A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Teoria Crítica ou Escola de Frankfurt. Fundada em 1923 na Universidade de Frankfurt. Felix Weil, Max Horkheimer e Friedrich Pollock. Famílias judias da.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Teoria Crítica ou Escola de Frankfurt. Fundada em 1923 na Universidade de Frankfurt. Felix Weil, Max Horkheimer e Friedrich Pollock. Famílias judias da."— Transcrição da apresentação:

1 Teoria Crítica ou Escola de Frankfurt

2 Fundada em 1923 na Universidade de Frankfurt. Felix Weil, Max Horkheimer e Friedrich Pollock. Famílias judias da classe média alemã. Durante 2ª Guerra Mundial: EUA repartindo-se por Nova Iorque e Los Angeles. Retorno apenas em Marxismo Ocidental

3 Teoria Crítica ou Escola de Frankfurt Filósofos e cientistas políticos Autores e Colaboradores: Walter Benjamin Theodor Adorno (Indústria Cultural) Max Horkeiner Jurgen Habernas Herbert Marcuse Erich Fromm ( ) psicologia social, vinculando a psicanálise Freudiana ( ) aos ideais marxistas

4 Revista da Escola de Frankfurt: Características: Autonomia intelectual Análise crítica Protesto humanístico Influências: Tradição esquerda Alemã Marxismo Ciência social anticapitalista Iluminismo

5 Teoria Crítica ou Escola de Frankfurt Patronos intelectuais: Hegel, Marx, Weber e Freud. Projeto global: elaboração de uma ampla teoria crítica da sociedade; Por que Teoria Crítica? – rejeita a civilização moderna que subsiste por uma vida diminuída – rejeita o cientificismo marxista – acha, em geral, inaceitável qualquer cientificismo, especialmente no tocante ao domínio humano.

6 Definição: – discernimento do potencial crítico das ciências humanas. – não dogmática e sim, dialética. – marxistas explicando porque não houve ou não há revolução.

7 Teoria Crítica ou Escola de Frankfurt Transferência para os EUA caracteriza um momento decisivo na identificação de hegemonia e autoritarismo. Efetivação do autoritarismo como decorrência dos produtos da indústria cultural. Cultura de massas como produtora de cimento social – distração e satisfação de desejos intensificando a passividade.

8 Conceitos: Dialética do Esclarecimento: Exercício do raciocínio dialético (Adorno em particular) e da complexidade analítica, inspiradora de reflexões sobre nós e o mundo; Indústria cultural: cultura como mercadoria. A cultura serve para agradar a massa consumidora.

9 A Teoria Crítica e os MCM Interesse pela comunicação como elemento estruturante da sociedade Crítica à comunicação de massa utilizada pelo sistema capitalista com o objetivo de manipular os indivíduos. Crítica ao funcionalismo. Critica um mundo em que a instrumentalização das coisas torna-se também a do indivíduo.

10 A Teoria Crítica e os MCM Concepção negativa da mídia ( que manipula, aliena e engana). Os meios de comunicação de massa são apenas instrumentos de controle e manipulação do pensamento coletivo. A mídia não representa apenas uma ideologia dominante, ainda mais em tempos de difusão dos MCM. Expectadores não são massa ignorante que absorve a tudo passivamente.

11 A Teoria Crítica e os MCM Objeto de estudo: A mensagem na comunicação de massa. Analisa as estratégias de dissimulação e de predominância do modelo vigente.

12

13


Carregar ppt "Teoria Crítica ou Escola de Frankfurt. Fundada em 1923 na Universidade de Frankfurt. Felix Weil, Max Horkheimer e Friedrich Pollock. Famílias judias da."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google