A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Humanismo e Psicologia Abordagens Humanistas em Psicologia AHP UNIP – fev.2011 Profa: Carolina Brum.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Humanismo e Psicologia Abordagens Humanistas em Psicologia AHP UNIP – fev.2011 Profa: Carolina Brum."— Transcrição da apresentação:

1 Humanismo e Psicologia Abordagens Humanistas em Psicologia AHP UNIP – fev.2011 Profa: Carolina Brum

2 Bibliografia AMATUZZI, M. Por uma Psicologia Humana. S.P.: Ed. Alínea, AMATUZZI, M. Por uma Psicologia Humana. S.P.: Ed. Alínea, Capítulo 1 Capítulo 1

3 Homem NÃO é um bicho que fala. Ele é a própria palavra. Não é a linguagem que se encontra no homem, mas o homem que se encontra na palavra. NÃO é um bicho que fala. Ele é a própria palavra. Não é a linguagem que se encontra no homem, mas o homem que se encontra na palavra. Mudança de pensamento: mudança na relação com o objeto. Mudança de pensamento: mudança na relação com o objeto. A teoria não tenta mais teorizar como um fim, passa a ser processo. A teoria não tenta mais teorizar como um fim, passa a ser processo. Consideração do sentido é fundamental. Consideração do sentido é fundamental. Ser humano como totalidade em movimento: mais do que causa/efeito, antecedente/conseqüente. Ser humano como totalidade em movimento: mais do que causa/efeito, antecedente/conseqüente.

4 Homem O que vamos fazer da nossa vida? O que vamos fazer da nossa vida? Que sentido vamos dar a ela? Que sentido vamos dar a ela? Ser humano não como resultante, mas como iniciante de uma série de coisas. Ser humano não como resultante, mas como iniciante de uma série de coisas. Decifrar o sentido das coisas se dá no presente, no vivencial. Decifrar o sentido das coisas se dá no presente, no vivencial. Ser atuante, presente... Ser atuante, presente...

5 REVIRAVOLTA A consideração do sentido é fundamental. Nenhuma explicação separada e nem todas somadas dão conta do ser humano como totalidade em movimento. A consideração do sentido é fundamental. Nenhuma explicação separada e nem todas somadas dão conta do ser humano como totalidade em movimento. Relação explicativa – homem como resultado, repertório ou concebido – o ser humano como passado X Relação de sentido – homem como iniciador, desafiado, atual, presente, em movimento, existente. Relação explicativa – homem como resultado, repertório ou concebido – o ser humano como passado X Relação de sentido – homem como iniciador, desafiado, atual, presente, em movimento, existente.

6 O HUMANISMO No sentido estrito, o Humanismo é um movimento cultural europeu, com seus primórdios no séc. XIV, intimamente ligado à Renascença, pois vem resgatar o valor humano em reação ao sobrenaturalismo medieval.

7 O HUMANISMO Promoveu, buscando a revalorização do humano, um resgate da cultura antiga, clássica, pagã, greco-romana. Promoveu, buscando a revalorização do humano, um resgate da cultura antiga, clássica, pagã, greco-romana.

8 O HUMANISMO Essa visão coloca o ser humano no centro das preocupações e qualifica a sua natureza. Essa visão coloca o ser humano no centro das preocupações e qualifica a sua natureza. Ressignifica o humano como uma totalidade, material e espiritual, sem negligenciar nada que o compõe. Ressignifica o humano como uma totalidade, material e espiritual, sem negligenciar nada que o compõe. O ser humano é tanto corpo quanto alma e é como um todo que ele deve ser cuidado. O ser humano é tanto corpo quanto alma e é como um todo que ele deve ser cuidado.

9 O HUMANISMO Com a expansão do Humanismo, surge a Tradição da Ética Humanista em que predomina a opinião de que o conhecimento do homem é a base para o estabelecimento de normas e valores. Com a expansão do Humanismo, surge a Tradição da Ética Humanista em que predomina a opinião de que o conhecimento do homem é a base para o estabelecimento de normas e valores. O encaminhamento dessa visão é ao mesmo tempo ética – questão do sentido – e psicológica – debruçar- se sobre a natureza humana. Traz uma crença na pessoa, uma confiança no que nela se manifesta. O encaminhamento dessa visão é ao mesmo tempo ética – questão do sentido – e psicológica – debruçar- se sobre a natureza humana. Traz uma crença na pessoa, uma confiança no que nela se manifesta.

10 O HUMANISMO O que está na raiz do humanismo, não é apenas algo teórico ou hipotético. O que une as diversas manifestações humanistas é uma atitude concreta, expressada em posicionamentos e compromissos. O que está na raiz do humanismo, não é apenas algo teórico ou hipotético. O que une as diversas manifestações humanistas é uma atitude concreta, expressada em posicionamentos e compromissos.

11 PSICOLOGIA HUMANISTA Década dos anos 60 nos EUA. Década dos anos 60 nos EUA. Tempo de crise dos valores vigentes – guerra do Vietnam: questionamento coletivo Tempo de crise dos valores vigentes – guerra do Vietnam: questionamento coletivo

12 PSICOLOGIA HUMANISTA Crise ética que, na Psicologia, gerou uma reação de insatisfação face aos dois conjuntos teóricos mais importantes da época: behaviorismo e psicanálise. Crise ética que, na Psicologia, gerou uma reação de insatisfação face aos dois conjuntos teóricos mais importantes da época: behaviorismo e psicanálise. Ambos não respondiam às questões de sentido suscitadas pelo momento presente. Ambos não respondiam às questões de sentido suscitadas pelo momento presente.

13 PSICOLOGIA HUMANISTA Explicar X Buscar compreender Explicar X Buscar compreender Abstrações X Concretude Abstrações X Concretude Discorrer sobre um humano X Atualidade Discorrer sobre um humano X Atualidade Presença de uma atitude humanista na Psicologia Presença de uma atitude humanista na Psicologia

14 Nada na vida deve ser temido, somente compreendido. Agora é hora de compreender mais, para temer menos. Marie Curie, física


Carregar ppt "Humanismo e Psicologia Abordagens Humanistas em Psicologia AHP UNIP – fev.2011 Profa: Carolina Brum."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google