A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ENCONTROS COM S. PAULO (7). Nós pregamos Cristo crucificado.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ENCONTROS COM S. PAULO (7). Nós pregamos Cristo crucificado."— Transcrição da apresentação:

1 ENCONTROS COM S. PAULO (7)

2 Nós pregamos Cristo crucificado

3 «1, 23 Nós pregamos (kêrýssomen) Cristo crucificado (estaurôménon), para os judeus escândalo (skándalon), para os gentios loucura (môrían) ». ( 1 Cor 1,23 ) «2, 2 Na verdade, decidi não saber nada entre vós, senão Jesus Cristo, e este crucificado (estaurôménon) ». ( 1 Cor 2,2 )

4 «1, 17 Na verdade, Cristo não me enviou a baptizar mas a EVANGELIZAR, não com a sabedoria da palavra, para que não seja esvaziada a Cruz de Cristo». (1 Cor 1,17)

5 Pregar Cristo Crucificado Indica um método e um conteúdo: - Sentido fúnebre - luto - dolorismo - resignação - coragem do herói - belicismo - kamikaze + Soberana dádiva da vida por amor, para sempre, para todos. - Argumentar - demonstrar - artes retóricas - malabarismo da linguagem + Mostrar com a vida, + dar testemunho, + identificar-se com Cristo.

6 «3, 1 Aos (nossos) olhos, Jesus Cristo exposto por escrito ( proegráphê ), Crucificado ( estaurôménos )». ( Gl 3,1 ) «1, 18 A palavra da cruz». ( 1 Cor 1,18 ) Fica ali exposto bem diante dos nossos olhos: - o nosso pecado - a nossa malvadez - o nosso veneno - a nossa violência - a atracção pela morte + o imenso amor de Deus + o perdão infinito + o remédio para os nossos males

7 «3, (…) 24 Cristo Jesus, 25 Deus o expôs ( proétheto ) como PROPICIATÓRIO ( hilastêrion ), por seu próprio sangue, mediante a fé». ( Rm 3,24-25 ) Propiciatório

8 + Qual é a Palavra da Cruz? + Estou crucificado com Cristo? + Quem está no meio de nós? + Quem é o Reino de Deus?

9 « Senhor é Jesus Cristo! » Mareh Iesû Kýrios Iêsoûs Kýrios Iêsoûs Christós Kýrie eléêson Lc 17,13

10 A teologia é a Sabedoria de um Amor «crucificado», e só faz boa teologia «aquele que sabe que Outro morreu por ele». (Soren Kierkegaard) «o Filho de Deus, que me amou e se entregou a si mesmo por mim» (Gl 2,20) «Cristo Jesus, o meu Senhor» (Fl 3,8) «o Senhor Nosso Jesus Cristo, que morreu por nós» (1 Ts 5,9-10)

11 «10, 9 Se confessares (homologéô) com a tua boca que Senhor é Jesus E acreditares no teu coração que Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo». (Rm 10,9) «12, 3 (…)Ninguém pode dizer Senhor é Jesus senão no Espírito Santo». (1 Cor 12,3)

12 «2, 11 Toda a língua proclame que Senhor é Jesus Cristo Para glória de Deus Pai». (Fl 2,11) «Quem é Senhor?» «Quem reconheces tu como Senhor?»

13 1 Coríntios 15, Coríntios 11,23-26

14 «15, 3 Transmiti -vos (paradídômi), em primeiro lugar, aquilo que eu mesmo recebi (paralambánô) : »»»

15 que Cristo morreu (apéthanen: aor 2 de apothnêskô) pelos nossos pecados segundo as Escrituras, 4 e que foi sepultado (etáphê: aor 2 pass. de thápô), foi ressuscitado e que (egêgertai: pf. pass. de egeírô) ao terceiro dia segundo as Escrituras, »»»

16 5 e que se fez ver (ôphthê: aor. pass. de horáô) a Cefas (Kêphã), e depois aos Doze. […] 8 Em último lugar, fez-se ver (ôphthê) também a mim (emoí), 9 (…)o mais pequeno dos apóstolos. 10 é pela graça de Deus (cháriti dè theoû) que sou o que sou (eimi hó eimi), e a sua graça em mim não ficou vazia (kenê) ». (1 Cor 15, )

17 «11, 23 Na verdade, recebi do Senhor aquilo que também vos transmiti: »»»

18 O Senhor Jesus, na noite em que ia ser entregue, recebeu o pão, 24 e dando graças, partiu-o e disse: »»» Isto é o meu corpo, que é para vós; isto fazei para memória de mim. 25 Do mesmo modo fez com o cálice, depois da ceia, dizendo: Este cálice é a nova Aliança no meu sangue; isto fazei, sempre que o beberdes, para memória de mim.

19 26 Portanto, sempre que comerdes este pão e beberdes este cálice, estais a anunciar a morte do Senhor até que Ele venha». (1 Cor 11,23-26)

20 A nossa história com Cristo Uma história de tal modo bela…

21 «8, 17 Se somos filhos, também somos herdeiros; herdeiros de Deus, com-herdeiros de Cristo; Se com-sofremos, também seremos com-glorificados ». (Rm 8,17)

22 «6, 3 Ou ignorais que todos os que fomos baptizados para Cristo Jesus ( eis Christòn Iêsoûn ), foi na sua morte que fomos baptizados? 4 Fomos com-sepultados com Ele por meio do baptismo na morte, para que, como foi ressuscitado Cristo dos mortos (…), assim também nós numa vida renovada caminhemos. 5 Se, na verdade, com-crescidos ( sýmphytoi ) nos tornámos com Ele por morte semelhante à Sua, também o seremos na ressurreição». (Rm 6,3-5)

23 «6, 6 Isto sabendo que o nosso homem velho foi com-crucificado, para que fosse feito inoperante o corpo do pecado, para não servirmos mais o pecado». (Rm 6,6)

24 «2, 11 Fiel é a palavra: se, na verdade, com-morremos, também com-viveremos». (2 Tm 2,11)

25 «2, 4 Mas Deus, rico sendo em amor misericordioso, pelo muito seu amor com que nos amou, 5 e estando nós mortos pelas transgressões, com-vivificou-nos com Cristo (…) 6 e com-ressuscitou e com-sentou (synekáthisen: aor. de synkathízô) nos céus em Cristo Jesus». (Ef 2,4-6)

26 «2, 12 Com-sepultados com Ele no baptismo, em quem também fostes com-ressuscitados (…). 13 Também a vós, estando mortos pelos pecados e pela incircuncisão da vossa carne, com-vivificou-vos com Ele, fazendo-nos graça (charízomai) de todos os pecados». (Cl 2,12-13)

27 Com-crucificados com-mortos com-sepultados com-vivificados com-crescidos com-ressuscitados com-sentados nos céus

28 Os pinheiros sabem quando é a Páscoa

29 Símbolo do túmulo, para sempre aberto (mas não vazio), do Senhor Ressuscitado Altar com toalha branca

30 Altar com Chrismón e Evangeliário

31 Túmulo cristão (séc. IV) com Chrismón, galo, árvores com frutos

32 Tu, Senhor, Tu falas E um caminho novo se abre a nossos pés, Uma luz nova em nossos olhos arde, Átrio de luminosidade, Pão De trigo e de liberdade, Claridade que se ateia ao coração.

33 Lume novo, lareira acesa na cidade, És Tu, Senhor, o clarão da tarde, A notícia, a carícia, a ressurreição.

34 Passa outra vez, Senhor, dá-nos a mão, Levanta-nos, Não nos deixes ociosos nas praças, Sentados à beira dos caminhos, Sonolentos, Desavindos, A remendar bolsas ou redes.

35 Sacia-nos. Envia-nos, Senhor, E partiremos O pão, O perdão, Até que em cada um de nós nasça um irmão.

36


Carregar ppt "ENCONTROS COM S. PAULO (7). Nós pregamos Cristo crucificado."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google