A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Situação educacional dos jovens brasileiros na faixa etária de 15 a 17 anos Brasília, 07 de março de 2007 Carlos Eduardo Moreno Sampaio INSTITUTO NACIONAL.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Situação educacional dos jovens brasileiros na faixa etária de 15 a 17 anos Brasília, 07 de março de 2007 Carlos Eduardo Moreno Sampaio INSTITUTO NACIONAL."— Transcrição da apresentação:

1 Situação educacional dos jovens brasileiros na faixa etária de 15 a 17 anos Brasília, 07 de março de 2007 Carlos Eduardo Moreno Sampaio INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

2 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Teoricamente, uma vez observada a legislação em vigor, estaria garantida a conclusão do ensino fundamental para as crianças que atingissem 15 anos. Assim, a clientela em idade adequada para freqüentar o ensino médio seria a população de 15 a 17 anos. As características dessa população – que se prepara para o mercado de trabalho ou para a continuidade de seus estudos na educação superior –, será o foco principal das reflexões apresentadas neste trabalho.

3 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

4 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

5 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

6 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

7 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Educação Básica – Tempo Médio Esperado de Permanência no Sistema e Número Médio Esperado de Séries Concluídas - Brasil e Unidades da Federação Fonte: MEC/Inep/DTDIE.

8 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

9 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira 55,3%

10 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira 42,8%47,8%6,5%

11 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

12 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

13 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

14 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

15 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira 1,9% 32,6%

16 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

17 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Conclusões 1.Apesar do alto grau de descentralização, o sistema brasileiro de educação básica e seus agentes têm se mostrado bastante sensíveis aos incentivos, o que é confirmado pela resposta rápida ao FUNDEF e programas voltados à permanência na escola; 2.A estagnação dos indicadores de fluxo sugerem que os efeitos iniciais do FUNDEF estão perdendo fôlego, indicando os limites de uma estrutura de incentivo baseada exclusivamente no quantitativo de matrículas; 3.Esta constatação deve ser devidamente considerada na implementação do FUNDEB, a partir deste ano, e na revisão dos mecanismos de transferência voluntária do MEC. Uma idéia a ser explorada seria a de atrelar a alocação mínima aceitável por aluno a indicadores de eficiência como aprovação, conclusão e desempenho, considerando, para não gerar distorções, não apenas o valor do indicador, mas, também, a sua evolução ao longo do tempo.

18 Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Carlos Eduardo Moreno Sampaio (61)


Carregar ppt "Situação educacional dos jovens brasileiros na faixa etária de 15 a 17 anos Brasília, 07 de março de 2007 Carlos Eduardo Moreno Sampaio INSTITUTO NACIONAL."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google