A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Conceitos Geográficos Como se conhece algo em Geografia? Mariane Biteti.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Conceitos Geográficos Como se conhece algo em Geografia? Mariane Biteti."— Transcrição da apresentação:

1 Conceitos Geográficos Como se conhece algo em Geografia? Mariane Biteti.

2 O que é um conceito científico? Em geral, todo processo que torne possível a descrição, a classificação e a previsão dos objetos cognoscíveis. (Dicionário de Filosofia – Nicola Abagnano). O conceito é um dado ordenador da sensibilidade. Na filosofia clássica era compreendido como a essência das coisas. Uma das funções do Conceito é organizar os dados da experiência de modo que se estabeleçam entre eles conexões de natureza lógica. Um Conceito sobretudo científico, via de regra não se limita a descrever e classificar os dados empíricos, mas possibilita a sua inferência dedutiva e sua previsão.

3 Conceitos Geográficos ConceitoConcepção Norteadora Aprofundamento Espaço Geográfico Conjunto indissociável de sistemas de objetos (redes técnicas, prédios, ruas) e de sistemas de ações(organização do trabalho, produção, circulação, consumo de mercadorias, relações familiares e cotidianas) que procura revelar as práticas sociais dos diferentes grupos que nele produzem, lutam, sonham, vivem e fazem a vida caminhar. (Milton Santos) O espaço é perceptível, sensível, porém extremamente difícil de ser limitado, a qualidade do espaço é dada pelo conjunto de relações sociais e ambientais. Paisagem Unidade do Espaço percebida através dos nossos sentidos, sobretudo a visão. Contém elementos impostos pelo homem por meio de seu trabalho, de sua cultura e de sua emoção. Pode ser identificada e analisada de maneira formal, de modo seletivo e organizado.

4 ConceitoConcepção NorteadoraAprofundamento Lugar Porção do espaço apropriável para a vida, que é vivido, reconhecido e cria relação de pertencimento. Espaço das relações cotidianas com o qual o indivíduo se identifica mais diretamente. Milton Santos ressalta a força do lugar e o denomina de espaço banal. Território Porção do espaço definida pelas relações de poder, passando assim da delimitação natural e econômica para a de divisa social. O grupo que se apropria de um território ou se organiza sobre ele cria relação de territorialidade, que se constitui em outro importante conceito da Geografia. A delimitação do território é a delimitação das relações de poder, domínio e apropriação nele instaladas. É portanto uma porção concreta. O território pode, assim, transcender uma unidade política, e o mesmo acontecendo com o processo de territorialidade.

5 ConceitoConcepção NorteadoraAprofundamento Escala Distinguem-se dois tipos ou duas visões básicas: a escala cartográfica e a escala geográfica. A primeira delas é, a priori, uma relação matemática que implica uma relação numérica entre a realidade concreta e a realidade representada cartograficamente. No caso da escala geográfica, trata-se de uma visão relativa a elementos componentes do espaço geográfico. Para a escala cartográfica, é essencial estabelecer os valores numéricos entre o fato representado e a dimensão real do fato ocorrente. No caso da escala geográfica, o que comanda a seleção dos fatos é a ordem de importância dos mesmos no contexto do tema que está sendo trabalhado. Globalização, técnicas e REDES O fato gerador é o processo de globalização, que corresponde a uma etapa do processo de implementação de novas tecnologias, que acabaram por criar a intercomunicação entre os lugares em tempo simultâneo. Para sua ocorência, torna-se fundamental a apreensão das técnicas pelo ser humano e a expressão das redes, que não se restringem à comunicação, mas englobem todos os sistemas de conexão entre os lugares. A globalização é basicamente assegurada pela implementação de novas tecnologias de comunicação e informação, isto é, de novas redes técnicas que permitem a circulação de idéias, mensagens, pessoas e mercadorias, num ritmo acelerado, criando a interconexão dos lugares em tempo simultâneo. Alguns autores falam na existência de um cyberespaço.

6 Alguns Exemplos: -Shopping Center: entre o lugar e o não-lugar x Rolezinho Na década de 1940 nos EUA e nos anos 60 no Brasil; provavelmente; a afirmativa de que os shoppings eram pouco representativos para o cotidiano e que a relação que o público mantinha com esses espaços era muito distante; não seria alvo de qualquer contestação. Havia muito pouco para se fazer em um centro de compras; até porque as administrações ainda não compreendiam o potencial do shopping em ser mais do que um centro de compras e com isso atrair mais (as) pessoas. A ida ao shopping era esporádica; rápida e motivada pela compra. Esta primeira inserção do shopping na cidade; caracterizando-se como um local de passagem para compras; homogêneo; objetivo e pouco comunicativo; credenciou este equipamento urbano como um possível exemplo daquilo que alguns autores chamariam de “não-lugar. O shopping hoje tornou-se; também; um espaço de sociabilidade; em que as pessoas cotidianamente se encontram; se divertem e passeiam. Apesar de podermos qualificar a sociabilidade nos shoppings de “instrumental”; pelo fato de em grande medida constituir-se em uma estratégia da administração para ampliar o tempo de permanência e o consumo.

7 Música: Meu Lugar Arlindo Cruz O meu lugar É caminho de Ogum e Iansã Lá tem samba até de manhã Uma ginga em cada andar O meu lugar É cercado de luta e suor Esperança num mundo melhor E cerveja pra comemorar O meu lugar Tem seus mitos e Seres de Luz É bem perto de Osvaldo Cruz, Cascadura, Vaz Lobo e Irajá O meu lugar É sorriso é paz e prazer O seu nome é doce dizer Madureiraaa, lá laiá, Madureiraaa, lá laiá Ahhh que lugar A saudade me faz relembrar Os amores que eu tive por lá É difícil esquecer Doce lugar Que é eterno no meu coração E aos poetas traz inspiração Pra cantar e escrever Ai meu lugar Quem não viu Tia Eulália dançar Vó Maria o terreiro benzer E ainda tem jongo à luz do luar Ai que lugar Tem mil coisas pra gente dizer O difícil é saber terminar Madureiraaa, lá laiá, Madureiraaa, lá laiá, Madureiraaa Em cada esquina um pagode num bar Em Madureiraaa Império e Portela também são de lá Em Madureiraaa E no Mercadão você pode comprar Por uma pechincha você vai levar Um dengo, um sonho pra quem quer sonhar Em Madureiraaa E quem se habilita até pode chegar Tem jogo de lona, caipira e bilhar Buraco, sueca pro tempo passar Em Madureiraaa E uma fezinha até posso fazer No grupo dezena, centena e milhar Pelos 7 lados eu vou te cercar Em Madureiraaa E lalalaiala laia la la ia... Em Madureiraaa

8 Riquezas em terras indígenas geram conflitos A Anistia Internacional, com sede em Londres, publicou em 30 de março, um relatório com uma série de informações relativas às populações indígenas do Brasil, denominadas no documento como estrangeiros por serem tratados como não- brasileiros. O relatório,chamado Brasil - Estrangeiros em Nosso Próprio País, caiu como uma bomba para a imagem da política indigenista brasileira, um dos focos da campanha do presidente Lula. Apesar do direito dos povos indígenas à terra estar consagrado na Constituição de 1988, que define essas áreas como terras ocupadas tradicionalmente pelos índios, os dados do relatório mostram que a violência contra os povos indígenas tem aumentado no país. Na maioria das vezes essa violência se dá contra líderes indígenas devido, principalmente, a disputas por terras, pelas riquezas naturais contidas nessas terras e até pelo conhecimento indígena sobre a biodiversidade. Fonte: 28/01/ :29:00 por Marcelo Gomes Tiroteios em favelas com UPP voltam a assustar zona sul do Rio RIO - Pacificados em dezembro de 2009, os Morros do Pavão-Pavãozinho e Cantagalo, na zona sul do Rio, voltaram a registrar tiroteios constantes... Fonte:

9 Ano 5, n. 15, ano 2012 – Vestibular UERJ Os processos de patrimonialização acentuaram-se ao longo dos últimos trinta anos, incorporando inclusive novas categorias, como a de paisagem cultural. Para o caso do Rio de Janeiro, a manutenção da harmonia entre ocupação humana e meio ambiente no espaço urbano deve ser garantida, principalmente, por meio de: (A) flexibilização da legislação das regiões sujeitas a proteção ambiental (B) desapropriação das áreas de encostas existentes na região metropolitana (C) preservação dos conjuntos de logradouros dotados de atrativos naturais (D) reordenamento das áreas litorâneas marcadas pela expansão imobiliária Alternativa correta: (C) Objetivo: Discriminar ação derivada da designação da cidade do Rio de Janeiro como Patrimônio Mundial na categoria paisagem cultural.

10 VESTIBULAR 2010 (UFU) A Geografia se expressou e se expressa a partir de um conjunto de conceitos que, por vezes, são considerados erroneamente como equivalentes, a exemplo do uso do conceito de espaço geográfico como equivalente ao de paisagem, entre outros. Considerando os conceitos de espaço geográfico, paisagem, território e lugar, assinale a alternativa INCORRETA. a) A paisagem geográfica é a parte visível do espaço e pode ser descrita a partir dos elementos ou dos objetos que a compõem. A paisagem é formada apenas por elementos naturais; quando os elementos humanos e sociais passam a integrar a paisagem, ela se torna sinônimo de espaço geográfico. b) O espaço geográfico é (re)construído pelas sociedades humanas ao longo do tempo, através do trabalho. Para tanto, as sociedades utilizam técnicas de que dispõem segundo o momento histórico que vivem, suas crenças e valores, normas e interesses econômicos. Assim, pode-se afirmar que o espaço geográfico é um produto social e histórico. c) O lugar é concebido como uma forma de tratamento geográfico do mundo vivido, pois é a parte do espaço onde vivemos, ou seja, é o espaço onde moramos, trabalhamos e estudamos, onde estabelecemos vínculos afetivos. d) Historicamente, a concepção de território associa-se à ideia de natureza e sociedade configuradas por um limite de extensão do poder. A categoria território possui uma relação estreita com a de paisagem e pode ser considerada como um conjunto de paisagens contido pelos limites políticos e administrativos de uma cidade, estado ou país

11 Combate à cyberpedofilia Jean Ubiratan O crescente aumento da mídia sobre o combate à pedofilia via internet e a recente apresentação do deputado federal Luiz Eduardo Greenhalgh (PT-SP) à embaixada americana de um documento que indica o Brasil no topo da lista de cyberpedófilos, fazem refletirmos sobre o assunto. Os dados apresentados nesse estudo são assustadores: mais de mil sites mensais são relacionados a este tipo de crime e 76% dos pedófilos do mundo estão no País. Isso demonstra, cada vez mais, que há uma necessidade iminente em divulgar meios de alertar os responsáveis sobre como impedir que algo do gênero possa acontecer simplesmente por omissão. Uma das maiores vantagens dos atuais crimes virtuais é o anonimato. Para leigos no assunto é praticamente impossível identificar quem está do outro lado flertando com o seu filho. Isso faz com que a denúncia de casos referentes a este tema também sejam muito mais difíceis, muito em razão de não localizar quem o está fazendo. Algumas dicas e cuidados ao navegar na internet garantem uma diversão segura e mais tranquila. A primeira medida recomendada é o velho e bom puxão-de- orelha, ou seja, assumir a responsabilidade com as crianças ou os jovens, que ainda não a conhecem. Outro fator importante é quanto à disposição física do computador, pois uma localização mais pública na casa ajuda, em muito, o controle. Em locais públicos responsáveis por prover acesso às pessoas como, por exemplo, em escolas ou lan house, é essencial que existam regras para o bom uso da internet. Os pais também necessitam estar informados sobre as novas ferramentas de tecnologia que possibilitam auxiliar no controle de acesso à rede. Além dos já conhecidos antivírus, existem diversos outros sistemas que mantêm o controle do que está ocorrendo no computador enquanto estão acessando a web. Saber por onde andam, com quem falam, os locais frequentados, o que fazem, são as perguntas costumeiras realizadas pelos pais, porém esses mesmos questionamentos devem ser aplicados na vida digital dos filhos. Esses cuidados, com certeza, aumentam a percepção de segurança em relação aos filhos. Infelizmente, a realidade é forte e se não houver cuidados com os filhos, enquanto navegam na internet, alguém acabará os vigiando via esse meio. A dúvida é saber se as intenções dessa pessoa desconhecida são tão boas quanto as dos pais


Carregar ppt "Conceitos Geográficos Como se conhece algo em Geografia? Mariane Biteti."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google