A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Estudo do Regime de Vazões Ecológicas para o Baixo Curso do rio São Francisco: uma abordagem multicriterial - REDE ECOVAZÃO - PROJETO DE PESQUISA Participação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Estudo do Regime de Vazões Ecológicas para o Baixo Curso do rio São Francisco: uma abordagem multicriterial - REDE ECOVAZÃO - PROJETO DE PESQUISA Participação."— Transcrição da apresentação:

1 Estudo do Regime de Vazões Ecológicas para o Baixo Curso do rio São Francisco: uma abordagem multicriterial - REDE ECOVAZÃO - PROJETO DE PESQUISA Participação Social no Processo de Alocação de Água, no Baixo Curso do Rio São Francisco Sub-Rede 3 - ASPECTOS SOCIOECONÔMICOS Edital MCT/CNPq – CT - HIDRO nº 45 /2006 Coordenadora: Yvonilde Dantas Pinto Medeiros Quinta Reunião de Rede Ecovazão Recife – 25 e 26 de setembro de 2008

2 Membros da Equipe : Alessandra Faria Doutoranda Eng.Ambiental Dogival Costa Jr. Graduando em Eng. Sanitária Edilson Silva Mestrando Eng. Ambiental Golde M. Stifelman Msc. Sociologia Julio Pelli Analista de Sistemas Tatiana Costa Mestranda em Eng.Ambiental Valana Araújo Jornalista Yvonilde Medeiros Doutora em Hidrologia Zúri Pessôa Eng. Sanitarista

3 Promover a participação dos atores sociais e institucionais locais no processo de alocação de água para atendimento às demandas dos múltiplos usos sociais e econômicos, e as estruturas e funções do ecossistema aquático, visando à definição do regime de vazões ecológicas no baixo curso do rio São Francisco. OBJETIVO GERAL

4 OBJETIVOS ESPECÍFICOS 1.Envolver o poder público, a sociedade civil e usuários na construção de uma metodologia participativa de estabelecimento do regime da vazão ecológica no baixo curso do rio São Francisco; 2.Mapear os usos e conflitos da água, e os efeitos decorrentes do estabelecimento de um regime de vazão ecológica; 3.Qualificar as diferentes percepções sobre os usos e conflitos relacionados com a água; 4.Identificar as variáveis determinantes de um regime de vazão ecológica a partir dos projetos das 3 sub-redes 5.Selecionar critérios de avaliação para determinação do regime de vazão ecológica.

5 META FÍSICA 1 - Promoção da participação da comunidade no processo decisório META FÍSICA 2 - Reconhecimento e esclarecimento da sociedade quanto ao processo decisório da determinação do regime de vazões desejadas para potencializar funções ecológicas diversas META FÍSICA 3 - Indicação de um regime de vazões ecológicas no Baixo Curso do rio São Francisco através de um processo participativo, utilizando uma abordagem multicritério. METAS FÍSICAS

6 METODOLOGIA PROCESSO DECISÓRIO - ANÁLISE MULTICRITERIAL escolha das alternativas de alocação ambiental da água, com base em critérios e indicadores, de acordo com os múltiplos interesses da sociedade e, da necessidade do ecossistema aquático (AHP-Saaty, 1985).

7 METODOLOGIA DE NEGOCIAÇÃO PARA ALOCAÇÃO AMBIENTAL DA ÁGUA PERCEPÇÃO DO CONFLITO (ETNOGRAFIA DO CONFLITO) IDENTIFICAÇÃO DOS CRITÉRIOS (MAPAS COGNITIVOS)

8 ESTADO ATUAL DO DESENVOLVIMENTO DA PESQUISA PERCEPÇÃO DO CONFLITO (ETNOGRAFIA DO CONFLITO) IDENTIFICAÇÃO DOS CRITÉRIOS (MAPAS COGNITIVOS) 2º Momento Estudo que identifica o conflito socioambiental, considerando os diferentes atores envolvidos, inclusive o recurso natural (LITTLE, 2006). Observação, escuta e análise das percepções dos sujeitos envolvidos direta e indiretamente. Representação gráfica do discurso [representação mental] do sujeito [decisor] sobre um objeto. (COSSETTE e AUDET, 1992). Na construção do mapa, são identificados os elementos primários de avaliação (EPAs), constituídos de objetivos, metas, valores dos decisores, bem como de ações e alternativas de ação. Mapas agregado construído

9 Resultado das Entrevistas

10 Critérios (em construção) CRITÉRIOSUBCRITÉRIO Contribuição da Pesca na Economia Local N o de famílias que vivem da pesca Produção pesqueira Número (importância) de espécies nativas - Transporte fluvial N o de famílias transportadas Quantidade de produtos transportados Área Irrigada % de pequenas propriedades % de médias propriedades % de grandes propriedades N o de lagoas marginais preservadas -

11 Peso dos Critérios (exemplo) Análise Qualitativa Análise Quantitativa Pesos atribuídos aos critérios através de comparações par a par Muito maior Maior Igual Menor Muito menor /5 1/9

12 Critérios Matriz de Critérios (Qualitativa) Matriz de Critérios (Quantitativa)

13 Obtenção dos Valores dos Critérios Matriz Comparativa dos Critérios (Quantitativa) Os valores relativos dos critérios serão construídos pela expressão: Normaliza-se esta matriz comparativa.

14 Matriz Critérios X Alternativas Peso do Critério c1=c2=c3=c4=c5= A1 I 1,1 I 1,2 I 1,3 I 1,4 I 1,5 A2 I 2,1 I 2,2 I 2,3 I 2,4 I 2,5 A3 I 3,1 I 3,2 I 3,3 I 3,4 I 3,5 A4 I 4,1 I 4,2 I 4,3 I 4,4 I 4,5 V A1 = ( c 1 x I 1,1 ) + ( c 2 x I 1,2 ) + ( c 3 x I 1,3 ) + ( c 4 x I 1,4 ) + ( c 5 x I 1,5 ) Onde I i,j é o valor do indicador da alternativa i, para o critério j. As alternativas serão valoradas pela expressão: Para a alternativa 1 será: J=1 V A i = (c i. I i,j ) N

15 Rede de fluxo construída para análise da distribuição de água na bacia Exemplo do Sistema de Apoio à Decisão para Alocação de Água SAD

16 Critérios e subcritérios selecionados e a Matriz de importância relativa - PESOS Exemplo do Sistema de Apoio à Decisão para Alocação de Água SAD

17 Tela de Apresentação dos RESULTADOS Exemplo do Sistema de Apoio à Decisão para Alocação de Água - SAD

18 Tela de Apresentação dos RESULTADOS Exemplo do Sistema de Apoio à Decisão para Alocação de Água - SAD

19 Obrigada! Grupo de Recursos Hídricos


Carregar ppt "Estudo do Regime de Vazões Ecológicas para o Baixo Curso do rio São Francisco: uma abordagem multicriterial - REDE ECOVAZÃO - PROJETO DE PESQUISA Participação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google