A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Geopolíticas Asiáticas. O Tibet Bandeira do Tibet e localização.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Geopolíticas Asiáticas. O Tibet Bandeira do Tibet e localização."— Transcrição da apresentação:

1 Geopolíticas Asiáticas

2 O Tibet Bandeira do Tibet e localização.

3 Ossétia do Sul e Geórgia Bandeira da Geórgia e localização.

4 Introdução Entender os movimentos separatistas no continente asiático; Estabelecer relações entre o separatismo na China e na Rússia.

5 O que é o separatismo?? Soberania; Estado e nação: Separatismo; Auto-determinante é diferente de Independente;

6 Tibet História anterior ao Século XII; Budismo: Religião e Política; 1950 – Regime Comunista Chinês invade o Tibet; Região Autônoma Chinesa; Uso da violência como forma de repressão; 1989 – Causa Tibetana ganha força;

7

8 14 ° Dalai Lama, Tenzin Gyatso, que fugiu para a India em 1959 e ganhou o Prêmio Nobel de Motivo do interesse chinês; Olimpíadas Beijing 2008;

9 Charge mostrando a criação do símbolo das Olimpíadas 2008.

10 GFGI/AAAAAAAAAUc/Pl6jqZcu-9Q/s400/ChargeTibete.JPG

11 c/40LRgaBvAgI/s320/amotim+tibet.jpg

12 Geórgia e Ossétia do Sul he.files.wordpr ess.com/2008/ 08/russia.jpg

13 1922 – Stalin faz da Ossétia do Sul uma Região Autônoma da República Socialista Soviética da Geórgia; Mesmo tendo governo próprio desde os anos 90, a Ossétia do Sul é oficialmente território da Geórgia; Congresso de Deputados Populares da região proclama sua conversão em República Autônoma; Decisão considerada inconstitucional pelo Parlamento georgiano. Em 1990, os deputados anunciaram a soberania e a criação da República da Ossétia do Sul;

14 Os ossetas pertencem a um grupo étnico natural das planícies russas ao sul do Rio Don; Estão divididos entre dois territórios distintos: Ossétia do Norte, república autônoma da Rússia, e Ossétia do Sul, parte da Geórgia; 1992 – Ossétia se declara independente, Geórgia não aceita; Para evitar conflitos, região ocupada por forças de paz russas e georgianas;

15

16 2006 – Unanimidade em referendo para a separação ignorada pela Geórgia, considerada afronta russa; Ago/2008 – estopim da atual crise: morte de 6 ossetas em confrontos separatistas; Ossetas começam movimentos de imigração pra Rússia e Ossétia do Norte; 08/08/08 – Geórgia invade a Ossétia, Rússia interveio; Comunidade internacional ajuda com cessar- fogo, Geórgia quebra o trato no primeiro dia;

17 A região da Ossétia em si não tem grande importância econômica, mas é local de passagem dos gasodutos e oleodutos que ligam Ásia a Europa.

18 Conclusão Após analisarmos os dois casos de separatismo, pudemos ver que ambos se pautam em tentativas de tornarem as regiões autônomas, no caso da Ossétia do Sul, por questões étnicas, onde menos de um terço da população da região separatista é georgiana. Já no Tibete os motivos seriam a liberdade de religião e a restauração do ensino em língua tibetana, tendo em vista que há algum tempo o Dalai Lama desistiu de reinvidicar a independência do país, mas pede sim uma autonomia significativa, em relação a esses pontos. Contudo, no caso do Tibete, há uma grande dificuldade de se conseguir tal autonomia, pois a China acredita que se qualquer concessão mínima poderia incentivar o separatismo entre outras minorias étnicas. Porém, cabe a reflexão de que mesmo que se conquistadas tais independências, tanto a Ossétia do Sul como o Tibete correriam o risco de criar laços econômicos com grandes potências para sustentar-se, incluindo os países que antes tinham domínio sobre seu território, o que criaria uma nova dependência.

19 Videos: Geórgia: uese/&go=toolbar&scope=portuguese&q= georgiahttp://search.bbc.co.uk/search?uri=/portug uese/&go=toolbar&scope=portuguese&q= georgia Tibet uguese&tab=portuguese&q=tibetehttp://search.bbc.co.uk/search?scope=port uguese&tab=portuguese&q=tibete

20 Atualidades: Rússia diz que vai reforçar presença em região separatista (12/08/2009) *Primeiro ministro da Rússia vai gastar U$ 500 milhões de dólares para reforçar suas bases militares entre a Abecásia e a Georgia. * O que gerou um sentimento de violação de soberania por parte da Geórgia. * Grã- Bretanha também se mostrou contrária a tal ato pois afirma que o Ministro está apenas acirrando mais os conflitos entre as duas nações, umas vez que o certo seria amenizar. tml Acessado em: 31/08/2009

21 Ativistas são presos tentando exibir bandeira do Tibete 08/08/2008 Antes da cerimônia de abertura das Olimpíadas de Pequim, três ativistas da ONG Students for a free Tibet tentaram exibir a bandeira do Tibete na porta do Estádio, porém foram detidos e deportados. /2008/08/080808_protesto_tibete_dg.shtml Acessado em: 31/08/2009

22 China 'bloqueia' iTunes por vender música pró- Tibete 23/08/2008 Há especulações de que o site da Apple na China tenha sido bloqueado depois de um álbum pró- Tibete ter feito sucesso no site. Há milhões de chineses que utilizam a internet para fins comerciais e pedagógicos, porém a partir do momento que surgem sites gerenciados por ativistas e pró- Tibete o governo os bloqueia. Acessado em: 31/08/ /08/080823_chinacensura.shtml

23 China sentencia 55 por protestos pró-Tibet 55 pessoas foram sentenciadas devidos a protestos Pró- Tibetanos, entretanto, não se sabe quais foram os crimes cometidos e muito menos as sentenças proferidas. Após o episódio, a policia deteve pessoas, das quais foram soltas em seguida. O resto enfrentou julgamento. Acessado em 31/08/2009 a-sentencia-55-protestos-pro-tibet shtmlhttp://veja.abril.com.br/noticia/internacional/chin a-sentencia-55-protestos-pro-tibet shtml

24 Bibliografia ura.shtmlhttp://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/story/2008/08/080823_chinacens ura.shtml o_tibete_dg.shtmlhttp://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2008/08/080808_protest o_tibete_dg.shtml tml 0LRgaBvAgI/s320/amotim+tibet.jpghttp://4.bp.blogspot.com/_SRRV1auQW6E/R_FcrphGCtI/AAAAAAAAAhc/4 0LRgaBvAgI/s320/amotim+tibet.jpg GFGI/AAAAAAAAAUc/Pl6jqZcu- 9Q/s400/ChargeTibete.JPGhttp://www.inacreditavel.com.br/imagens/georgi a_oleoduto.jpghttp://2.bp.blogspot.com/_BFnYk9rnGCo/R-Kixz- GFGI/AAAAAAAAAUc/Pl6jqZcu- 9Q/s400/ChargeTibete.JPGhttp://www.inacreditavel.com.br/imagens/georgi a_oleoduto.jpg russia/index.shtmlhttp://veja.abril.com.br/idade/exclusivo/perguntas_respostas/georgia- russia/index.shtml

25 Atividades (FUVEST 2009 – 2ª Fase – Adaptada) O conflito envolvendo Geórgia e Rússia, aprofundado em 2008, foi marcado por ampla repercussão internacional. Outros conflitos, envolvendo países da ex-União Soviética, também ocorreram. a) Explique a relação entre o fim da União Soviética e a proliferação de movimentos separatistas na região.

26 b) Explique como a Rússia reagiu ao movimento pela independência da Ossétia do Sul e aponte as razões que motivaram essa reação. 2) Tendo em vista a atual ocupação do território tibetano pela China, explique qual a justificativa para a invasão feita em 1951, mantida até os dias atuais. O domínio chinês pode trazer algum tipo de benefício à área em questão?

27 3)Observe a imagem a seguir: No início de 2008, a capital da China, Pequim, foi responsável por sediar as olimpíadas, o que gerou uma série de protestos na região e em outros lugares do mundo. Tendo em vista que a figura acima é uma remontagem do símbolo olímpico, qual é a crítica feita a este evento?

28 4) Conceitue separatismo. 5) Questão: Consultoria Almanaque Abril - Atualidades Vestibular 2003 Localizado na porção ________ da China, o Tibet apresenta-se como uma área de planaltos elevados cercados por cadeias de montanhas de formação ___________. Incorporado pela China em 1950, a maioria da população tibetana tem como líder espiritual a figura de (do) ____________. As lacunas do texto seriam preenchidas de forma correta por: a) Noroeste/recente/Buda. b) Oriental/antiga/Maomé. c) Central/pré-cambriana/Dalai Lama. d) Sudeste/antiga/Confúcio. e) Sudoeste/recente/Dalai Lama.

29 Respostas: 1-a) O colapso político e econômico soviético favoreceu a emergência de movimentos nacionais separatistas em repúblicas até então dominadas pela Rússia. Contribuiu também para esse fato a diversidade étnica, religiosa e cultural já existentes associada à política stalinista de russificação. O sucesso de muitos desses movimentos incitou outros povos a também lutarem por independência após a dissolução da URSS, o que tem sido acompanhado por forte repressão russa, pois estes ameaçam a soberania desses novos países. b) A Rússia reconheceu a independência da Ossétia do Sul face ao governo georgiano. Deu apoio tático, bélico e a concessão de cidadania a separatistas da Ossétia do Sul, tendo os ataques da Geórgia como resposta a essas atitudes. A Rússia atacou posições georgianas, ale gando defesa humanitária da Ossétia do Sul frente a agressão georgiana. A Rússia reagiu desse modo ao alinhamento da Geórgia aos interesses dos EUA e da União Europeia numa região considerada estratégica (Cáucaso). Outro fator importante foi a resposta russa ao apoio ocidental na independência de Kosovo, contrário aos interesses russos e de seus tradicionais aliados sérvios. 2) A imagem acima está diretamente relacionada ao domínio da China sobre o Tibete, região ocupada desde 1951, com a invasão das tropas comunistas chinesas de Mao Tse-Tung. Manifestantes tibetanos e outras pessoas que apóiam a independência do Tibete aderiram ao uso dessa imagem para criticar as olimpíadas do ano passado como forma de amenizar as questões envolvendo o conflito e principalmente, suas conseqüências, incluindo a opressão religiosa, a destruição de mosteiros, o fim da liberdade política e o aprisionamento e morte de inúmeros civis. Além disso, eles acreditam que tal tentativa de acobertamento feriu o verdadeiro espírito olímpico, que é de integração de nações, objetivo esse que é totalmente contraditório às ações realizadas pela China.

30 3) A ocupação chinesa foi pautada em interesses territoriais e estratégicos, no entanto, foi justificada inicialmente com o pretexto de libertar o país das pretensões imperialistas inglesas, devido à tentativa de intervenção da Rússia e Inglaterra em um conflito armado em Além disso, o Tibete é rico em metais como o cobre, o urânio e o zinco, com reservas suficientes para suprir as necessidades da China em até 20%, o que explicita a estratégia de desenvolvimento chinês apoiado no Tibete. O domínio chinês traz sim benefícios ao território tibetano, fato demonstrado pelo elevado crescimento econômico na região; contudo, a população residente no Tibete é constituída em sua maioria por chineses, que ocupam os melhores cargos públicos e trabalham nas empresas mais importantes. Dessa forma, o recente boom econômico na região propiciado pela intervenção chinesa não atinge todos os tibetanos. 4) Separatismo é um movimento de um determinado grupo dentro de um Estado, que tem como objetivo desfazer os laços com o Estado. No entanto, é importante ressaltar que uma nação pode existir sem necessariamente a presença de um Estado ou um território, como o caso dos países bascos e a questão envolvendo a palestina; já o Estado depende diretamente da existência de uma nação e um território. 5) E

31 Ana Vitória Baraldi, 1 Eduardo Cotta, 10 Nathália Prado, 21 Stephanie Hering, 26 Victória Arza, 27


Carregar ppt "Geopolíticas Asiáticas. O Tibet Bandeira do Tibet e localização."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google