A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

“CASO CLÍNICO” MONITORIA DE CLÍNICA MÉDICA Eric k Rauber Maria Fernanda Carvalho CURITIBA 2010.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "“CASO CLÍNICO” MONITORIA DE CLÍNICA MÉDICA Eric k Rauber Maria Fernanda Carvalho CURITIBA 2010."— Transcrição da apresentação:

1 “CASO CLÍNICO” MONITORIA DE CLÍNICA MÉDICA Eric k Rauber Maria Fernanda Carvalho CURITIBA 2010

2 Caso Clínico Identificação: A.M. 60 anos, feminino, nascida em Londrina. Mora há 30 anos em Curitiba. Viúva, G3P3. Trabalhava como diarista e é católica. Identificação: A.M. 60 anos, feminino, nascida em Londrina. Mora há 30 anos em Curitiba. Viúva, G3P3. Trabalhava como diarista e é católica. QP: Dor de cabeça. QP: Dor de cabeça.

3 Caso Clínico HMA: Há 2 meses paciente iniciou com cefaléia progressiva, do tipo aperto, holocraniana, de forte intensidade, que piora aos esforços e melhora ao repouso. Sintomas associados: zumbido e palpitações. Paciente refere nunca ter tido isso antes. Última consulta com CM foi há mais de 20 anos. HMA: Há 2 meses paciente iniciou com cefaléia progressiva, do tipo aperto, holocraniana, de forte intensidade, que piora aos esforços e melhora ao repouso. Sintomas associados: zumbido e palpitações. Paciente refere nunca ter tido isso antes. Última consulta com CM foi há mais de 20 anos. Nega uso de medicamentos. Nega uso de medicamentos.

4 Caso Clínico HMP: Paciente afirma que já tem diagnóstico de DM2, porém não trouxe exames e nem toma medicação. Sente-se cansada, tem poliúria e polidipsia. HMP: Paciente afirma que já tem diagnóstico de DM2, porém não trouxe exames e nem toma medicação. Sente-se cansada, tem poliúria e polidipsia. HMF: Pai faleceu aos 60 anos por IAM; Mãe faleceu aos 50 anos por motivos desconhecidos, tinha HAS e DM. Irmãos hígidos. HMF: Pai faleceu aos 60 anos por IAM; Mãe faleceu aos 50 anos por motivos desconhecidos, tinha HAS e DM. Irmãos hígidos. CHV: Tabagista de 40 maços/ano. Nega etilismo. Sedentária. Alimentação rica em gordura. CHV: Tabagista de 40 maços/ano. Nega etilismo. Sedentária. Alimentação rica em gordura. RS: Artrose de quadril e bico de papagaio; disfagia para sólidos. RS: Artrose de quadril e bico de papagaio; disfagia para sólidos.

5 HIPÓTESES DIAGNÓSTICAS ??????

6 HIPÓTESES Para o sintoma principal: Para o sintoma principal: Cefaléias primárias; Cefaléias primárias; Cefaléias secundárias; Cefaléias secundárias; Labirintitopatias; Labirintitopatias; HAS não tratada; HAS não tratada; AVC; AVC; Descompensação da DM2; Descompensação da DM2;

7 Caso Clínico Exame Físico: Exame Físico: BEG, anictérica, acianótica, hidratada e hipocorada (++/++++). BEG, anictérica, acianótica, hidratada e hipocorada (++/++++). Sinais vitais: PA 160/70mmHg; FC=P=76bpm; FR=18ipm; Sinais vitais: PA 160/70mmHg; FC=P=76bpm; FR=18ipm; Peso = 80 kg; A= 1,67cm. CA= 100cm. Peso = 80 kg; A= 1,67cm. CA= 100cm. CPP: elasticidade e expansibilidade sem alterações; MV presente e simétrico sem RA. CPP: elasticidade e expansibilidade sem alterações; MV presente e simétrico sem RA. ACV: BCRNF e sem sopros. ACV: BCRNF e sem sopros. Abdome: flácido e indolor. Abdome: flácido e indolor.

8 DIAGNÓSTICO DIAGNÓSTICO HAS não tratada; HAS não tratada; DM2 não tratada; DM2 não tratada; Obesidade; Obesidade; Tabagismo; Tabagismo; Sedentarismo; Sedentarismo;

9 SINDROME METABÓLICA

10 CONCEITO É um transtorno complexo que abrange conjuntos de fatores de risco cardiovascular usualmente relacionado a deposição de gordura e a resistência a insulina; É um transtorno complexo que abrange conjuntos de fatores de risco cardiovascular usualmente relacionado a deposição de gordura e a resistência a insulina; Aumenta a mortalidade geral em 1,5 vezes. Aumenta a mortalidade geral em 1,5 vezes. Aumenta a mortalidade cardiovascular em 2,5 vezes. Aumenta a mortalidade cardiovascular em 2,5 vezes. Taxa de prevalência varia de 10-50% dependendo da população. Taxa de prevalência varia de 10-50% dependendo da população.

11 HISTÓRIA CLÍNICA Avaliar: Avaliar: Idade; Idade; Tabagismo; Tabagismo; Prática de atividade física; Prática de atividade física; História pregressa de hipertensão, diabetes, diabetes gestacional, DAC, AVC, SOP, doença hepática gordurosa não alcoólica, hiperuricemia; História pregressa de hipertensão, diabetes, diabetes gestacional, DAC, AVC, SOP, doença hepática gordurosa não alcoólica, hiperuricemia; História familiar de hipertensão, diabetes e doença cardiovascular; História familiar de hipertensão, diabetes e doença cardiovascular; Uso de medicamentos hiperglicemiantes (corticoesteróides, beta-bloqueadores e diuréticos). Uso de medicamentos hiperglicemiantes (corticoesteróides, beta-bloqueadores e diuréticos).

12 EXAME FÍSICO Procurar avaliar: Procurar avaliar: Peso e altura = IMC; Peso e altura = IMC; Circunferência abdominal (distância entre a crista ilíaca e o rebordo costal inferior); Circunferência abdominal (distância entre a crista ilíaca e o rebordo costal inferior); Níveis de pressão arterial (2 medidas na posição sentada após cinco minutos de repouso); Níveis de pressão arterial (2 medidas na posição sentada após cinco minutos de repouso); Avaliar a presença de acantose nigricans; Avaliar a presença de acantose nigricans; Exame cardiovascular completo. Exame cardiovascular completo.

13 EXAMES LABORATORIAIS Glicemia em jejum; Glicemia em jejum; Triglicerídeos; Triglicerídeos; HDL colesterol; HDL colesterol; Pode-se pedir também (para avaliar o grau: Pode-se pedir também (para avaliar o grau: Eletrocardiograma; Eletrocardiograma; TOTG; TOTG; Proteína C reativa; Proteína C reativa; Creatinina; Creatinina; Ácido úrico; Ácido úrico; Colesterol total, LDL colesterol; Colesterol total, LDL colesterol; Microalbuminúria. Microalbuminúria.

14 DIAGNÓSTICO

15 PREVENÇÃO PRIMÁRIA Combate ao Tabagismo; Combate ao Tabagismo; Alimentação adequada; Alimentação adequada; Exercícios físicos (30 minutos 4x/semana); Exercícios físicos (30 minutos 4x/semana);

16 TRATAMENTO Mudança de hábitos não saudáveis; Mudança de hábitos não saudáveis; Tratamento medicamentoso da HAS; Tratamento medicamentoso da HAS; Tratamento medicamentoso da DM2; Tratamento medicamentoso da DM2; Tratamento medicamentoso da dislipidemia; Tratamento medicamentoso da dislipidemia; Tratamento medicamentoso da obesidade (CX?); Tratamento medicamentoso da obesidade (CX?);

17 METAS


Carregar ppt "“CASO CLÍNICO” MONITORIA DE CLÍNICA MÉDICA Eric k Rauber Maria Fernanda Carvalho CURITIBA 2010."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google