A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FLUXO DO SISTEMA DE PROTEÇÃO Criança/adolescente vitimizado Denúncia Órgãos e programas de proteção/entidades de defesa/Justiça Medidas psicossociais Acompanhamento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FLUXO DO SISTEMA DE PROTEÇÃO Criança/adolescente vitimizado Denúncia Órgãos e programas de proteção/entidades de defesa/Justiça Medidas psicossociais Acompanhamento."— Transcrição da apresentação:

1 FLUXO DO SISTEMA DE PROTEÇÃO Criança/adolescente vitimizado Denúncia Órgãos e programas de proteção/entidades de defesa/Justiça Medidas psicossociais Acompanhamento familiar Medidas de proteção da vítima Medidas de criminalização dos violadores

2 Conceituação Anonimato: O setor que recebe a denúncia não exige identificação do denunciante, e este é compreendido como um agente de proteção que também precisa ser protegido. Sigilo: Denúncia com a identificação do denunciante mantida em segredo. O denunciante é compreendido como um agente de proteção, mas que precisa confiar no setor e nos técnicos, embora possa temer por sua exposição.

3 Sobre as situações denunciadas é importante saber: Quem; O que; Quando; Como; Se for o caso, Porquê.

4 Aspectos importantes na coleta de informações: Detalhar o episódio ou situação de violência com a maior precisão: # Data e horário do ocorrido; # Se há lesões na vítima /local das lesões; # Qual o objeto utilizado; # Quem presenciou o fato; # Qual a atitude dos outros membros da família em relação à situação; # A criança expressa seus sentimentos diante a violência sofrida; # Quem são as figuras protetivas na família ou comunidade; # Indicar outros profissionais que atendam a criança ou a família na comunidade.

5 Procedimentos iniciais no processo de apuração de denúncias: Ater-se nos dados relevantes da denúncia. Se necessário, buscar mais informações com quem pegou a denúncia. Levantar as pessoas que poderão ser abordadas sobre a denúncia. Planejar o roteiro da investigação : Alguém em especial deve ser abordado primeiro? A abordagem pode ser feita, na íntegra, na residência? Há história sobre a família no setor ou em outras instituições?

6 Instrumentais: Abordagens: vítimas/familiares/suposto agressor/comunitárias/institucionais/outras Visitas domiciliares Visitas institucionais Investigações extras: prontuários médicos/ consulta de antecedentes/ outras comarcas Relatórios de outros órgãos, programas e instituições

7 Conteúdo das abordagens: Trata-se de episódio de V.D. Trata-se de situação de V.D. Qual o fator que desencadeia? Qual o papel do cônjuge? Em famílias recompostas, como o outro genitor pode contribuir? Há vítima preferencial? Qual o comprometimento da(s) vítima(s)? Qual o(s) elementos(s) protetivo(s)? Qual o desejo da vítima?

8 Importante ter em mente Tipo de diagnóstico Urgência da informação


Carregar ppt "FLUXO DO SISTEMA DE PROTEÇÃO Criança/adolescente vitimizado Denúncia Órgãos e programas de proteção/entidades de defesa/Justiça Medidas psicossociais Acompanhamento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google