A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 26 de Agosto – 5a Aula Plano de Aulas Plano de Aulas Pires, páginas 26 a 33 Pires, páginas 26 a 33 O automóvel move a logística.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 26 de Agosto – 5a Aula Plano de Aulas Plano de Aulas Pires, páginas 26 a 33 Pires, páginas 26 a 33 O automóvel move a logística."— Transcrição da apresentação:

1 1 26 de Agosto – 5a Aula Plano de Aulas Plano de Aulas Pires, páginas 26 a 33 Pires, páginas 26 a 33 O automóvel move a logística

2 2 Plano de Aulas em Execução – Palestra o Apagão Logístico Ameaça a Globalização, – Palestra o Apagão Logístico Ameaça a Globalização, 1a – 12 de agosto, 2008; 1a – 12 de agosto, 2008; – Empresas Reagem ao Apagão Logístico Local e Internacionalmente, – Empresas Reagem ao Apagão Logístico Local e Internacionalmente, 2a – 14 de agosto, 2008; 2a – 14 de agosto, 2008; -- A Cooperação Alavanca de Mudança da Logística para a Cadeia de Suprimentos, -- A Cooperação Alavanca de Mudança da Logística para a Cadeia de Suprimentos, 3a – 19 de agosto, 2008 – Pires, páginas: 13 a 15; 3a – 19 de agosto, 2008 – Pires, páginas: 13 a 15; -- Primórdios Históricos da Logística, -- Primórdios Históricos da Logística, 4a – 21 de agosto, 2008 – Pires, páginas: 21 a 26; 4a – 21 de agosto, 2008 – Pires, páginas: 21 a 26; -- O Automóvel o Veículo da Logística, -- O Automóvel o Veículo da Logística, 5a – 26 de agosto, 2008 – Pires, páginas: 26 a 33; 5a – 26 de agosto, 2008 – Pires, páginas: 26 a 33; -- A Internet e a Logística Internáutica, -- A Internet e a Logística Internáutica, 6a – 28 de agosto, 2008 – Pires, páginas: 33 a 39 6a – 28 de agosto, 2008 – Pires, páginas: 33 a 39

3 3 O Automóvel o Veículo da Logística 5a – 26 de agosto, 2008 – Pires, páginas: 26 a 33 General Motors Corporation (NYSE: GM), o maior produtor do mercado automotivo mundial, líder global global de vendas da indústria nos últimos 77 anos. Fundada em 1908, a GM emprega hoje cerca de 266 mil pessoas globalmente. Com sede em Detroit, e o GM seus automóveis e caminhões são comercializados em 35 países. Em 2007, cerca de 9,37 milhões de automóveis e caminhões GM foram vendidos a nível mundial no âmbito das seguintes marcas: Buick, Cadillac, Chevrolet, GMC, GM Daewoo, Holden, Hummer, Opel, Pontiac, Saab, Saturn, Vauxhall e Wuling. GM's OnStar subsidiária é a empresa líder em segurança dos veículos, segurança e serviços de informação. General Motors Corporation (NYSE: GM), o maior produtor do mercado automotivo mundial, líder global global de vendas da indústria nos últimos 77 anos. Fundada em 1908, a GM emprega hoje cerca de 266 mil pessoas globalmente. Com sede em Detroit, e o GM seus automóveis e caminhões são comercializados em 35 países. Em 2007, cerca de 9,37 milhões de automóveis e caminhões GM foram vendidos a nível mundial no âmbito das seguintes marcas: Buick, Cadillac, Chevrolet, GMC, GM Daewoo, Holden, Hummer, Opel, Pontiac, Saab, Saturn, Vauxhall e Wuling. GM's OnStar subsidiária é a empresa líder em segurança dos veículos, segurança e serviços de informação.

4 4 A mudança de foco da GM nos últimos 77 anos: do Cadillac ao OnStar A velha GM A nova GM Qual o foco de vendeu quase 10 milhões de veículos em 2007 ?

5 5 Primeiros passos para melhor atender a demanda de veículos: o caminho para a customização Do Ford T para os Chevrolets, Pontiacs, Oldsmobile, Buick e Cadillac: Do Ford T para os Chevrolets, Pontiacs, Oldsmobile, Buick e Cadillac: Cores mudam, número de portas mudam, materiais de estofamento mudam, carrocerias com opção de conversível …e a logística se complica Cores mudam, número de portas mudam, materiais de estofamento mudam, carrocerias com opção de conversível …e a logística se complica

6 6 O processo do negócio se flexibiliza Alfred Sloan cria a venda a crédito em 1919 e a venda de automóveis passa a ser sinônimo de transações de crédito. Num mercado comandado pela oferta. Alfred Sloan cria a venda a crédito em 1919 e a venda de automóveis passa a ser sinônimo de transações de crédito. Num mercado comandado pela oferta.

7 7 O Automóvel da Integração Vertical ao keiretsu

8 8 Integração Vertical

9 9 Fordlandia Muda de Seringal In the year 1929, Ford hired a native Brazilian named Villares to survey the Amazon for a suitable location to host the massive undertaking. Brazil seemed the ideal choice considering that the trees in question were native to the region, and the rubber harvest could be shipped to the tire factories in the US by land rather than by sea. On Villares' advice, Ford purchased a 25,000 square kilometer tract of land along the Amazon river, and immediately began to develop the area. automobile tycoon Henry Ford set out to break the back of this rubbery monopoly. His hundreds of thousands of new cars needed millions of tires, which were very expensive to produce when buying raw materials from the established rubber lords. To that end, he established Fordlândia, a tiny piece of America which was transplanted into the Amazon rain forest for a single purpose: to create the largest rubber plantation on the planet

10 10 GM compra autopeças De fato a Ford começou também adquirindo seus chasis e motores dos irmãos Dodge, porém com o tempo foi-se integrando verticalmente De fato a Ford começou também adquirindo seus chasis e motores dos irmãos Dodge, porém com o tempo foi-se integrando verticalmente Já a GM à partir da gestão Sloan reduziu sua verticalização e passou a adquirir autopeças de fornecedores como a Delco e a Rochester. Já a GM à partir da gestão Sloan reduziu sua verticalização e passou a adquirir autopeças de fornecedores como a Delco e a Rochester.

11 11 O keiretsu uma idéia da Toyota Na busca de produtos de qualidade a Toyota busca gerenciar fornecedores como um conjunto coeso de recursos externos. Na busca de produtos de qualidade a Toyota busca gerenciar fornecedores como um conjunto coeso de recursos externos.

12 12 Da integração vertical voltada para a produção para a integração horizontal com foco no mercado

13 13 IBM - Unbundling of software and services in 1969 In 1969, IBM "unbundled" software and services from hardware sales. Until this time, customers did not generally pay for software or services; software was provided at no additional charge, generally in source code form; services (systems engineering, education and training, system installation) were provided free of charge at the discretion of the IBM Branch office. This practice existed throughout the industry. Quoting from the abstract to a widely- read IEEE paper on the topic:[25] In 1969, IBM "unbundled" software and services from hardware sales. Until this time, customers did not generally pay for software or services; software was provided at no additional charge, generally in source code form; services (systems engineering, education and training, system installation) were provided free of charge at the discretion of the IBM Branch office. This practice existed throughout the industry. Quoting from the abstract to a widely- read IEEE paper on the topic:[25][25] Many people believe that one pivotal event in the growth of the business software products market was IBM's decision, in 1969, to price its software and services separately from its hardwareMany people believe that one pivotal event in the growth of the business software products market was IBM's decision, in 1969, to price its software and services separately from its hardware

14 14 Software undbundle: Decisão da IBM cria a indústria de software ! Up to this point in its history, IBM relied on a vertically integrated strategy, building most key components of its systems itself, including processors, operating systems, peripherals, databases and the like. In an attempt to speed time to market for the PC, IBM chose not to build the operating system and microprocessor internally, rather it sourced these vital components from Microsoft and Intel respectively. Ironically, in a decade which marked the end of IBM's monopoly, it was this fateful decision by IBM that passed the sources of its monopolistic power (operating system and processor architecture) to Microsoft and Intel, paving the way for the creation of hundreds of billions of dollars of market value outside of IBM. Up to this point in its history, IBM relied on a vertically integrated strategy, building most key components of its systems itself, including processors, operating systems, peripherals, databases and the like. In an attempt to speed time to market for the PC, IBM chose not to build the operating system and microprocessor internally, rather it sourced these vital components from Microsoft and Intel respectively. Ironically, in a decade which marked the end of IBM's monopoly, it was this fateful decision by IBM that passed the sources of its monopolistic power (operating system and processor architecture) to Microsoft and Intel, paving the way for the creation of hundreds of billions of dollars of market value outside of IBM. 1980–1989: Information revolution, rise of software and PC industries

15 15 Evolução do Nível de Integração e Foco no Século XX

16 16 Análise do Consórcio Modular VW e outras referências

17 17


Carregar ppt "1 26 de Agosto – 5a Aula Plano de Aulas Plano de Aulas Pires, páginas 26 a 33 Pires, páginas 26 a 33 O automóvel move a logística."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google