A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Jornalismo e Conhecimento Paulo Freire – conhecimento nasce de uma pergunta Jornalismo: transmissão de conhecimento ou degradação do saber?

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Jornalismo e Conhecimento Paulo Freire – conhecimento nasce de uma pergunta Jornalismo: transmissão de conhecimento ou degradação do saber?"— Transcrição da apresentação:

1 Jornalismo e Conhecimento Paulo Freire – conhecimento nasce de uma pergunta Jornalismo: transmissão de conhecimento ou degradação do saber?

2 Jornalismo e Conhecimento O que é conhecimento? 1a tese – Um ideal a alcançar. É a Ciência quem possibilita Jornalismo # Ciência Jornalismo seria uma ciência mal feita

3 Jornalismo e Conhecimento 2a tese – Jornalismo = ciência menor Robert Park defende esta ideia Conhecimento não se dá apenas pela Ciência O autor diferencia conhecimento de e conhecimento sobre Admite várias formas de conhecimento social Notícia seria uma forma intermediária de saber Observação: próprios jornalistas admitem essa tese

4 Jornalismo e Conhecimento 3a tese – Jornalismo é conhecimento Pela própria especifidade da atividade Jornalismo é diferente; é original Jornalismo revela a realidade de forma diferente A reprodução do saber é diferente (Além de reproduzir o próprio saber, reproduz o saber alheio)

5 Jornalismo como Conhecimento Ciência é falível Não existe uma verdade única e obrigatória Aceitação de outras verdades Estudos do Discurso foram fundamentais (Bakhtin). Tese: Todo enunciado pode carregar a verdade. Nenhum enunciado carrega uma verdade inteira.

6 Jornalismo como Conhecimento Discurso identifica verdades diversas para objetivo e situação Antropologia e Sociologia provaram que a Ciência não é o único método de produzir conhecimento (não significa retorno ao irracionalismo da Idade Média)

7 Jornalismo como Conhecimento Paulo Freire – cérebro – saber não é transmito; é reconhecido Conhecimento – operação cognitiva (quem aprende tem papel tão ativo quanto quem ensina) Fundamental: nosso equipamento cognitivo não registra nem arquiva a informação tal qual recebe

8 Jornalismo como Conhecimento Cérebro processa, classifica, contextualiza, reconstrói a informação Modelo de Comunicação (emissor- receptor) está superado Ex: Emoção não pode ser desprezada (Emoção não é ruído; faz parte do homem)

9 Jornalismo como Conhecimento Inteligência artificial – máquinas não conseguem ter bom senso de uma criança de 5 anos Processo de produção de conhecimento depende de socialização Processo de produção de conhecimento depende de socialização

10 Características do Jornalismo como Conhecimento Jornalismo opera no campo do senso comum Imediaticidade do real é ponto de chegada; não é ponto de partida Senso comum é uma atividade cognitiva (p.6)

11 Características do Jornalismo como Conhecimento Conforme BERGER & LUCKMANN (1966:40), o senso comum corresponde a uma atitude cognitiva percebida como natural. "A atitude natural é a atitude da consciência do senso comum precisamente porque se refere a um mundo que é comum a muitos homens. O conhecimento do senso comum é o conhecimento que eu partilho com os outros nas rotinas normais, evidentes da vida cotidiana".

12 Características do Jornalismo como Conhecimento A linguagem comum de que disponho para a objetivação de minhas experiências funda-se na vida cotidiana e conserva-se sempre apontando para ela mesma quando a emprego para interpretar experiências em campos delimitados de signicação (BERGER & LUCKMANN, 1966:43-4)

13 Características do Jornalismo como Conhecimento Senso comum opera com a vida cotidiana Jornalismo: como método analítico e demonstrativo; forte, como ferramenta para orientar o princípio de realidade do público Jornalismo: frágil como método analítico e demonstrativo; forte, como ferramenta para orientar o princípio de realidade do público Jornalismo – forma de conhecimento menos rigoroso que a Ciência formal

14 Características do Jornalismo como Conhecimento Senso comum é democrático? Não tanto como o termo sugere. Auditórios diferentes conhecem coisas diferentes – inclusive em quantidade

15 Características do Jornalismo como Conhecimento Ciência é conhecimento universal, porém cria incomunicabilidade entre outras especialidades Ciência produz conhecimento, mas quanto mais conhecimento, mais opacidade Para penetrar, precisa processo pedagógico

16 Características do Jornalismo como Conhecimento A linguagem formal dos cientistas justica-se por sua universalidade, a universalidade ideal de seu auditório. Porém, esta universalidade será igualmente formal, uma universalidade de direito mas não de fato, uma vez que esta linguagem só circula por determinadas redes e cria uma incomunicação crescente entre os dialetos das diversas especialidades. Neste sentido, quanto mais as ciências produzem conhecimento, mais tornam opaco este conhecimento (VIEIRA PINTO, 1969:165- 6). Para penetrar nesta opacidade, é necessário também penetrar na rede institucional que a mantém, através dos processos pedagógicos especícos.

17 Características do Jornalismo como Conhecimento Jornalismo – ideal da universidade caminha noutra direção – transparência coletiva Jornalismo – pressuposto democrático

18 Características do Jornalismo como Conhecimento O ideal de universalidade do Jornalismo caminha em outra direção. O auditório universal que idealmente persegue refere-se a uma outra rede de circulação de conhecimento, constituída pela comunicação para devolver à realidade a sua transparência coletiva. É uma universalidade de fato, embora precária, porque só estabelecida institucionalmente de forma indireta e imperfeita, tal e qual o espaço público pressuposto pelo ideal democrático que a precede e a requer. Sua amplitude é também limitada em outra direção, a intenção do emissor na delimitação do universo do público alvo. Mas é na preservação deste auditório ideal que o Jornalismo encontra uma de suas principais justicações sociais: a de manter a comunicabilidade entre o físico, o advogado, o operário e o lósofo.

19 Características do Jornalismo como Conhecimento Ciência revela o novo. E o Jornalismo? Jornalismo permite conhecer e reconhecer Jornalismo oferece o novo, produz informação com grande economia de recursos Jornalismo revela aspectos da realidade que escapam à metodologia das ciências

20 Características do Jornalismo como Conhecimento Jornalismo não parte de uma hipótese nem tem sistema teórico; constrói conhecimento a partir da observação não controlada da realidade

21 Características do Jornalismo como Conhecimento "O universo das notícias é o das aparências do mundo; o noticiário não permite o conhecimento essencial das coisas, objeto do estudo cientíco, da prática teórica, a não ser por eventuais aplicações a fatos concretos. Por trás das notícias corre uma trama innita de relações dialéticas e percursos subjetivos que elas, por denição, não abarcam (LAGE, 1985b:23)

22 Características do Jornalismo como Conhecimento O conteúdo do jornalismo, ao estar preso ao senso comum, está também necessariamente vinculado a um contexto. O texto só adquire sentido dentro de um contexto. Isto diculta tanto a sistematização quanto a acumulação destes conteúdos, contrariamente ao que ocorre com a ciência que isola o texto do contexto. Mas, neste sentido, o conhecimento produzido pelo jornalismo é mais sintético e mais holístico do que aquele produzido pela ciência.

23 Problemas do Jornalismo como Conhecimento Conhecimento por ele produzido tem os seus próprios limites lógicos e, quando observado na prática, apresenta também uma série de problemas estruturais Condicionado pelo contexto histórico e cultural Condicionado pela subjetividade dos que participaram de sua construção Condicionado pelas condições de produção

24 Problemas do Jornalismo como Conhecimento Condições de produção - - Técnica - - Estrutura de pessoal - - Organização do ambiente de trabalho - - Jogos de poder e conflitos de interesses etc

25 Problemas do Jornalismo como Conhecimento Um dos principais problemas é a falta de transparência desses condicionantes Notícia é apresentada como sendo a realidade Ombudsman – representa um progresso Velocidade de produção interfere na qualidade

26 Problemas do Jornalismo como Conhecimento Espetacularização da imprensa – público precisa ter interesse despertado; imprensa, por sua vez, alicia o leitor

27 Efeitos do jornalismo enquanto conhecimento Pouco se conhece sobre os efeitos É inegável que os meios de comunicação tem um poder muito grande no meio social, mas é difícil determinar até que ponto este poder é exercido de forma autônoma e até que ponto funciona apenas como instrumento de outros poderes instituídos.

28 Efeitos do jornalismo enquanto conhecimento Pouco se conhece sobre os efeitos É inegável que os meios de comunicação tem um poder muito grande no meio social, mas é difícil determinar até que ponto este poder é exercido de forma autônoma e até que ponto funciona apenas como instrumento de outros poderes instituídos (p.11)

29 Efeitos do jornalismo enquanto conhecimento A manipulação do sistema democrático, a disparidade crescente entre o topo e a base das sociedades, a disseminação dos preconceitos, estereótipos e ideologias dos poderosos não são criações do Jornalismo, embora ele eventualmente participe de tudo isso. Como produto social, o Jornalismo reproduz a sociedade em que está inserido, suas desigualdades e suas contradições. Nenhum modo de conhecimento disponível está completamente imune a isto (p.11)

30 Efeitos do jornalismo enquanto conhecimento Conclusão: - - Eventualmente, jornalismo desinforma pessoas; porém, ensina muita coisa útil - - Pessoas mais instruídas tiram melhor proveito do conhecimento produzido pelo jornalismo (mas isso não é culpa da atividade)


Carregar ppt "Jornalismo e Conhecimento Paulo Freire – conhecimento nasce de uma pergunta Jornalismo: transmissão de conhecimento ou degradação do saber?"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google