A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PERSPECTIVAS SOBRE AS ORGANIZAÇÕES. Apresentação Administração Científica Perspectiva Sociológica e suas limitações Escola Sociotécnica Teoria geral contra.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PERSPECTIVAS SOBRE AS ORGANIZAÇÕES. Apresentação Administração Científica Perspectiva Sociológica e suas limitações Escola Sociotécnica Teoria geral contra."— Transcrição da apresentação:

1 PERSPECTIVAS SOBRE AS ORGANIZAÇÕES

2 Apresentação Administração Científica Perspectiva Sociológica e suas limitações Escola Sociotécnica Teoria geral contra teorias específicas As organizações são as pessoas É uma questão de liderança

3 Qual a imagem que temos das Organizações?

4 As organizações são as pessoas

5 Pessoas e Organizações

6 As pessoas são fontes de problemas

7 Em outro período da história... Problemas tecnológicos Problemas de recursos Inexistência de concorrência ou escassez

8 Novos níveis de recursos com o desenvolvimento

9 A Gol Linhas Aéreas começou a operar em 15 de janeiro de Em apenas 9 anos tornou-se a segunda maior companhia aérea do Brasil.

10 As Organizações são as pessoas As pessoas tem características diferentes.

11 As Organizações são as pessoas

12 Outras questões a serem analisadas Nem sempre os problemas são representados pelas pessoas. Outros Fatores devem ser avaliados.

13 Perspectiva: A Liderança O ponto crítico, nas organizações, é o tipo de liderança. Nada é possível sem uma boa liderança. O problema desta organização é que ela carece de boa liderança.

14 A liderança depende das circunstâncias Relações Humanas Técnica Planejador e Organizador

15 A liderança depende do meio Época Combinação das Especialidades de Supervisão e Liderança Prática de acordo com o nível de Supervisão

16 É uma questão de liderança

17 Época Técnica Planejador e Organizador Relações Humanas

18 É uma questão de liderança Maradona

19 É uma questão de liderança Maradona

20 É uma questão de liderança Maradona Alemanha 4 x Argentina 0

21 Outra perspectiva para o problema

22 ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA H. FayolF. Taylor

23 Como surgiu e base de pensamentos - Aumento da Industrialização, necessidade de maximização da produção.

24 Tarefas e Processos com F. Taylor - The Best Way - Recompensa Financeira - Trabalhador ideal

25 Estrutura Organizacional com H. Fayol - Base dos modelos militares e eclesiásticos - Hierarquias bem definidas - Departamentização - respeito de fluxos

26 Papel dos Gestores - Não se ocupa com rotina - Trata as exceções à rotina - Realiza o planejamento - Mantêm sobre os subordinados a ordem

27 Críticas ao modelo - Resume-se a pouca valorização do ser humano como ser pensante

28 Organizações ainda aplicáveis - Mesmo com todas as críticas, o modelo por cargos e funções ainda é base de muitas empresa: - Taylor: estudo de tempos e movimentos ou o fazer da maneira certa. - Fayol: Organização por departamentos (cargos/funções)

29 Escola Sócio-Técnica

30 Um pouco de história Difusão Escola Sócio-Técnica

31 Um pouco de história Difusão Escola Sócio-Técnica Suécia

32 Um pouco de história Difusão Escola Sócio-Técnica SuéciaDinamarca

33 Um pouco de história Difusão Escola Sócio-Técnica SuéciaDinamarcaAlemanha

34 Um pouco de história Difusão Escola Sócio-Técnica SuéciaDinamarcaAlemanhaItália

35 Um pouco de história Difusão Escola Sócio-Técnica SuéciaDinamarcaAlemanhaItália Combatendo GrevesSabotagens

36 Escola Sócio-Técnica Anos 80 Contra a simplificação da realidade

37 Escola Sócio-Técnica Anos 90 Demanda por flexibilidade

38 Escola Sócio-Técnica Fundamentos da Escola Sócio-Técnica

39 Escola Sócio-Técnica Romper com o Taylorismo Considerar a complexidade emocional

40 Escola Sócio-Técnica Principais Características

41 Escola Sócio-Técnica Principais Características 1.Ênfase na inter-relação entre o funcionamento dos seus sub-sistemas social e técnico

42 Escola Sócio-Técnica Principais Características 1.Ênfase na inter-relação entre o funcionamento dos seus sub-sistemas social e técnico 2.Defesa do princípio de otimização conjunta

43 Escola Sócio-Técnica Principais Características 1.Ênfase na inter-relação entre o funcionamento dos seus sub-sistemas social e técnico 2.Defesa do princípio de otimização conjunta 3.A questão da escolha organizacional

44 Escola Sócio-Técnica Principais Características 1.Ênfase na inter-relação entre o funcionamento dos seus sub-sistemas social e técnico 2.Defesa do princípio de otimização conjunta 3.A questão da escolha organizacional 4.Desenvolvimento de trabalho em conjunto

45 Escola Sócio-Técnica Principais Características 1.Ênfase na inter-relação entre o funcionamento dos seus sub-sistemas social e técnico 2.Defesa do princípio de otimização conjunta 3.A questão da escolha organizacional 4.Desenvolvimento de trabalho em conjunto 5.Preocupação com o aprendizado contínuo

46 Escola Sócio-Técnica Finalizando O Trabalho deve gerar... Satisfação Fonte de experiências de relações humanas Garantia de segurança na sobrevivência

47 A Perspectiva Sociológica e suas Limitações

48 O que é sociologia?

49 História Revolução FrancesaRevolução Industrial O termo sociologia surgiu no século XVIII, com Auguste Conte.

50 Principais Pensadores Karl Marx : ( ) foi um intelectual e revolucionário alemão, fundador da doutrina comunista moderna, atuou como economista, filósofo, historiador, teórico político e jornalista e foi o mais revolucionário pensador sociológico. Max Weber : ( ) foi um intelectual alemão, jurista, economista e considerado um dos fundadores da Sociologia e é o pensador mais recente dentre os três, conhecedor tanto do pensamento de Comte e Durkheim quanto de Marx. Émile Durkheim : ( )Acadêmico, sociólogo, antropólogo, filósofo, foi o fundador da escola francesa de Sociologia, ao combinar a pesquisa empírica com a teoria sociológica. KarlDurkheimWeber

51 Visão do Sociólogo

52

53 A busca feita pelos diversos campos do conhecimento tem criado várias teorias clássicas de Administração. O modelo de ciência natural, entretanto, preconiza que as teorias sejam aplicadas de modo geral Entretanto...

54 Como teorizar de modo geral sobre as organizações, se há diferentes organizações e sabemos que elas podem se comportar de maneira completamente diferente entre si?

55 As diversas contradições surgidas com o Modelo de Administração Científica fizeram surgir a necessidade de um modelo de Administração que seja mais adequado à realidade de uma organização específica.

56 Por exemplo, de que forma a comunicação deverá transcorrer dentro da Organização? De forma Vertical? Ou de forma lateral?

57 Isso vai depender do tipo de trabalho realizado! Acredita-se haver perigo potencial nos trabalhos rotineiros comunicar-se de maneira lateral, ao invés de os subordinados reportarem-se aos seus superiores, ainda mais se há normas cristalizadas a serem seguidas. Conforme ditado pela Administração Científica. Contudo...

58 Existem situações em que é mister que haja comunicação entre os colegas de trabalho, e não somente dos subordinados com os superiores, para que a coordenação das atividades não seja prejudicada. Nisto prevalece a Escola de Relações Humanas. Em suma, esses são alguns dos conflitos existentes entre a Teoria da Administração Científica e a Escola de Relações Humanas.

59 Cada uma das ideias apresentadas pelas duas Escolas têm lugar nas organizações, assim como quaisquer outras que surgirem, desde que se prevaleça o bom senso do administrador. desde que se prevaleça o bom senso do administrador.


Carregar ppt "PERSPECTIVAS SOBRE AS ORGANIZAÇÕES. Apresentação Administração Científica Perspectiva Sociológica e suas limitações Escola Sociotécnica Teoria geral contra."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google