A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Engenharia Clínica como Estratégia na Gestão Hospitalar.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Engenharia Clínica como Estratégia na Gestão Hospitalar."— Transcrição da apresentação:

1

2 A Engenharia Clínica como Estratégia na Gestão Hospitalar.

3 Saiu na mídia … … o grande responsável pelos custos crescentes na saúde é o avanço da tecnologia. … como em qualquer outro negócio, os hospitais precisam de escala para reduzir custos. Revista Exame, Edição 635, Ano 30, No. 10, 07/Maio/97, Pág Em maio de 1997

4 Em média no Brasil, os custos com aquisição de tecnologia hospitalar podem atingir até 75 % do valor total do capital necessário para a implantação de um hospital *. Por exemplo, se o custo total de implantação de um hospital for igual a US$ 10 milhões, até US$ 7,5 milhões poderão ser investidos em tecnologia. Como fazer para controlar o retorno deste investimento ? Como fazer para controlar todo este parque tecnológico ? * Revista Médicos - Faculdade de Medicina da USP Motivos para se desenvolver uma GTMH...

5 O custo da manutenção hospitalar é de 10 % (em relação ao faturamento bruto) e a média nacional entre todos os segmentos da economia é de 4,39 % *. Por exemplo, se o faturamento bruto mensal for igual a R$ 1milhão, serão gastos aproximadamente R$ 100 mil na manutenção hospitalar, contra R$ 43,90 mil em outros segmentos da economia nacional. Um desperdício mensal de 5,61 % sobre o faturamento ! No nosso exemplo, um desperdício de R$ 56,10 mil por mês ou R$ 673,20 mil por ano ! * 1 o. Seminário de Manutenção Hospitalar - BH/MG - Abr/2000 Mais motivos...

6 A disponibilidade geral dos equipamentos e sistemas operacionais hospitalares é de 62 %, contra 86 % da média nacional *. Se considerarmos a disponibilidade igual ao tempo útil do equipamento em operação **, pode-se afirmar que : a)Média nacional de disponibilidade = 227 dias úteis por ano b)Média hospitalar de disponibilidade = 164 dias úteis por ano Ou seja, um desperdício extra de 63 dias úteis por ano (28%) ! Como suportar então o lucro cessante do Negócio de Saúde ? (baixo número de atendimentos, de internações, de cirurgias, de procedimentos, de exames, etc…) 1 o. Seminário de Manutenção Hospitalar - BH/MG - Abr/2000 ** Tempo útil = 22 dias por mês x 12 meses por ano = 264 dias úteis ou horas úteis por ano Ainda mais motivos...

7 Iceberg de Custos da Tecnologia PV CALIBRAÇÃO MANUTENÇÃO PARTESE PEÇAS DE REPOSIÇÃO TREINA- M ENTOS CONSUMÍVEIS ENERGIA TEMPO DE ATENDIMENTO ? ? ?

8 Enfim, qual é o Objetivo da GTMH ?

9 Objetivo da GTMH Reduzir os RISCOS e os CUSTOS intrínsecos, decorrentes da utilização das tecnologias médico-hospitalares, bem como melhorar seu planejamento, organização, aquisição e manutenção.

10 E como fazer a Gestão de Tecnologia Médico- Hospitalar ?

11 Gestão da Tecnologia Médico-Hospitalar através do Ciclo de Vida Intensidade de uso Tempo IncorporaçãoUtilizaçãoRenovação EspecificaçãoAquisiçãoInstalaçãoTreinamentoOperaçãoManutençãoCalibraçãoContratosTreinamentoAlienaçãoSubstituição Preparação para uma nova incorporação InformaçãoConhecimento

12 Ferramentas para uma Completa Gestão da Tecnologia Médico-Hospitalar GTMH S E C Padronização Metrologia Informações Treinamento Auditoria Engenharia

13 SEC - Serviço de Engenharia Clínica Tempo Informações SEC Fornecedor Administrador Usuário

14 Adoção de Indicadores Qualidade do atendimentoQualidade do atendimento Tempo de visita e Tempo de manutençãoTempo de visita e Tempo de manutenção Lucro CessanteLucro Cessante MTTR, MTBF,...MTTR, MTBF,... Aumento da disponibilidadeAumento da disponibilidade Percentual do parque de equipamentos paradoPercentual do parque de equipamentos parado Número de equipamentos reparados por técnico (Produtividade do Setor)Número de equipamentos reparados por técnico (Produtividade do Setor) OutrosOutros FOCO = Melhoria na GESTÃO da tecnologia ! Se você não possui itens de controle, você não gerencia. Ishikawa

15 Padronização - Manuais POP Manual de Implantação Manual de Implantação Manual do Hospital Manual do Hospital Manual do SEC Manual do SEC Manual de Engenharia Manual de Engenharia Procedimentos de Manutenção Procedimentos de Manutenção Procedimentos de Metrologia Procedimentos de Metrologia

16 Informações / Informática Software de Gestão Informatizada para Manutenção de Equipamentos e Serviços

17 Supervisão e Consultorias em Engenharia Suporte Técnico EspecializadoSuporte Técnico Especializado Centralização do ConhecimentoCentralização do Conhecimento Disseminação de conhecimento / vivênciaDisseminação de conhecimento / vivência Geração de especialistasGeração de especialistas Adminsitração da ManutençãoAdminsitração da Manutenção Consultorias diversasConsultorias diversas ARTART OutrosOutros

18 Treinamento – Capacitação - Qualificação Operação e Manutenção Adequada Operacional Manual de Operação Técnico Manual Técnico Treinamento Continuado

19 Curso Técnico em Equipamentos Biomédicos :Curso Técnico em Equipamentos Biomédicos : –Sistemas Fisiológicos; –Engenharia Clínica; –Transdutores e Sensores Biomédicos; –Tecnologias de diversos setores, tais como : Laboratório;Berçário; Unidade Coronariana;Centro Cirúrgico; C.T.I.; Radiologia; Fisiatria;Hemodiálise; Outros. Qualificação Profissional T r e i n a m e n t o s

20 Existem 16 milhões de hipertensos no pais.Existem 16 milhões de hipertensos no pais. 51% dos aparelhos de pressão dos consultórios estão descalibrados.51% dos aparelhos de pressão dos consultórios estão descalibrados. 56% dos aparelhos de pressão dos hospitais estão descalibrados.56% dos aparelhos de pressão dos hospitais estão descalibrados. Calibração de Equipamentos Médico-Hospitalares Segundo reportagem exibida no Jornal Nacional em 13/09/00 :... quais os custos e as possíveis conseqüências para um hospital, um sistema de saúde ou para a população ?

21 Auditoria Periódica Conformidade com os manuais (POPs)Conformidade com os manuais (POPs) Conteúdo da informaçãoConteúdo da informação Satisfação do(s) Cliente(s)Satisfação do(s) Cliente(s) OutrosOutros

22 PLANEJAR / DESENVOLVER CORRIGIR / PREVENIR VERIFICAR IMPLEMENTAR Sistema de Qualidade - PDCA

23 E qual a melhor forma de se implantar uma GTMH?

24 Serviço Próprio x Terceirizado x MISTO Serviço Próprio x Terceirizado x MISTO Empresas que vendem ou que fazem manutenção de E.B.! Empresas que vendem ou que fazem manutenção de E.B.! Editais Editais Man. Corretiva x Man. Preventiva x Man. Preditiva Man. Corretiva x Man. Preventiva x Man. Preditiva Sistema de Gestão da Informação. Sistema de Gestão da Informação. Qualificação profissional da equipe: Qualificação profissional da equipe: Técnica Técnica Gerencial Gerencial Relacional Relacional Cuidados na Implantação da GTMH

25 Fazer parte FORMAL do organograma do EAS. Fazer parte FORMAL do organograma do EAS. Possuir um planejamento estratégico e um plano de ação. Possuir um planejamento estratégico e um plano de ação. Adoção de Indicadores / Itens de controle. Adoção de Indicadores / Itens de controle. Trabalhar em equipe harmonizada com toda a estrutura do hospital. Trabalhar em equipe harmonizada com toda a estrutura do hospital. Área administrativa / financeira Área administrativa / financeira Área médica / saúde Área médica / saúde Arquitetura / Engenharia Hospitalar Arquitetura / Engenharia Hospitalar CCIH / Gerência de Risco CCIH / Gerência de Risco Fornecedores / prestadores de serviço Fornecedores / prestadores de serviço Sugestões para a Implantação da GTMH Criação de uma Comissão Consultiva de Tecnologia Médica

26 Curiosidades do Mercado de Saúde MS = de 20 a 40% do parque de EB está parado.MS = de 20 a 40% do parque de EB está parado. Valor do parque nacional em EB = 7 US$ Bilhões.Valor do parque nacional em EB = 7 US$ Bilhões. BH = 8 x mais tomógrafos do que Paris.BH = 8 x mais tomógrafos do que Paris.

27 Você sabia ? ? ? ? ? EUA 1983 = 1 milhão de incidentes com prejuízo na área hospitalar = 200 mil envolveram alguma forma de negligência.EUA 1983 = 1 milhão de incidentes com prejuízo na área hospitalar = 200 mil envolveram alguma forma de negligência. EUA 1989 = uso intensivo dos equipamentos médicos ocasionou aproximadamente 10 mil acidentes, com saldo de 1 mil mortes.EUA 1989 = uso intensivo dos equipamentos médicos ocasionou aproximadamente 10 mil acidentes, com saldo de 1 mil mortes. Suécia 1984 / 85 = 306 equipamentos causaram acidentes fatais = 21% manutenção, 26% uso indevido e 46% problemas de desempenho.Suécia 1984 / 85 = 306 equipamentos causaram acidentes fatais = 21% manutenção, 26% uso indevido e 46% problemas de desempenho. T e c n o v i g i l â n c i a !

28 Luiz Eduardo Costa ANVISA Unidade de Tecnovigilância – UTVIG / GGTPS Tel.: (0xx61) / Tel.: (0xx61) / Fax.: (0xx61) Muito Obrigado !


Carregar ppt "A Engenharia Clínica como Estratégia na Gestão Hospitalar."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google