A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Crise mundial e as exportações brasileiras: uma análise de curto e médio prazos Honorio Kume (IPEA e UERJ) 7 de outubro de 2009 Viçosa - UFV XXI Seminário.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Crise mundial e as exportações brasileiras: uma análise de curto e médio prazos Honorio Kume (IPEA e UERJ) 7 de outubro de 2009 Viçosa - UFV XXI Seminário."— Transcrição da apresentação:

1 Crise mundial e as exportações brasileiras: uma análise de curto e médio prazos Honorio Kume (IPEA e UERJ) 7 de outubro de 2009 Viçosa - UFV XXI Seminário Internacional de Política Econômica

2 Sumário 1.Queda no comércio mundial sem precedentes 2.Desempenho das exportações brasileiras na crise econômica 3.Exportações brasileiras e o mercado norte-americano 4.Conclusões

3 Comércio Prod. industrial Taxa de crescimento anual de produção industrial e de comércio mundiais (%) Fonte: CBP – Trade monitor. Elaboração própria

4 Índice de produção industrial mundial – meses após 1929/2008 Junho/1929 = 100 Abril/2008 = 100 Junho/2009 Meses após o mês base Fonte: Eichengreen e ORourke (2009)

5 Índice de comércio mundial – meses após 1929/2008 June/1929 = 100 Abril/2008 = 100 June/2009 Meses após o mês base Fonte: Eichengreen e ORourke (2009) Junho/1929 = 100 Abril/2008 = 100 Junho/2009

6 Explicações 1.Elasticidade do comércio em relação a renda E R = 2 – 1970 E R = 3,4 – 2000 (Irwin, 2002 e Freund, 2009) Fragmentação da produção entre países (especialização vertical)

7 Explicações 2.Redução na oferta de financiamento do comércio internacional Não há informações Elevação dos custos Exportadores de países emergentes mais prejudicados

8 3. Protecionismo Fonte: Global Trade Alert (www.globaltradealert.org)www.globaltradealert.org Coordenação: CEPR – Centre for Economic Policy Research) Países: 232 afetados Dados até 9 de julho

9 Tipos de medidas Vermelha Medida implementada e quase certamente afeta as importações Amarela Medida implementada que pode ser discriminatória ou está sendo considerada e quase certamente afetará as importações Verde Medida implementada ou a ser implementada sem discriminação contra importações

10 Fonte: Global Trade Alert Principais medidas de intervenção governamental

11 Fonte: Global Trade Alert Registro de medidas até 9 de julho, por principais países aplicadores

12 Fonte: Global Trade Alert 20 países com maior n o. de medidas sofridas

13 Brasil Mundo Taxa de crescimento anual das exportações do Brasil e do mundo, por trimestre (%) Fonte: CBP – Trade monitor. Elaboração própria

14 China Índia Brasil Rússia Taxa de crescimento anual das exportações dos BRICs, por trimestre (%) Fonte: CBP – Trade monitor. Elaboração própria

15 Brasil México Coreía Taxa de crescimento anual das exportações do Brasil, México e Coréia do Sul, por trimestre (%) Fonte: CBP – Trade monitor. Elaboração própria

16 Fonte: USITC. Elaboração própria Parcela das exportações do Brasil no total das importações dos EUA, por trimestre: 2005/1 – (%)

17 Fonte: USITC. Elaboração própria Parcela das exportações do Brasil no total das importações dos EUA, exclusive combustíveis e lubrificantes, por trimestre: 2005/1 – (%)

18 Parcela das exportações do Brasil no total das importações dos EUA, segundo setor SITC, jan-jun:2005–2009 (%) Fonte: USITC. Elaboração própria

19 Índice da taxa de câmbio real efetiva: 2000/1 – 20008/4 Fonte: IPEADATA. Elaboração própria

20 Fonte: USITC. Filgueiras e Kume (2009) Parcela das exportações do Brasil e da China no total das importações dos EUA: 2000–2008 (%) China Brasil

21 Número de produtos importados pelo mercado norte- americano em função da origem do país exportador:

22 Índice de similaridade das exportações do Brasil e da China no mercado norte-americano: Fonte: USITC. Filgueiras e Kume (2009)

23 Índice de qualidade das exportações do Brasil relativamente às da China no mercado norte-americano:

24 Fonte: USITC. Filgueiras e Kume (2009) Índice de variedade das exportações do Brasil relativamente às da China no mercado norte-americano:

25 Conclusões 1.A queda sem precedentes no comércio com a crise econômica global deve-se a fragmentação da produção e a redução do financiamento O protecionismo não teve papel importante 2.A queda nas exportações brasileiras na crise foi menor do que a média mundial e igual ou também menor do que os demais países do BRIC, Coréia do Sul e México

26 Conclusões 3.Considerando o mercado norte- americano, a participação brasileira diminui no período , o que pode ser motivo de preocupação. A qualidade relativa aumentou a partir de 2006 A variedade é decrescente


Carregar ppt "Crise mundial e as exportações brasileiras: uma análise de curto e médio prazos Honorio Kume (IPEA e UERJ) 7 de outubro de 2009 Viçosa - UFV XXI Seminário."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google