A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A PESQUISA CIENTÍFICA NOS ENCONTROS DE PESQUISA: ELABORAÇÃO DE RESUMOS E DE ARTIGOS CIENTÍFICOS Profa. Andréia Costa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A PESQUISA CIENTÍFICA NOS ENCONTROS DE PESQUISA: ELABORAÇÃO DE RESUMOS E DE ARTIGOS CIENTÍFICOS Profa. Andréia Costa."— Transcrição da apresentação:

1 A PESQUISA CIENTÍFICA NOS ENCONTROS DE PESQUISA: ELABORAÇÃO DE RESUMOS E DE ARTIGOS CIENTÍFICOS Profa. Andréia Costa

2 Pesquisa científica Conceito: é uma atividade dinâmica de descoberta da realidade, da busca pelo conhecimento. É uma postura de dúvida, crítica, indagação e questionamento diante de fatos da vida, com a finalidade de se ter um maior conhecimento sobre determinado fenômeno. É uma atividade investigação sistemática, por meio de um método científico, com o intuito de elaborar conhecimento que ajude a compreender a realidade.

3 Trabalho científico Conceito: materialização da pesquisa científica. É um conjunto sistematizado de idéias, caracterizado pelo rigor da análise de dados. Tipos de trabalho científico: artigos, resumo, trabalho didático, monografia, dissertação, tese etc.

4 Encontros de Iniciação à Pesquisa Conceito: evento destinado a iniciar os alunos de graduação no mundo da pesquisa científica. É a oportunidade que o discente possui de dar seus primeiros passos no processo de construção do conhecimento. Finalidade: proporcionar a apresentação dos resultados das pesquisas científicas produzidas pelos alunos para o meio acadêmico.

5 O que fazer para participar? Escolha do TEMA Escolha do ORIENTADOR Leitura direcionada Elaboração do TRABALHO

6 Escolha do tema

7 Direito Direito Público Direito Constitucional Direito Administrativo Direito Privado Direito Civil

8 Escolha do tema Direito Constitucional Direitos Fundamentais Direito à saúdeDireito à Vida Controle de Constitucionalidade ADPF

9 Escolha do tema Direito à saúde Mediação de conflitos no meio médico- hospitalar: a experiência do IJF A concessão de medicamentos por decisão judicial: análise das decisões da 3 Vara da Fazenda Pública... A efetivação do direto à saúde nos Posto de Saúde do Município de Fortaleza

10 Escolha do orientador Professor da disciplina relativa ao tema escolhido Professor com quem o aluno possui afinidade Professor que já pesquisa o tema escolhido

11 Separando as fontes de pesquisa Pesquisa bibliográfica Livros: gerais e específicos Busca dos clássicos Artigos científicos Produções acadêmicas: dissertações e teses atuais Pesquisa documental Legislação internacional Legislação nacional Pesquisas e levantamento de dados (anuários, índices, estatísticas etc.) Pesquisa jurisprudencial

12 Organizando os trabalhos Levantamento bibliográfico; Separação dos textos a serem lidos: do geral para o mais específico; Leitura crítica e organizada (técnicas de leitura); Estruturação do trabalho com o orientador; Elaboração do trabalho;

13 Elaboração do trabalho OPÇÃO: RESUMO

14 Resumo Conceito da ABNT: Resumo é a apresentação concisa dos pontos relevantes de um texto. Visa fornecer elementos capazes de permitir ao leitor decidir sobre a necessidade de consulta ao texto original e/ou transmitir informações de caráter complementar (NBR 6028:1990)

15 Resumo Conceito: apresentação concisa, seletiva e breve de um texto, contendo as idéias mais relevantes. Significa reduzir um texto a termos concisos, exercitando o poder de síntese. Tem por finalidade permitir uma leitura mais breve de uma dada obra ou pesquisa. Poder de síntese!

16 Tipos de Resumo Resumo indicativo: Reunião de tópicos, por meio de frases curtas, das partes mais importantes de um texto, sem detalhar exemplos, dados etc. Resumo informativo: Resumo mais detalhado, que destaca o assunto, a finalidade, os métodos, as técnicas, os resultados e as conclusões do trabalho. Deve ser redigido de modo a dispensar a leitura do texto original, e com as palavras do leitor. Ao final do resumo, são indicadas as palavras-chaves do texto.

17 Tipos de Resumo Resumo indicativo/informativo: Combinação dos resumos indicativo e informativo. Resumo crítico: Também chamado de resenha ou recensão. Julgamento do leitor sobre o texto, abordando vários aspectos, tais como: tema, problema, posição do autor, argumentos centrais etc. É uma avaliação de uma obra, contextualizando-a e confrontando-a com outras obras, além de analisar sua abrangência, seu alcance, sua coerência, sua utilidade, seu valor etc.

18 Formulário I 7 - Resumo Informativo Resumo informativo. É um resumo detalhado da pesquisa realizada pelo pesquisador, que destaca o assunto, a finalidade, os métodos, as técnicas, os resultados e as conclusões do trabalho. Ao final, são indicadas as palavras-chaves do texto.

19 Elementos do Resumo Informativo 1) Introdução e apresentação do problema pesquisado: frase genérica sobre o tema, que contextualiza o assunto a ser abordado (frase de efeito). Ex. 1: O Tráfico Interno de Mulheres vem crescendo a cada ano no Ceará... Ex. 2: É cada vez maior o número de pessoas que não tem assegurado o direito à saúde...

20 Elementos do Resumo Informativo 2) Objetivo: finalidade da pesquisa; traduz o que o pesquisador pretende demonstrar com o seu trabalho. Ex. 1: Diante disso, a presente pesquisa teve por fim analisar a atuação do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas do Ceará no combate ao tráfico interno de mulheres... Ex. 2: Nesse contexto, objetivou-se investigar a situação dos pacientes idosos do hospital X, na cidade tal...

21 Elementos do Resumo Informativo 3) Metodologia: métodos e técnicas utilizados na pesquisa. Em regra, há sempre pesquisa bibliográfica (livros, artigos etc.), documental e jurisprudencial. No caso do Encontro de Pesquisa, deve-se apontar, sempre, a pesquisa de campo, por meio da pesquisa exploratória. Ex. 1: Para tanto, utilizou-se a pesquisa bibliográfica e a pesquisa exploratória, mediante visita ao Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas... Ex. 2: A metodologia aplicada no presente trabalho foi a bibliográfica, em livros e revistas especializadas, bem como documental e jurisprudencial. Foi ainda realizada uma pesquisa de campo, do tipo exploratória, realizada no Hospital X

22 Elementos do Resumo Informativo 4) Resultados: constatações realizadas após a pesquisa exploratória; relato do que foi descoberto pelo pesquisador, por meio das pesquisas bibliográfica, documental, jurisprudencial e de campo. Ex. 1: Constatou-se que o NETP funciona de tal maneira, com x funcionários... Verificou-se que tal órgão atua nos tais e tais casos de tráfico de mulheres... Ex. 2: Percebeu-se que o Hospital x não tem a seguinte estrutura:... Observou-se a inexistência de leitos suficientes... Constatou-se que os pacientes são tratados da seguinte forma.... Vislumbrou-se o malferimento de tais direitos....

23 Elementos do Resumo Informativo 5) Conclusão: Síntese da pesquisa que pontua o resultado final do trabalho. Deve-se fazer uma referência à frase genérica da introdução. Ex.1: Concluiu-se que o NETP atua no combate ao crime de tráfico de forma tal, contribuindo para a efetivação dos direitos humanos das mulheres... Ex. 2: Portanto, chegou-se à conclusão que o direito fundamental à saúde não é respeitado no hospital X, sendo necessária a implementação de...

24 Elementos do Resumo Informativo Palavras-chave: palavras que melhor representam a pesquisa realizada. Devem ser apontadas de 3 (três) a 5 (cinco) palavras, separadas por ponto. Ex. 1: Tráfico de Mulheres. Exploração Sexual. Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas. Direitos Humanos. Ex. 2: Direitos Fundamentais. Direito à Saúde. Hospital X.

25 ATENÇÃO!!! RESUMO = PESQUISA EXPLORATÓRIA DE CAMPO

26 Pesquisa exploratória Conceito: pesquisa que busca levantar informações sobre um determinado objeto, a fim de delimitar um campo de trabalho e mapear as condições desse objeto. É um primeiro contato com o objeto de estudo, que se dá por meio da observação. É PESQUISA DE CAMPO! Finalidade: Tem por fito descortinar o tema, reunir informações gerais acerca do objeto. É uma operação de reconhecimento, uma sondagem inicial.

27 CAMPO

28 Pesquisa exploratória ROTEIRO 1. Levantamento bibliográfico prévio (finalidade, objetivos e/ou contexto de criação das instituições); 2. Descrição da estrutura física; 3. Descrição do funcionamento (da dinâmica) institucional a partir do que está sendo visto e/ou percebido; 4. Contatos informais com usuários e funcionários; 5. Avaliação pessoal, por meio da resposta aos questionamentos: a) O que mais despertou sua atenção? b) Que problema mereceria um estudo aprofundado?

29 Resumo FORMATAÇÃO O texto deve ser digitado em português, em um único parágrafo, em Word for Windows, arquivo.doc, fonte: Times New Roman, letra tamanho 12, espaço entrelinhas simples; com o resumo entre 250 e 500 palavras. Deverá ainda ser revisado pelo orientador e enviado para o da Coordenação e em 1 via impressa. Escreva o título em letras maiúsculas e em negrito. A seguir, o nome completo do autor principal (aluno), responsável pela apresentação, em negrito. Os outros autores (no máximo três) serão colocados em seguida. Os nomes dos co-autores serão colocados ao lado do nome do autor e deverá estar também em negrito. Na linha seguinte, indique o nome do Professor Orientador. O resumo deve ser composto de uma sequência de frases concisas, afirmativas e não de enumeração de tópicos.

30 Resumo no Encontro de Pesquisa da Faculdade Christus FORMULÁRIO I7 disponível no aluno on-line

31 Resumo no Encontro de Pesquisa da Faculdade Christus O TÍTULO DO RESUMO João J. João, autor; Pedro P. Pedro, co-autor; José J. José, co-autor, Joana J. Joana, co-autora Maria M. Maria, professora orientadora Palavras-chave: Resumo. Normas técnicas. ABNT.

32 Resumo no Encontro de Pesquisa da Faculdade Christus LEI MARIA DA PENHA: A EXPERIÊNCIA DO JUIZADO DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR DE FORTALEZA Roberta Laena Costa Jucá, autora Andréia da Silva Costa, professora orientadora DIGITAR AQUI O TEXTO DO RESUMO Palavras-chave: Lei Maria da Penha. Violência contra a Mulher. Juizado de Fortaleza.

33 Resumo no Encontro de Pesquisa da Faculdade Christus LEI MARIA DA PENHA: A EXPERIÊNCIA DO JUIZADO DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR DE FORTALEZA Roberta Laena Costa Jucá, autora Andréia da Silva Costa, professora orientadora É fato que, ainda hoje, a mulher é vítima de violência doméstica, sendo esta entendida como aquela ocorrida dentro do ambiente familiar. Nesta perspectiva, foi publicada, em 22/09/2006, a Lei nº /2006, que dispõe sobre a Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher. O intuito da presente pesquisa é analisar as inovações legais e verificar de que forma a novel legislação representa um avanço para a defesa da mulher. Utilizou-se de pesquisa bibliográfica, por meio de consulta em livros e em artigos especializados publicados na internet. Constatou- se que a edição da Lei Maria da Penha representou, além de marco legislativo, um instrumento de resguardo da liberdade e da dignidade da mulher vítima de violência doméstica, haja vista punir o agressor na exata medida de sua agressão. Verificou-se que as medidas protetivas, como o afastamento do agressor do lar e a previsão de juizados especializados nessas questões, objetivam viabilizar a efetiva proteção da situação de urgência da mulher. Concluiu-se, no entanto, que, inobstante referida Lei tenha trazido inovações positivas, urge que a sociedade exija sua correta aplicação e que os Estados implantem os juizados especializados, de modo que a proteção especial à mulher vítima de violência doméstica seja, realmente, efetivada. Palavras-chave: Lei Maria da Penha. Violência contra a Mulher. Juizado de Fortaleza.

34 Elaboração do trabalho OPÇÃO: ARTIGO CIENTÍFICO

35 Conceito da ABNT: Parte de uma publicação com autoria declarada, que apresenta e discute ideias, métodos, técnicas, processos e resultados nas diversas áreas do conhecimento. (NBR 6022:2003)

36 Elementos do Artigo Científico Elementos pré-textuais: Título e subtítulo (se houver), separado por dois pontos; Nome do autor (e do co-autor, se houver) e do orientador, acompanhado de breve currículo que o qualifique na área de conhecimento do artigo, com a respectiva titulação acadêmica e endereço eletrônico (em nota de rodapé); Sumário com a indicação de itens e subitens em que se divide o trabalho; Exemplo: RESUMO; 1 INTRODUÇÃO; 2 REFERENCIAL TEÓRICO; 2.1 O crime organizado; 2.2 O tráfico de pessoas; 3 METODOLOGIA DA PESQUISA; 4 ANÁLISE DOS RESULTADOS; 5 CONCLUSÃO; REFERÊNCIAS. Resumo.

37 O resumo do artigo científico: Resumo na língua do texto: sequência de frases concisas e objetivas, e não uma simples enumeração de tópicos e deve ter um parágrafo único, de 150 a 250 palavras, espacejamento entrelinhas simples. Seguem-se as palavras-chave, representativas do conteúdo do trabalho, separadas por ponto e finalizadas por ponto (de 3 a 5 palavras). Deve conter as principais palavras do texto. O resumo deve ter uma contextualização do tema, ressaltar o objetivo, o método, os resultados e as conclusões. O verbo deve ser na voz ativa e na terceira pessoa do singular. Elementos do Artigo Científico

38 Modelo de Resumo RESUMO O crime de tráfico interno de pessoas resultou de alteração da Lei n.º /2005 no Código Penal. Pretendeu-se assentar algumas peculiaridades desta prática delituosa no Estado do Ceará. O preste estudo pressupôs vasto levantamento bibliográfico e documental, afora a realização de pesquisa de campo. No Ceará, o tráfico interno de pessoas para fins de exploração sexual atinge, especialmente, jovens mulheres (concentradas na faixa dos 18 aos 23 anos de idade, seguidos pelos adolescentes dos 15 aos 17 anos), solteiras, afrodescendentes, de baixíssimo poder aquisitivo e grau de escolaridade. Note-se, a partir desses dados, que há a predileção dos aliciadores por pessoas vulneráveis que, como tal, são alvos fáceis às investidas dos integrantes das redes de tráfico. Constatou-se, ainda, que mais da metade dos indivíduos analisados (66,6%) já haviam tido experiências com o meretrício. Os dados apontaram o Piauí como o Estado que mais recebeu vítimas provenientes do Ceará, ao passo que o Maranhão evidenciou-se como a unidade federada que enviou o maior número de vítimas para cá. Apesar do número razoável de denúncias (haja vista a sua recente criação), deve essa figura típica ter maior publicidade para aumentar as delações. Ademais, a caracterização das vítimas dessa prática delituosa diverge, em inúmeros aspectos, do contorno dos indivíduos traficados internacionalmente. Palavras-chave: Tráfico interno de pessoas. Exploração sexual. Estado do Ceará.

39 Elementos textuais: Introdução Referencial Teórico Metodologia da Pesquisa Análise dos Resultados (deve conter a análise dos dados obtidos) Conclusão Elementos do Artigo Científico

40 INTRODUÇÃO Deve constar a delimitação do assunto tratado, a problematização, os objetivos (geral e específicos), e a justificativa. Não há lugar para citações, exceto para as que são meramente ilustrativas.

41 Modelo de introdução 1 INTRODUÇÃO Um dos grandes colaboradores para a construção de um pensamento constitucional brasileiro foi Paulino José Soares de Sousa, também conhecido, em nossa História, como Visconde do Uruguai. Embora nascido em França, Paulino, desde cedo, veio morar no Brasil com sua família. No Brasil, ele terminou o curso de Direito, exerceu a advocacia durante um curto período de tempo, bem como liderou partido, administrou revoltas e ocupou cargos públicos. Em razão de sua grande influencia na vida política do País, Visconde do Uruguai pode e deve ser considerado um cidadão brasileiro, sendo sua verdadeira nacionalidade fator de somenos importância. Salutar frisar que, ao contrário do que muitos pensam, a contribuição de Paulino José Soares e Sousa não se restringiu aos apontamentos sobre Direito Administrativo, feitos em sua obra Ensaios sobre Direito Administrativo, à época, a de mais duradoura reputação entre as de Direito Público. Paulino foi mais além à medida que tratou de temas políticos centrais do momento vivenciado – Poder Moderador e centralização administrativa, transplantando questões políticas para o Direito brasileiro. Ao regressar da Europa, Uruguai trouxe inovações. Fundamentado nos modelos administrativos francês e anglo-americano, abandonou a bandeira da centralização, outrora levantada obstinadamente, e aderiu à idéia de descentralização, passando a considerar esta como o instrumento imprescindível para uma boa administração.

42 REFERENCIAL TEÓRICO Demonstração dos aspectos teóricos que fundamentaram a pesquisa. Relatório harmônico das citações. Fontes: livros, periódicos, artigos de revistas e jornais, documentos etc. Pode ser escrito em forma de tópicos: 2.1, 2.2, 2.3 etc.

43 2 REFERENCIAL TEÓRICO As associações criminosas formam uma verdadeira rede articulada de pessoas e de crimes e têm a tecnologia e a globalização como os fatores que mais contribuem para a aproximação dos laços existentes entre os diversos eixos da rede criminosa. Francisco Bismarck Borges Filho, pesquisador do assunto, ensina que: O Crime Organizado encontrou, ao longo dos tempos, um grande aliado na operacionalização e organização de suas atividades: a tecnologia. Com o surgimento de meios de comunicação mais rápidos, a informação passou a interligar, instantaneamente, vários pontos do nosso planeta, fazendo com que aquelas atividades ilícitas tornassem ainda mais abrangentes, ganhando caráter global, desconsiderando fronteiras geográficas ou quaisquer barreiras naturais. 1 Moisés Naím, explicando a globalização como um fator que muito contribuiu para o incremento das organizações criminosas, diz: Uma grande mudança que essa mais recente onda de globalização geralmente traz à mente é uma revolução política tão profunda e transformadora quanto à tecnológica. [...] A globalização trouxe novos hábitos, novos costumes, novas expectativas, novas possibilidades e novos problemas. Isso nós sabemos. O que não sabemos muito bem é o tamanho da riqueza que a globalização trouxe para os traficantes. O mundo interconectado abriu novos e claros horizontes ao comércio ilícito. O que os traficantes e seus cúmplices encontram nesses horizontes não é somente dinheiro, mas também poder político. 1 BORGES FILHO, Francisco Bismarck. Crime Organizado Transnacional – Tráfico de Seres Humanos. Disponível em: Acesso em : 24 nov NAÍM, Moisés. Ilícito: o ataque da pirataria, da lavagem de dinheiro e do tráfico à economia global. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 2006, p. 22.

44 METODOLOGIA DA PESQUISA Procedimentos e instrumentos necessários à coleta e análise de dados. Indicação: o método científico utilizado, a natureza da pesquisa, o tipo de pesquisa, o universo (população e amostra) e o processo de coleta de dados (instrumentos), quando necessário.

45 Exemplo de Metodologia da Pesquisa 3 METODOLOGIA DA PESQUISA A pesquisa encerrou com o estudo de dois casos verídicos de tráfico interno de mulheres para fins de exploração sexual ocorridos no estado do Ceará. Restaram analisados todas as particularidades do tráfico humano local, ilustrando melhor a narrativa da pesquisa. Vale ressaltar que a elaboração deste trabalho pressupôs extenso levantamento doutrinário – pesquisa bibliográfica – com o escopo de conceituar adequadamente o tráfico de seres humanos para fins de exploração sexual. A pesquisa documental, por sua vez, desenvolveu-se a partir da análise de leis promulgadas no Brasil e Convenções Internacionais referentes ao tráfico de pessoas para fins de exploração sexual, objetivando definir a temática sob a perspectiva jurídica e de pesquisas brasileiras concernentes ao panorama atual desse crime, notadamente a Pesquisa sobre o Tráfico de Mulheres, Crianças e Adolescentes para fins de Exploração Sexual Comercial no Brasil – PESTRAF (2002) e o Diagnóstico Preliminar resultante do Programa Global de Prevenção ao Tráfico Internacional de Mulheres (2003). A pesquisa de campo consistiu no acompanhamento semanal (de junho de 2005 a julho de 2006, por três dias na semana) das atividades realizadas no Escritório de Prevenção ao Tráfico de Seres Humanos e Assistência às Vítimas do Estado do Ceará.

46 ANÁLISE DOS RESULTADOS Registro de todos os dados da pesquisa. Interpretação e/ou discussão feita pelo autor do artigo, tendo como base o referencial teórico e/ou a realidade estudada. Cabe citação.

47 CONCLUSÃO Parte final do texto. Não deve ser longa. Reconstrução dos assuntos abordados em um todo coerente e objetivo. Éspécie de avaliação dos esforços empreendidos na elaboração do trabalho. Não há lugar para citações, exceto para as que são meramente ilustrativas..

48 Modelo de Conclusão 5 CONCLUSÃO O tráfico de pessoas é a mais nova espécie de crime organizado transnacional que afeta países do mundo inteiro. Sua prática remonta os tempos mais antigos, mas apenas atualmente o mundo lhe confere atenção especial, almejando e implementando o seu enfrentamento. O tráfico humano está na pauta de discussão global, haja vista transgredir os direitos fundamentais de suas vítimas e criar um Estado Paralelo ao Estado de Direito, afrontando os princípios constitucionais e a própria essência do regime democrático. Por tais motivos, o enfrentamento a essa modalidade criminosa deve consistir em uma união de forças dos países, envolvendo suas polícias, suas justiças, suas organizações governamentais e não governamentais e, principalmente, seus cidadãos.

49 Elementos pós-textuais: Agradecimento (não é obrigatório) Referências Notas explicativas e notas de fim, em Times New Roman 10 Elementos do Artigo Científico

50 REFERÊNCIAS Relação, organizada em ordem alfabética, composta por todas as obras citadas no artigo, direta ou indiretamente. Obediência às normas da NBR 6023/2002. As obras deverão vir separadas por um espaço simples e o texto.

51 Modelo de Referências REFERÊNCIAS ALENCAR, Emanuela Cardoso Onofre de. Nos bastidores da migração: o tráfico de mulheres no Brasil dos Séculos XIX e XX. In: SALES, Lília Maia de Morais (Org.). Estudos sobre a efetivação do Direito na atualidade: a cidadania em debate – O tráfico de seres humanos. Fortaleza: Universidade de Fortaleza, 2006, p. 63, v. 5. AMARAL, Carlos Roberto. O código Criminal do Império. Jornal do Comércio, 30 e 31 dez Disponível em. Acesso em: 14 maio ALIANÇA GLOBAL CONTRA TRÁFICO DE MULHERES. Direitos humanos e tráfico de pessoas – um manual. Tradução do Projeto Trama. Rio de Janeiro: GAATW, jan BONJOVANI, Mariane Strake, Tráfico Internacional de Seres Humanos. São Paulo: Damásio de Jesus, CARVALHO, José Murilo de. Cidadania no Brasil: o longo caminho. 6 ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2004.

52 AGRADECIMENTOS Não deve ser longo. Não é obrigatório. Momento de prestigiar as pessoas que auxiliaram na elaboração do artigo.

53 Modelo de Agradecimentos AGRADECIMENTOS À minha família, pais, irmãos, marido, sogros, cunhados e amigos, pelo constante incentivo e pela força.

54 Citações e notas de fim As citações deverão ser feitas da seguinte forma (NBR 10520): citações de até três linhas (CITAÇÕES CURTAS) devem estar contidas entre aspas duplas; as citações de mais de três linhas (CITAÇÕES LONGAS) devem ser destacadas com recuo de 4cm da margem esquerda, em Times New Roman 10, sem aspas. A referência da citação será feita em nota de fim, após as referências do texto.

55 Formatação do Artigo Científico Título: centralizado, em negrito e em caixa alta, letra tamanho 12. Logo abaixo do título do trabalho devem constar o nome completo do autor, do(s) co autor(es) e do orientador, recuados à direita, acompanhados de breve currículo que os qualifiquem na área de conhecimento do artigo, com a respectiva titulação acadêmica e endereço eletrônico (em nota de rodapé identificada com asterisco). Texto: letra Times New Roman, tamanho 12, espaço entrelinhas 1,5 e espaçamento entre parágrafos de 0 pt antes e 12pt depois. Devem ser dados dois espaços de 1,5 (sem 12pt depois) entre títulos e texto. O espaço da primeira linha dos parágrafos é de 1cm. As citações de mais de três linhas, as notas de rodapé e de fim, as referências e os resumos em vernáculo e em língua estrangeira devem ser digitados em espaço simples. O formato do papel a ser utilizado, tanto na versão eletrônica quanto na impressa, deve ter formato A4 (210 mm x 297 mm), com as seguintes margens: superior e esquerda - 3,0cm; inferior e direita - 2,0 cm. O trabalho deve estar obrigatoriamente digitalizado em Word. O trabalho completo (com texto, tabelas, fotos, gráficos, etc.) deve ter no mínimo 6 (seis) e no máximo 15 (quinze) páginas. A versão eletrônica não deve conter páginas numeradas. CONSULTAR EXEMPLO DE ARTIGO

56 ATENÇÃO!!! Encontro de Iniciação à Pesquisa e à Docência do Centro Universitário Christus Dias 20 e 21de maio de 2013

57 Tel.: ramal 4034 Horário: seg. a qua. – 07h30min às 11h seg., qua. e qui. – 17h às 22h Andréia Costa


Carregar ppt "A PESQUISA CIENTÍFICA NOS ENCONTROS DE PESQUISA: ELABORAÇÃO DE RESUMOS E DE ARTIGOS CIENTÍFICOS Profa. Andréia Costa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google