A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS e O Professor do Futuro ou O Futuro do Professor Pedagoga Patrícia Grasel Silveira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS e O Professor do Futuro ou O Futuro do Professor Pedagoga Patrícia Grasel Silveira."— Transcrição da apresentação:

1 TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS e O Professor do Futuro ou O Futuro do Professor Pedagoga Patrícia Grasel Silveira

2 Existe hoje um desejo de conhecer e se atualizar do novo, e a prova disso está nos laboratórios de informática das escolas, que já são uma realidade presente em muitas instituições de ensino, mas que, muitas vezes, quase que sempre, não são utilizados de maneira correta e acabam sendo pouco explorado, por falta de uso especificamente pedagógico da tecnologia da informação e comunicação.

3 Objetivo Geral Caracterizar a importância da formação do educador para atuar na intermediação pedagógica das tecnologias educacionais.

4 Objetivos específicos Caracterizar a atuação do profissional do Laboratório de Informática de escolas da rede privada de ensino de Porto Alegre. Identificar as contribuições pedagógicas desse profissional, a partir da sua própria percepção. Identificar os possíveis efeitos sobre o ensino e a aprendizagem escolares, resultantes de atuação pedagógica deste profissional. Indicar propostas inovadoras para a organização e estruturação de um espaço específico da exploração das novas tecnologias educacionais, em escolas de rede privada de ensino de Porto Alegre.

5 A presente pesquisa teve como prática metodológica enfoque descritivo, de abordagem qualitativa e de cunho teórico- prático. Foi realizado um trabalho empírico, usando como instrumento de coleta de dados uma entrevista semi-estruturada, aplicada a 5 profissionais que estão e/ou estavam atuando nos laboratórios de Tecnologias Educacional e/ou Informática Educativa e/ou de Multimeios, dentro de instituições de ensino formal, privadas da cidade de Porto Alegre.

6 Posteriormente, as entrevistas serviram como objeto de análise de conteúdo, na intenção de encaminhar as questões que emergiram durante o estudo da teoria que embasa a investigação realizada.

7 A presente pesquisa realizou a análise de conteúdo através da perspectiva de Moraes (1999, p.2) que diz o ciclo de análise, constituído de três elementos - unitarização, categorização e comunicação - se apresenta como um movimento que possibilita a emergência de novas compreensões com base na auto- organização.

8 preparar os futuros professores introduzir as tecnologias na sala de aula o papel do professor mudou novas linguagens e formas de aprender Hipertextos

9 As tecnologias educacionais já estão presentes no dia-a-dia da sociedade e afetam a educação das novas gerações. Para isso, é preciso enfrentar o inusitado e preparar os futuros professores de modo que estejam em sintonia com os tempos atuais.

10 As escolas precisam introduzir as tecnologias na sala de aula, no seu dia-a-dia, da mesma forma que um professor que um dia introduziu o primeiro livro numa escola e teve de começar a lidar de modo diferente com o conhecimento, sem deixar as outras tecnologias de comunicação de lado.

11 Existem mudanças no processo de construção de conhecimento, o papel do professor mudou, no entanto, as ações didáticas, muitas vezes, permanecem as mesmas.

12 Não há dúvidas de que as tecnologias estão presentes no dia-a-dia dos alunos, e juntamente com as novas mídias, surgem novas linguagens e formas de aprender, trabalhando com o lado visual e auditivo, assim contribuindo para uma maior estimulação e percepção do sujeito.

13 Ao construir o futuro do professor o professor também é construído, tal como quando o educador ensina, também é ensinado.

14 As tecnologias educacionais e o futuro do professor ou o professor do futuro é a metáfora de um hipertexto: muda, surpreende e cria. Assim como no hipertexto não existe uma lógica e sim várias concepções, assim também é o papel da escola, que pode e deve proporcionar diferentes espaços de aprendizagem, explorando diversas metodologias.

15 Conforme CARLOTTO (2005) A hipertextualidade é a possibilidade de trânsito. Quanto mais se promove a integração, mais se abre possibilidades. Nada fica fechado, tudo esta por vir e esta por ser construído. Da mesma, forma os conhecimentos multidisciplinares de educadores, capacitados para atuarem na intermediação pedagógica das tecnologias educacionais, criarão possibilidades de trânsito nos espaços educativos, através da integração que esse educador fará entre homem e máquina, nunca estando fechado a novas possibilidades, sabendo que suas ações contribuirão para o enriquecimento dos processos de ensino e aprendizagens.

16 Patrícia Grasel Silveira Pedagoga Multimeios e Informática Educativa Professora de Informática Educativa do Colégio João XXIII Contato


Carregar ppt "TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS e O Professor do Futuro ou O Futuro do Professor Pedagoga Patrícia Grasel Silveira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google