A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Gerência de Projetos de Software Aula 7 – Planejamento do Tempo e Custo Joseane Alves Freire CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Gerência de Projetos de Software Aula 7 – Planejamento do Tempo e Custo Joseane Alves Freire CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMA."— Transcrição da apresentação:

1 Gerência de Projetos de Software Aula 7 – Planejamento do Tempo e Custo Joseane Alves Freire CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMA

2 Planejamento do tempo Envolve: – Definição das atividades – Sequenciamento das atividades – Estimativa de recursos da atividade – Estimativa de duração da atividade – Desenvolvimento do cronograma Inclui todos os processos necessários para planejar como concluir o projeto no prazo.

3 Definição das atividades Este é o processo necessário para identificar as atividades específicas que precisam ser realizadas para produzir as várias entregas do projeto. Item> 6.1 pag. 143 PMBOK

4 Definição das atividades - Uma vez o escopo do projeto definido e seus principais produtos (deliverables) identificados, as atividades do projeto para o alcance dos objetivos precisam ser definidas, seqüenciadas e estimadas em termos de recursos necessários e duração. - Os pacotes de trabalho são decompostos em componentes menores, chamados de atividades, para fornecer uma base para a estimativa e elaboração de cronograma. Identificar as atividades que devem ser executadas para a entrega dos produtos do projeto.

5 Seqüência das atividades Este é o processo necessário para identificar e documentar as dependências entre as atividades do cronograma. Item: 6.2 pag. 146 PMBOK

6 Seqüenciamento das atividades Identificar e documentar a seqüência lógica que as atividades devem ser realizadas e estabelecer a relação de dependência entre elas.

7 Seqüenciamento das atividades Representações esquemáticas das atividades do cronograma do projeto e dos relacionamentos lógicos entre elas (dependências). Geralmente são desenhados da esquerda para direita para refletir a ordem cronológica dos acontecimentos. Identificam se as atividades previstas podem ser feitas em seqüência (série) ou simultaneamente (em paralelo). Diagramas de rede do projeto

8 Método do diagrama de precedência (MDP) Activity on node (AON) Caixas (nós) representam atividades e setas mostram dependências Início Fim A CD E B Seqüenciamento de atividades

9 Tipos de Relacionamento 1. (FS) Término – Início: atividade A deve terminar para que a B possa iniciar AB 2. (SS) Início – Início: atividade A deve iniciar em conjunto com a B AB Ex: Anestesia fazer efeito para iniciar a operação. Ex: Lançamento de campanhas de vacinação na TV e no rádio. Seqüenciamento de atividades

10 Tipos de Relacionamento 3. (SF) Início- Término : atividade A deve começar antes que a B possa terminar AB 4. (FF) Término – Término: atividade A deve terminar em conjunto com a B AB Ex: A atividade de preparação da Implantação deve terminar quando a implantação iniciar. Ex: Lançamento de campanhas de vacinação na TV e no rádio. Seqüenciamento de atividades

11 Método do diagrama de setas (MDS) Activity on Arrow (AOA) Setas representam atividades e os nós, neste caso os círculos mostram as dependências ** Utiliza apenas término-início. Exercício: transforme este diagrama MDS no diagrama de precedência. Início Seqüenciamento de atividades Raspagem Primeira Demão Limpeza do material Pintura Finalização Remoção das máscaras

12 Estimativas Estimativas envolvem tentar prever tempo, recurso e/ou dinheiro necessários para produzir um produto, serviço ou resultado específico. As estimativas se beneficiam de experiências anteriores (bancos de estimativas comerciais ou experiência da equipe ou na opinião de especialistas). É fundamental que quem elabora uma estimativa tenha de fato experiência no trabalho estimado e envolva, quando possível, quem realizará o trabalho. É mandatório a documentação de todo referencial utilizando para embasar uma estimativa incluíndo data e fonte de consulta. Estimativa de três pontos: levante as estimativas otimista, mais provável e pessimista e calcule a média com a fórmula –(Otimista + 4*Mais Provável + Pesssimista) / 6 É comum o uso de reservas de contingência.

13 Desenvolvimento do Cronograma Este é o processo necessário para analisar os recursos necessários, restrições do cronograma, durações e seqüências de atividades para criar o cronograma do projeto. Item: 6.5 pag. 159 PMBOK

14 Desenvolvimento do Cronograma –É imperativo considerar: datas impostas pelo negócio (time-to-market) datas acordadas com o patrocinador, cliente ou outras partes interessadas restrições externas (clima, governo, regulatório) fornecedores (tramites contratuais e de aquisição) –Deve ser especificada a escala de tempo Determina as datas de início e término planejadas das atividades do projeto

15 Desenvolvimento do cronograma Primeira data de inicio Última data de inicio Última data de término Primeira data de término Atividade Duração PDI UDI PDT UDT CPM – Critical Path Method

16 Folga e Caminho Crítico e Folga Livre: Folga : é o atraso total permitido para a data de início mais cedo de uma atividade do cronograma sem atrasar a data de término do projeto ou violar uma restrição do cronograma. Caminho Crítico: é o caminho mais longo de um diagrama de rede. Possui folga total nula e, portanto, determina o menor tempo para conclusão do projeto. As atividades do cronograma em um caminho crítico são chamadas de atividades críticas.

17 Desenvolvimento do cronograma Cronograma do Projeto –Diagrama de rede do cronograma do projeto – com informações de datas normalmente demonstram a dependência entre as atividades e o caminho crítico do cronograma –Gráfico de barras (Gantt) – apresenta geralmente o planejado com o progresso atual das atividades na escala de tempo –Gráfico de marcos – Apresenta os principais eventos do projeto. Tem uso essencialmente gerencial

18 Desenvolvimento do cronograma Diagrama de rede

19 Exercício em aula Abaixo segue um conjunto de atividades e suas respectivas durações e dependências. Monte o diagrama de rede de utilizando o método de diagrama de precedência e em seguida responda as questões correspondentes: –Qual a duração do caminho crítico? –Com o objetivo de encurtar o projeto, o patrocinador autorizou a remoção da atividade E do projeto, fazendo a atividade D ser a predecessora das atividades G e F. Qual será o efeito no projeto? –Qual a folga da atividade B no contexto original? –Qual a folga da atividade D no contexto original?

20 Desenvolvimento do cronograma Gráfico barras (Gantt) Gráfico marcos

21 Histograma de Recursos do Projeto

22 Técnicas de Re-planejamento Compressão do cronograma – procura alternativas para reduzir o cronograma do projeto sem alterar o seu escopo. (atua nas atividades do caminho crítico). Compressão (Crashing) – alocar mais recursos às atividades do caminho Crítico. Paralelismo (Fast Tracking) – realizar atividades em paralelo que normalmente deveriam ser executadas em seqüência. * Geralmente resultam em retrabalhos e riscos para o projeto. Nivelamento de recursos (resource-based method) Efetuar mudanças no cronograma em função da disponibilidade dos recursos com o objetivo de diminuir os custos do projeto Buscar o equilíbrio no uso dos recursos atenuando picos e os vales de utilização, minimizando respectivamente a necessidade de recursos adicionais e a ociosidade de recursos alocados Podem ser utilizadas regras heurísticas ou modelos de otimização automática no nivelamento de recursos

23 Estimativa de custos Este é o processo necessário para desenvolver uma aproximação dos custos dos recursos necessários para terminar as atividades do projeto. Item: 7.1 pag.177 PMBOK

24 Estimativa de custos A estimativa dos custos envolve desenvolver uma aproximação (estimativa) dos custos dos recursos necessários para completar as atividades do projeto. -Toma como base o planejamento de recursos feito anteriormente e, com base nas taxas associadas a cada recurso, calcula o custo previsto para cada pacote de trabalho. -> estimativa bottom-up

25 Orçamento do projeto Este é o processo necessário para agregar os custos estimados de atividades individuais ou pacotes de trabalho para estabelecer uma linha de base dos custos. Item : 7.2 pag. 183 PMBOK

26 Orçamentação Alocar as estimativas dos custos globais às atividades individuais dos pacotes de trabalho com a finalidade de estabelecer um baseline de custo para medir o desempenho do projeto

27 Orçamentação Linha base dos custos – é o orçamento referencial (time-phased budget) que será utilizado para medir e monitorar o desempenho dos custos do projeto. É desenvolvido totalizando os custos por período e é apresentado na forma de Curva S Custo Tempo


Carregar ppt "Gerência de Projetos de Software Aula 7 – Planejamento do Tempo e Custo Joseane Alves Freire CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google