A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

II PARTE. METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese CRIANÇAS O grupo de crianças deve conjugar a criatividade e a.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "II PARTE. METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese CRIANÇAS O grupo de crianças deve conjugar a criatividade e a."— Transcrição da apresentação:

1 II PARTE

2 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese CRIANÇAS O grupo de crianças deve conjugar a criatividade e a aprendizagem; tudo isso de forma activa. Vejamos as possibilidades dos diferentes meios numa catequese da infância.

3 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese CRIANÇAS Fotografia Mais que uma colecção de foto palavra ou foto problema, deve ser só uma fotografia. Uma fotografia que passe de mão em mão, ou que, desde um lugar visível, seja contemplada por todos, de modo que façam perguntas sobre ela, ou digam o que vêem. Aplicações: para entrar em contacto com uma realidade. Como expressão da sua inserção no seu contexto. Ao começar uma celebração ou num momento de oração.

4 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese CRIANÇAS - Casettes e CDs de audio Especialmente a canção. Uma canção com conteúdo e ritmo contagioso. Não apenas para se ouvir, mas principalmente para que se aprenda e se cante. O próprio grupo pode, inclusive, tratar de expressá-Ia com gestos. Aplicações: Para dar pistas sobre um tema concreto. Como resumo de uma experiência catequética. Também para preparar uma celebração e no centro da mesma. Inclusive, poderá manter a lembrança da experiência catequética vivida.

5 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese CRIANÇAS Montagem audiovisual e diapositivos Existem montagens audiovisuais simples, com uma narrativa clara, apropriadas para as diferentes faixas etárias. A maioria ponta a história através de desenhos que são desenvolvidos pelo texto. Há colecções de diapositivos para que o texto seja construído entre todos, ou simplesmente como um esclarecimento. Aplicações: Neste tipo de material há que ter em conta a capacidade de abstrac­ção que pode conduzir a sequência da imagem fixa e, por isso, é necessário que se consiga a participação. A criança pode reconstruir a história (da montagem ou diapositivos) de múltiplas formas:. Com desenhos.. Oralmente.. Representando-a. Para os mais pequenos, a colecção deve ter um número reduzido de diapositivos, e pode ser de utilidade, que seja contada pelo educador.

6 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese CRIANÇAS Filmes e vídeos Não existe muito material elaborado especialmente para este fim. Mas, podem ser utilizadas curtas- metragens com histórias simples, apropriadas para estes casos. Com imagens em movimento é mais fácil seguir uma narração. Estes filmes podem ser escolhidos porque o conteúdo é catequético, mas também se podem aproveitar aqueles que pertençam à sua vida diária, trabalhando-os com diferentes actividades do grupo catequético. Neste caso, o contributo mais importante é não desvincular a sua vida real da catequese.

7 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese CRIANÇAS Mimo As crianças são expressivas e gostam de mascarar-se. É mais fácil que retenham alguns gestos ou um ritmo mais que um texto. Podem utilizar-se pequenas histórias ou parábolas e fazer representações do Evangelho.

8 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese ADOLESCENTES O meio audiovisual deve utilizar-se, especialmente, para favorecer a participação ou criar novos materiais. Por isso, a melhor aplicação pedagógica é a realização total ou pelo menos, parcial do material de trabalho.

9 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese ADOLESCENTES Fotografia Colecções de fotografias. São de grande utilidade as que existem à venda. É melhor se forem seleccionadas pelo grupo. Aplicações: Além de ser um meio para expressar vivências, pode ser um ponto de apoio para a realização de um mural -resumo da catequese.

10 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese ADOLESCENTES Poster É uma porta aberta para a transcendência e para o símbolo. A partir de uma fotografia concreta, simbólica, pode ser criado o stogan ou o rodapé da fotografia. Com ajuda de vários pósteres recortados consegue-se uma composição que gera o símbolo gradualmente.

11 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese ADOLESCENTES Cassetes cds de audio Não vamos entrar no que significa a música para esta faixa etária, porque seria um caminho mais longo que o que aqui percorremos.. Canções com conteúdo e dramatizações. Aplicação: para a realização de um "fórum". Servindo de texto para procurar ima­gens. Para fazer uma representação. São utilizáveis não apenas para a celebração, onde têm o seu lugar, mas também na presença da vida e da experiência.

12 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese ADOLESCENTES Montagem audio visual O processo da elaboração em si é um processo educativo quanto à formação do grupo e à interacção dentro dele. Nesta faixa etária existe muito e bom material; a maioria dos folhetos pedagógicos está orientada para estas catequeses. Aplicação: Uma das suas vantagens é que no trabalho com as montagens tornam-se presentes, por regra geral, as etapas do processo catequético em simultâneo e, a própria montagem pode ser o núcleo de uma celebração viva e participativa.

13 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese ADOLESCENTES Filmes e videos O material existente é de tipo simbólico ou testemunhal. Aplicação: por isso é necessária uma boa leitura, um diálogo, para que o símbolo não seja algo imposto, senão vivido e experimentado pelos adolescentes e, o aspecto testemunhal seja mais próximo e presente. Há cassetes de vídeo e fil­mes que não têm fins catequéticos, mas que podem cumprir essa missão. Esta faixa etária é muito adaptada para a realização de uma curta-metragem em equipa. Este processo pode desenvolver toda uma programação catequética nos seus diferentes passos:. Documentação e apresentação dos conteúdos.. Guião literário. O facto concreto seleccionado e explicado.. O guião técnico. A forma de apresentar uma vivência.. A realização com a interacção da equipa.. A projecção, revivendo um processo.

14 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese ADOLESCENTES Rep. teatrais Existem algumas peças de teatro para jovens que se podem adaptar. Eles mesmos podem preparar textos breves. O teatro moderno, com a sua carga de gestos e mímica, pode ser um atractivo, além da sua capacidade simbólica.

15 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese JOVENS e ADULTOS O audiovisual vai procurar: a participação e o aprofundamento.

16 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese JOVENS e ADULTOS FOTOGRAFIA Foto problemas. Depende, não apenas da idade, como também se deve ter em conta o contexto social do grupo. Aplicações: Aplicações: Há grupos com os que se pode trabalhar uma realidade a partir de uma colecção de fotografias, ou descobrir os traços de umas actividades. Por exemplo, dentro do tema da dor ou da solidariedade, pode-se focar um problema concreto: a greve.. Quatro ou cinco fotografias. Entre todas escolhe-se uma, que será aquela que melhor reflicta o problema.. Pensa-se em três personagens: uma dona de casa, um taxista, um sacerdote, etc. Estendem-se uma vinte fotografias, de modo a ir decidindo com fotografias como influi neles o problema.. Estuda-se a postura cristã com outro grupo de fotografias que exponham as atitudes e posições perante o problema..Passa-se à postura e decisão do grupo. O diálogo e a formação das "constelações de fotografias" deve fazer- se sem medo do tempo, com serenidade. Convêm que estas fotografias sejam procuradas pelo grupo ou pelo monitor, mais que de colecções já feitas.

17 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese JOVENS e ADULTOS Montagem audio visual Pode utilizar-se qualquer tipo de montagem audiovisual. Os sujeitos da catequese têm suficiente capacidade de abstracção para aprofundar. Existe material bom. Aplicação: sobre uma programação é possível indicar os temas ou os seus aspectos e apresentá-los com uma montagem audiovisual. O tipo de metodologia mais adequada é o diálogo, procurando sempre o significado das imagens.

18 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese JOVENS e ADULTOS Filmes e vídeos Há curtas-metragens (25 min.) que apresentam um problema e, por regra geral, deixam-no em aberto Há que saber seleccionar o filme adequado ao tema, abrindo uma porta para o seu aprofundamento. Aplicação: Neste caso concreto, a metodologia a seguir, sobretudo com grupos numerosos, pode ser a seguinte:. Dividir o grande grupo em grupos de seis a oito pessoas.. Apresentar-lhes quatro ou cinco perguntas por escrito.. Trabalhar as perguntas nos pequenos grupos.. Pôr em comum o trabalho de cada grupo. As perguntas devem seguir a linha das indicações que apresentamos no ponto seguinte.

19 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese PAUTAS PARA TRABALHAR COM UM AUDIOVISUAL: sotaraa Este ponto podia intitular-se SOTARAA, como expressão base que nos lembre os passos que temos que dar no trabalho com um audiovisual: S - Subjectivo O - Objectivo T - Temas A - Associação R - Resumo A - Acção A – Avaliação

20 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese sotaraa S – Subjectivo O primeiro passo é sondar a primeira impressão que deixou a obra. Isto permite­ nos conhecer as sugestões, vivências e lembranças que suscitou. Resultado necessariamente superficial.

21 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese sotaraa O – Objectivo Faz referência às informações que nos tem proporcionado a obra: dados frios que prescindem de considerações subjectivas. Devem-se ir consignando no quadro com palavras chave. Esta etapa tem três finalidades principais:.desenvolver a capacidade de observação;. estender entre os membros do grupo a percepção do que se vê e ouve;. dar tempo para que as ideias se forem formando, evitando tomas de posição apressadas. Uma realização insuficiente desta etapa ocasiona dificuldades à hora de apreciar os conteúdos, dado que a captação dos detalhes costuma ser diferente entre os participantes.

22 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese sotaraa T – Temas - Resultado da síntese dos contributos anteriores, organizados à volta dos principais temas. Recolhem-se os que mais interessam e discutem-se um atrás do outro. O debate pode fazer-se de muitas formas, mas qualquer delas deve cobrir três níveis:. o que aparece claramente e é mais evidente;. o que leva implícito e, ainda não se veja, está presente; o contexto: causas, relações com os outros factos e ideias, circunstâncias, etc. Quando melhor situarmos um facto ou uma ideia no seu contexto mais certeiramente captaremos a sua significação.

23 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese sotaraa A – Associação A relação que se pode estabelecer dos temas com outras situações, pessoas ou ideias. Serve-nos para ilustrar o tema, universalizar conceitos e ter uma visão mais global do desenvolvimento das ideias.

24 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese sotaraa R - Resumo Apresentação dos temas que ficaram claros e os que ficam por aclarar. A formulação singela e precisa facilitar-nos-á o trabalho da próxima reunião. É o momento de tirar conclusões, se o tema permitir.

25 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese sotaraa A - Acção A passagem da ideia para o compromisso e a estratégia que nos permite levá-la à prática.

26 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese sotaraa A – Avaliação Para fazer uma revisão rápida do processo da reunião, para detectar acertos e falhas, de modo a encontrar pistas que nos permitam melhorar esse processo nos próximos encontros. Estas pautas bem utilizadas facilitam-nos o aprofundamento do documento. O ordenamento que expusemos não é o único possível.

27 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese sotaraa Exercício ilustrativo Depois de termos apresentado as pautas para trabalhar com o audiovisual, pedi­mos-lhe que realize este exercício como exemplo ilustrativo daquilo que acaba de analisar. Para isso, convidamo-lo a seguir estes passos:. escolha uma montagem audiovisual que esteja ao seu alcance;. projecte essa montagem no grupo catequético, com o qual trabalha actualmente.. depois da projecção, desenvolva um diálogo sobre ela, seguindo os passos que lhe foram apresentados.. sintetize, brevemente, os contributos do grupo acerca de cada uma das pautas indicadas.

28 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese sotaraa Título da montagem Pautas S. Subjectivo : As primeiras impressões perante a montagem projectada. O. Objectivo : Os dados objectivos que a montagem proporcionou. T. Temas : A síntese dos contributos anteriores, organizada à volta de dois ou três temas fundamentais. A. Associação : A relação destes temas com outras situações, pessoas ou ideias. R. Resumo : A formulação dos temas que foram clarificados e daqueles que ficaram por clarificar. A. Acção : As possibilidades para pôr em prática alguns dos temas indicados. A. Avaliação : Os acertos e as falhas detectados na utilização e desenvolvimento da montagem.

29 METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese sotaraa IMPRESSÕES FINAIS DO ANIMADOR. sobre a técnica audiovisual utilizada;. sobre a caminhada do grupo.

30

31 BIBLIOGRAFIA Uso pedagógico de los medios audiovisuales Uso pedagógico de los medios audiovisuales Medios audiovisuales y pedagogia activa Medios audiovisuales y pedagogia activa Técnicas e recursos audiovisuais Técnicas e recursos audiovisuais Pedagogia catequética e comunicação Pedagogia catequética e comunicação V.C.2007 FIM


Carregar ppt "II PARTE. METODOLOGIA E MATERIAL AUDIO VISUAL Audiovisuais e destinatários da catequese CRIANÇAS O grupo de crianças deve conjugar a criatividade e a."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google