A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SOCIEDADE AGRARIA BRASILEIRA TRADICIONAL CONFLITOS SOCIAIS NO CAMPO VITA, Alvaro. Sociologia da Sociedade Brasileira. São Paulo:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SOCIEDADE AGRARIA BRASILEIRA TRADICIONAL CONFLITOS SOCIAIS NO CAMPO VITA, Alvaro. Sociologia da Sociedade Brasileira. São Paulo:"— Transcrição da apresentação:

1 SOCIEDADE AGRARIA BRASILEIRA TRADICIONAL CONFLITOS SOCIAIS NO CAMPO VITA, Alvaro. Sociologia da Sociedade Brasileira. São Paulo: Ed. Atica, cap.3 E 4 FORMAÇÃO SOCIAL, POLÍTICA E ECONÔMICA DO BRASIL

2 A QUESTÃO AGRÁRIA O desenvolvimento do capitalismo no mundo rural brasileiro não implicou na imediata substituição do trabalho escravo pelo trabalho assalariado

3 A QUESTÃO AGRÁRIA A substituição do trabalho escravo pelo trabalho livre surgimento de uma classe de assalariados agrícolas: a partir da decada de 50 do século XX Formas atuais de trabalho agrícola Os boias frias Trabalhadores assalariados Posseiros Parceiros Pequenos arrendatários Pequenos proprietários

4 A questão da posse da terra Posseiros : não tem a propriedade juridica Parceiros e arrendatários: lutam para permanecer na terra sem terra: lutam para ter acesso à terra luta Latifundiarios Empresas capitalistas Estado violência Questões Qual a origem dos camponeses? Quais as transformações? Lutas e movimentos sociais A dominação pessoal O coronelismo O domínio oligáquico

5 O PODER PESSOAL : SUA ORIGEM Brasil: país dos mandões Cultura arraigada No mundo do trabalho Na escola Na familia Nas relações afetivas Origem do autoritarismo fazendeiro Escravos Agregados Parentes afilhados

6 Expulsão dos cablocos Ocupação das terras pelo latifundiário expropriação A prática do favor Clientelismo Apadrinhamento Compadrio Relações Senhor e escravo Senhor e homem pobre livre Violência aberta Violência oculta

7 SENHORES E AGREGADOS: A DEPENDÊNCIA PESSOAL Dois setores Produção : escravos Subsistência : trabalho familia Relações entre dominantes e dominados Interesses econômicos Busca do lucro Associações morais Compromissos de natureza pessoal Fidelidade lealdade favor

8 COMPADRIO : O PARENTESCO ESPIRITUAL Batizado As obrigações apadrinhamento clientelismo

9 O ROMPIMENTO DO COMPROMISSO PESSOAL Vínculos pessoais Obstáculo para o surgimento de uma sociedade de classes no mundo agrário brasileiro Conflitos não entre classes mas entre parentelas Razões do rompimento O fazendeiro diante de um dilema Prioridade para os interesses econômicos enfrentamentos

10 A INSTAURAÇÃO DA REPÚBLICA Após a República Movimentos sociais Messiânicos Cangaço O coronelismoO poder local do latifundiários As eleições O voto de cabresto os currais eleitorais

11 O domínio oligárquico Poderosas famílias que controlavam o poder em seus Estados Relação com os coronéis Troca de favores CoronelismoPoder pessoal e local Oligarquias Condução da administração pública Poder regional e nacional

12 CONFLITOS SOCIAIS NO CAMPO Fim do século XIX e primeira metade do seculo XX Movimentos messiâncos no Nordeste e Sul Cangaço A partir da década de 50 do seculo XX Ligas Camponesas no Nordeste Sindicatos rurais

13 Movimentos messiãnicos Canudos Contestado A crença na vinda de um envbiso divino- o messias – para consertar tudo o que está errado Uma das formas de milenarismo Antonio Conselheiro Sertão da Bahia Sertões do Paraná e Santa Catarina /1916 Monge José Maria Antonio Conselheiro Fanatismo MESSIANISMO

14 CANGAÇO Origem : a a forma como se organizava a vida no sertão Parentelas com bandos armados agregados Forma de violência costumeira Instauração das oligarquias após a Republica Crise da economia açucareira O cangaço como modo de vida

15 O MITO DA NÃO VIOLÊNCIA NA SOCIEDADE BRASILEIRA MITO O processo histórico brasileiro ocorreu de forma pacífica, sem rupturas violentas ou graves confrontos sociais Povo pacífico, ordeiro, obediente VIOLÊNCIA Um dos marcos distintivos do mundo social brasileiro Dominação pessoal Movimentos messiânicos cangaço Violência do Estado Senhores e escravos Senhores e homes pobres livres Coronelismo

16 DESENVOLVIMENTO CAPITALISTA E VIOLÊNCIA Novas formas de violência A conciliação pelo alto Compromisso entre as antigas e novas classes dominantes Exclusão das classes trabalhadoras


Carregar ppt "SOCIEDADE AGRARIA BRASILEIRA TRADICIONAL CONFLITOS SOCIAIS NO CAMPO VITA, Alvaro. Sociologia da Sociedade Brasileira. São Paulo:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google