A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A GÊNESE DA INTELIGÊNCIA SEGUNDO HENRI WALLON Professora Antonia Maria Nakayama.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A GÊNESE DA INTELIGÊNCIA SEGUNDO HENRI WALLON Professora Antonia Maria Nakayama."— Transcrição da apresentação:

1 A GÊNESE DA INTELIGÊNCIA SEGUNDO HENRI WALLON Professora Antonia Maria Nakayama

2 BIOGRAFIA França – 1879 – – aos 23 anos forma-se em Filosofia 1903 – professor no ensino secundário (discordava dos métodos disciplinares tradicionais) Família de formação universitária e republicana – atmosfera humanista (morte de Victor Hugo - contra os tiranos) Instabilidade social e turbulência política – Entre duas guerras ( e ) – Avanço do fascismo no período entre as guerras – Revolução socialista – Libertação das colônias africanas – Adesão ao Partido Socialista – Resistência francesa

3 DA MEDICINA À PSICOLOGIA DA CRIANÇA 1914 – médico do exército francês - feridos de guerra 1925 – funda laboratório de Psicologia – crianças anormais (por 14 anos funcionou junto a uma escola na periferia de Paris – muda-se em 1939 – onde está até hoje) 1925 – Tese doutorado – A criança turbulenta atuou como médico em instituições psiquiátricas (crianças com deficiências neurológicas e distúrbios de comportamentos) 1920 – 1937 – Conferências sobre psicologia da criança – lecionou no Colégio de França

4 PSICOLOGIA COMO CIÊNCIA Críticas às concepções: Idealista que vê o psiquismo como entidade incondicionada – independente do mundo material. Mecanicista que proclama as bases biológicas da ciência psicológica. Positivista por não concordar com a neutralidade e objetividade defendidas. Idealista que vê o psiquismo como entidade incondicionada – independente do mundo material. Mecanicista que proclama as bases biológicas da ciência psicológica. Positivista por não concordar com a neutralidade e objetividade defendidas..O H é determinado fisiológica e socialmente, sujeito, portanto, a uma dupla história, a de suas disposições internas e a das situações exteriores que encontra ao longo de sua existência.

5 MATERIALISMO DIALÉTICO De Marx ficou com o ideal de libertação e com o método de análise. Admite a contradição como constitutiva do S e do O. A existência do H se dá entre as exigências do organismo e da sociedade. Para constituir-se como ciência a P. precisa dar um passo decisivo no sentido de unir o espírito e a matéria, o orgânico e o psíquico. Perspectiva capaz de captar a realidade em suas permanentes mudanças e transformações.

6 Exige a redução do lugar ocupado pela inteligência para dar espaço às razões da emoção A tentativa de construir uma psicogênese da pessoa inteira Não quantitativa e sintética, como a psicométrica que resume os resultados a um escore. Concebe a Psicologia como ciência da qualidade


Carregar ppt "A GÊNESE DA INTELIGÊNCIA SEGUNDO HENRI WALLON Professora Antonia Maria Nakayama."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google