A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SALA DE EMERGÊNCIA. ESTRUTURA FÍSICA RDC-50 Quantificação Mínima = 01 sala.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SALA DE EMERGÊNCIA. ESTRUTURA FÍSICA RDC-50 Quantificação Mínima = 01 sala."— Transcrição da apresentação:

1 SALA DE EMERGÊNCIA

2 ESTRUTURA FÍSICA RDC-50 Quantificação Mínima = 01 sala

3 Dimensão Mínima 12m² POR LEITO

4 PAREDES Revestidas com material : Liso Resistente. Impermeável Ausência de solução de continuidade.

5 TETO CONSERVAÇÃO LIMPEZA

6 LÂMPADAS Substituir lâmpadas queimadas; Ausência de sujidade no bulbo.

7 VENTILAÇÃO NATURAL / ARTIFICAL Limpeza e manutenção do sistema, na periodicidade de acordo com a Legislação vigente, mantendo no local registro de limpeza realizado pela firma terceirizada ou por funcionário capacitado.

8 FIAÇÃO Não permitir fiação exposta ou fios danificados e extensões.

9

10 PROGRAMAÇÃO FÍSICO FUNCIONAL 1.A dimensão da sala deve ser compatível com as atividades realizadas; permitindo um fluxo racional de operacionalização; 3. Piso revestido com material liso, impermeável, antiderrapante, resistente aos produtos de limpeza e desinfetantes e com ausência de soluções de continuidade. 2. Sabão líquido e papel toalha nos lavatórios; 4. Controlar validade de medicamentos e materiais

11 ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Rotinas impressas e à disposição nos locais de trabalho: 1 - cuidados diretos aos pacientes; 3 - desinfecção e esterilização de artigos e superfícies; 2 - rotinas de limpeza; 5 - registro diário de intercorrências; 4 - registro diário dos atendimentos efetuados; 6 - escala de serviço; 7 - manuais para cada equipamento.

12 RECURSOS HUMANOS PLANTÃO MÉDICO; ENFERMEIRO; TÉCNICO EM ENFERMAGEM; AUXILIAR DE ENFERMAGEM

13

14 MATERIAIS E EQUIPAMENTOS MONITOR CARDÍACO; ELETROCARDIÓGRAFO; RESPIRADOR MECÂNICO; BOMBA DE INFUSÃO CAMA FOWLER CARRO DE EMERGÊNCIA; MATERIAL PARA ENTUBAÇÃO ENDOTRAQUEAL ADULTO/ INFANTIL/ NEONATAL;

15 MATERIAIS E EQUIPAMENTOS *OXÍMETRO DE PULSO; *CONJUNTO DE NEBULIZAÇÃO EM MÁSCARA; *CONJUNTO PADRONIZADO DE BEIRA DE LEITO: -TERMÔMETRO; -ESFIGMOMANÔMETRO; - ESTETOSCÓPIO; - AMBÚ COM MÁSCARA.

16 CILINDROS DE OXIGÊNIO (TRANSPORTE) VENTILADOR P ARA TRANSPORTE; ASPIRADOR DE SECREÇÕES; NEGATOSCÓPIO; OTOSCÓPIO; MÁSCARA VENTURI COM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE GASES; MATERIAIS E EQUIPAMENTOS

17 PONTOS DE OXIGÊNIO E AR COMPRIMIDO MEDICINAL COM VÁLVULAS REGULADORAS DE PRESSÃO E PONTOS DE VÁCUO PARA CADA LEITO. CAPACETE PARA OXIGÊNIOTERAPIA (PEDIÁTRICO E NEONATAL) INCUBADORA PARA TRANSPORTE FOTOTERAPIA MATERIAIS E EQUIPAMENTOS

18

19 BANDEJAS PARA PROCEDIMENTOS INTRACATH DRENAGEM DE TÓRAX PEQUENA CIRURGIA CURATIVOS FLEBOTOMIA PUNÇÃO LOMBAR CATETERISMO VESICAL ENTUBAÇÃO ENDOTRAQUEAL ADULTO / INFANTIL/ NEONATAl

20 BANDEJAS PARA PROCEDIMENTOS Bandeja grande; Material para pequena cirurgia+trocater Gaze; Dreno de tórax adulto/infantil Frasco coletor acrílico com extensão; Bisturi; Fio cirúrgico; Frasco com solução salina estéril; A- BANDEJA PARA DRENAGEM DE TÓRAX:

21 BANDEJAS PARA PROCEDIMENTOS Agulha descartável 25x8 e 13x4,5 Pvpi tópico; Campo fenestrado; Luvas estéreis nº 8,0 e 8,5; Compressas cirúrgicas estéreis; Seringa de 10ml;

22 B- BANDEJA PARA ENTUBAÇÃO ENDOTRAQUEAL EPI Bandeja grande Luvas estéreis Cânulas endotraqueais com diferentes numerações e com intermediários Mandril ou guia com ponta arredondada; Jogo de laringoscópio com lâminas retas e curvas Seringa de 10ml Cadarço Ambú com máscara e conexão para oxigênio Gaze Xilocaína spray BANDEJAS PARA PROCEDIMENTOS

23 EPI Bandeja Material para pequena cirurgia Bisturi Fio de sutura *Agulha 25x8 e 13x4,5 *Campo fenestrado estéril BANDEJAS PARA PROCEDIMENTOS C- BANDEJA PARA FLEBOTOMIA/ VENODISSECÇÃO

24 *Luvas cirúrgicas estéreis *Solução salina para infusão *Equipo de soro *Esparadrapo *Pvpi tópico *Anestésico 2% s/a BANDEJAS PARA PROCEDIMENTOS C- BANDEJA PARA FLEBOTOMIA/ VENODISSECÇÃO

25 EPI Bandeja Luvas cirúrgicas estéreis Campo fenestrado Seringa de 10ml com bico Agulhas 25x8 e 13x4,5 Fio de sutura Frasco com solução salina Equipo de soro Esparadrapo gaze para curativo e procedimentos Anestésico 2% s/a BANDEJAS PARA PROCEDIMENTOS D- BANDEJA PARA INTRACATH

26 EPI Bandeja Frascos coletores para líquor Pvpi tópico Agulhas para raqui Gaze Campo fenestrado BANDEJAS PARA PROCEDIMENTOS E- BANDEJA PARA PUNÇÃO LOMBAR

27 Bandeja EPI Pvpi tópico Solução salina Gaze Seringa de 20ml Água destilada (03 ampolas de 10ml) Bolsa coletora sistema fechado Esparadrapo para fixar a sonda na coxa Xilocaína geléia s/a BANDEJAS PARA PROCEDIMENTOS F- BANDEJA PARA CATETERISMO VESICAL

28

29 CARRINHO DE EMERGÊNCIA MEDICAÇÕES: Adrenalina 1mg/ml Amiodarona Aminofilina Atropina 0,5mg/ml Bicarbonato de sódio 8,4% Cedilanide Dopamina 50mg Glicose 50% (20ml) Glicose 25% (20ml) Gluconato de cálcio 10%

30 CARRINHO DE EMERGÊNCIA Furosemida 10mg/ml Noradrenalina 1mg/ml Solu-cortef 100 mg e 500 mg Água destilada 10ml Xylocaína 2% s/a Solução fisiológica 0,9% Solução glicosada 5% Solução glicosada 10%

31 CARRINHO DE EMERGÊNCIA MATERIAIS: Torneirinhas Seringas de 5ml,10ml e 20ml Cateter jelco números: 18,20,22 e 24. Equipos macrogotas e microgotas Equipo polifix Luvas de procedimentos Luvas cirúrgicas Micropore e esparadrapo Scalp 19 e 21 Gazes Tábua para massagem cardíaca Laringoscópio e lâminas curvas e retas Pilhas novas Xylocaína gel

32 CARRINHO DE EMERGÊNCIA Cateter de aspiração Sondas endotraqueais 7,5; 8,0 ;8,5 e 9,0. Sondas endotraqueais infantis Cadarço Cânulas de guedell adulto e infantil Ambú adulto e infantil Eletrodos Agulhas 40x12 Agulhas 25x7 Agulhas 25x8 Agulhas 13x4,5

33 CARRINHO DE EMERGÊNCIA Somente utilize esses materiais em casos de emergência. OBSERVAÇÕES É muito importante a conferência do carro de emergência em cada plantão. Reponha imediatamente os materiais ou medicamentos que estiverem faltando.

34 AMBULÂNCIASAMBULÂNCIAS

35 AMBULÂNCIAS As dimensões e outras especificações do veículo terrestre deverão obedecer as normas da ABNT NBR 14561/2000 de julho de Define-se ambulância como um veículo que se destine exclusivamente ao transporte de enfermos.

36 CLASSIFICAÇÃO Veículo destinado ao transporte em decúbito horizontal de pacientes que não apresentam risco de vida para remoções simples e de caráter eletivo. TIPO – A: Ambulância de transporte

37 CLASSIFICAÇÃO Veículo destinado ao transporte inter- hospitalar de pacientes com risco de vida conhecido e ao atendimento pré- hospitalar de pacientes com risco de vida desconhecido, não classificado com potencial de necessitar de intervenção médica no local e / ou durante transporte até o serviço de destino. TIPO - B : Ambulância de transporte básico

38 MATERIAIS E EQUIPAMENTOS TIPO A: –sinalizador óptico e acústico; –Equipamento de rádio comunicação; –Maca com rodas; –Suporte para soro; –Oxigênio medicinal. As ambulâncias deverão dispor no mínimo dos seguintes materiais e equipamento:

39 MATERIAIS E EQUIPAMENTOS TIPO B : –Sinalizador óptico e acústico; –Equipamento de comunicação; –Maca articulada e com rodas; –Suporte para soro; –Instalação de rede de oxigênio com cilindro, válvula e manômetro em local de fácil acesso e visualização e régua com tripla saída para: respirador, fluxômetro, umidificador e aspirador. As ambulâncias deverão dispor no mínimo dos seguintes materiais e equipamento:

40 TIPO B: –Maleta de urgência contendo: –Cilindro de oxigênio portátil com válvula ; –Estetoscópio adulto e infantil; –Ambú adulto e infantil; –Cânulas orofaríngeas de tamanhos variados ; –Luvas descartáveis; –Tesoura reta com ponta romba; –Esparadrapo; MATERIAIS E EQUIPAMENTOS : As ambulâncias deverão dispor no mínimo dos seguintes materiais e equipamento

41 TIPO B : –Esfigmomanômetro adulto e infantil; –Ataduras 15 cm ; –Compressas cirúrgicas estéreis; –Pacotes de gaze estéreis; –Protetores para queimados ou eviscerados; –Cateteres para oxigenação e aspiração de vários tamanhos. MATERIAIS E EQUIPAMENTOS As ambulâncias deverão dispor no mínimo dos seguintes materiais e equipamento:

42 MALETA DE PARTO Luvas cirúrgicas ; Clamps umbilicais; Estilete estéril para corte de cordão umbilical Saco plástico branco leitoso (placenta) ; Cobertor; Compressas cirúrgicas e gazes estéreis; Braceletes de identificação Suporte para soro; Prancha curta e longa para imobilização de coluna; Talas para imobilização de membros e conjunto de colares cervicais;

43 Colete imobilizador dorsal ; Solução fisiológica; Ringer com lactato; Bandagens triangulares; Coletes refletivos (tripulação); Lanterna de mão ; Óculos; Máscaras; Aventais de proteção; Maletas com medicações a serem definidas em protocolos pelos serviços. MALETA DE PARTO

44 Saia da sua sala e vá ouvir as pessoas com quem trabalha. Faça perguntas. Saiba o que elas estão fazendo. Questione. Motivar é principalmente ouvir. Sucesso!!!!


Carregar ppt "SALA DE EMERGÊNCIA. ESTRUTURA FÍSICA RDC-50 Quantificação Mínima = 01 sala."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google