A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Nonon no onono non onnon onon no Noonn non on ononno nonon onno XIV Curso Introdução ao Mercado de Capitais A importância dos Profissionais de Relações.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Nonon no onono non onnon onon no Noonn non on ononno nonon onno XIV Curso Introdução ao Mercado de Capitais A importância dos Profissionais de Relações."— Transcrição da apresentação:

1 Nonon no onono non onnon onon no Noonn non on ononno nonon onno XIV Curso Introdução ao Mercado de Capitais A importância dos Profissionais de Relações com Investidores Luiz Henrique Valverde – Vice-Presidente do IBRI e Diretor de RI da Braskem 05/03/07

2 Combinando atividades de comunicação corporativa, finanças e marketing e fornecendo ao mercado informações relevantes e precisas sobre o desempenho da empresa, a atividade permite à companhia participar mais ativamente do processo de formação de preços de suas próprias ações, além de preservar e aprimorar sua credibilidade. Conduzida eficientemente, RI pode, no longo prazo, contribuir para a justa precificação do valor de mercado da companhia, enquanto reduz seus custos de capital. O público alvo do profissional de RI é o mercado financeiro. RI é uma atividade estratégica destinada a estreitar o relacionamento entre a companhia aberta e os seus investidores atuais e potenciais. O que é Relações com Investidores (RI)?

3 Estabelecer relacionamento com o Mercado de Capitais, mantendo-o adequadamente informado sobre a empresa, e vice-versa, bem como disponibilizar soluções que permitam atingir: a atribuição de um preço de mercado justo para as ações e títulos da companhia, que reflita o valor dos seus ativos e a sua expectativa futura de resultados e do seu fluxo de caixa; a redução da percepção de risco da empresa e conseqüente redução do seu custo de capital ; Desenvolver e implementar estratégias adequadas, voltadas para o aumento da liquidez das ações da companhia, mesmo em condições de mercado adversas.

4 Transparência: é o desejo de informar. Entendida como a capacidade de gerar informações qualificadas e satisfatórias acerca do desempenho da companhia, assim como de sinalizar as principais tendências do comportamento futuro do mercado e da empresa; Eqüidade: é o tratamento justo e igualitário de todos os grupos minoritários, incluindo nesse grupo os acionistas da empresa, os seus colaboradores, clientes, fornecedores ou credores; O principal ativo de um profissional de RI é a sua credibilidade junto aos agentes do mercado de capitais. RI: Princípios básicos

5 Finanças Comunicação Marketing Companhias Relações com Investidores Comunidade Financeira Atividades desenvolvidas: O RI é a voz do mercado dentro da empresa e a voz da empresa no mercado de capitais. RI: Forte Interação com o Mercado

6 Investidores Institucionais Fundos de Pensão Fundos de Investimento (Assets) Fundos de Hedge Investidores Individuais EQUITYDÍVIDA Bondholders no mercado externo Investidores em debêntures e outros instrumentos de renda fixa Públicos diferentes, demandas diferentes

7 Analistas de Bancos e de Corretoras Analistas e Gestores de Fundos de Investimentos Buy-side Sell-side RI: Os principais interlocutores Investidor Individual, Universidades, Mídia, público interno e Instituições de mercado Outros

8 RI: O que informar obrigatória e espontaneamente Informações Obrigatórias: São aquelas exigidas pela Instrução CVM de nº 202 e pelo Securities Act de 1934 (Legislação Americana). Correspondem ao estritamente necessário para atualização do registro da Companhia junto aos órgãos reguladores. Há dois tipos de informações obrigatórias: as de natureza periódica e as de natureza eventual: Informações Espontâneas: São todas as demais. Quando bem divulgadas, constituem-se no elemento diferenciador entre as empresas de Capital Aberto, no seu relacionamento com o mercado. Periódicas: No mercado brasileiro: Informações Trimestrais – ITR´s (prazo de 45 dias após o encerramento do trimestre), IAN, DFP, Atas de Assembléias Gerais Ordinárias, etc. No mercado americano: 20-F, 6-K´s, etc. Eventuais: A sua divulgação deve ser imediata – Editais / Avisos aos Acionistas, Atas de Assembléias Gerais Extraordinárias, Mudanças de Auditores Independentes, Acordos de Acionistas, Comunicados, Fatos Relevantes, etc. Todas as informações devem ser informadas tanto ao mercado brasileiro como ao mercado norte-americano.

9 RI: Fatos relevantes Pelas instruções da CVM: Fatos Relevantes correspondem a quaisquer fatos ou atos de caráter político administrativo, técnico, negocial ou econômico-financeiro capazes de afetar os preços dos valores mobiliários e influenciar na decisão dos investidores. Alguns exemplos são: Mudanças no controle da companhia; Fechamento de capital da companhia; Incorporação, fusão, cisão, transformação ou dissolução da companhia; Desdobramentos da ação ou atribuição de bonificação; Lucro ou prejuízo apurado e atribuição de dividendos; Celebração ou extinção de contrato significativo ou insucesso na realização, cuja expectativa de concretização era de conhecimento público; Qualquer descoberta, mudança ou desenvolvimento na tecnologia ou nos recursos da companhia que possa vir a alterar significativamente os seus resultados; Qualquer outro ato ou fato relevante.

10 RI: A negociação das ações de companhias abertas De acordo com a instrução CVM 358: Os Administradores, os Conselheiros Fiscais, os membros de Órgão com Funções Técnicas ou Consultivas da Companhia deverão comunicar informações sobre todas as negociações que realizarem com Valores Mobiliários de emissão da Companhia, ou ainda com valores mobiliários de emissão de sociedades controladas ou controladoras, de que sejam titulares eles próprios ou as Pessoas Ligadas a eles, bem como as alterações em suas posições. A comunicação deverá ser encaminhada à CVM e, se for o caso, à Bolsa de Valores, ou à entidade de mercado de balcão organizado, nas quais os Valores Mobiliários estejam admitidos à negociação, contendo, no mínimo, as seguintes informações:. Nome e qualificação do comunicante, indicando o número de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas ou no Cadastro de Pessoas Físicas;. Quantidade, por espécie e classe, no caso de ações, e demais características no caso de outros valores mobiliários, além da identificação da companhia emissora; e. Forma, preço e data das transações.

11 Desenvolvimento interno da Cultura de Companhia Aberta; Divulgação de informações Obrigatórias; Relacionamento com Órgãos Reguladores; Divulgação de Informações Voluntárias ao Mercado; Monitoração dos Serviços aos Acionistas e respectivas Assembléias; Relacionamento com as Bolsas de Valores e Mercado de Balcão; Reuniões com Analistas de Investimento, Acionistas e Investidores Potenciais; Acompanhamento das Avaliações feitas sobre a Companhia; Relacionamento com a Imprensa especializada; Acompanhamento das condições de negociação dos valores mobiliários da companhia (liquidez); Levantamentos de Inteligência de Mercado. RI: Principais atividades

12 Atendimento aos analistas (sell-side, dívida e buy-side); Reuniões em grupo e One-on-One meetings; Participação em conferências e apresentações em geral; Confecção de earnings-releases; Conference Calls com transmissão via Internet; Gestão da Homepage de RI; Apoio/Informações a acionistas e investidores individuais; Confecção de relatórios internos - feedback p/a Diretoria Executiva; Apoio a outras áreas da Cia. (controladoria, financeiro, jurídico, planejamento estratégico, comunicação interna e assessoria de imprensa) RI: Comunicação com o Mercado

13 Estudos e levantamentos sobre as empresas pares a nível nacional e mundial + Targeting; Acompanhamento da negociação das ações de peer companies; Análise e divulgação interna das informações dos relatórios de mercado; Pesquisas periódicas sobre o mercado de capitais; Interface com o Planejamento Estratégico; Mapeamento da movimentação da base acionária. RI: Inteligência de mercado BloombergECONOMÁTICA BROADCAST Reuters

14 RI: Cobertura dos analistas do sell-side 14 Relatórios dos analistas influenciam decisões de investimento e contribuem para a formação da imagem da empresa

15 Disponibilidade de Base de Dados Contábeis de forma abrangente, consistente e sempre atualizada, dentro dos prazos requeridos, para o cumprimento do calendário de eventos pré-estabelecido; Conquista do Público Interno, de forma a ter garantido o acesso às informações contábeis, financeiras e estratégicas; Disponibilidade de recursos humanos, de treinamento e de equipamentos adequados; Suporte legal pleno e adequado, no que se refere a Lei das S/A, BOVESPA e CVM, bem como a questões nos EUA (SEC, NYSE, advogados americanos da BRASKEM); RI: Fatores Críticos

16 A chave para atrair e manter investidores é a demonstração diária da dedicação da empresa em manter seus acionistas existentes e potenciais bem informados Relações com Investidores: Em resumo...

17 Há algum tempo atrás…. ROE Variação do Lucro Líquido Variação do Patrimônio Líquido Eficiência Operacional Lucro por Ação Valor de Mercado Múltiplos Dividendos

18 …Atualmente… Conselheiros independentes Níveis de Governança Corporativa BOVESPA Conselho Fiscal Tag Along Comitê de Negociação Comitê de Divulgação Comitê de Auditoria Comitê de Remuneração ADR Nível III Sarbanes-Oxley

19 …pronto para o futuro!

20 Dimensão Econômica Dimensão Ambiental Dimensão Social Sustentabilidade Cidadania Corporativa Responsabilidade social Equidade Conservar e reciclar recursos (Eco-eficiência) Reduzir desperdícios Minimizar impactos ambientais Performance Financeira Criação de Valor Perpetuidade Competitividade Sustentabilidade

21 O IBRI - Instituto Brasileiro de Relações com Investidores - é uma associação de direito privado, sem fins lucrativos, fundada em 05/06/1997 O IBRI foi fundado há 10 anos...

22 ...e desempenha uma importante Missão Contribuir para o crescimento e valorização da função e do profissional de Relações com Investidores. Criar valor para os associados, através de ações voltadas à formação de profissionais e fortalecimento da função.

23 Conselho de Administração Diretoria Executiva Conselho Fiscal Comissão Técnica Comissão de Desenvolvimento Profissional Comissão de Divulgação Órgãos e Comissões do IBRI: Vice-Presidências – SP/RJ/MG 4 Diretorias Específicas Estrutura do IBRI Comissão Internacional Comitê de Ética Comissões Externas Comissão de Novos Associados

24 O IBRI possui um quadro crescente de associados e está presente em todas as regiões do país

25 Realizações do IBRI Encontro Nacional de Relações com Investidores e Mercado de Capitais: Realizado anualmente, é o maior evento no âmbito do setor na América Latina. 9ª Edição em 2007; Encontros Informais: Estimular a convivência e troca de idéias da comunidade de RI; Seminários e Cursos: mais de 90 realizações envolvendo a participação de mais de participantes; Coordenação do CODIM (Comitê de Orientação para Divulgação de Informações ao Mercado), em conjunto com a Apimec

26 Realizações do IBRI Eventos Internacionais Brazil Day em Nova Iorque – caminha para 4ª edição Tarde de Brasil en Latibex (Madrid): 2ª edição em MBA de RI em conjunto com a Fipecafi/USP: Pioneiro na América Latina. Em 2007 iniciará a 7ª Turma. Pesquisas e Enquetes sobre RI Espaço na Mídia: Coluna Institucional em Jornal de Finanças e Espaço para publicação de artigos de profissionais de RI em revistas especializadas.

27 Representatividade Das empresas de capital aberto, cerca de 100 possuem seus profissionais de RI associados ao Instituto. Além desse público, cerca de 40 empresas possuem representantes no Instituto, entre entidades, corretoras, bancos de investimento, editoras e consultorias.

28 Principais Convênios IBRI / CVM Comitê de Educação da CVM IBRI / Bovespa Guia do Profissional de RI IBRI / Fipecafi-USP MBA de RI IBRI / Instituto Chiavenato Divulgação Acadêmica de RI IBRI / Pinheiro Neto Advogados Boletim Jurídico Associado ao IIRF – International Investor Relations Federation

29 Coluna e artigo no jornal Valor Econômico e Mesa Redonda na revista Investidor Institucional Revista RI IBRI News Portal IBRI – Livraria Impressa e Virtual Canais de comunicação do IBRI

30 Visite o nosso portal

31 Nonon no onono non onnon onon no Noonn non on ononno nonon onno XIV Curso Introdução ao Mercado de Capitais A importância dos Profissionais de Relações com Investidores Luiz Henrique Valverde – Vice-Presidente do IBRI e Diretor de RI da Braskem 05/03/07


Carregar ppt "Nonon no onono non onnon onon no Noonn non on ononno nonon onno XIV Curso Introdução ao Mercado de Capitais A importância dos Profissionais de Relações."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google