A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FACULDADE CAMPO REAL Engenharia de produção 7º not. VIRTUDES PROFISSIONAIS: o importante não é o que eu faço é o que deixo para a posteridade. Aula 4 Prof.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FACULDADE CAMPO REAL Engenharia de produção 7º not. VIRTUDES PROFISSIONAIS: o importante não é o que eu faço é o que deixo para a posteridade. Aula 4 Prof."— Transcrição da apresentação:

1 FACULDADE CAMPO REAL Engenharia de produção 7º not. VIRTUDES PROFISSIONAIS: o importante não é o que eu faço é o que deixo para a posteridade. Aula 4 Prof. Ms. luigi chiaro

2 Para inicio de conversa... Homem = ser inteligente, voluntário, amoroso. mesmo assim ERRA/EXPLORA/ABUSA (?) No trabalho queremos alcançar o sucesso mas usando como ferramenta o desejo de aqui e agora; custe o que custar. Nem as virtudes, nem os princípios são inatos: se adquirem pela (educ) ação.

3 Gosta de construir liberdade... Tem sonhos possibilidade infinitas de pro-jetar o presente no futuro Mas... seus sonhos se misturam com os de outros indivíduos (Sociedade) Desafio: como harmonizar para realizar como não criar conflitos Para conseguir: precisam parâmetros sociais, limitações: sanções;lei; normas; valores; virtudes...

4 Debater virtudes no mundo do trabalho: por quê? Esclarecer: pessoas ou funcionários? Nossa sociedade: regime da opressão burocrática = somos tratados como parasitas; executores de funções. disfarce: mais rendimento = maior remuneração É a desorbitação: obrigados a sermos homens – função distantes melancólicos mecânicos Como (re) humanizar o mundo do trabalho? Como (re) humanizar o mundo do trabalho? VIRTUDES

5 Premissa Existe uma grande diferença entre princípios, valores e virtudes embora sua efetividade seja válida apenas quando os conceitos estão alinhados. No mundo corporativo em geral, encontram-se muitos profissionais que cobram mas não gostam serem cobrados. (Des)respeito, (Des)preparo, Fraude, Abusos, Plagio, Assédio.

6 Quadrado da veridicicção ( livre aplicação) Verdadeiro Falso serparecer não parecernão ser

7 Princípios São preceitos, leis ou pressupostos considerados universais que definem as regras pela qual uma sociedade civilizada deve se orientar. São incontestáveis. Valem no âmbito pessoal e profissional. Amor, felicidade, liberdade, paz e plenitude

8 Valores São normas ou padrões sociais, dependem da cultura São pessoais, subjetivos e contestáveis. Mais simples ater-se aos valores do que aos princípios, pois este último exige muito de nós. filantropia e voluntariado

9 Virtudes São disposições constantes do espírito, as quais, por um esforço da vontade, inclinam à prática do bem. espécies de virtudes: intelectual por ensino moral por hábito Não são inatas Repetição de atos bons

10 Pessoa: pode ter valores e não ter princípios Hitler conhecia os princípios, mas preferiu ignorá-los e adotar valores. Também não dispunha de virtudes, pois as virtudes são decorrentes dos princípios. Gandhi tinham princípios, valores e virtudes integralmente alinhados com a sua concepção de vida: lutava pela dignidade humana. E você: o que tem? o que precisa adquirir?... +

11 Responsabilidade: 1º dos 3 elementos da empregabilidade Elemento fundamental da empregabilidade. Sem ele a pessoa não pode demonstrar lealdade, nem espírito de iniciativa. consciência de que se possui uma influência real. Pessoas que optam por não assumir responsabilidades podem ter dificuldades em encontrar significado em suas vidas. Seu comportamento é regido pelas recompensas e sanções de outras pessoas - chefes e pares. Pessoas desse tipo jamais serão boas integrantes de equipes.

12 Lealdade: 2º dos 3 elementos da empregabilidade O leal se alegra quando a organização ou seu departamento é bem sucedido, a defende, tomando medidas concretas quando ela é ameaçada, tem orgulho de fazer parte. Lealdade significa fazer críticas construtivas, mas as manter dentro do âmbito da organização. Agir com a convicção de que seu comportamento vai promover os legítimos interesses da organização. Hoje: melhor salário, oportunidade ou fidelidade à empresa...

13 Iniciativa: 3º dos 3 elementos da empregabilidade Fazer algo no interesse da organização significa ao mesmo tempo, demonstrar lealdade pela organização. Em um contexto de empregabilidade, tomar iniciativas não quer dizer apenas iniciar um projeto no interesse da organização ou da equipe, mas também assumir responsabilidade por sua complementação e implementação. Se outro não faz, eu não sou burro...

14 Honestidade Relacionada com a confiança que nos é depositada, com a responsabilidade perante o bem de terceiros e a manutenção de seus direitos. É muito fácil encontrar a falta de honestidade quanto existe a fascinação pelos lucros, privilégios e benefícios fáceis, pelo enriquecimento ilícito em cargos que outorgam autoridade e que têm a confiança coletiva de uma coletividade. Ao achar algo na rua: você se apropria ou... Faz o que?

15 Sigilo Respeito aos segredos das pessoas, dos negócios, das empresas, deve ser desenvolvido na formação de futuros profissionais: trata-se de algo muito importante. Uma informação sigilosa é algo que nos é confiado e cuja preservação de silêncio é obrigatória. Conhecido como falta de discrição. Comunicativo na hora do cafezinho = fofoca, só para descontração...

16 Competência Sob o ponto de vista funcional, é o exercício do conhecimento de forma adequada e persistente a um trabalho ou profissão. Nem sempre é possível acumular todo conhecimento exigido por determinada tarefa, mas é necessário que se tenha a postura ética de recusar serviços quando não se tem a devida capacitação para executá-lo.

17 Prudência Faz com que o profissional analise situações complexas e difíceis com mais facilidade e de forma mais profunda e minuciosa, contribui para a maior segurança. Evita os julgamentos apressados e as lutas ou discussões inúteis. Facilidade em analisar (julgar) comportamento alheio...

18 Coragem Ajuda a reagir às críticas, quando injustas, e a nos defender dignamente quando estamos cônscios de nosso dever. Ajuda a não ter medo de defender a verdade e a justiça, principalmente quando estas forem de real interesse para outrem ou para o bem comum. Não ser omisso. Ajuda a tomar decisões, indispensáveis e importantes, para a eficiência do trabalho.

19 Perseverança Difícil de ser encontrada, mas necessária, pois todo trabalho está sujeito a incompreensões, insucessos e fracassos que precisam ser superados, prosseguindo o profissional em seu trabalho, sem entregar-se a decepções ou mágoas. Não deixar enfraquecer o entusiasmo...

20 Compreensão Qualidade que ajuda muito um profissional, a ser bem aceito pelos que dele dependem facilitando a aproximação e o diálogo. Não confundir compreensão com fraqueza, para que não se deixe levar por opiniões ou atitudes. Se traduz principalmente em calor humano, convenientemente dosada.

21 Humildade Admitir não ser dono da verdade e que o bom senso e a inteligência são propriedade de um grande número de pessoas. Representa a auto-análise que todo profissional deve praticar em função de sua atividade, a fim de reconhecer melhor suas limitações, buscando a colaboração de outros profissionais mais capazes. Nas auto-avaliações: como me situo?...

22 Imparcialidade Importante, a ponto de assumir as características do dever, pois se destina a se contrapor aos preconceitos, a reagir contra os mitos (em nossa época dinheiro, técnica, sexo...), a defender os verdadeiros valores sociais e éticos. É sinônimo de justiça. Simpatias, preferências, muitas vezes vantagens pessoais (amigo tratamento diferenciado)

23 Otimismo Acreditar na capacidade de realização da pessoa humana, no poder do desenvolvimento, enfrentando o futuro com energia e bom-humor. Acreditar no homem, no sentido da vida, confiar no outro...

24 Ética das Virtudes Arte de educar para a Liberdade Excelência Potencializar o caráter

25 Para refletir As virtudes apresentadas, são vividas no cotidiano de sua empresa? Cobramos e criticamos nos demais a vivencia dos princípios: mas, me cobro e me critico? Entre os produtos da fraude existe o plágio, hoje é quase praxis, mas...

26 Para responder O que são virtudes? Qual a diferença entre virtudes e princípios? Como é possível para um homem ter valores mas não ter princípios? Entre as virtudes: qual urge mais no mundo das empresas hoje?


Carregar ppt "FACULDADE CAMPO REAL Engenharia de produção 7º not. VIRTUDES PROFISSIONAIS: o importante não é o que eu faço é o que deixo para a posteridade. Aula 4 Prof."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google