A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

GEOPOLÍTICAS ASIATICAS Afeganistão: passado e presente.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "GEOPOLÍTICAS ASIATICAS Afeganistão: passado e presente."— Transcrição da apresentação:

1 GEOPOLÍTICAS ASIATICAS Afeganistão: passado e presente

2 OBJETIVOS Explicar a história do Afeganistão; Entender o que é o Talibã e sua influência no país; Diferenciar o Talibã da Al-Qaeda; Relacionar a política anti terrorista norte- americana com as facções Al-Qaeda e Talibã depois de 11 de setembro;

3 HISTÓRICO 1747: Unificação do Afeganistão, criando motivo de briga entre os Impérios britânico e russo; 1919: Independência do Afeganistão; 1839: Invasão inglesa, expulsas após quatro anos de combate; : Nova guerra coloca o Afeganistão sobre tutela britânica;

4 1953: General Mohammed Daud Khan, o primeiro ministro, voltou-se para o lado socialista em busca de ajuda econômica e militar; 1963: Mohammed Daud foi forçado a deixar o governo; 1973: Golpe Militar instituiu a Republica; 1978: Mohammed Daud é assassinado pelo PDPA (partido de esquerda divido em varias facções opositoras); 1979: Disputa entre líderes esquerdistas Hafizullah Amin e Nur Mohammed Taraki; Amin assumiu o poder e Taraki foi morto; URSS enviou soldados para afastar Amin do poder; Afeganistão ficou ocupado pelos soviéticos;

5 Resistência contra o regime comunista era grande, com vários grupos de Mujahideen(guerreiros) lutando contra a ocupação; Eua, China, Irã, Paquistão e a Arábia Saudita ajudavam financeiramente os Mujahideen; 1989: Saída do exército soviético, mas a guerra civil continuou; 1992: A facção Mujahideen tomou o poder; 1993: Os Mujahideen concordam em formar um governo, saindo do poder em 1994 para a entrada de Burhanuddin Rabbani; 1994: nova crise entre as diferentes facções guerreiras resultou uma nova guerra civil; Ao sul do Afeganistão Mullah Mohammed Omar organiza o grupo que envolvia aprendizes do Islã sunita que pegavam em armas: o Talibã. Esse grupo passou a ser visto como o único que conseguiria proteger a população; Conquista de duas cidades: Kandahar e Charasiab;

6

7 Após ter conquistado Kandahar, eles entenderam as misturas sociais e étnicas da região e tentaram manipular essas diferenças étnicas para seus ganhos políticos e militares. Eles davam recompensas a quem cooperava e puniam quem ia contra eles. [...] Usavam armas roubadas e ajuda externa militar na formação de seu exército, escreveu Neamatollah Nojumi no livro "The rise of the Taliban in Afghanistan" (A ascensão do Talibã no Afeganistão, Inédito em português).

8 1996: Imposição de um governo islâmico radical no país; Com o apoio do Talibã a Al-Qaeda estava segura para agir no Afeganistão; 1997: Tentativa de tratado de paz organizado pelo Irã, porém não obteve sucesso e os talibãs passaram a controlar Cabul e dois terços do país – Paquistão e Arábia Saudita reconhecem o governo; 2001: Talibã destruiu centenas de estátuas por considerá-las ofensivas aos mulçumanos; Talibã controlava 90% do Afeganistão, e teve o governo reconhecido por apenas três países; m/Buddhas%2Bde%2BBamiyan&usg=__SN52AGS0f0DZAe6wLUSiaQZFmmw=&h=256&w=550&sz=29&hl=pt- BR&start=14&um=1&tbnid=4nHzkWM7kYXiXM:&tbnh=62&tbnw=133&prev=/images%3Fq%3DTALEBAN%2BIESTATUAS%26hl%3Dpt- BR%26um%3D1 an00.jpg

9 11 DE SETEMBRO DE 2001 Ataques provocaram a morte de mais de pessoas em NY, nos EUA, onde dois aviões se chocaram contra as Torres Gêmeas do World Trade Center; O presidente George W. Bush acusou o grupo de Osama Bin Laden de ser responsável pela tragédia; Dois aviões derrubaram o símbolo maior do capitalismo dos EUA e outro queimava parte do quartel-general das forças armadas do país; EUA e Grã-Bretanha realizaram bombardeios contra o Afeganistão depois que o Talibã se recusou a entregar Osama bin Laden; Os americanos bombardearam as principais cidades afegãs, a base da Al-Qaeda e as tropas talibãs;

10

11 Dezembro de 2001: grupos afegãos chegam a um acordo para a formação de um governo interino; 2002: Hamid Karzai é eleito chefe de Estado interino; 2009: Barack Obama anunciou nova estratégia de combate contra a al-Qaeda, que consiste no envio de mais de militares para treinar os afegãos e ainda serão enviados funcionários civis. Março de 2009: O presidente americano afirmou que o combate ao Talibã e à al-Qaeda no Afeganistão e no Paquistão passaria a ser prioridade dos EUA, tirando o foco da luta antiterrorismo do Iraque. Em julho, as tropas lideradas pelos EUA iniciaram uma grande ofensiva contra o movimento na província de Helmand.

12

13 CHARGES

14 Interesses Estadunidenses Controlar o mundo, controlando os recursos mais importantes (indústrias de recursos naturais): Gás e Petróleo. Pois estes são recursos de importância vital a qualquer potência, sendo utilizados para a produção de manufaturados, para transporte e para forças armadas. Controlar e dominar riquezas da Ásia central; Construção de oleodutos e gasodutos pela petrolífera US Unocal, mas para isso é preciso pacificar o Afeganistão. l gif

15 US Unocal 1998: Governo talibã e US Unocal assinam acordo para a construção de um gasoduto; Partiria do Turquemenistão (campo de gás de Dauletabad) para o Paquistão, via Afeganistão; Com a extensão de km e transporte de 2 bilhões de pés cúbicos/dia; Em agosto do mesmo ano, a Unocal suspendeu os trabalhos, alegando problemas político-militares e que a retomada do projeto só seria realizada com o reconhecimento do Governo Talibã e com um ambiente político e militar apropriado. Abril de 1999: Unocal anúncia o abandono do projeto.

16 Oleoduto e Gasoduto O Afeganistão é estrategicamente importante pois, geograficamente, ele se situa onde os oleodutos precisam atravessar para exportar petróleo e gás.

17 TALIBÃ E AL-QAEDA Talibã ( estudantes ): é um movimento islamita extremista nacionalista da etnia afegane pashtu que governou o Afeganistão entre 1996 e 2001; Al-Qaeda ("A Fundação" ou "A Base"): é uma organização fundamentalista islâmica internacional que visa reduzir a influência não- islâmica sobre assuntos islâmicos; Bandeira da Al-Qaeda Bandeira do Talibã

18 ISLAMISMO é uma religião monoteísta (Alá) baseada nos ensinamentos religiosos do profeta Maomé ( Muhammad ) e numa escritura sagrada, o Alcorão. Mensagem: para atingir a salvação basta acreditar num único Deus, r ezar cinco vezes por dia, submeter-se ao jejum anual no mês do Ramadão, pagar dádivas rituais e efetuar, se possível, uma peregrinação à cidade de Meca. é visto pelos seus aderentes como um modo de vida que inclui instruções que se relacionam com todos os aspectos da atividade humana; A distinção ocidental entre o espiritual e temporal é, em teoria, alheia ao Islão.

19 ELEIÇÕES NO AFEGANISTÃO 2004: primeira eleição presidencial da história do Afeganistão; Ocorreu sem atentados terroristas, mas gerou uma crisepolítica pois 14 dos 18 candidatos denunciaram irregularidades e pediram o cancelamento do processo; 2005: eleições parlamentares: continuação do processo de democratização; 2009: eleições presidenciais e provinciais, apoio da ONU e da OTAN; Talibã ameaçou eleitores de todo o país na tentativa de desestabilizar o pleito; Muitas mortes; O resultado das urnas sai em setembro.

20

21 CONCLUSÃO A partir do trabalho concluímos que o Afeganistão por causa da sua posição estratégica, tem sido disputado por vários povos ao longo da história, resultando hoje em um país instável e com diversos conflitos internos entre diferentes facções étnicas e religiosas. O atentado de 11 de setembro trouxe ainda a dominação americana no país, gerou mais revoltas dos grupos que antes comandavam o país. Todos esses episódios intensificam o drama da população, que sofre em função das secas e fome, das guerras civis, dos bombardeios, e são ainda aterrorizados pelas facções.

22 ATUALIDADES As armas da diplomacia contra o terror Breve comentário: Novo presidente Barack Obama redireciona esforços militares para o Afeganistão, projeto apoiado pela OTAN. Posicionamento estratégico para a geopolítica americana, que ainda luta para sufocar o grupo terrorista Al Qaeda e o grupo Taleban. Data da atualidade: 08/04/2009 Data acesso ao site: 27/08/2009 Link: afeganistao.jhtm afeganistao.jhtm Nova explosão atinge o sul do Afeganistão Breve comentário: Explosão atinge cidade de Kandahar no Afeganistão, perto dos prédios do governo. Ainda não reivindicações do grupo responsável, mas alega-se responsabilidade do grupo Taliban. Os ataques atingiram o Afeganistão desde o inicio das eleições presidenciais. Data da atualidade: 26/08/2009 Data acesso ao site: 27/08/2009 Link: stao_ataque_kandahar_np.shtml stao_ataque_kandahar_np.shtml

23 As armas da diplomacia contra o terror Breve comentário: Hoje, a OTAN mantém no Afeganistão 70 mil soldados, mais da metade são americanos, e foi a pricipal tema da reunião de cúpula da OTAN, dias 3 e 4 de abril de 2009 na França e na Alemanha Data da atualidade: 8/4/09 Data acesso ao site: 30/08/09 Link: ttp://educacao.uol.com.br/atualidades/guerra-no-afeganistao.jhtmttp://educacao.uol.com.br/atualidades/guerra-no-afeganistao.jhtm Opinião: Missão no Afeganistão não deixa de ser uma guerra Breve comentário: O governo alemão se refere a uma "missão de estabilização". No entanto, será que os soldados alemães no Afeganistão não estão envolvidos numa guerra de fato? Peter Stützle comenta. Data da atualidade:03/08/09 Data acesso ao site:30/08/09 Link:

24 VÍDEO Ataque antes de eleições no Afeganistão Breve comentário: Ataque do grupo Taliban no período de eleição presidencial perto da sede governamental assusta a população. Data do Vídeo: 18/08/2009 Data de acesso: 27/08/2009 Link: afegas_video.shtml afegas_video.shtml

25 EXERCÍCIOS (PUC-RS/2002) Os atentados de 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos, provocaram, na economia internacional: a) a busca de integração entre os blocos econômicos e o fortalecimento dos mecanismos internacionais de decisão, como a ONU. b) investimentos em países em desenvolvimento e queda das taxas de juros para empréstimos junto aos bancos internacionais. c) proteção dos mercados nacionais, instabilidade das bolsas de valores e crescimento da indústria bélica. d) a criação de áreas de exclusão econômico-militares no Terceiro Mundo e investimentos maciços na América Latina e África. e) estímulo à importação de produtos industrializados dos países em desenvolvimento e abertura de novas linhas de crédito pelo FMI. Uma das principais conseqüências do 11 de setembro à economia mundial foi o aumento do protecionismo econômico às economias nacionais e a instabilidade do mercado financeiro, com o sobe-e-desce das bolsas de valores e o aumento da cotação do dólar nos países em desenvolvimento. Houve, ainda, uma intensa corrida armamentista por parte de países que se sentiram alvos em potencial de novos ataques terroristas e que se preparavam para possíveis confrontos armados. A alternativa correta, portanto, é a c.

26 EXERCÍCIOS (Fatec-SP/2002) O Afeganistão retornou, como vilão, às manchetes dos jornais do mundo. País pobre, sua história política é, em síntese, uma história de invasões territoriais, guerras e golpes de estado. Considere os seguintes marcos políticos na história do Afeganistão: I- O Taleban conquista Cabul, passando a controlar, primeiramente, 70% do território. II- Formação da República do Afeganistão. III- Independência do Afeganistão e, portanto, fim da tutela inglesa no território. IV- Tropas soviéticas invadem o país; guerrilheiros islâmicos financiados e armados pelos EUA, Irã e Paquistão vão ao confronto. A seqüência cronológica dos fatos acima expostos, do mais antigo para o mais recente, é: a) I, II, IV e III. b) II, III, I e IV. c) III, I, IV e II. d) III, II, IV e I. e) IV, II, I e III. O protetorado britânico sobre o Afeganistão acaba em O moderno Afeganistão, como ficou conhecido, é fundado por Amanulah Khan que fora proclamado rei do país. Somente em 1973, a monarquia afegã é derrubada e substituída pelo republicanismo. Seis anos depois, como decorrência da Guerra Fria, a URSS invade o país na tentativa de instaurar um governo socialista. A ocupação perdura até 1989, quando as tropas soviéticas se retiram do país. Uma devastadora guerra civil se instaura no país até 1995, ano em que a milícia Taleban conquista Cabul, assume o poder no país e estabelece um regime fundamentalista islâmico. O Taleban é derrotado na guerra contra os Estados Unidos, iniciada em outubro de 2001, e substituído por um governo representativo das quatro etnias existentes no país. A alternativa correta é, portanto, a letra d.

27 EXERCÍCIOS Uerj-RJ/2003) O dia 11 de setembro de 2001 não será esquecido. Nessa data, o mundo se deu conta da sua fragilidade e de que alguma coisa havia mudado com relação ao século XX, no que diz respeito às relações internacionais. Trata-se de um acontecimento que expressa as modificações que integram o processo iniciado com o fim dos regimes socialistas do Leste Europeu na passagem da década de 1980 para a de Esse processo pode ser considerado como a transição entre as duas seguintes situações: a) polarização entre dois blocos econômicos, políticos e militares – avanço da globalização sob a liderança dos EUA. b) intolerância religiosa entre países de origens culturais diferentes – crescimento das religiões ocidentais em detrimento da cultura oriental. c) coexistência entre diversos continentes de poderio econômico equivalente – acirramento da rivalidade ideológica entre capitalismo e comunismo. d) integração entre um mundo exportador de alimentos e um outro produtor de manufaturados – isolamento crescente entre os grandes produtores internacionais. As mudanças no jogo de forças após a queda do Muro de Berlim é uma temática básica para quem pretende ter um bom desempenho no vestibular. Após o término da Segunda Guerra Mundial, a rivalidade ideológica entre os Estados Unidos, capitalista, e a União Soviética, socialista, levou os dois países a disputarem áreas de influência no mundo. O período, denominado Guerra Fria foi marcado por uma intensa corrida armamentista, especialmente em torno de experiências com armas nucleares, bem como por confrontos indiretos entre as duas superpotências. Com a desintegração do bloco socialista entre as décadas de 1980 e 1990, os Estados Unidos emergiram como única potência mundial, encabeçando o processo de globalização. Ao mesmo tempo, o ressentimento contra a política externa norte-americana cresceu vertiginosamente, sendo este uma das principais explicações para os atentados de 11 de setembro. A explicação certa encontra-se na alternativa a.

28 EXERCÍCIOS (Fuvest/2009)Conforme a ONU – Organização das Nações Unidas, o número de refugiados tem crescido nos últimos anos. Em relação a esse fenômeno: a) Cite duas causas principais desses deslocamentos, explicando, ao menos, uma delas. b) Faça uma análise crítica do caso afegão, considerando os respectivos países de destino.

29 Resposta: a) As causas principais dos deslocamentos são os conflitos prolongados e as precárias condições de sobrevivência nesses países. Os conflitos que se prolongam por muitos anos, muitas vezes marcados por disputas entre grupos étnicos rivais ou pela ocupação militar estrangeira, geram violência e perseguições que motivam o êxodo populacional. A busca por melhores condições de sobrevivência leva muitas pessoas a se dirigir para áreas mais desenvolvidas ou mais estáveis do que seu país de origem. b) O Afeganistão esteve, nas últimas décadas, sob constante domínio de potências estrangeiras. Após o domínio soviético da década de 1980 e da chegada ao poder do grupo fundamentalista Taliban, acusado pelos Estados Unidos de abrigar os terroristas responsáveis pelos atentados de setembro de 2001, o país foi invadido por uma aliança militar comandada pelos Estados Unidos, o que causou o deslocamento de grande contingente de afeganes para o Paquistão e para o Irã. Por serem países vizinhos, também muçulmanos e com extensa fronteira com o Afeganistão, receberam a maior parte dos refugiados. Alguns países europeus possuem uma política mais favorável ao recebimento de refugiados, além de abrigarem colônias muçulmanas numerosas, fatos que justificam a presença de refugiados afeganes na Alemanha, nos Países Baixos e no Reino Unido.

30 BIBLIOGRAFIA stao_ataque_kandahar_np.shtml afegas_video.shtml ,00- TALIBA+E+FRUTO+DE+VACUO+DE+PODER+APOS+ANOS+D E+CONFLITO+NO+AFEGANISTAO.html

31 GRUPO Aline Pecin – nº 01 Guilherme Novo – nº 09 Isabela Pinheiro – nº 10 Mariana Generali – nº 16 Pedro Fredricci – nº 22 3ºC


Carregar ppt "GEOPOLÍTICAS ASIATICAS Afeganistão: passado e presente."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google