A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A concepção de tempo é indicada por intervalos ou períodos de duração de um determinado evento. Astronomia é a ciência.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A concepção de tempo é indicada por intervalos ou períodos de duração de um determinado evento. Astronomia é a ciência."— Transcrição da apresentação:

1

2

3

4 A concepção de tempo é indicada por intervalos ou períodos de duração de um determinado evento. Astronomia é a ciência que estuda todos os objetos e fenômenos celestes.

5 Quando não existia o relógio, como era medido o tempo?

6 Pré-história – 100 mil anos atrás até cerca de 8 mil a.C.

7 Preocupação com a sobrevivência Caça, pesca, procura por frutas e raízes, fugir de animais perigosos e abrigar-se das variações climáticas Adaptar-se à alternância do claro-escuro e à mudança das estações

8 OBS: As imagens são apenas de caráter ilustrativo, não seguindo nenhuma escala de tamanho ou distância.

9

10 OBS: As imagens são apenas de caráter ilustrativo, não seguindo nenhuma escala de tamanho ou distância.

11

12

13

14 Babilônia – 3500 a.C. – bacias dos rios Tigre e Eufrates Mais antiga forma de semana associava cada dia da semana a cada astro conhecido Sol, Lua, Marte, Mercúrio, Júpiter, Vênus e Saturno Um dos primeiros povos a registrar a presença dos cinco planetas visíveis a olho nu. Deuses, heróis e os animais desse povo eram associados aos astros observados.

15 Ainda na pré-história agricultura e domesticação de animais tornaram-se atividades importantes para a sobrevivência do homem Surgiu a necessidade de medir a passagem do tempo Era necessário saber a época certa para plantar uma determinada cultura, antecipar as estações de cheia e vazante de um rio e conhecer as datas das celebrações religiosas.

16 As primeiras medições de tempo acorreu para períodos longos (meses e anos) e não para intervalos curtos (dias e horas). Ano Solar e Lunação

17 Nascer do Sol O Sol não nasce sempre no Leste !

18 Fases da Lua Lunação 29, dias ~ 29 d 12 h 44 m 03 s Nova Quarto Crescente Quarto Minguante Nova Cheia

19 Calendário Babilônico compreende 12 meses lunares (divididos em quatro semanas) de 29 ou 30 dias cada um ano com 354 dias 11 dias a menos que o ano solar. Cada 3 anos há uma defasagem de cerca de 1 mês em relação ao ano solar. Para resolver essa diferença foi acrescentado um mês complementar (13º mês) ao final de cada período de três anos.

20 Desde a Antiguidade dificuldades para a criação de um calendário o ano (duração da revolução aparente do Sol em torno da Terra) não é um múltiplo exato da duração do dia ou da duração do mês. Não só os Babilônios, mas também os Egípcios, Gregos e Maias já tinham determinado essa diferença.

21 Primeiro calendário RomanoReformulação do calendário ano tinha 304 dias distribuídos por 10 meses ano com 354 dias distribuídos por 12 meses de março a dezembrojaneiro e fevereiro foram adicionados tratava-se de um calendário sem qualquer base astronômica um pouco mais coerente com a astronomia Época do rei Rômulo (1º rei de Roma) Época do rei Numa Pompílio (2º rei de Roma) 753 a.C a.C.716 a.C a.C.

22 Calendário atual baseado calendário romano reformulado muito parecido com o calendário babilônico 12 meses lunares de 29 ou 30 dias cada um ano com 354 dias cada 3 anos adicionava-se 1mês

23 Júlio César (45 a.C.) adaptou um calendário com 365,25 dias mesmo assim era maior que o ano solar em 11min e 14 seg erro de 3 dias em cada 400 anos Calendário Juliano

24 1582 Papa Gregório XIII introduziu nova reforma no calendário sob orientação do astrônomo jesuíta alemão Christopher Clavius Deduziu-se que o ano era mais curto do que 365,25 dias (hoje sabemos que tem 365,2422 dias)

25 o equinócio vernal (início do primavera para o hemisfério norte) já estava ocorrendo em 11 de março, antecipando muito a data da Páscoa A data da páscoa é o primeiro domingo depois da Lua Cheia que ocorre em ou após o equinócio Vernal, aproximadamente em 21 de março A Quarta-Feira de Cinzas ocorre 46 dias antes da Páscoa e, portanto, a Terça-Feira de carnaval ocorre 47 dias antes da Páscoa.

26 Tirou-se 10 dias do ano de 1582, para recolocar o Equinócio Vernal em 21 de março. Assim, o dia seguinte a 4 de outubro de 1582 (quinta-feira) passou a ter a data de 15 de outubro de 1582 (sexta-feira). introduziu a regra de que anos múltiplos de 100 não são bissextos a menos que sejam também múltiplos de 400. Portanto o ano 2000 é bissexto. 365,2422 dias /4 - 1/ /400 – 1/3300 dias Mudanças feitas do calendário Juliano para o calendário Gregoriano

27 o dia extra do ano bissexto passou de 24 de fevereiro (sexto dia antes de março, portanto bissexto) para o dia 29 de fevereiro e o ano novo passou a ser o 1 o de janeiro. Os romanos adotavam nomes para os dias. O primeiro dia de um mês chamava-se Calendae. Os últimos dias de um mês eram nomeados em relação a quanto tempo faltava para o primeiro dia do mês seguinte. O 6º dia antes das Calendae de março, ou seja, o dia 24, era o dia que se duplicava, ocorrendo dois 6º dia antes das Calendae de março, originando-se aí o nome bissexto.

28 Os anos de 366 dias chamam-se bissextos, porque os latinos chamavam o dia 24 de Fevereiro "bi-sextum kalendas Martias" quando este tinha 29 dias. 7° dia antes das Calendae de março (ante diem septimum kalendas martias) = 23 de fevereiro 6° dia antes das Calendae de março (ante diem sextum kalendas martias) = 24 de fevereiro 5° dia antes das Calendae de março (ante diem quintum kalendas martias) = 25 de fevereiro 4° dia antes das Calendae de março (ante diem quartum kalendas martias) = 26 de fevereiro 3° dia antes das Calendae de março (ante diem tertium kalendas martias) = 27 de fevereiro o dia antes das Calendae de março (pridiem kalendas martias) = 28 de fevereiro Calendae de março (kalendas martias) = 1° de março

29 Algumas medidas de tempo importantes Dia Sideral Dia Solar Ano sideralAno tropical

30 Eclítica: trajetória anual aparente do Sol Eixo de rotação Equador Celeste PN Eclítica O ponto é o cruzamento dos planos da eclítica e do equador celeste; atualmente está na constelação de peixes O ponto O ponto Sol

31 Dia Sideral: é o intervalo de tempo decorrido entre duas passagens sucessivas do ponto (cruzamento do equador e eclíptica, onde está o Sol próximo de 21 de março) pelo meridiano do lugar. Tempo de duração: 23h56m04s

32 Dia Solar: é o intervalo de tempo decorrido entre duas passagens sucessivas do Sol pelo meridiano do lugar. É 3min e 56s mais longo do que o dia sideral. Essa diferença é devida ao movimento de translação da Terra em torno do Sol.

33 Movimento de Revolução Sol

34 Ano sideral: é o período de revolução da Terra em torno do Sol com relação às estrelas. Sua duração é de 365,2564 dias solares, ou 365d 6h 9min 10s.

35 Precessão Hoje PN Daqui a 13 mil anos PN PS Observe o bamboleio do eixo de rotação 23.5 Polar Vega

36 Ano tropical: é o período de revolução da Terra em torno do Sol com relação ao Equinócio Vernal, isto é, com relação ao início da estações. Seu comprimento é 365,2422 dias solares médios, ou 365d 5h 48min 46s. Devido ao movimento de precessão da Terra, o ano tropical é levemente menor do que o ano sideral. O calendário se baseia no ano tropical.

37 Referências Livro: Introdução à Astronomia e Astrofísica, INPE 2003 Sites: Agradecimento: Prof. Dr. Roberto Boczko (IAG-USP)

38


Carregar ppt "A concepção de tempo é indicada por intervalos ou períodos de duração de um determinado evento. Astronomia é a ciência."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google