A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Logística de Distribuição Grupo: André de Medeiros 09/07090 Khalil César 09/45315 Orlando Assis 05/90061 Pedro Henrique 09/56295 Thiago Matheus 06/96765.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Logística de Distribuição Grupo: André de Medeiros 09/07090 Khalil César 09/45315 Orlando Assis 05/90061 Pedro Henrique 09/56295 Thiago Matheus 06/96765."— Transcrição da apresentação:

1 Logística de Distribuição Grupo: André de Medeiros 09/07090 Khalil César 09/45315 Orlando Assis 05/90061 Pedro Henrique 09/56295 Thiago Matheus 06/96765 Responsável: Pedro Henrique Data: 17/05/2009

2 Logística de Distribuição Recentemente as empresas mudaram a forma de como olhavam para as suas cadeias de suprimento e para o papel da distribuição.

3 Três fatores que mais influenciam as mudanças ocorridas na Distribuição das empresas são: Níveis de exigência cada vez maior por parte dos clientes Pressão constante para redução de custos Aumento de velocidade na realização do serviço

4 Os custos podem ser reduzidos de duas formas: 1-Redução do capital empatado nos estoques por meio da diminuição do tempo que o produto permanece da cadeia de suprimentos, ou seja, melhorar significativamente o tempo entre a obtenção do pedido junto ao cliente e a entrega completa do pedido. 2- Minimização do custo por meio da melhoria na eficiência dos recursos utilizados, tanto na armazenagem como no transporte.

5 Mudança do papel do distribuidor Em muitas indústrias o distribuidor tem papel fundamental. Faz os pequenos alcançarem o mercado e faz todos eles alcançarem mercados bem remotos.

6 Alguns fatores tem mudado essa relação: Consolidação do estreitamento realizado entre fornecedor e cliente, onde a distribuição é feita diretamente pelo fornecedor. A desregulamentação do setor fez com que os custos dos transportes fossem reduzidos ao mesmo tempo em que a variedade de serviços fosse aumentada. Avanços tecnológicos comprometeram tradicionais atividades distribuidoras. Por exemplo os pedidos feitos através da internet. O crescente números de empresas que aderem a filosofia do supply chain

7 Mas algumas tendências apontam na direção contrária, como a contínua reposição de material, entregas mais freqüentes com menores pedidos, tempo mais curto. Com isso o Distribuidor pode desempenhar dois papéis que o farão obter vantagem competitiva: Otmizadores de redes. Eles desenham e administram os fluxos de produtos de modo a minimizar o custo total do canal. Eles encorajarão e facilitarão a troca de informações e enfoques de gestão do canal de modo a ressaltar o serviço ao cliente. Maximizadores de mercado. Eles estabelecerão maneiras de ajudar seus clientes a ressaltar a efetividade do seu marketing.

8 Maximização da eficiência dos recursos Os clientes muitas vezes demandam mais serviços que envolva entregas menores com maior freqüência por custos menores. Alguns dos obstáculos da área de logística em relação a esse desejo: 1 Não dispõem de volumes suficientes 2 Não conseguem justificar economicamente mais locais de estocagem 3 Entregas menores que carga de caminhão não atendem às necessidades de ciclo curto. Uma alternativa interessante é a distribuition utility, uma associação de empresas não concorrentes que servem aos mesmos clientes finais

9 Padrões de distribuição Baseado na fonte : Alto valor/produtos de baixo peso; Disponibilidade de estoques é uma procupação; Ciclos de entregas curtos não são necessários; Entregas LTL aos clientes; Itens de lenta movimentação Baseado no Mercado: Produtos de baixo valor; Altos custos de transporte; Ciclos curtos de entregas; Pradrões de demandas estáveis ; Entregas parceladas;

10 Cross Docking Operação do sistema de distribuição em que os produtos são recebidos, selecionados, e encaminhados para outro veiculo. Ambiente ideal: Produtos de alto valor Entregas parceladas Disponibilidade de estoque Custo de estocagem e manuseio significativos Acomoda qualquer padrão de entrega de itens de lenta ou rápida movimentação

11

12 Estudo de competitividade mundial Em 1994 foi feito um estudo que tinha como objetivo identificar as características de alta performance em 71 fábricas de alto peças em vários países. Foram selecionados três produtos, bancos, freios e escapamentos.

13 Resultados : Apenas 13 fábricas foram consideradas de classe mundial. Elas tiveram desempenho duas vezes melhor que as demais Elas tiveram melhores resultados na qualidade: 1/9 para bancos; 1/16 para freios e 1/170 em escapamentos. Produzem 50% a mais por m² e suas vendas por hora são 35% maiores

14 Controle do processo ao longo do supply chain As fábricas de classe mundial se beneficiam da alta qualidade dos materias que entram, tem melhor controle do processo interno e fornecem produtos com menores defeitos

15 Inventários no supply chain Uma fábrica de classe mundial produz um banco em sincronia com a montagem do veículo para qual é destinado. O giro dos bancos fica em torno de 135 a.a de fábrica classe mundial contra 80 a.a não classe mundial; O de freios fica em torno de 55 contra 26; o giro de escapamentos é o mesmo tanto em uma quanto na outra, 34 contra 35.

16 Tempo no supply chain Recebimentos e despachos são realizados com mais freqüência e as áreas de produção trabalham para encurtar o horizonte de tempo. Materiais movem-se pelas de classe mundial bem mais rápido que nas Outras.

17 Progamação no supply chain Sistema de programação pull, como kanban, predominam nas fábricas de classe mundial. Elas necessitam de menos tempo entre pedido e despacho. A variação média também é menor.


Carregar ppt "Logística de Distribuição Grupo: André de Medeiros 09/07090 Khalil César 09/45315 Orlando Assis 05/90061 Pedro Henrique 09/56295 Thiago Matheus 06/96765."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google