A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

USO INTERNO. LIDERANÇA e-DSA – LIDERANÇA Consultor: RODRIGO SANDER RODRIGUES USO INTERNO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "USO INTERNO. LIDERANÇA e-DSA – LIDERANÇA Consultor: RODRIGO SANDER RODRIGUES USO INTERNO."— Transcrição da apresentação:

1 USO INTERNO

2 LIDERANÇA e-DSA – LIDERANÇA Consultor: RODRIGO SANDER RODRIGUES USO INTERNO

3 LIDERANÇA Liderança: É a habilidade de influenciar pessoas para trabalharem entusiasticamente visando atingir aos objetivos identificados como sendo para o bem comum. USO INTERNO

4 Se liderar é influenciar os outros, como desenvolver essa influência? Como levar as pessoas a fazer o que desejamos? USO INTERNO Para haver um negócio saudável e próspero devem existir relacionamentos saudáveis entre os responsáveis pela organização. E não estamos falando apenas dos diretores, mas dos clientes, dos empregados, dos donos e dos fornecedores. Por exemplo, se nossos clientes nos deixam e vão para os concorrentes, temos um problema de relacionamento. Não estamos identificando nem satisfazendo suas legítimas necessidades. E a regra número um dos negócios é: se não correspondermos às necessidades de nossos clientes, alguém o fará.

5 Qual a diferença entre poder e autoridade? Autoridade: A habilidade de levar as pessoas a fazerem de boa vontade o que você quer por causa de sua influência pessoal. Poder: É a faculdade de forçar ou coagir alguém a fazer sua vontade, por causa de sua posição ou força, mesmo que a pessoa preferisse não o fazer. Poder é definido como uma faculdade, enquanto autoridade é definida como uma habilidade. Qual a diferença entre poder e autoridade? Autoridade: A habilidade de levar as pessoas a fazerem de boa vontade o que você quer por causa de sua influência pessoal. Poder: É a faculdade de forçar ou coagir alguém a fazer sua vontade, por causa de sua posição ou força, mesmo que a pessoa preferisse não o fazer. Poder é definido como uma faculdade, enquanto autoridade é definida como uma habilidade. USO INTERNO

6 Ouvir é uma das habilidades mais importantes que um líder pode escolher para desenvolver. Saber ouvir atentamente o grupo e, se preciso, escutar particularmente cada uma das pessoas (ouvir não somente com os ouvidos, mas demonstrar atenção e paciência ao escutar as pessoas). Saber posicionar-se, falar e pronunciar no momento adequado. Dar retorno, suporte, apoio e feedback sempre que necessário, seja para elogios, orientações, críticas etc.

7 CONSIDERAÇÕES SOBRE LIDERANÇA Técnica: utilizar conhecimentos, métodos, equipamentos etc. necessários para realizar tarefas específicas através de sua instrução, experiência e educação. Humana: consiste na capacidade e no discernimento para trabalhar com pessoas, compreender suas atitudes e suas motivações, e aplicar liderança eficaz. Conceitual: habilidade de compreender as complexidades da organização e o ajustamento dos indivíduos nesse ambiente, fazendo com que as pessoas sigam os objetivos de modo eficaz e não que essas pessoas apenas sigam objetivos pessoais e imediatos, mas que estejam também comprometidas com o propósito e com a missão da empresa ou da organização. USO INTERNO

8 DISPOSIÇÃO PARA TENTAR O QUE NÃO FOI TENTADO ANTES USO INTERNO Nenhum colaborador deseja ser guiado por um administrador a quem falte coragem e autoconfiança. É o estilo de liderança positiva aquele que ousa nas tarefas e se vale de oportunidades não tentadas anteriormente. A AUTO MOTIVAÇÃO O Gerente que não consegue se auto-motivar não tem a menor chance de ser capaz de motivar os outros.

9 UMA PERCEPÇÃO AGUDA DO QUE É JUSTO USO INTERNO Para ter a qualidade de um líder eficaz e a fim de ter o respeito da equipe, o gestor deve ser sensível ao que é direito e justo. O estilo de liderança segundo o qual todos são tratados de forma justa e igual sempre cria uma sensação de segurança. Isso é extremamente construtivo e um grande fator de nivelamento. PLANOS DEFINIDOS O líder motivado sempre tem objetivos claros e definidos e planejou a realização de seus objetivos. Ele planeja o trabalho e depois trabalha o seu plano de ação com a participação de seus colaboradores.

10 O gestor que vacila no processo decisório mostra que não está certo de si mesmo, ao passo que um líder eficaz decide depois de ter feito suficientes considerações preliminares sobre o problema. Ele considera mesmo a possibilidade de a decisão que está sendo tomada vir a se revelar errada. PERSEVERANÇA NAS DECISÕES USO INTERNO O HÁBITO DE FAZER MAIS DO QUE AQUILO PELO QUAL SE É PAGO Um dos ônus da liderança é a disposição para fazer mais do que é exigido do pessoal. PROATIVO O líder deve ser PROATIVO.

11 UMA PERSONALIDADE POSITIVA USO INTERNO EMPATIAEMPATIA Os colaboradores sempre respeitam tal qualidade. Ela inspira confiança e também constrói e mantém uma equipe com entusiasmo. O líder de sucesso deve possuir a capacidade de colocar-se no lugar de seu pessoal, de ser capaz de ver o mundo pelo lado das outras pessoas. Ele não precisa concordar com essa visão, mas deve ser capaz de entender como as pessoas se sentem e compreender seus pontos de vista.

12 DOMÍNIO DOS DETALHES USO INTERNO DISPOSIÇÃO PARA ASSUMIR PLENA RESPONSABILIDADE O ótimo líder entende e executa cada detalhe do seu trabalho e, é evidente, dispõe de conhecimento e habilidade para dominar as responsabilidades inerentes à sua posição. Outros ônus da liderança é assumir responsabilidade pelos erros de seus seguidores. Caso um subalterno cometa um erro, talvez por inadiplência, o líder deve considerar que foi ele quem falhou. Se o líder tentar mudar a direção dessa responsabilidade, não continuará liderando e dará insegurança a seus seguidores. O clichê do líder é: "A responsabilidade é minha".

13 DUPLICAÇÃODUPLICAÇÃO USO INTERNO O líder de sucesso está sempre procurando maneiras de espelhar suas habilidades em outras pessoas. Dessa forma ele faz os outros evoluírem e é capaz de "estar em muitos lugares diferentes ao mesmo tempo". Talvez este seja um dos maiores atributos de um líder: ser capaz de desenvolver outros lideres. Pode-se julgar um líder pelo número de pessoas em que ele refletiu os seus talentos e fez evoluir.

14 USO INTERNO UMA PROFUNDA CRENÇA EM SEUS PRINCÍPIOS A expressão "A menos que batalhemos por alguma causa, nos deixaremos levar por qualquer causa" resume bem a importância de ter-se uma causa pela qual valha a pena viver e trabalhar. Nada cuja aquisição tenha valor é muito fácil. O líder de sucesso tem a determinação de atingir objetivos não importando os obstáculos que surjam pelo caminho. Ele acredita no que está fazendo com a determinação de batalhar por sua realização.

15 O DESAFIO DO LIDER USO INTERNO A liderança começa com uma escolha. Algumas dessas escolhas incluem encarar de frente as tremendas responsabilidades que nos dispomos a assumir e alinhar nossas ações com as boas intenções. Liderança e amor são questões ligadas ao caráter. Paciência, bondade, humildade, abnegação, respeito, generosidade, honestidade, compromisso. Estas são as qualidades construtoras do caráter, são os hábitos que precisamos desenvolver e amadurecer se quisermos nos tornar líderes de sucesso, que vencem no teste do tempo.

16 USO INTERNO "A genialidade de um bom líder é deixar para trás uma situação com a qual o senso comum, sem a graça da genialidade, consegue lidar de forma bem sucedida." (Walter Lippmann) "A genialidade de um bom líder é deixar para trás uma situação com a qual o senso comum, sem a graça da genialidade, consegue lidar de forma bem sucedida." (Walter Lippmann)

17 Referências (Acesso em: 30/06/2011, 21h30) (Acesso em: 30/06/2011, 21h30) JAMES C. HUNTER - Ano: 2004; Edição: 1. O Monge e o Executivo - Uma História Sobre a Essência da Liderança. USO INTERNO


Carregar ppt "USO INTERNO. LIDERANÇA e-DSA – LIDERANÇA Consultor: RODRIGO SANDER RODRIGUES USO INTERNO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google