A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Conjuntura Econômica e Campanha Salarial dos Bancários 2012.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Conjuntura Econômica e Campanha Salarial dos Bancários 2012."— Transcrição da apresentação:

1 Conjuntura Econômica e Campanha Salarial dos Bancários 2012

2 1 - A crise em alguns países 2 - O desempenho da economia brasileira 3 - As negociações coletivas 4 - A discussão: Spread e Poupança 5 - O desempenho dos bancos Conjuntura Macroeconômica (Principais Aspectos)

3 A crise financeira segue forte no mundo, especialmente na Europa, onde o desempenho das economias, que já vem mostrando grande disparidade nos últimos meses, tende a se tornar cada vez mais assimétrico. As expectativas de crescimento continuam sendo revisadas para baixo e 6 países estão em recessão: Grécia, Portugal, Itália, Bélgica, Holanda e República Tcheca. Nos EUA, seguem elevados: o grau de endividamento das famílias (apesar de uma recente pequena queda) e o nível de desemprego (8,3% em março) e o mercado imobiliário permanece frágil. Expectativa de queda no ritmo de crescimento global para 2012/2013 Aspectos da crise em alguns países

4 Mercosul A entrada da Venezuela no Mercosul eleva o PIB do bloco para U$ 3,2 TRILHÕES (75%) do total da AL, incrementando em 20% o comércio intra-bloco

5 Produto Interno Bruto – PIB Taxa de Crescimento (%) e estimativa 2012 (*) Média Geométrica Fonte: IBGE Elaboração: DIEESE Acumulado ,60% Média* ,53% Estimativa (nova revisão) para ,5%

6 A perspectiva de Inflação para 12 meses, em Setembro de 2012, é de 4,93% Inflação Estimada

7 Volume de crédito - % do PIB Brasil, Fonte: Banco Central Elaboração: DIEESE

8 Relação Crédito/PIB – 2010 (2012 para o Brasil) Fonte: Banco Mundial e BCB. Elaboração: Rede Bancários – DIEESE.

9 Variação do PIB e da Taxa SELIC Fonte: IBGE e BCB. Elaboração: Rede Bancários – DIEESE.

10 Medidas do governo federal Diante do quadro de desaceleração, o governo tem buscado formas de reativar a economia: - Plano Brasil Maior: estímulo ao setor industrial; - Corte nas taxas de juros SELIC; - Redução do IOF e do IPI; - Redução das taxas de juros ao consumidor da CAIXA e do BB; Contraditório: corte de R$ 55 bi no orçamento (cumprimento da meta fiscal do ano);

11 Saldo do emprego formal, por setor de atividade econômica - Brasil (2010 e 2011) Fonte: M.T.E. - CAGED Elaboração: DIEESE Total: 2010: : Diferença 2011/

12 As Negociações Coletivas

13 Distribuição dos reajustes salariais, em comparação ao INPC-IBGE, segundo faixas de ganho Brasil, Fonte: DIEESE

14 A atual discussão do Spread Bancário no Brasil

15 O Spread Bancário Fonte: Banco Central do Brasil Elaboração: DIEESE - Rede Bancários Conceito: diferença entre a taxa de aplicação e custo de captação

16 Spread no Brasil – Taxas elevadas Spread no Brasil - % ao ano Geral 27,8 Pessoa Jurídica 18,5 Pessoa Física 34,9 Fonte: Banco Central do Brasil. Elaboração: Rede Bancários – DIEESE.

17 Maior taxa básica de juros do mundo: existência de uma alternativa de aplicação especialmente atrativa que combina alta rentabilidade e baixíssimo risco. Estabelece um patamar mínimo de valorização que é extremamente alto. BC vem reduzindo a taxa Selic, no entanto, as taxas bancárias não vem acompanhando o movimento. Extrema concentração do sistema bancário brasileiro: 6 maiores bancos concentram mais de 80% dos ativos totais e das operações de crédito do sistema bancário – estrutura de cartel Importância do papel dos bancos públicos para quebrar a lógica e reduzir o spread da economia brasileira Spread Elevado – Hipóteses

18 2004 Participação dos 6 maiores Bancos no ativo total do Setor Bancário 2004 e 2011 Fonte: Banco Central do Brasil Elaboração: DIEESE Rede Bancários 2011

19 Spread Total100% Custo Administrativo12,56% Inadimplência28,74% Compulsório + Encargos Fiscais + FGC4,08% Margem Líquida32,73% Impostos Diretos21,89% - O maior componente do Spread é o Lucro Líquido dos bancos, com participação de 33%. Nos 10 maiores bancos o índice chega a 35%. - O componente inadimplência provém de recursos provisionados pelos bancos para possíveis perdas por um não pagamento por parte dos tomadores de crédito - O custo administrativo é em boa parte composto por despesas de pessoal. Somente com tarifas, os bancos cobrem 130% de tais despesas, em média. Fonte: Relatório de Economia Bancária – BCB. Elaboração: Rede Bancários – DIEESE. Decomposição do Spread Bancário

20 Fonte: Relatório de Economia Bancária – BCB. Elaboração: Rede Bancários – DIEESE. Inadimplência no SFN (em % das operações de crédito)

21 Bancos Públicos – Redução do spread A atuação dos bancos públicos é fundamental para quebrar a lógica de cartel, predominante no mercado bancário brasileiro; A redução da margem de lucro dos bancos na composição do spread não reduziria, necessariamente, o nível de lucro dos bancos, visto que poderiam compensar o menor custo do crédito, com maior volume de empréstimos. O lucro do setor bancário seria originado menos a partir da margem e mais a partir da escala.

22 As medidas são positivas, mas... - Falta Transparência: Os bancos divulgaram notas pouco informativas. Não se sabe ao certo as novas taxas mínimas e máximas e as condições para ter acesso às novas taxas; - Existem Condicionantes: as novas taxas estão, muitas vezes, condicionadas ao relacionamento e à adesão a novos pacotes de tarifas que podem ser mais caros; - Volume de Trabalho: o volume de trabalho tende a aumentar; - Clientes devem Pesquisar e cobrar: A recomendação aos clientes é que pesquisem as melhores taxas, cobrem transparência aos bancos e, assim, possam obter melhores condições de crédito.

23 Mudanças na poupança -Justificativa: retirar uma das travas que impedem a redução da taxa Selic abaixo de 8,0%; -Tendência de migração para poupança; -Política de remuneração da poupança: herança do período de hiperinflação; -Como era: 6,17% + TR ao ano (desde 1991); -Como ficou: i) SELIC acima de 8,5% (vale a regra antiga); ii) SELIC abaixo de 8,5% (70% do valor nominal da SELIC + TR);

24 - Governo procura eliminar todas as formas de indexação da economia; - O que irá definir a efetividade desta política é: 1. O patamar de taxa de juros e o tempo de permanência dentro destas taxas; 2. Inflação baixa (o governo não pode/irá praticar taxas de juros negativas); 3. Se instituições financeiras irão diminuir os spreads e as empresas irão investir mais; Mudanças na poupança

25 O Desempenho do Setor Bancário

26 Emprego no Setor Bancário – Brasil 1990 a 2021

27 Fonte: Demonstrações Financeiras dos Bancos Elaboração: DIEESE. Rede Bancários

28 Evolução do emprego nos principais bancos no Brasil (2004 e 2011) Os dados do Santander são referentes a 2006 e 2011 Fonte: Demonstrações Financeiras dos Bancos Elaboração: DIEESE. Rede Bancários Nossa Caixa – Unibanco – Banespa – ABN Real –

29 Evolução do Emprego e da Remuneração Média em número índice (2000=100) Fonte: RAIS/MTE. Elaboração: DIEESE - Rede Bancários

30 Rotatividade No Brasil, a taxa média de rotatividade no mercado de trabalho é de aproximadamente 40%. No setor bancário a taxa é de aproximadamente 7% (em média). No entanto, a diferença média entre a remuneração de admitidos e desligados no Brasil é próxima de 7%, enquanto no setor bancário essa diferença é, em média de 38%.

31 Rotatividade Tipo de desl PúblicosPrivados nº de trab % Rem Média (R$) nº de trab% Rem Média (R$) COM JUSTA CAUSA3065%3.472,546162%3.463,94 SEM JUSTA CAUSA %16.794, %5.456,14 TÉRMINO DE CONTRATO160%12.073, %1.037,55 A PEDIDO %3.640, %5.651,47 APOSENTADORIA %9.171,016142%7.429,76 TOTAL %8.337, %5.350,63 Taxa de rotatividade Públicos4,27% Privados10,10% Fonte: RAIS/MTE. Elaboração: DIEESE - Rede Bancários

32 Evolução do ativo total dos principais bancos do Brasil 2004 e 2011 deflacionado pelo INPC-IBGE (em R$ bilhões) Fonte: Demonstrações Financeiras dos Bancos Elaboração: DIEESE - Rede Bancários

33 Evolução do ativo total dos principais bancos do Brasil 2004 e 2011 Variação % (crescimento no período) Fonte: Demonstrações Financeiras dos Bancos Elaboração: DIEESE - Rede Bancários Obs.: Em 2004, o Santander ainda não havia incorporado o Banespa e o Banco Real; o Itaú não havia incorporado o Unibanco.

34 Evolução da despesa de pessoal 2004 e deflacionado pelo INPC-IBGE (em R$ bilhões) Fonte: Demonstrações Financeiras dos Bancos Elaboração: DIEESE - Rede Bancários

35 Evolução da receita de prestação de serviços 2004 e deflacionado pelo INPC-IBGE (em R$ bilhões) Fonte: Demonstrações Financeiras dos Bancos Elaboração: DIEESE - Rede Bancários

36 Receita de prestação de serviço sobre despesa de pessoal 2004 e 2011 (em %) Fonte: Demonstrações Financeiras dos Bancos Elaboração: DIEESE - Rede Bancários

37 Lucro líquido dos principais bancos no Brasil 2004 e deflacionado pelo INPC-IBGE (em R$ bilhões) Fonte: Demonstrações Financeiras dos Bancos Elaboração: DIEESE - Rede Bancários

38 Evolução do patrimônio líquido 2004 e deflacionado pelo INPC-IBGE (em R$ bilhões) Fonte: Demonstrações Financeiras dos Bancos Elaboração: DIEESE. Rede Bancários

39 Rentabilidade Líquida Brasil , 2010 e 2011 Fonte: Demonstrações Financeiras dos Bancos Elaboração: DIEESE - Rede Bancários

40 Evolução do patrimônio líquido Brasil - Var iação % (crescimento no período de 2004 a 2011) Fonte: Demonstrações Financeiras dos Bancos Elaboração: DIEESE. Rede Bancários

41 Rede de atendimento do setor bancário – Brasil Fonte: Banco Central do Brasil; Relatório Social Febraban. Elaboração: DIEESE - Rede Bancários

42 Lucro líquido dos principais bancos Brasil - 1º trim. de 2011 e 1º trim. de 2012 (em R$ bilhões) Fonte: Demonstrações Financeiras dos Bancos Elaboração: DIEESE - Rede Bancários

43 Evolução das Despesas com PDD entre março março/2011 e março/2012 Banco MarçoVariação RelativaAbsoluta BB ,02%947 Caixa ,59%104 Bradesco ,10%734 Itaú Unibanco ,69%1.651 Santander ,30%949 Total ,50%4.385 Fonte: Relatório de Administração dos Bancos Elaboração: Rede Bancários - DIEESE

44 Muito Obrigada! Vivian Machado Economista do DIEESE (Rede Bancários)


Carregar ppt "Conjuntura Econômica e Campanha Salarial dos Bancários 2012."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google