A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DROGAS. Conceito de Droga Drogas são substâncias utilizadas para produzir alterações, mudanças, nas sensações, no grau de consciência e no estado emocional.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DROGAS. Conceito de Droga Drogas são substâncias utilizadas para produzir alterações, mudanças, nas sensações, no grau de consciência e no estado emocional."— Transcrição da apresentação:

1 DROGAS

2 Conceito de Droga Drogas são substâncias utilizadas para produzir alterações, mudanças, nas sensações, no grau de consciência e no estado emocional. As alterações causadas por essas substâncias variam de acordo com as características da pessoa que as usa, qual droga é utilizada e em que quantidade, o efeito que se espera da droga e as circunstâncias em que é consumida.

3 Conceito de Droga Organização Mundial da Saúde - OMS, 1981): "qualquer entidade química ou mistura de entidades (mas outras que não aquelas necessárias para a manutenção da saúde, como por exemplo água e oxigênio), que alteram a função biológica e possivelmente a sua estrutura".

4 Drogas Lícitas As drogas lícitas são: Álcool, Anfetamina (Moderadores de apetite), Ansiolíticos (Calmante) e Cigarro.

5 Drogas Psicoativas (Organização Mundial da Saúde - OMS, 1981): "são aquelas que alteram comportamento, humor e cognição". Isto significa, portanto, que essas drogas agem preferencialmente nos neurônios, afetando o Sistema Nervoso Central (SNC) - "mente".

6 Drogas Psicotrópicas (Organização Mundial da Saúde - OMS, 1981): são aquelas que "agem no Sistema Nervoso Central (SNC) produzindo alterações de comportamento, humor e cognição, possuindo grande propriedade reforçadora sendo, portanto, passíveis de auto-administração" (uso não sancionado pela medicina). Em outras palavras, estas drogas levam à dependência.dependência Psico vem de psique = mente; Trópico vem de tropismo = ação de aproximar. Isso já informa que a sua ação se dá no cérebro.

7 Tipos de Drogas Taxicomanógenas ou Psicotrópicas Drogas Estimulantes (Ex: Cafeína, Cocaína) Drogas Depressoras (Ex: Álcool) Drogas Perturbadoras (Ex: Maconha) *Classificação adotada pelo pesquisador francês Chaloult

8 Drogas Estimulantes -São as drogas que aumentam a atividade do cérebro, deixando o usuário elétrico e sem sono. -Pode ser denominado também psicoanalépticos, nooanalépticos, timolépticos. -São elas: - Cafeína - Nicotina - Anfetamina - Cocaína e Crack

9 Cafeína Pode ser encontrada no café, chá preto, chá mate, guaraná, coca-cola ou da noz de cola Efeitos imediatos: - Aumento da circulação sanguínea - Dilatação dos vasos Efeitos do uso abusivo: - Excitação, insônia, dores de cabeça, taquicardia, nervosismo - Síndrome de abstinencia

10 Nicotina Entre as 4 mil substâncias existentes na fumaça do tabaco, a nicotina é a responsável pela dependência física, caracterizada por sintomas de irritabilidade, palpitação, tontura, ansiedade e fadiga. Efeitos imediatos: - Aumento da pressão arterial e diminuição do sangue para a pele - Faringite, Bronquite e falta de apetite - Perturbações da visão Efeitos do uso abusivo: - Síndrome de abstinência - Diversos Tipos de Câncer - Doenças cardiovasculares, angina e infarto

11 Anfetaminas São drogas sintéticas. Efeitos imediatos: - Sensação de poder - Grande excitação aliada à incapacidade de julgar a realidade - Aumento da pressão arterial Efeitos do uso abusivo: - Síndrome de abstinência - Psicose Anfetamínica - Perda de peso Se pararem de usar sentem depressão e tendem a dormir por longos períodos

12 Cocaína e Crack São produtos extraído da planta Erythroxylon coca. A cocaína é mais forma cara da droga, sendo um pó, cloridrato de cocaína. Pode ser utilizada pela via nasal ou injetada. O crack é a forma mais barata, sendo uma pedra, utilizando-se como matéria-prima a pasta básica de coca. Pode ser utilizado no cachimbo, fumando ou associado com outras drogas.

13 Cocaína e Crack Efeitos Imediatos: - Aumento da temperatura corporal e respiração ofegante. - Euforia e bem-estar, idéia de grandiosidade, irritabilidade e aumento da atenção a estímulos externos Efeitos do uso abusivo: - Sensação de Pânico - Sensação de estar sendo perseguido - Alucinações auditivas e táteis - Lesão Cerebral

14 Cocaína e Crack Efeitos do Uso Reiterado: - Dependência - Desnutrição - Perda de Peso - Desorientação - Tendência a praticar crimes - Inversão de Valores

15 Drogas Depressoras Depressores da Atividade do Sistema Nervoso Central. Seu principal efeito é retardar o funcionamento do organismo, tornando todas as funções metabólicas mais lentas. -São elas: Álcool; Inalantes/solventes; Ansiolíticos; Barbitúricos; Opiáceos.

16 Álcool Efeitos físicos e psíquicos: Provoca um efeito desinibidor. Uso intenso, perda da consciência chegando-se ao coma alcoólico. O aumento do seu uso, diminui a potência sexual. O uso crônico desenvolvem dependência física e tolerância.dependência física tolerância Em caso de supressão abrupta do consumo, pode-se desencadear a síndrome da abstinência. síndrome da abstinência "Delirium tremens": quadro de abstinência completamente instalado.

17 Inalantes/solventes Inalante: toda a substância que pode ser inalada, isto é, introduzida no organismo através da aspiração pela boca ou nariz. Solvente: substância capaz de dissolver coisas.

18 Inalantes/solventes Efeitos físicos e psíquicos Após a aspiração, o início dos efeitos é bastante rápido. Entre minutos já desapareceram. O efeito dos solventes vai desde uma pequena estimulação, seguida de uma depressão, até o surgimento de processos alucinatórios.

19 Inalantes/solventes O aparecimento dos efeitos após a inalação foi dividido em 4 fases: 1a. fase: fase da excitação. 2a. fase: depressão. 3a. fase: a depressão se aprofunda podendo ocorrer processos alucinatórios. 4a. fase: aparece a depressão tardia, podendo chegar a inconsciência.

20 Ansiolíticos Efeitos físicos e psíquicos Estimulam os mecanismos do cérebro que normalmente, deixam a pessoa mais tranqüila. Diminuição da ansiedade, indução do sono, relaxamento muscular, redução do estado de alerta. Dificultam os processos de aprendizagem e memória. Prejudicam, em parte, as funções psicomotoras afetando atividades.

21 Ansiolíticos Efeitos tóxicos Misturados com álcool, podem levar ao estado de coma. Em doses altas a pessoa fica com hipotonia muscular ("mole"). Em mulheres grávidas pode produzir lesões ou defeitos físicos na criança. Quando usados por alguns meses, podem levar a pessoa a um estado de dependência. Há figuração de síndrome de abstinência e também desenvolvimento de tolerância.

22 Barbitúricos Efeitos físicos e psíquicos: São capazes de deprimir (diminuir) varias áreas do cérebro. As pessoas podem ficar com sonolência e uma sensação de calma e de relaxamento. Capacidade de raciocínio e de concentração ficam afetadas. Com doses maiores, causa sensação de embriaguez. Em doses elevadas, a respiração, o coração e a pressão sangüínea são afetados.

23 Barbitúricos Efeitos tóxicos Sinais de incoordenação motora, início de estado de inconsciência, dificuldade para se movimentar, sono pesado, coma onde a pessoa não responde a nada, a pressão do sangue fica muito baixa e a respiração é tão lenta que pode parar. Os efeitos tóxicos ficam mais intensos se a pessoa ingere álcool ou outras drogas sedativas. Os barbitúricos levam à dependência, desenvolvimento de tolerância, síndrome de abstinência.dependênciatolerânciasíndrome de abstinência

24 Opiáceos Opiáceos ou drogas opiáceas Diminuem a dor e aumentam o sono. São classificadas como: Opiáceos naturais: derivados do ópio; Opiáceos semi-sintéticos: resultantes de modificações parciais das substâncias naturais (heroína); Opiáceos sintéticos ou opióides: totalmente sintéticos, são fabricados em laboratório.

25 Opiáceos Compõem o grupo de drogas opiáceas: Codeína e zipeprol; Ópio; Morfina; Heroína.

26 PERTURBADORES DO SNC Drogas que modificam a QUALIDADE DO CÉREBRO = perturbam ou distorcem o funcionamento do cérebro, de modo que o usuário passe a ver as coisas deformadas ou como se fosse um sonho. Outras denominações: ALUCINÓGENOS, ALUCINANTES E PSICODÉLICOS.

27 História dos Perturbadores Origem plantas, rituais divinos. Popularização do uso na Década de 60 com o movimento hippie = alucinógenos (dimensões imateriais) como instrumento de protesto ao materialismo das sociedades industriais.

28 GRUPO DE PERTURBADORES ANTICOLINÉRGICOS – MEDICAMENTOS ANTICOLINÉRGICOS – PLANTA MACONHA CACTO COGUMELO LSD - 25

29 ANTICOLINÉRGICOS Substâncias que inibem a produção de ACETILCOLINA. ACETILCOLINA = substância química liberada pelos neurônios (neurotransmissor) para, por exemplo, contrair e relaxar os músculos. Como visto há anticolinérgicos medicamentos e anticolinérgicos plantas. Ambos são drogas perturbadoras.

30 A. Medicamentos CURIOSIDADE HISTÓRICA = usado na 2ª GM como um soro da verdade. Utilidade terapêutica no tratamento de Mal de Parkinson (Artane e Akneton), de asma (Asmosterona), como antiespasmódico (Bentyl), dentre outros. Em doses elevadas, além de alterações físicas, causam alterações psíquicas. Terceira droga mais usada pelos meninos de Rua (após inalantes e maconha).

31 A. Medicamentos Duração dos efeitos: 48 horas. Podem durar mais se misturado com outras drogas. Efeitos iniciais: alterações na percepção de cores/sons; Efeitos finais: sensações de estranheza, medo, confusão mental, idéias de perseguição, dificuldades de memória. Efeitos periféricos: pupilas dilatadas, boca seca, coração disparado, retenção de urina e paralisação do intestino. Obs.: Alto potencial de dependência e toxidade, podendo evoluir para alterações crônicas.

32 Anticolinérgicos - Planta Diferenças com anticolinérgicos- medicamentos: tem origem vegetal e não no laboratório; e não tem uso terapêutico reconhecido. Semelhanças com anticolinérgicos medicamentos: efeitos periféricos (pupilas dilatadas, boca seca, coração disparado, retenção de urina e paralisação do intestino), além do efeito alucinógeno na percepção de cores e sons. Nomes populares: véu de noiva, saia branca, trombeta, lírio, zabumba, trombeta.

33 MACONHA Do ponto de vista médico não há unanimidade, mas a maioria dos trabalhos leva a concluir que a maconha não causa dependência física e cujos malefícios não seriam maiores do que aqueles provocados pelo álcool e pelo tabaco. Efeitos físicos: olhos avermelhados, boca seca e o coração disparado. Efeitos psíquicos (dependem da qualidade da maconha e da sensibilidade de quem fuma): a)agradáveis: sensação de bem-estar, calma e relaxamento, de diminuição da fadiga e vontade de rir; b)desagradáveis: angústia, medo de perder o controle da cabeça, tremedeira e suor, perturbação na capacidade da pessoa calcular tempo e espaço, prejuízo da memória e atenção, mania de perseguição, alucinações perigosas, esterilidade (e não impotência).

34 CACTO Efeitos físicos e psíquicos : Dilatação das pupilas, suor excessivo, taquicardia,náuseas e vômitos. Alucinações e delírios, bons ou ruins, como visões terrificantes e sensações de deformação do próprio corpo. Nomes populares: peyote, peyotl, peiote, mescal, mescalito. Não induz à dependência e não ocorre síndrome de abstinência com o cessar do uso.

35 COGUMELO Efeitos físicos e psíquicos Dilatação das pupilas, suor excessivo, taquicardia, náuseas e vômitos. Alucinações e delírios, agradáveis ou não. Pode também provocar hilaridade e euforia. Nomes populares: chá, cogú. Uso terapêutico: não reconhecido Não induzem dependência e não ocorre síndrome de abstinência.

36 LSD-25 Fabricada em laboratório Efeitos físicos e psíquicos a) As alucinações, tanto visuais quanto auditivas, podem trazer satisfação ou deixar a pessoa extremamente amedrontada, com pânico e sentimentos paranóicos. b) Perda da habilidade de perceber e avaliar situações comuns de perigo. Pode levar a pessoa a comportamentos violentos e à depressão. c) À longo prazo pode ocorrer o "flashback" - semanas ou até meses após a sua utilização, a pessoa passa repentinamente a ter todos os sintomas psíquicos daquela experiência anterior, sem ter tomado de novo a droga. d) A pulsação pode ficar mais acelerada, as pupilas podem ficar dilatadas, sudoração e excitação. Pode haver convulsão, embora seja uma raridade. Nomes populares: ácido Não tem uso terapêutico Não costuma levar a estado de dependência.

37 FIM 5º BN-GRUPO: HISATO JULIO FERNANDA


Carregar ppt "DROGAS. Conceito de Droga Drogas são substâncias utilizadas para produzir alterações, mudanças, nas sensações, no grau de consciência e no estado emocional."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google