A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Universidade Federal do Vale do São Francisco Campus de Juazeiro Colegiado de Engenharia de Produção Estudo de tempos Cronometragem Disciplina: Engenharia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Universidade Federal do Vale do São Francisco Campus de Juazeiro Colegiado de Engenharia de Produção Estudo de tempos Cronometragem Disciplina: Engenharia."— Transcrição da apresentação:

1 Universidade Federal do Vale do São Francisco Campus de Juazeiro Colegiado de Engenharia de Produção Estudo de tempos Cronometragem Disciplina: Engenharia de métodos Professor: Marcel de Gois Pinto

2 Conteúdo Usos do Estudo de Tempos Equipamentos Utilizados Processo de Cronometragem Procedimento Prático

3 Estabelecer programações Custo-padrão e o preparo de orçamentos Estimar custo de um produto antes da fabricação Determinar a eficiência de máquinas Nº. de máquinas que uma pessoa pode operar Calcular necessidade de pessoas Balancear a capacidade Determinar incentivos/Controlar custos MOD Utilização do estudo de tempos

4 Equipamentos Utilizados CRONÔMETRO

5 FOLHA DE ESTUDO DE TEMPOS Equipamentos Utilizados

6 PRANCHETATACÔMETRO

7 Tempo padrão é o tempo necessário para executar uma operação de acordo com um método estabelecido, em condições determinadas, por operador apto e treinado, trabalhando em ritmo normal, durante todas as horas do serviço. Definição de tempo-padrão

8 Tempo padrão é o tempo necessário para executar uma operação de acordo com um método estabelecido, em condições determinadas, por operador apto e treinado, trabalhando em ritmo normal, durante todas as horas do serviço. Definição de tempo-padrão

9 Antes de realizar a cronometragem deve ser dada atenção ao MÉTODO Sem método PADRÃO não existe tempo PADRÃO Definição de tempo-padrão

10 OBTER E REGISTRAR AS INFORMAÇÕES SOBRE A OPERAÇÃO, O OPERADOR E CONDIÇÕES QUE PODEM INFLUENCIAR NA EXECUÇÃO DO TRABALHO Processo de Cronometragem

11 DIVIDIR A OPERAÇÃO EM ELEMENTOS E REGISTRAR A DESCRIÇÃO COMPLETA DO MÉTODO Separar elementos regulares e irregulares Registrar a freqüência dos irregulares Elementos estranhos devem constar num quadro à parte Processo de Cronometragem

12 OBSERVAR E REGISTRAR O TEMPO GASTO PELO OPERADOR Registrar o tempo conforme os elementos descritos na folha de estudos Caso se perca um elemento deve-se marcar um traço na folha de estudos Caso um elemento seja demasiadamente alto/baixo em relação aos demais, deve-se circular o elemento para não constar no cálculo do tempo médio Processo de Cronometragem

13 DETERMINAR O NÚMERO DE CICLOS A SEREM CRONOMETRADOS E REALIZAR O ESTUDO COMPLETO N – tamanho da amostra que se deseja determinar N – número de observações realizadas X – Valor das observações (em 0,01 min) Processo de Cronometragem

14 AVALIAR O RITMO DO OPERADOR (FR) Avaliar habilidade e esforço, somando 1 aos valores desses parâmetros Processo de Cronometragem

15 DETERMINAR O TEMPO NORMAL (T N ) T M – Tempo médio de cada elemento Processo de Cronometragem

16 DETERMINAR AS TOLERÂNCIAS (Tol) Tolerância pessoal (2 a 5% das h trabalhadas) Tolerância para fadiga Processo de Cronometragem

17 Tolerância pessoal (2 a 5% das h trabalhadas) Tolerância para fadiga Processo de Cronometragem DETERMINAR AS TOLERÂNCIAS (Tol)

18 CALCULAR O TEMPO-PADRÃO (T P ) Fixar o TP por elemento e posteriormente da operação. Determinar a produção por hora e por turma Processo de Cronometragem

19 Universidade Federal do Vale do São Francisco Campus de Juazeiro Colegiado de Engenharia de Produção Estudo de tempos Cronometragem Disciplina: Engenharia de métodos Professor: Marcel de Gois Pinto


Carregar ppt "Universidade Federal do Vale do São Francisco Campus de Juazeiro Colegiado de Engenharia de Produção Estudo de tempos Cronometragem Disciplina: Engenharia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google