A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FÍSICA E QUÍMICA A 10º A. Lição nº de novembro de 2011.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FÍSICA E QUÍMICA A 10º A. Lição nº de novembro de 2011."— Transcrição da apresentação:

1 FÍSICA E QUÍMICA A 10º A

2 Lição nº de novembro de 2011

3 Contaminação: Uma substância A é contaminante de outra B se a sua presença, mesmo em quantidades vestigiais, altera o fim a que se destina a substância B. Toxicidade: Um produto pode ser considerado tóxico se, direta ou indiretamente, causar perturbações graves num ser vivo. Toxicidade aguda – é a dose de substância que provoca a morte imediata (em 24 horas) em cada um de dois elementos de uma espécie numa determinada população. Toxicidade crónica – é a dose de substância, não quantificável com rigor, mas que origina perturbações das quais não resulta morte imediata, mas em que o perigo advém, fundamentalmente, dos efeitos cumulativos

4 Ação de alguns constituintes vestigiais da atmosfera nos organismos O efeito dos gases poluentes e de outros produtos tóxicos nos seres vivos, depende: - tempo de exposição; - dose; - modo como entra no organismo.

5 Dose letal (DL 50 ) – a dose de um produto químico expressa em mg, por cada kg de massa corporal, necessária para matar 50% dos indivíduos, animais ou plantas, de uma população testada. Exemplos: DL 50 do benzeno por via oral para ratos é de 930 mg/kg Ao administrar oralmente 930 mg de benzeno por cada kg de massa corporal de ratos, morrerão 50% dos ratos da população em estudo.

6 DL 50 do iodo (I 2 ) por via oral para ratos é de mg/kg DL 50 do peróxido de hidrogénio (H 2 O 2 ) por via oral para ratos é mg/kg - É necessário ingerir mg de iodo por cada kg de massa corporal de rato, para originar a morte a 50% dos ratos. - É necessário ingerir mg de cafeína por cada kg de massa corporal de rato, para originar a morte a 50% dos ratos. O iodo é menos tóxico do que o peróxido de hidrogénio.

7 DL 50 da cafeína por via oral para ratos é de 261 a 383 mg/kg DL 50 da cafeína por via dermatológica para ratos é > 2000 mg/kg - Ao ingerir 261 mg de cafeína por cada kg da massa corporal de rato, origina a morte a 50% dos ratos. - Ao absorver pela pele quantidades superiores a 2000 mg de cafeína por cada kg da massa corporal de rato, origina a morte a 50% dos ratos. A cafeína é mais tóxica por via oral do que por via dermatológica.

8 Exercícios: 1.No quadro seguinte indicam-se as doses letais, para ratazanas, de três substâncias conhecidas por dois processos diferentes de contacto com o organismo. a)Das três substâncias qual é a mais tóxica para as ratazanas? b)Comparando a DL 50 oral com a DL 50 dermatológica, que conclui? Substância DL 50 oral (mg/kg) DL 50 dermat. (mg/kg) Cafeína 261 a Anilina Álcool puro (etanol 96%) c)Que significado tem o facto de não haver DL 50 dermatológico para o álcool puro? d)Será possível retirar algumas conclusões relativamente a outros efeitos tóxicos? e)Qual é o efeito que é efetivamente medido pela DL 50 de um produto químico?

9 2.Suponha que se espalhou no ar um determinado produto tóxico cuja DL 50 para o ser humano é de 120 mg/kg, por via oral. Quem é mais vulnerável, uma criança ou um adulto? Justifique.


Carregar ppt "FÍSICA E QUÍMICA A 10º A. Lição nº de novembro de 2011."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google