A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PERT/CPM Histórico; Motivação; Gráfico de Gantt (conceitos e exemplo); Diagrama de redes (setas): - atividades e eventos; - dados necessários; - representação;

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PERT/CPM Histórico; Motivação; Gráfico de Gantt (conceitos e exemplo); Diagrama de redes (setas): - atividades e eventos; - dados necessários; - representação;"— Transcrição da apresentação:

1 PERT/CPM Histórico; Motivação; Gráfico de Gantt (conceitos e exemplo); Diagrama de redes (setas): - atividades e eventos; - dados necessários; - representação; - datas; - caminho crítico; - exemplo.

2 PERT/CPM: Histórico Gráfico de Gantt (Barras) ; CPM: Critical Path Method (Método do Percurso - ou Caminho - Crítico) ; PERT: Program Evaluation And Review Technique (Técnica de Avaliação e Controle de Programas) ; Diagrama de Precedências (diagrama de blocos ou diagrama Francês) ; Atualmente os termos PERT, CPM e PERT/CPM são usados para designar a representação de um projeto por redes ou malhas.

3 PERT/CPM: Motivação Em 1957 o Projeto Polaris da Marinha Americana deveria construir um submarino atômico, envolvendo vários parâmetros, como: empreiteiros; subempreiteiros; - A produção de peças; - Inúmeros fornecedores; - Várias agências do governo; - Tempo, custo e recursos iniciais fossem utilizados corretamente.

4 Gráfico de Gantt - Conceitos Também conhecido como gráfico de barras; Ferramenta de projeto mais utilizada; Relaciona as tarefas, durações, início, fim, evolução, responsável; O acompanhamento é feito colorindo as barras das tarefas executadas; Tem como desvantagem não mostrar as interdependências entre as tarefas;

5 Gráfico de Gantt - Exemplo

6 Diagrama de Redes - Atividades e eventos Atividade (Tarefa): execução efetiva de uma operação, consumindo tempo e/ou recursos. Ex.: concretagem, alvenaria. Evento (Acontecimento): constituído de marcos que caracterizam determinados instantes de um planejamento. Não consumidos nem tempo e/ou recursos. Ex.: Início de concretagem, fim de alvenaria.

7 Diagrama de Redes - Dados necessários As atividades: lista de tarefas a serem executadas; Ordem das atividades: quais tarefas antecedem e quais as subsequentes; Duração das atividades: tempo necessário para execução de cada tarefa. Deve ser adotada a mesma escala de tempo para todas as atividades; Forma de representação a ser utilizada: Método Americano ou Método Francês.

8 Diagrama de Redes - Representação Método Americano: linhas ou setas orientadas (atividades) e círculos ou nós (eventos): Método Francês: linhas ou setas orientadas (ordem de ligação das tarefas) e blocos(atividades):

9 Diagrama de Redes - Exemplo

10 Atividades paralelas e fantasmas Entre dois eventos sucessivos somente pode existir uma única atividade. Para evitar confusão, é criada a atividade fantasma (não consome tempo nem recursos).

11 Atividades dependentes

12 Atividades independentes

13 Atividades condicionantes

14 Datas importantes nas redes I Tempo mais cedo do evento (TC): menor data de ocorrência do evento, desde que as atividades anteriores se desenvolvam nas durações previstas; Tempo mais tarde do evento (TT): é a maior data em que o evento pode ocorrer sem atrasar a conclusão do projeto.

15 Datas importantes nas redes II Primeira data de início (PDI): data em que a atividade pode ser iniciada caso sejam obedecidas as durações estimadas de todas as antecessoras; Primeira data de término (PDT): data de término de uma atividade que se inicia em PDI e sua duração estimada é obedecida; Folga livre (FL): é a folga disponível a uma atividade tal que não prejudica as PDI de suas antecessoras;

16 Datas importantes nas redes III Última data de início (UDI): data em que a atividade deve ser iniciada, sob pena de se atrasar o projeto como um todo; Última data de início (UDT): data de término da atividade que se inicia em UDI e tem sua duração obedecida; Folga Total (FT): folga disponível a uma atividade tal que não prejudica as UDI de suas antecessoras.

17 Datas importantes nas redes - Diagrama

18 Caminho Crítico Sequência de atividades tais que FT = 0 para cada uma. Ademais, é o caminho (ou caminhos) cujo somatório de duração constitui a duração do projeto. Ou então, é o caminho (ou caminhos) de maior duração da rede. É definido por uma sequência de eventos tais que a diferença TT - TC de cada evento é o menor valor, entre todos os outros não pertencentes ao caminho crítico.

19 Seqüência de cálculos e fórmulas Etapa 1: TCj = TCi + duração - Seqüência: do início ao fim - Convenção: o TC do evento inicial é zero - Escolher o maior valor de TC entre todas as atividades que chegam ao evento j Etapa 2: TTi = TTj - duração - Seqüência: do fim ao início - Convenção: o TT do evento final é escolhido entre valor de contrato ou TC - Escolher o menor valor de TT entre todas as atividades que chegam ao evento i

20 Seqüência de cálculos e fórmulas (Cont...) Etapa 3: PDI = TCi + 1 PDT = PDI + duração - 1 FL = TCj - PDT Etapa 4: UDT = TTj UDI = UDT - duração + 1 FT = UDT - PDT

21 Rede de exemplo

22 Dados da rede de Exemplo


Carregar ppt "PERT/CPM Histórico; Motivação; Gráfico de Gantt (conceitos e exemplo); Diagrama de redes (setas): - atividades e eventos; - dados necessários; - representação;"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google