A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Áquila Balbinotti Everlon Gasparetto Gabriela Guimarães Juliane Galvan Luiz Alfredo Passoni Autor: Ignacy Sachs.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Áquila Balbinotti Everlon Gasparetto Gabriela Guimarães Juliane Galvan Luiz Alfredo Passoni Autor: Ignacy Sachs."— Transcrição da apresentação:

1 Áquila Balbinotti Everlon Gasparetto Gabriela Guimarães Juliane Galvan Luiz Alfredo Passoni Autor: Ignacy Sachs

2 Rumo a uma moderna Civilização Baseada em Biomassa

3 Idéias sustentáveis Uma nova forma de civilização, fundamentada no aproveitamento sustentável dos recursos renováveis, não é apenas possível, mas essencial. M. S. Swaminathan

4 Idéias sustentáveis As principais civilizações do passado foram civilizadas fundamentadas na biomassa – dependiam dela para sua vida material: Alimentos, ração animal, combustíveis, fibras para vestimentas, etc.

5 Idéias sustentáveis O nosso problema não é retroceder aos modos ancestrais de vida, mas decodificar e recodificar, como um ponto de partida para a invenção de uma moderna civilização de biomassa. Explorar ao máximo as ciências de ponta, com ênfase no B³: Biodiversidade; Biomassa; Biotécnicas.

6 Idéias sustentáveis A estudo da biodiversidade não deveria estar limitado a um inventário de espécies e genes. Porque o conceito abrange também os ecossistemas e as paisagens; Porque a biodiversidade e a diversidade cultural estão entrelaçadas no processo histórico de co-evolução.

7 O paradigma do Biocubo

8 DESAFIOS Como conservar escolhendo-se estratégias corretas de desenvolvimento em vez de simplesmente multiplicarem-se reservas supostamente invioláveis? Como planejar a sustentabilidade múltipla da Terra e dos recursos renováveis?

9 DESAFIOS Como desenhar uma estratégia diversificada de ocupação da Terra, na qual as reservas restritas e as reservas da biosfera tenham seu lugar nas normas estabelecidas para o território a ser utilizado para usos produtivos?

10 O uso produtivo não necessariamente precisa prejudicar o meio ambiente ou destruir a diversidade, se tivermos consciência de que todas as nossas atividades econômicas estão solidamente ficandas no ambiente natural. A biomassa coletada ou produzida em terra e na água pode ser utilizada para diferentes fins.

11 Otimização dos usos da Biomassa Os usos da biomassa seriam otimizados na escolha da combinação certa dos 5-F, em sistemas integrados de alimento-energia adaptados a diferentes condições agroclimáticas e socioeconômicas. O sucesso de criação de projetos sustentáveis depende da nossa habilidade em desenvolver tais sistemas de produção e torná-los cada vez mais produtivos através da aplicação da ciência moderna.

12 Diagrama 5F(Jyoti Parikh)

13 Otimização dos usos da Biomassa As biotecnologias terão um papel primordial neste esforço de alcançar ambas as extremidades da cadeia de produção, propiciando, um aumento na produtividade de biomassa e permitindo uma expansão na faixa de produtos dela derivados.

14 Otimização dos usos da Biomassa Disponibilizar biotecnologia moderna para os pequenos fazendeiros, capacitando-os assim, a participarem da segunda revolução verde; Acesso a terra, conhecimento, credito e ao mercado, bem como melhorar a educação rural. Desenvolvimento da Química Verde, como complemento ou até como substituto pleno da petroquímica, trocando energia fóssil por biocombustíveis;

15 O Clima Tropical Foi por muito tempo encarado como uma deficiência; Desponta agora como uma vantagem natural, por permitir produtividades maiores que as apresentadas nas zonas temperadas.

16 O Clima Tropical Portanto, os países tropicais, de modo geral, e o Brasil, em particular, tem hoje uma chance de pular etapas para chegar a uma moderna civilização de biomassa; Relevância social, prudência ecológica e viabilidade econômica ( pilares do desenvolvimento sustentável). Atendem simultaneamente os critérios de relevância social, prudência ecológica e viabilidade econômica (os três pilares do desenvolvimento sustentável).

17 O Clima Tropical Ao praticarem o aproveitamento racional da natureza o Brasil e outros países tropicais estarão contribuindo para um gerenciamento global inteligente da biosfera; Tem todas as condições de se tornarem exportadores da sustentabilidade, transformando o desafio ambiental em uma oportunidade.

18 Padrões de Crescimento Impactos:

19 Sugestões 1- Melhor compreensão quanto ao funcionamento dos diversos ecossistemas da Região Amazônica; 2- Criação de bancos de dados locais sobre a biodiversidade; 3- O estudo da diversidade ecológica e cultural deve ser conduzido por um grupo de cientistas naturais e sociais;

20 Sugestões 4- Capacidade de realização de pesquisa avançada no campo da ecologia molecular; 5- O estudo de sistemas de produção integrada, adaptados as condições locais, deve prosseguir em diferentes escalas de produção; 6- Criação de equipamentos para armazenamento, transporte e processamento de produtos florestais;

21 Sugestões 7- Teste de diferentes sistemas locais de geração de energia; 8- Modernização das técnicas empregadas pela agricultura familiar de subsistência; 9- Domesticação de espécies locais – agregação da piscicultura a agricultura familiar;

22 Sugestões 10- Dimensionamento de sistemas de serviços sociais em domicílio (educação e saúde), adaptados as condições específicas da Amazônia rural com sua população dispersa ao longo dos rios.

23 Critérios de Sustentabilidade 1° - Social: Alcance de um patamar razoável de homogeneidade social; Distribuição de renda justa; Emprego pleno e/ou autônomo com qualidade de vida decente; Igualdade no acesso aos recursos e serviços sociais;

24 Critérios de Sustentabilidade 2° - Cultural: Mudanças no interior da continuidade (equilibrio entre respeito a tradição e inovação); Capacidade de autonomia para elaboração de um projeto nacional integrado e endógeno; Autoconfiança combinada com abertura para o mundo.

25 Critérios de Sustentabilidade 3° - Ecológico: Preservação e proteção do capital natural na sua produção de recursos renováveis; Limitar o uso dos recursos não-renováveis. 4° - Ambiental: Respeitar e realçara a capacidade de autodepuração dos ecossistemas naturais.

26 Critérios de Sustentabilidade 5° - Territorial: Melhoria do ambiente urbano; Superação das disparidades inter-regionais; Configuração urbana e rurais balanceadas; Estratégias de desenvolvimento ambientalmente seguras para áreas ecologicamente frágeis.

27 Critérios de Sustentabilidade 6° - Econômico: Desenvolvimento econômico intersetorial equilibrado; Segurança alimentar; Capacidade de modernização continua dos instrumentos de produção; Inserção soberana na economia internacional.

28 Critérios de Sustentabilidade 7° - Política (Nacional): Democracia definida em termos de apropriação universal dos direitos humanos; Desenvolvimento da capacidade do Estado para implementar o projeto nacional, em parceria com todos os empreendedores; Um nível razoável de coesão social.

29 Critérios de Sustentabilidade 8° - Política (Internacional): Eficácia do sistema de prevenção de guerras da ONU; Um pacote Norte-Sul de co-desenvolvimento, baseado no princípio de igualdade; Controle instrumental efetivo do sistema internacional financeiro e de negócios; Controle instrumental efetivo da aplicação do Principio da Precaução na gestão do meio ambiente e dos recursos naturais.

30


Carregar ppt "Áquila Balbinotti Everlon Gasparetto Gabriela Guimarães Juliane Galvan Luiz Alfredo Passoni Autor: Ignacy Sachs."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google