A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

OFICINA: POR QUE E COMO UTILIZAR O JORNAL EM SALA DE AULA Um resumo da Oficina ministrada aos professores participantes do Projeto Cultural Vamos Ler,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "OFICINA: POR QUE E COMO UTILIZAR O JORNAL EM SALA DE AULA Um resumo da Oficina ministrada aos professores participantes do Projeto Cultural Vamos Ler,"— Transcrição da apresentação:

1 OFICINA: POR QUE E COMO UTILIZAR O JORNAL EM SALA DE AULA Um resumo da Oficina ministrada aos professores participantes do Projeto Cultural Vamos Ler, desenvolvido pelo Jornal da Manhã, no início do trabalho com o jornal em sala de aula. Ministrante: Talita Moretto – Coordenadora do Projeto Vamos Ler Contato: | Informações sobre o Projeto:

2 A OFICINA Organização e Material

3 A OFICINA Público alvo: educadores de Ensino Fundamental II e Médio; Duração: 4 horas Material: apostilas e suplementos (quando tiver) Dividida em dois momentos: teoria e prática.

4 TÓPICOS DA OFICINA Jornal, leitura, educação e comunicação

5 O JORNAL NA ESCOLA Por que utilizar o jornal na escola; Como fazer do jornal um objeto de estudo; Dicas para um bom planejamento pedagógico; Avaliação da aprendizagem; O jornal como recurso interdisciplinar; Sugestão de atividades para o uso do jornal em todas as disciplinas do currículo.

6 CONHECENDO O INSTRUMENTO O que é o jornal; As partes que compõem o instrumento e sua divisão de conteúdo; Tipos e gêneros textuais (notícias, reportagens, artigos, etc.); O texto humorístico (trabalhando as piadas); As imagens (jornalísticas, publicitárias, coluna social, cartuns, charges, etc.).

7 EDUCAÇÃO, COMUNICAÇÃO E LEITURA Relação comunicação e educação; Educomunicação = Educação + Comunicação + Ação; A concepção de leitura; Perspectiva da leitura de jornais; Após leitura e atividades com o jornal, como montar uma hemeroteca; Como a leitura de jornal influencia outras leituras.

8 EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO Entendendo a teoria e a prática

9 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO PARA A EDUCAÇÃO Com a presença cada vez maior dos meios de comunicação social de massa nas nossas casas, foi possível compreender que a formação das pessoas não é mais uma tarefa exclusiva da família e da escola, tampouco de pais e professores. O rádio e a televisão, em especial, influenciam muito na maneira que pensamos, sentimos e nos comportamos. A Comunicação tem uma relação muito forte e direta com a Educação. Quando Educação e Comunicação se cruzam, estamos realizando o que propõe a Educomunicação, isto é, estamos formando os jovens para que usem a comunicação como uma ferramenta poderosa para transformar sonhos em realidade, para que cresçam altivos, autônomos, com capacidade de transformação, intervindo diretamente na realidade em que vivem. A intenção, com esse trabalho, nos parâmetros da Educomunicação, é ensinar a ser mais desinibidos, a conversar com altivez com qualquer tipo de pessoa, aguçar os ouvidos, ser mais pacientes e respeitosos, voltar os olhos para si e para os companheiros, aprender a conviver e, principalmente, inserir seu ponto de vista sob os mais diversos assuntos, nos mais diferentes lugares. Contribuir para que pessoas, independente de idade, gênero, origem ou condição social exerçam o direito não só de receber informação, mas de produzir comunicação.

10 EDUCOMUNICAÇÃO Essa denominação - Educomunicação - foi cunhada por Mário Kaplún (argentino), na década de 70, enquanto estava exilado no Uruguai. Na França quem o utiliza é Jacqueline Geneviève. Na Espanha, é Guilherme Orosco. No Brasil, o professor Ismar Oliveira, da USP, também utiliza esse termo. Os recentes estudos desenvolvidos sobre a inter-relação comunicação e educação apontam para a emergência de um campo de intervenção social caracterizado por oferecer um suporte teórico-metodológico que permite aos agentes sociais compreenderem a importância da ação comunicativa para o convívio humano, a produção do conhecimento, bem como para a elaboração e implementação de projetos colaborativos de mudanças sociais. O conceito e as práticas educomunicativas vêm somar-se às propostas dos Parâmetros Curriculares Nacionais no que se refere especialmente à área das linguagens e suas tecnologias. Educomunicação, mídia-educação ou alfabetização para a mídia; o que menos importa é o termo cunhado, e sim sua verdadeira função: construir novos ecossistemas comunicativos, incluindo a participação direta de estudantes. Fonte: NCE/USP – Núcleo de Comunicação e Educação; Rede CEP – Comunicação, Educação e Participação.

11 IMPORTÂNCIA DO JORNAL Para aluno e professor

12 O QUE O JORNAL É PARA O ALUNO A relação entre seus próprios conhecimentos e suas experiências com o conteúdo das notícias; A percepção global e crítica da realidade que o cerca (fatos locais, nacionais, mundiais); A aquisição e construção de novos conhecimentos e consequentes formação de conceitos; Ensina a pensar de modo crítico sobre o que lê, e analisar a realidade social e sua própria participação na sociedade; Exercício contínuo de expressão verbal e escrita.

13 O QUE O JORNAL É PARA O PROFESSOR Um excelente apoio didático-pedagógico interdisciplinar; Um instrumento que pode ser usado para uma nova proposta pedagógica da escola, já que envolve todas as áreas de conhecimento; Um recurso sempre atualizado com as últimas informações sobre o país, o mundo; Uma via para encurtar as distâncias entre a sua proposta e os livros didáticos, algumas vezes distantes da realidade; Uma possibilidade de transformar a escola em um processo democrático, uma vez que oportuniza um trabalho que integra a família, a comunidade e a sociedade; Um meio que permite ver, projetar e analisar a realidade social e o próprio educando; Um recurso que colabora com a formação continuada de alunos e professores.

14 COMO CONSTRUIR UM PENSAMENTO Identificar, relacionar, combinar, comparar, selecionar, ordenar, classificar; Induzir e deduzir; Levantar hipóteses e verificá-las; Codificar e esquematizar; Reproduzir, transformar, transpor conhecimentos, criar; Conceituar; Memorizar, reaplicar conhecimentos.

15 A escola, em sua singularidade, contém em si a presença da sociedade como um todo (Edgar Morin)

16

17

18

19 As coisas que queremos e parecem impossíveis só podem ser conseguidas com uma teimosia pacífica. Mahatma Gandhi


Carregar ppt "OFICINA: POR QUE E COMO UTILIZAR O JORNAL EM SALA DE AULA Um resumo da Oficina ministrada aos professores participantes do Projeto Cultural Vamos Ler,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google