve ser oportuna e regular. Comunicação Os riscos mitigados foram contidos de maneira suficiente? Os riscos aceitos e materializados podem ser tolerados? Os resultados do plano de contingência foram satisfatórios? Os contornos realizados geraram resultados eficazes? O ciclo de vida do risco chegou ao fim? É necessária a tomada de alguma ação extra? Os riscos mitigados foram contidos de maneira suficiente? Os riscos aceitos e materializados podem ser tolerados? Os resultados do plano de contingência foram satisfatórios? Os contornos realizados geraram resultados eficazes? O ciclo de vida do risco chegou ao fim? É necessária a tomada de alguma ação extra? CONTROLE DOS RISCOS Pergunte-se

15 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Registro Entradas Fonte: Guia PMBOK, PMI, quarta edição, 2008 Inclui Eventos, Análise, Reação planejada e Fatos ocorridos (Ferramentas Utilizadas) Inclui eventos desconhecidos que ocorreram Registra a lógica de pensamento da equipe de projeto ao elaborar as abordagens para os riscos Facilita a comunicação de eventos de riscos conhecidos (identificados) e desconhecidos (não identificados) Inclui Eventos, Análise, Reação planejada e Fatos ocorridos (Ferramentas Utilizadas) Inclui eventos desconhecidos que ocorreram Registra a lógica de pensamento da equipe de projeto ao elaborar as abordagens para os riscos Facilita a comunicação de eventos de riscos conhecidos (identificados) e desconhecidos (não identificados) Comprovação física da execução da Gerência de Riscos Realizada continuamente durante o desenvolvimento do projeto. CONTROLE DOS RISCOS - DOCUMENTAÇÃO

16 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Registro Entradas Fonte: Guia PMBOK, PMI, quarta edição, 2008 CONTROLE DOS RISCOS BENEFÍCIOS DE UM CONTROLE EFICIENTE As ações de respostas ao risco podem se implementadas conforme um plano prévio; Os stakeholders têm informação sobre o que está acontecendo no projeto; A exposição ao risco fica mais evidente, mesmo que de forma mais intensa; Ficam explícitas as necessidades de realimentação do processo de gerenciamento; Há envolvimento da equipe de projeto no gerenciamento dos eventos que, teoricamente, poderiam estar dentro de suas atribuições; Os fundos de reserva (de contingência e gerencial) são gerenciados, evitando gastos desnecessários

17 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Registro Entradas Fonte: Guia PMBOK, PMI, quarta edição, 2008 CONTROLE DOS RISCOS Qual a nova reação, não planejada anteriormente; O que essa reação provoca (mitiga, elimina); Qual o custo dessa reação; Qual o responsável pela reação; Data da reação; Data da ocorrência (materialização) do risco; Qual o impacto do risco, por qual valor este ocorreu

18 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Registro Entradas Fonte: Guia PMBOK, PMI, quarta edição, 2008 CONTROLE DOS RISCOS Respostas ao final do processo Os riscos mitigados foram contidos de maneira suficiente? Os riscos aceitos e que foram materializados podem ser tolerados? Os resultados do plano de contingência foram satisfatórios? Os contornos realizados geraram resultados eficazes? O ciclo de vida do risco chegou ao fim? Foi necessária a tomada de alguma ação extra?

19 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Registro Entradas Fonte: Guia PMBOK, PMI, quarta edição, 2008 CONTROLE DOS RISCOS – DOCUMENTAÇÃO Registros Registro das incertezas possíveis; Descrição dos riscos, causas possíveis e impactos; Categorização dos riscos, agrupando por afinidades para direcionamento aos recursos mais capacitados e acompanhamento; Riscos analisados com importância e pesos relativos;; Estratégia de reação aos riscos em prevenção e contingência Decisão se avança o projeto ou não com base nas incertezas e impactos; Responsáveis pelo ônus do risco - cliente ou o fornecedor; Responsáveis no acompanhamento; Definição de sistema de acompanhamento e monitoramento e registrando

20 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Registro Entradas Fonte: Guia PMBOK, PMI, quarta edição, 2008 CONTROLE DOS RISCOS – DOCUMENTAÇÃO Lições aprendidas para base histórica Riscos que se materializam – quando e por quanto tempo. Suporte para estimativa; Riscos que não se materializam; Riscos que se materializam e não foram identificados previamente; Impactos efetivos dos riscos ocorridos comparados aos planejados; O que as incertezas provocam nos resultados finais do projeto

21 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Registro Entradas Fonte: Guia PMBOK, PMI, quarta edição, 2008 Mitigando Prevenindo Antecipando Criando Oportunidades Criando Oportunidades Problemático Em que estágio sua organização está??? Uma reflexão.... Se você não atacar os riscos de frente, eles irão atacá-lo Tom Gilb Se você não atacar os riscos de frente, eles irão atacá-lo Tom Gilb NÍVEL DE MATURIDADE EM GERÊNCIA DE RISCOS

22 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Registro Entradas Fonte: Guia PMBOK, PMI, quarta edição, 2008 Mitigando Prevenindo Antecipando Criando Oportunidades Criando Oportunidades Problemático Falta de comunicação; Pessoas muito ocupadas resolvendo problemas e não pensam no futuro; Só se pensa em risco quando eles ocorrem; Notícias de riscos são negativas; Gerência por crise; Fase do 10% aí.... Características: NÍVEL DE MATURIDADE EM GERÊNCIA DE RISCOS

23 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Registro Entradas Fonte: Guia PMBOK, PMI, quarta edição, 2008 Mitigando Prevenindo Antecipando Criando Oportunidades Criando Oportunidades Problemático Características: Mudança de gerência de crise para gerência de riscos; Introdução dos conceitos de risco na equipe; Pessoas se preocupam, mas não de fora sistemática; Falta de experiência de como reportar os riscos e como gerenciá-los; Ênfase apenas na fase inicial do projeto; Apenas gerente de projeto ou poucos participantes; Ainda sem Análise consistente.... NÍVEL DE MATURIDADE EM GERÊNCIA DE RISCOS

24 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Registro Entradas Fonte: Guia PMBOK, PMI, quarta edição, 2008 Mitigando Prevenindo Antecipando Criando Oportunidades Criando Oportunidades Problemático Características: A gerência de risco passa a ser vista como atividade de equipe; Começamos a tentar evitar os efeitos, identificar e eliminar causas; Processo dinâmico e integrado; Envolvimento eventual dos clientes; Pessoas com maior experiência em identificar, mas ainda inseguros de quantificar – apenas Qualificação; Ponto de inflexão entre abordagem reativa e pró-ativa; NÍVEL DE MATURIDADE EM GERÊNCIA DE RISCOS

25 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Registro Entradas Fonte: Guia PMBOK, PMI, quarta edição, 2008 Mitigando Prevenindo Antecipando Criando Oportunidades Criando Oportunidades Problemático Características: Transição de Análise Qualitativa para Quantitativa – apenas Valor Base e Valor Esperado; Usamos métricas (históricos) para antecipar falhas e prever eventos futuros; Habilidade para aprender, adaptar e antecipar mudanças; Equipe e clientes trabalham juntos com razoável acuracidade e focam nas reais prioridades; NÍVEL DE MATURIDADE EM GERÊNCIA DE RISCOS

26 MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Registro Entradas Fonte: Guia PMBOK, PMI, quarta edição, 2008 Mitigando Prevenindo Antecipando Criando Oportunidades Criando Oportunidades Problemático Características: Visão positiva da Gerência de Riscos – Riscos de Oportunidade e Diferencial Competitivo; Riscos são responsabilidade de todos; Ambiente aberto e sem ameaças ao processo - participação; Admite-se a existência de coisas que não sabemos – riscos desconhecidos; Utiliza-se cenários de pior e melhor caso; NÍVEL DE MATURIDADE EM GERÊNCIA DE RISCOS


Carregar ppt "MBA – Gestão de Projetos Disciplina: Gerenciamento de Riscos em Projeto Prof. Claudemir Vasconcelos Planejamento de reservas Controle dos riscos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google