A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ÊNFASE NO ELEMENTO HUMANO: A CONCEPÇÃO DOS PSICÓLOGOS INTERESSAM-SE PELO ESTUDO DA ORGANIZAÇÃO COMO UM SISTEMA DE CONTROLE BASEADO NO RECONHECIMENTO DAS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ÊNFASE NO ELEMENTO HUMANO: A CONCEPÇÃO DOS PSICÓLOGOS INTERESSAM-SE PELO ESTUDO DA ORGANIZAÇÃO COMO UM SISTEMA DE CONTROLE BASEADO NO RECONHECIMENTO DAS."— Transcrição da apresentação:

1

2 ÊNFASE NO ELEMENTO HUMANO: A CONCEPÇÃO DOS PSICÓLOGOS INTERESSAM-SE PELO ESTUDO DA ORGANIZAÇÃO COMO UM SISTEMA DE CONTROLE BASEADO NO RECONHECIMENTO DAS MOTIVAÇÕES DOS INDIVÍDUOS. A ORGANIZAÇÃO É DINÂMICA, O QUE DIFERE DA CONCEPÇÃO DOS ENGENHEIROS E ANATÔMICOS QUE VIAM A ORGANIZAÇÃO APENAS COMO ELEMENTO ESTÁTICO BASEADO NA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL.

3 A CONCEPÇÃO DOS PSICÓLOGOS 1 – A ORGANIZAÇÃO CONSTITUI, FATALMENTE, O RESULTADO DE UMA SÉRIE DE TRANSIGÊNCIAS QUE LEVAM EM CONTA UM INFINITO NÚMERO DE POSSIBILIDADES EM TORNO DE UMA SITUAÇÃO ESPECÍFICA OU ÚNICA 2 – A ORGANIZAÇÃO É UMA FORÇA VIVA, MÓVEL E FLUIDA 3 – ORGANIZAÇÃO REPRESENTA PESSOAS QUE REAGEM E RESPONDEM A ESTÍMULOS QUE NÃO PODEM SER DEFINIDOS COM PRECISÃO

4 A organização Máquina – Na visão da Teoria Clássica (Taylorismo) Força Viva, Móvel e Fluida– Na visão da Teoria das Relações Humanas

5 OS NOVOS CONCEITOS OU NOVA VISÃO SOBRE CONCEITOS EXISTENTES CONHECIMENTO DAS DIFERENÇAS – SEU CONHECIMENTO TORNARÁ POSSÍVEL SEU EXAME E AVALIAÇÃO, QUE PODE CONTRIBUIR PARA A SOLUÇÃO DO CONFLITO INTEGRAÇÃO – ENCONTROU-SE UMA SOLUÇÃO ATRAVÉS DA QUAL AMBAS AS PARTES OBTIVERAM UM LUGAR, SEM QUE NENHUMA TIVESSE DE SACRIFICAR COISA ALGUMA AUTORIDADE – SAI DO FOCO DOS CARGOS PARA O MODO COMO ELA É EXERCIDA – ELA CONSTITUI A POSSE DO CONTROLE. É O EXERCÍCIO DO PODER TENDO EM VISTA OBJETIVO ESPECÍFICO, ENTENDENDO-SE COMO PODER A CAPACIDADE DE FAZER COM QUE ACONTEÇAM COISAS, DE SER UM AGENTE CAUSAL, DE PROVOCAR MUDANÇAS, ÀS VEZES ATÉ NO COMPORTAMENTO HUMANO.

6 Apontamentos da Teoria das Relações Humanas a integração social e comportamento social dos empregados; as necessidades psicológicas e sociais e a atenção para novas formas de recompensa e sanções não-materiais; o estudo de grupos informais e da chamada organização formal; o despertar para as relações humanas dentro das organizações; a ênfase nos aspectos emocionais e não-racionais do comportamento das pessoas; a importância do conteúdo dos cargos e tarefas para as pessoas;

7 Liderança A liderança é um processo contínuo de escolha que permite a empresa caminhar em direção à sua meta, apesar de todas as perturbações internas e externas. (Alex Bavelas). A liderança pode se apresentar em decorrência das necessidades de uma situação específica e trata-se de uma relação entre um grupo e um indivíduo. Muitas vezes o líder surge como um meio para a consecução dos objetivos do grupo. Liderança é a influência interpessoal exercida numa situação e dirigida através do processo da comunicação humana à consecução de um ou de diversos objetivos específicos (Tannenbaum).

8 Liderança AUTOCRÁTICADEMOCRÁTICALIBERAL Diretrizes fixadas pelo líder, sem a participação do grupo. Diretrizes debatidas e decididas pelo grupo com a assistência e estímulo do líder. O grupo tem toda a liberdade para decidir, o líder participa minimamente. O líder determina a tarefa a ser executada e qual o companheiro de trabalho de cada um. A divisão de tarefas fica à cargo do grupo e cada membro escolhe seus companheiros de trabalho. O líder não participa, tanto a divisão das tarefas quanto a escolha de companheiros fica a cargo do grupo. O líder é dominador e pessoal, tanto nos elogios quanto nas críticas ao trabalho de cada membro. O líder é um membro normal do grupo, porém sem encarregar-se muito das tarefas. É objetivo e limita-se aos fatos em suas críticas e elogios. O líder não avalia nem regula o curso dos acontecimentos. Quando perguntado, faz comentários irregulares sobre as atividades dos membros. Teorias sobre Estilos de Liderança As teorias sobre estilos de liderança estudam a liderança em termos de estilos de comportamento do líder em relação aos seus subordinados, ou seja, pela conduta do líder. Em 1939 através de um estudo de White e Lippitt surgiu a principal teoria que explica a liderança por meio de comportamento, e que é a que se refere aos três estilos de liderança: autoritária, liberal e democrática. Estilos de Liderança

9 Liderança Situacional As teorias situacionais procuram explicar a liderança num contexto amplo, isto é, elas partem do princípio de que não existe apenas um estilo ou características de liderança válido para toda e qualquer situação, mas sim que cada tipo de situação requer um tipo diferente de liderança, para que se atinja a eficácia dos subordinados.

10 ÊNFASE NO COMPORTAMENTO SOCIAL : A CONCEPÇÃO DOS SOCIÓLOGOS A ÊNFASE DADA POR ESTA ESCOLA É NO COMPORTAMENTO DOS GRUPOS SOCIAIS DENTRO DA ORGANIZAÇÃO. E. MAYO ESTABELECEU NOVAS BASES PARA OS MÉTODOS DE ESTUDO, PARA OS MEIOS DE SE OBTER, DE CADA TRABALHADOR, MELHOR COMPREENSÃO DE SUAS TAREFAS INDUSTRIAIS E PARA AS MANEIRAS DE LHES AUMENTAR A SENSAÇÃO DE BEM-ESTAR NO TRABALHO...TODOS ESSES DEPOIMENTOS ENVOLVERAM RECONHECIMENTO DO VALOR DE GRUPOS SOCIAIS E DE EQUIPES DE TRABALHO, A PAR DO TRABALHADOR CONSIDERADO INDIVIDUALMENTE (DAUNHAM)

11 PRINCIPAIS CONTRIBUIÇÕES - SOCIÓLOGOS RECONHECIMENTO DOS GRUPOS INFORMAIS NA ORGANIZAÇÃO. PARA BARNARD, AS ORGANIZAÇÕES INFORMAIS DENTRO DA ORGANIZAÇÃO FORMAL TÊM AS SEGUINTES FUNÇÕES: A – COMUNICAÇÃO B – MANUTENÇÃO DA COESÃO ATRAVÉS DA REGULAMENTAÇÃO DA VONTADE DE SERVIR E DA ESTABILIDADE DA AUTORIDADE OBJETIVA C – MANUTENÇÃO DOS SENTIMENTOS DE INTEGRIDADE PESSOAL, DO RESPEITO PRÓPRO DE LIVRE ESCOLHA.

12 CONCEITOS NOVOS OU REDISCUTIDOS AUTORIDADE – A AUTORIDADE REPOUSA NA ACEITAÇÃO OU CONSENTIMENTO DOS INDIVÍDUOS. SE UMA ORDEM É ACEITA PELA PESSOA A QUEM É DADA, FICA CONFIRMADA OU ESTABELECIDA A AUTORIDADE DESSA ORDEM COM RELAÇÃO ÀQUELA PESSOA. A DESOBEDIÊNCIA A TAL ORDEM CONSTITUI A PRÓPRIA NEGAÇÃO DE SUA AUTORIDADE. NESTE CASO, QUEM DECIDE SE UMA ORDEM POSSUI AUTORIDADE É A PESSOA A QUEM É DIRIGIDA E NÃO AS PESSOAS INVESTIDAS DE AUTORIDADE OU AQUELAS QUE EMITEM AS ORDENS( BARNARD) SIMON: A AUTORIDADE É MAIS UM FENÔMENO PSICOLÓGICO DO QUE UM FENÔMENO LEGAL.

13 TIPOS DE AUTORIDADE- RELACIONADAS COM A OBEDIÊNCIA ÀS ORDENS - SOCIÓLOGOS AUTORIDADE POR CONFIANÇA – GRANDE CONFIANÇA, REPUTAÇÃO AUTORIDADE POR IDENTIFICAÇÃO – MESMO GRUPO, PROFISSÃO AUTORIDADE POR SANÇÃO – RECOMPENSAR E PUNIR – QUALQUER DIREÇÃO – CIMA PARA BAIXO ======= BAIXO PARA CIMA AUTORIDADE POR LEGITIMAÇÃO – AUTORIDADE FORMAL – SENTEM QUE DEVE FAZÊ-LO.

14 CONSIDERAÇÕES SOBRE A CONCEPÇÃO DOS SOCIÓLOGOS : NEGAÇÃO DO CONFLITO ENTRE EMPRESA E TRABALHADORES – NESTA ABORDAGEM NÃO É TRATADA A QUESTÃO DAS DIFERENÇAS DE INTERESSES EXISTENTES ENTRE EMPRESA E TRABALHADOR. ÊNFASE EXCESSIVA NOS GRUPOS INFORMAIS – A INTEGRAÇÃO GRUPAL COMO FATOR DE AUMENTO DE PRODUTIVIDADE ESPIONAGEM DISFARÇADA – O GRUPO ACABOU POR SER MAIS DE PERTO VIGIADO NA MEDIDA EM QUE AS OPINIÕES DAS PESSOAS PASSARAM A SER CONHECIDAS E COM ISSO, PRETENDEU-SE EFETUAR OS CONTROLES QUE PUDESSEM EVITAR QUE INSATISFAÇÕES GERASSEM QUEDA NA PRODUTIVIDADE ( GREVES, MOVIMENTOS OUTROS)

15 Críticas à Teoria Houve uma inadequada visualização dos problemas das relações industriais. A visão ingênua e romântica do operário (trabalhador feliz, produtivo e integrado) foi desmentida por pesquisas posteriores em que encontraram trabalhadores infelizes e produtivas e vice-versa. Limitação do Campo Experimental Apresentam uma tendência a favorecer a administração em detrimento dos trabalhadores. Investigam a indústria quase sem levar um conta o seu background social. Ignoram a teoria e adotam uma atitude que exalta o empirismo. Não demonstra que salários e tempo para descanso não exerçam um estímulo ao aumento da produção. Ênfase exagerada nas grupos informais A escola concentrou-se exageradamente nos grupos informais e relegou a organização formal a um plano secundário. Enfoque manipulativo Os pesquisadores favoreciam decisivamente a administração em detrimentos dos operários (pesquisa patrocinada pelo Western Eletric). Desenvolveram uma estratégia manipulativa na qual enganavam os operários, fazendo-os trabalhar mais e exigir menos.

16 Questões para debate 1.O comportamento dos Diretores da Empresa foram adequados para a situação? 2.Os grupos informais tiveram alguma influência nos casos? 3. Como os diretores deveriam agir para evitar a situação de desgaste na relação operários X diretores?


Carregar ppt "ÊNFASE NO ELEMENTO HUMANO: A CONCEPÇÃO DOS PSICÓLOGOS INTERESSAM-SE PELO ESTUDO DA ORGANIZAÇÃO COMO UM SISTEMA DE CONTROLE BASEADO NO RECONHECIMENTO DAS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google